xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 17/12/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

17 dezembro 2013

Cid Gomes inaugurou em Crato escola profissionalizante com nome da tia do governador Eduardo Campos



(Blog de Eliomar Lima)


O governador Cid Gomes (PROS) inaugurou, às 19 horas desta terça-feira, no Crato, a 100ª Escola Estadual de Educação Profissional denominada Maria Violeta Arraes de Alencar Gervaiseau. O estabelecimento oferecerá cursos de Estética, Informática, Manutenção Automotiva, além de Produção de Áudio e Vídeo. O investimento para construção, equipamentos e mobiliário foi de R$ 10,6 milhões, segundo a Seduc. Os recursos são oriundos do Tesouro Estadual e Governo Federal.  A escola faz parte da Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede) 18, sediada em Crato, que passou a contar com quatro unidades.
DETALHE – A escola traz o nome da ex-secretária da Cultura do Estado, Violeta Arraes (Governo Tasso Jereissati), irmã de Miguel Arraes, avô do hoje governador de Pernambuco e candidato à Presidente da República, Eduardo Campos.

Avianca publica matéria em sua revista divulgando Juazeiro do Norte e o Cariri



Uma matéria de 10 páginas sobre o turismo religioso em Juazeiro do Norte e demais atrativos em nível de região do Cariri é destaque na última publicação do ano da Revista Avianca.  “A Fé do Sertão – conheça Juazeiro do Norte e região, onde religiosidade, ciência e ecologia se encontram” é o título da matéria escrita pela jornalista Rozze Angel com fotos de Grazi Ventura na edição de dezembro.
O texto remete ao que está posto no Pacote Turístico do Cariri desenvolvido por técnicos da Secretaria de Turismo de Juazeiro dando uma contemplação regional na divulgação dos atrativos locais. Ela abre o texto enfocando o turismo religioso e citando Juazeiro como um dos municípios territorialmente menores do Ceará, porém de grande importância do ponto de vista econômico que cresceu em torno da fé na figura do Padre Cícero. Cita ainda os cerca de seis mil estabelecimentos comerciais e maior centro atacadista do interior visitados, diariamente, por aproximadamente 100 mil pessoas, suas 500 indústrias, a renda per capita de R$ 4,5 mil, o pólo universitário e o fato de ser o segundo maior centro de visitação católica da América Latina.
O texto da Revista Avianca aponta o Roteiro da Fé em Juazeiro antecipando sobre as celebrações pelos 80 anos da morte de Padre Cícero em 2014. Além disso, discorre sobre a cultura regional destacando os grupos folclóricos, a Gráfica da Lira Nordestina, a riqueza do artesanato, o pólo de gastronomia e a boa rede hoteleira. O ecoturismo faz menções à Floresta Nacional do Araripe, o Pontal de Santa Cruz, os clubes de veraneio e o Museu de Paleontologia da Universidade Regional do Cariri (URCA).
(Publicado originalmente no blog Portal do Juazeiro)

Cresce e desaparece. Por João Pereira Coutinho


1. Com a morte de Mandela, confesso que passei horas e horas a ler sobre o senhor. Mas nenhum texto me impressionou tanto --na sua imbecilidade e ignorância-- como o elogio cético que Slavoj Zizek dedicou a Madiba no "Guardian".

Verdade que Zizek nunca desilude. Mas o texto atinge novos patamares de mendacidade intelectual quando informa o auditório de que Mandela morreu um homem amargo.

Uma afirmação dessas, vinda de um enfermeiro, teria o seu valor. Mas o objetivo de Zizek é político, não clínico: Mandela morreu amargo porque a promessa de uma África do Sul resplandecente não se cumpriu.

Até aqui, nada a dizer: a pobreza, a violência e o crime continuam a fazer parte do cotidiano do país. Mas para Zizek essas falhas devem-se à "traição" que Mandela cometeu sobre os seus ideais "socialistas", sucumbindo às sereias do capitalismo.

Nesse sentido, Mandela representa bem o destino da esquerda contemporânea, diz Zizek: na oposição a um regime iníquo, a esquerda promete maravilhas sem fim; quando chega ao poder, abre a porta ao compromisso "burguês".

A ignorância de Zizek começa logo aqui: ao não entender que o derrube do apartheid começou por um ato de compromisso. Que o mesmo é dizer: Mandela pousaria as armas e o regime começaria a tratá-lo com outra brandura.

Isso pode soar ofensivo para quem vive no jardim infantil da política e divide o mundo entre índios e cowboys. Não soou ofensivo para Mandela nem para a ala mais moderada do ANC.

Mas há mais: acusar Mandela de atraiçoar os seus ideais "socialistas" é ignorar a importância que o fim desses ideais teve para derrubar o próprio regime.

A queda do apartheid, ao contrário do que imagina Zizek, não começou com a saída de Mandela da prisão em 1990. Começou um ano antes, quando um certo Muro de Berlim foi reduzido a escombros. Com o desaparecimento da ameaça ideológica de Moscou, a elite branca não apenas deixou de temer a transição para um regime democrático pleno --como, no limite, o permitiu.

Finalmente, Zizek pergunta: não será possível ir além do legado tímido de Mandela sem cair no extremismo totalitário de Robert Mugabe, o vizinho do Zimbábue que arruinou o seu país?

Curiosamente, Zizek nem se apercebe da contradição da pergunta: Mugabe destruiu o país porque seguiu a cartilha "socialista" que Zizek acusa Mandela de ter renegado.

O resultado desse programa de "coletivização dos meios de produção" determinou que um dos mais prósperos países africanos seja hoje um caso internacional de fome, miséria e, claro, guerra civil larvar de negros contra brancos. Ou, pelo menos, contra os brancos que ainda restam por lá.

Quando será que Zizek cresce e desaparece?

2. A culpa é de John Lennon: quando o ex-Beatle começou a dissertar sobre os grandes temas do mundo, o mundo prestou atenção e a moda estava lançada.

Bizarro: eu gosto da minha empregada doméstica. Mas não presto atenção ao que ela diz sobre, por exemplo, o aquecimento global ou a crise das dívidas soberanas na Europa. Por que motivo devemos prestar atenção ao que dizem os músicos sobre assuntos que eles grotescamente desconhecem?

Roger Waters é um caso recente: o líder do Pink Floyd considerou Israel um Estado perfeitamente comparável à Alemanha nazista. Motivo? A forma como trata os palestinos de Gaza e da Cisjordânia. Roger Waters só não explicou direito se também falava dos campos de extermínio e dos fornos crematórios que existem em Tel Aviv.

Ponto prévio: você, leitor, pode não concordar com a política de Israel; pode condenar vivamente a construção de assentamentos na Cisjordânia; e pode até atribuir todas as culpas do mundo aos judeus pelo fracasso das sucessivas negociações entre Israel e a autoridade palestina. Está no seu direito e na posse razoável das suas faculdades mentais.

Mas quando alguém compara Israel com a Alemanha de Hitler --o mais infame regime da história, que fabricou a morte sistemática de milhões de judeus e outras minorias e foi responsável pela maior catástrofe militar do século 20 --essa comparação não é apenas ofensiva para a "memória das vítimas", como dizem os poetas.

A comparação é ofensiva para você, leitor, tratado como um idiota ignorante por outro idiota ignorante.

Vereador fala bobagem e toma lição de Moral do Radialista Fábio Lemos


O vereador Cratense Fernando Brasil, no dia 16 de dezembro, em conversa com pessoas próximas à Câmara Municipal, onde estavam inclusas radialistas, vereadores, jornalistas e curiosos, disse à respeito do programa realizado pela Rádio Educadora do Cariri, "FALANDO COM O PREFEITO", que a Rádio Educadora havia se vendido, e que o radialista Fábio Lemos havia sido comprado pelo prefeito Ronaldo Gomes de Mattos, e que o próximo a cair seria o ex-prefeito Zé Adega, diretor da Rádio PRINCESA FM. ( Segundo confirmado por inúmeras testemunhas, dentre elas, radialistas e vereadores presentes ).

O vereador, que é conhecido mais pelas brigas na câmara do Crato, e pelo projeto de lei que se fosse aprovado beneficiaria a cidade de Londrina, no Paraná, se assume perante o público, inclusive em gravações, como um "babão do prefeito atual", recebeu a devida resposta do radialista Fábio Lemos no Jornal da Educadora desta terça-feira, 17 de dezembro. 

O apresentador do programa "Falando com o Prefeito" pesquisou, e acabou descobrindo que o vereador Fernando Brasil atira pedras no telhado alheio, quando o seu próprio é de vidro, sendo ele mesmo, o campeão das DIÁRIAS pagas pela Câmara de Vereadores em quase 5 anos de mandato, segundo o Portal da Transparência, já tendo "consumido" dos cofres públicos, algo em torno de 60 mil reais, segundo relatou Fábio Lemos. 

Veja no vídeo, a resposta que o radialista dá ao vereador.
Será que ele aprendeu a lição ?

O MINISTÉRIO PÚBLICO PRECISA INVESTIGAR PARA ONDE FOI PARAR ESSES 60 MIL REAIS DOS COFRES PÚBLICOS.


Governador assina OS para obras de recuperação ambiental e urbanização no Crato


O investimento na obra será de R$ 18,3 milhões, financiados pelo Banco Mundial

O governador Cid Gomes assina, nesta terça-feira (17), às 19 horas, a ordem de serviço para as obras de recuperação ambiental e urbanização no bairro Seminário, no Crato, no Cariri. As intervenções integram a carteira de projetos do Projeto de Desenvolvimento Econômico Regional do Ceará – Cidades do Ceará Cariri Central do Ceará, executado pela Secretaria das Cidades. O investimento na obra será de R$ 18,3 milhões, financiados pelo Banco Mundial.  A solenidade contará com a presença do secretário das Cidades, Carlo Ferrentini.

A área que receberá as obras é de 14,3 hectares. Lá, estão previstos serviços de contenção de encosta e trabalhos de recomposição da vegetação do local, auxiliado por um sistema automático de irrigação. O Projeto também conta com a construção de uma via paisagística no topo da encosta com extensão de 1,2 quilômetros, onde serão realizados serviços de drenagem, terraplanagem, iluminação, paisagismo, sinalização e espaços de contemplação de paisagem. Está previsto ainda o reassentamento de famílias e serviços de esgotamento sanitário de parte da bacia do bairro, atendendo 12.500 famílias com a construção da Estação de Tratamento de Esgoto.

Cidades do Ceará

O Projeto visa estimular a economia, melhorar a infraestrutura urbana e ampliar as capacidades específicas de cada município do Cariri. Ao todo, cerca de R$ 130 milhões estão sendo investidos em toda a região. Por meio do Projeto, a Secretaria das Cidades pretende fortalecer o Cariri Central, transformando-o numa região capaz de dividir com a Capital a atração de população, equipamentos, atividades bens e serviços, tendo como objetivos específicos: promover o desenvolvimento econômico; melhorar a infraestrutura urbana; e ampliar a capacidade de gestão regional do Cariri Central, que compreende os municípios de Barbalha, Caririaçu, Crato, Farias Brito, Jardim, Juazeiro do Norte, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri.

Obras concluídas

Nos municípios beneficiados o projeto garantiu ações de urbanização e melhorias de infraestrutura, algumas das obras já conclúidas pelo projetos Cidades do Ceará - Cariri Central são: Obras de requalificação das praças centrais do Crato; Obra de pavimentação e sinalização do Centro Histórico de Barbalha; Serviços de sinalização turística do Geopark Araripe; Obra de requalificação da área central de Farias Brito; Conclusão da 1ª etapa do Roteiro da Fé, bem como do Centro Multifuncional em Juazeiro do Norte.

Obras em andamento

Intervenções como construção da Avenida do Contorno - Trecho I (Juazeiro do Norte), Avenida do Contorno (Barbalha) e Urbanizações (Nova Olinda, Santana do Cariri, Missão Velha e Caririaçu), estão em andamento nos municípios do Cariri.

Assessoria de Imprensa da Secretaria das Cidades


Cores do sentimento - Por: Emerson Monteiro

As paixões mostram suas tonalidades quentes do vermelho enquanto durar o prazer de corpos pegados e nus. Depois, lá adiante, satisfeitos apetites da carne, a tinta roxa dos finais tende a pintar telas de corações, parecido quando o tempo da euforia já passou pelas frestas apertadas dos músculos e tendões, deixando marcas profundas de restos materiais jogados inúteis pelos cantos de salas e corredores escuros, tristes campos de batalhas perdidas. Saudades amargas, dias de gozos vertidos nas sarjetas, gorduras ainda escorrendo pelo canto das bocas ressequidas, ossos quebrados, amizades desfeitas e contas a pagar nos laços desfeitos.

Noutros momentos, os suaves tons do verde dominam a folhagem antes seca do verão, notas das intensas felicidades, trazendo alegria de flores animadas, perfumadas, ao sabor do canto de pássaros soltos nas matas. Fertilidade no solo, promessas de esperança na sinfonia inigualável da natureza, a dizer esses verbos efusivos.

À vivacidade do verde se reúnem luzes laranja das manhãs esplendorosas, nos amores perfeitos e sentimentos mais sinceros, que amor existe, resta encontrar, primeiro dentro de si; na sequência, nos outros, à medida justa do que plantar. E esses rastros coloridos em matizes de vermelho com amarelo clareiam a alma do pleno pudor de verdades sinceras.

Até chegar às notas azuis das primaveras de belas plumas, voo de aves do paraíso, espécies mensageiras da religiosidade que alimenta o sonho pessoal nas asas das orações, ao prumo da Ave-Maria. Amores ainda maiores, com o auspicioso sentido da imortalidade. Esse azul que norteia os viajantes pelo deserto das várias atribulações. O véu do firmamento trará, então, o mistério das cores, largo e infinito, mostra cabal do quanto das possibilidades existe no íntimo seio da poderosa eternidade.

Nisso, nas pinceladas da cor rosa que suavizam a luz fulgurante dos elevados sentimentos, haverá maturidade espiritual, quando amores ganham as praias da permanência, testemunho de condições imortais, pouso certo e calmo dos desejos da perfeição. Assim vindo a nós a presença dele, de Jesus, e toda beleza se completará.


Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30