xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 11/12/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

11 dezembro 2013

Sobral deverá ter curso de Medicina na INTA

.

O governador Cid Gomes confirmou nesta segunda-feira (9) que a Faculdade INTA, em Sobral, deverá oferecer o curso de Medicina. A informação foi dada ao governador do Ceará pelo Ministério da Educação. 

O Povo Online


Comprometimento da receita do município do Crato com a folha de pagamento chega a mais de 53%, segundo vereador Amadeu de Freitas


Segundo Amadeu de Freitas, a lei aponta que o executivo Cratense comete ato de Improbidade Administrativa, em não fornecer as informações solicitadas dentro do prazo legal.


Na sessão da última segunda feira (09), na câmara municipal do Crato, o vereador Amadeu de Freitas contestou a realização de uma audiência pública ocorrida na câmara, dentro de uma sessão ordinária que deveria ser divulgada pelos meios de comunicação, para ciência da população e que pudessem  participar, coisa que não aconteceu. 

Disse ainda Amadeu: “discordei de aumento de impostos e pela não eficiência nas arrecadações dos mesmos, outro ponto foi com o comprometimento da receita do município com a folha de pagamento  que chega a mais de 53% que já é um sinal de alerta e perguntei se estava relacionado com as demissões, não obtive  resposta. Frisou  ainda o vereador: Sobre os pedidos de informações solicitados  junto a determinadas secretarias do poder executivo, que até o presente momento não deram a mínima como resposta e os prazos foram vencidos, o caminho será buscar as providencia que a lei manda, uma vez que é ato de improbidade administrativa ao chefe do executivo não responder à câmara municipal.

Na mesma sessão, quando o vereador Bebeto ocupou a tribuna para justificar seu silêncio de não poder falar o que havia prometido, ele se reportou ao tema que sempre advertíamos nos nossos comentários  no BLOG DO CRATO, que essa picuinha política que joga o povo para o escanteio valorizando as pendengas, estariam produzindo subsídios para a justiça interferir no legislativo, exatamente o que o vereador  Bebeto se reportou na tribuna, ou seja, estão chamando a justiça para interferir na câmara.

Em suma: Estão invocando a presença espiritual do dramaturgo “Nelson Rodrigues” para dizer que “Toda unanimidade é burra”  quando dizem não a uma simples convocação de um secretário para dar explicações contrariando o regimento interno por casa das PICUINHAS?

Por: Ed Alencar
Repórter/Membro do Blog do Crato
Foto meramente ilustrativa: Dihelson Mendonça


Sabença de caboclo - Por: Emerson Monteiro

Talvez por pretender contrariar o princípio de que cavalo ruim se vende longe, Chico Ivo tratou de camuflar muito bem a deficiência do animal com a instalação mais do que perfeita de outro belo rabo no baita cavalo luzidio, untado com esmero numa mistura gosmenta de breu e cola de marceneiro, disfarce primoroso da alisada vassoura de longos fios selecionados.

Junto ao toco, implantara a nova cauda, recolhida de outros bichos no decorrer de longos meses, cabelo a cabelo, que, de firme, mostrava-se suficiente para confundir os maiores especialistas, como deixará provado. Concedia, inclusive, ao equino ginga do tanto de esboçar ligeiras e saudosas abanadas, qual nos velhos tempos de inteiro.

Bom, foi assim que resolveram desafiar o furdunço da feira de Lavras da Mangabeira, buscando o pátio dos bichos, onde não teve mesmo quem viesse de notar a gauribagem. Tudo limpo no céu do meio-dia.

Interessados não custaram a aparecer com suas pretendências e propostas. Examinavam o cardão de cima a baixo, coleando a pelagem, friccionando o lombo, sempre cuidando de olhar dentes, cascos, orelhas, na mania dos espertos.  Porém foram, de verdade, os ciganos que primeiro se fixaram na intenção explícita da compra, seguindo logo, logo, saber do preço.

Conversa vai, conversa vem; regateia daqui, regateia dali; negócio realizado. Cabresto na mão, dinheiro no bolso, e, satisfeitos, certos de uma boa transação, restava aos negociantes pegarem estrada e buscarem o destino da tropa nas estradas poeirentas do sertão.

...

Passadas se foram algumas luas, ritmo obediente das coisas naturais. A tranquila cidade mudou quase nada em meio à falta de  acontecimentos marcantes.

Lá noutro dia, noutra feira de grande movimento, gente muita, muita animação comercial, difícil até de se achar quem se procura entre as tantas caras, eis com quem Chico Ivo se defronta, de imediato reconhecido... Com os mesmos ciganos que lhe haviam adquirido o cavalo. Vinham de longe acenando, para garantir o encontro casual inevitável:

- Ganjão, ganjão! Aguarde um pouco que seja.

- Não quero nem saber, - reagiu enfático o antigo proprietário do animal. - Negócio feito ninguém desfaz. Fechado está, assim restará.

E quão admirado ficou da resposta que lhe veio do cigano à frente dos demais:

- Se despreocupe, ganjão. Nosso objetivo é outro. O que passou tá pra trás. Viemos aqui foi lhe fazer uma outra proposta, de que o senhor aceite, a partir de hoje, seguir com a gente e chefiar nosso bando.

Sessão "Boicote" na Terça-Feira ( 10 ), na Câmara Municipal do Crato - Por: Ed Alencar






Não houve sessão nesta terça feira (10) na Câmara Municipal do Crato, motivo, “boicote”, ao vice presidente  Roberto Anastácio (Bebeto), que por motivo de viagem do presidente Luis Carlos, presidiria a sessão de terça-feira. Todos os vereadores da base aliada do governo municipal, não compareceram, com exceção do vereador Tihago Esmeraldo, que viajou acompanhando o presidente Luis Carlos, os outros doze não deram as caras no plenário. Em entrevista a um companheiro de imprensa, o vereador Pedro Alagoano, disse não ter comparecido à sessão, por ter sido pelo presidente Luis Carlos antes de viajar, e entendeu que não haveria sessão. ( Será que colou?  Ou foi combinado...)

A câmara municipal passa por um momento de desgaste perante a sociedade, em outra linguagem “desbotada”. Pois não é uma coincidência grande, que até as fotografias dos ex-presidentes da câmara  desbotaram  também? Só restou a foto do patrono Valdevino de Brito.

A sessão não deu quórum, somente quatro vereadores da oposição estiveram presentes: Amadeu de Freitas, Bebeto, Guer e Jales Veloso. O vereador  Gury,  que faz parte da oposição, apareceu no fim da leitura da ata,  justificando sua estranha  ausência à imprensa por estar resolvendo problemas pessoais.

O vereador Bebeto não foi autorizado a revelar o que sabia, para não atrapalhar as investigações em curso no Ministério Público. Isso já estava previsto, agora é esperar o pronunciamento oficial do MP, onde se acredita que ainda durante esta semana algo aconteça.

EM SUMA:  As pessoas que compareceram à câmara, riam, ao mesmo tempo se mostravam indignados com o testemunho da falta de respeito para com o povo do Crato. A pergunta feita por um eleitor, é se vai ser descontado do salário dos vereadores, as faltas. 

Por: Ed Alencar
Repórter/Membro do Blog do Crato


Maioria das Prefeituras vai fechar o ano no ´vermelho´


Gestores de municípios brasileiros participaram ontem, em Brasília, de mobilização por aumento no FPM

Quixadá. A maioria dos municípios cearenses deverá fechar 2013 no vermelho. Essa é a estimativa da presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Adriana Pinheiro (Aninha). A posição da representante da Aprece reflete o pronunciamento feito pelo presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, na última segunda-feira, em Brasília. Aninha classifica a situação como crítica. A manutenção dos serviços de saúde lidera as dificuldades dos gestores públicos FOTO: ALEX PIMENTEL

De Brasília, ela concedeu entrevista à reportagem por telefone. Na Capital Federal, ela estava ontem em busca de alternativas e procurando sensibilizar os representantes do Congresso e a presidente Dilma Rousseff, acerca da necessidade de ações emergenciais para solução do problema do endividamento. Aninha e representantes de prefeituras de todo o Pais estavam reunidos no auditório Petrônio Portela, no Senado Federal, na Mobilização Permanente contra a crise financeira dos municípios. Aguardavam a oportunidade para reivindicarem o acréscimo de, pelo menos, 2% no valor do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Esta foi a maneira mais rápida encontrada para evitar um colapso na prestação dos serviços públicos na maioria das cidades brasileiras. "No Ceará, sem esse auxílio emergencial, mais de 60% dos prefeitos poderão estar sujeitos à Lei de Responsabilidade Fiscal, aumentando ainda mais a crise", explicou. Ainda conforme a presidente da Aprece, esse ônus, "atirado nas costas dos gestores municipais, não é justo".

De um lado, a população não quer saber como os serviços, principalmente de saúde e de educação, estão sendo mantidos. Os servidores também exigem e merecem seus direitos. Não bastassem essas obrigações, qualquer outro órgão, das outras esferas, Estadual e Federal, como Fóruns de Justiça, delegacias, cadeias, escolas, necessitam de contrapartida das gestões municipais, acarretando mais despesas. "A situação só não está pior porque o governo estadual está repassando parte do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para os municípios", ressaltou.

O prefeito de Quixadá, João Hudson Bezerra, também estava em Brasília. Por meio de telefone, ele confessou não imaginar o enfrentamento de uma crise tão grave, logo no seu primeiro ano de administração.

"No meu caso, estou reduzindo despesas ao máximo, para garantir os serviços essenciais e o pagamento dos nossos servidores, mas em outros municípios, inclusive de Estados mais ricos, como o Rio Grande do Sul, alguns perfeitos me disseram que não terão como pagar o 13º salário de seus servidores. Sem o repasse justo do FPM, tanto perdem os servidores como a população, em qualquer cidade deste País", justificou.

Segundo o economista José Irineu Carvalho, especialista em tributos públicos, sócio-presidente da Cívitas Assessoria & Consultoria, também consultor da Aprece, a situação é realmente crítica. Haverá necessidade de rever o pacto federativo para equiparar novamente as despesas às receitas dos municípios. Hoje está se tornando inviável o atendimento dos serviços, segundo aponta o consultor. Ele cita como exemplo um município com 15 mil habitantes. Em 2009, recebia recursos do FPM para custear 15.900 salários mínimos. Quatro anos depois, com o reajuste do salário base nacional, a administração pública desse município disponibiliza apenas de 13.300 salários. Essa diferença reflete diretamente na prestação dos serviços à população. O gestor público passa a enfrentar o dilema de atender os munícipes, a Constituição Federal, ou a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

O consultor cita, como exemplo, o crescimento do salário mínimo entre 2008 e 2012, em torno de 14%. O reajuste do FPM nesse período foi de apenas 2,7%. Não bastassem essas diferenças, o reajuste do Piso Nacional do Magistério foi estipulado em 22,23%, enquanto o repasse do Fundo da Educação Básica (Fundeb) teve reajuste de apenas 1,31%. Por fim Irineu Carvalho cita os percentuais do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) entre 2006 e 2013, da ordem de 43,75%. O salário nesse período cresceu 93,71%. "Um dos grandes gargalos dos gestores são os encargos com os servidores", ressaltou.

Finalmente, Irineu Carvalho analisa a situação da manutenção dos serviços de saúde pública como outro grande problema para os municípios. Além de não existirem profissionais médicos disponíveis, principalmente para os plantões, entraves legais impossibilitam a prestação do serviço de forma adequada.

O valor mensal varia entre R$ 28 mil e R$ 30 mil, bem superior aos salários dos prefeitos. Esses problemas devem ser revistos e solucionados senão continuarão ultrapassando os limites previstos para pagamento de folha, onde, conforme seus levantamentos, atualmente, 60 municípios ultrapassam os 54% e outros 14 estão acima dos 60% permitidos na legislação federal.

ALEX PIMENTEL
Colaborador do Jornal Diário do Nordeste


A Rádio Educadora não caiu e nem vai cair - É o que afirma Geraldo Correia Braga - Por: Dihelson Mendonça


Sobre boatos que andam circulando nas ruas do Crato de que a Rádio Educadora do Cariri teria "se vendido", ou não resistido às pressões dos emissários do governo municipal, que supostamente tentaram contratos por muitos meses contra esta verdadeira "Muralha de Jericó", que sempre representou a difusão do Bem, do Útil e da Verdade, na tarde ontem ( 10 ) entrei em contato com o seu diretor, o meu amigo Geraldo Correia Braga, a fim de saber se tais boatos procediam, ao que este afirmou textualmente que a Rádio Educadora NÃO CAIU E NEM VAI CAIR. 

Geraldinho, como é conhecido, disse dentre outras coisas, que a Rádio Educadora pode até fazer uma transação legal e comercial de publicidade para a divulgação de matérias institucionais da administração do Crato, a exemplo das que já mantém com o Governo do Estado do Ceará e com o Governo Federal, DESDE que isso jamais venha a influenciar a linha editorial da estação, a sua atuação isenta, e sempre responsável do lado do povo do Crato.

Em suas próprias palavras: "Muitas pessoas chegavam a nós, dizendo que estávamos fazendo uma perseguição ao prefeito, o que não era verdade. Fomos procurados pela assessoria de comunicação perguntando sobre esta perseguição, respondemos que não existia nenhuma perseguição. Como resposta dissemos que concederiamos espaço para divulgar também o material da prefeitura. O que não significa que não denunciaremos mais nada. Pelo contrário, continuaremos utilizando o espaço para denunciar e ouvir os reclames da população."

BOATO DESFEITO

Portanto, com as afirmações do seu diretor, caem por terra os boatos que circulam na Praça Siqueira Campos sobre contratos inclusive pomposos de que a estação teria fechado. Fica aqui os nossos cumprimentos ao Geraldo Correia Braga por tão sábia decisão a nível de imprensa, que soube manter o profissionalismo da estação, sem misturá-la à política de ocasião. Que permaneça em seu grande lema a estação maior do Cariri, pois foi exatamente pela sua idoneidade e a sua independência, que trouxe à Rádio Educadora o estrondoso sucesso que tem recebido nos últimos meses, como a mais isenta e responsável estação de Rádio do Cariri.

Por: Dihelson Mendonça



Sesc apresenta Karina Buhr no Crato


Nesta sexta-feira (13), o Sesc* apresenta Karina Buhr no Crato. O show acontece a partir das 20h30, no Sest/Senat.

Cantora, compositora e ilustradora, a artista traz ao palco um show performático, com uma sonoridade nova e original. Nascida em Salvador, Karina Buhr iniciou sua carreira musical em 1994 em Recife, nos grupos de maracatu Piaba de Ouro e Estrela Brilhante. Após anos à frente do grupo Comadre Fulozinha, lançou seu primeiro trabalho solo em 2010, o disco autoral “Eu menti pra você”.

Um ano mais tarde, surge o seu segundo álbum, "Longe de onde". Lançado em 2011, na Argentina, o disco foi eleito pela Revista Rolling Stone entre os 10 melhores do ano e entre os três melhores shows do ano pela Folha de S Paulo.

SERVIÇO
Local: Estacionamento do Sest/Senat
Data: 13/12
Horário: 20h30



Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30