xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 09/12/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

09 dezembro 2013

Prof. Jorge Carvalho envia ofício solicitando empenho do Senador Eunício Oliveira na instalação das Faculdades de Farmácia e Odontologia no Crato


No último sábado, o Prof. Jorge Carvalho entregou um ofício solicitando empenho do Senador Eunício Oliveira na instalação das faculdades de farmácia e odontologia em nossa cidade na UFCA.
O envelope demonstra o pioneirismo nosso (cratense), na criação de ambos os cursos universitários no final da década de 50. 

Vamos torcer junto para tal realização
Abraço Fraterno, Jorge Carvalho.


Banda Cabaçal dos Irmãos Anicetos ignorada nos portões de acesso da quadra bicentenário, em Crato



Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, em um dos portões de acesso à quadra bicentenário, no último sábado, 07/12/2013, quando foi colocado "fora" após o início do encontro estadual do PMDB em nossa cidade. Ficaram em tal local esquecidos e lamentavelmente "ignorados" pelos presentes.
A imprensa local preferiu ficar "em volta" do Sr. Rafael Branco, um dos assessores do atual prefeito desta cidade.

LAMENTÁVEL!

Por: Jorge Carvalho

Nota do Editor: Prezado Jorge Carvalho, talvez a imprensa estava em volta dos políticos porque foi prometido 200 reais para cada um que fizesse reportagem e cobertura do evento. Inclusive me ofereceram, mas eu não fui. Talvez se eu tivesse ido, teria feito a cobertura sobre os irmãos Anicetos.

Abraço,

Dihelson Mendonça


A vidente de Endor - Por: Emerson Monteiro

Depois do sucesso de David contra Golias, no vale do Terebinto, quando, por isso, as forças de Israel tornaram a crescer na luta contra os filisteus, rei Saul viu nítida a liderança do humilde pastor junto ao povo, numa fase do abatimento do Rei e muitas contradições.

No início, o jovem, até então desconhecido, chegara trazendo bons presságios, todavia logo isso se reverteu na impressão do soberano, em ameaça flagrante pelas qualidades e frieza demonstradas contra o gigante a que ninguém dispusera enfrentar.

Igualmente, ainda que notasse as limitações de Saul para estabelecer pacto honroso com o inimigo e cessar de vez com a animosidades incoerente, David se mantinha à distância de pretensões políticas.

Saul, contudo, amargava as perdas da guerra e sentia o desamparo, motivo das anteriores desobediências que praticara, vítima da própria culpa.

Naquele período, Israel ainda sofria a morte de Samuel, sepultado em Ramá. Saul expulsara do país os feiticeiros e adivinhos, e acumulara as tropas em Gelboé. Os filisteus acamparam em Sunão.

Diante de tais acontecimentos, outros pesados confrontos esperam os judeus e Saul sentia medo. Nem sacerdotes, profetas ou sonhos respondiam suas preces. Nisso, em arrepio ao que determinara, resolveu consultar uma vidente na localidade de Endor, querendo a todo custo conhecer o que reservava o futuro.

E na companhia de dois servos, segundo o Primeiro Livro de Samuel, 28, 3-25, à noite, disfarçado, chegou à casa dessa vidente, em Endor.

Após jurar pelo Senhor que jamais a denunciaria, pediu que ela trouxesse à presença dele o espírito do próprio Samuel, recém desaparecido, que admirava e com quem queria conversar.

Concentrada, a vidente se sentiu face a face com o antigo juiz dos judeus, figura ilustre que se manifestou, e ela se prostrou sobre a terra.

Estabeleceu-se grave diálogo, onde Samuel admoestava Saul por lhe perturbar o repouso, ao que ele justificava pela aflição fruto da guerra e do silêncio de Deus para consigo. Angustiado, pediu orientação, e ouviu estas palavras:

- Saul, ainda amanhã o Senhor entregará a ti e a teus filhos, junto do exército de Israel, nas mãos dos filisteus – diante daquilo, rei Saul concluiu que tudo estava perdido. Soube de antemão que morreria no fragor da batalha próxima. Tonto, desolado, exausto, caiu ao solo, pois jejuara dias seguidos querendo merecer a misericórdia de Deus pelos desatinos praticados.

Passado o transe, a médium se aproximou convidando-o a se alimentasse e refar as energias. Providenciou refeição de pães e carne, e os visitantes partiriam antes do amanhecer.

No dia posterior, no confronto de Gelboé, os filisteus perseguiriam de perto Saul e seus três filhos, Jônatas, Abinadab e Melquisua. Ferido de morte na luta, Saul pediria ao escudeiro que lhe terminasse os dias. Fiel, o guerreiro se negou fazê-lo, restando ao soberano promover, ele mesmo, o gesto definitivo.  

Tenho certeza que você não sabia disto !


Se um correntista tivesse depositado R$ 100,00 (Cem Reais) na poupança em qualquer banco, dia 1º de julho de 1994 (data de lançamento do Real), teria hoje na conta R$ 374,00 (Trezentos e Setenta e Quatro Reais). Se esse mesmo correntista tivesse sacado R$ 100,00 (Cem Reais) no Cheque Especial, na mesma data, teria hoje uma dívida de R$139.259,00 (Cento e Trinta e Nove Mil e Duzentos Cinquenta e Nove Reais) no mesmo banco. 

Ou seja: se tivesse usado R$ 100,00 do Cheque Especial hoje estaria devendo o equivalente a nove carros populares. Já com o valor da poupança conseguiria comprar apenas dois pneus. Não é à toa que o Bradesco teve em torno de R$ 2.000.000.000,00 (Dois Bilhões de Reais) de lucro liquido somente no 1º semestre de 2013, seguido de perto pelo Itaú. Dá para comprar um outro banco por semestre! Campanha pela Reforma Tributária e Financeira no Brasil, já! Se você passar para frente esta mensagem, já estará contribuindo!



Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30