xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 30/09/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

30 setembro 2013

Boqueirão de Lavras - Por: Emerson Monteiro

A cinco quilômetros da sede do município de Lavras da Mangabeira, região do Sertão do Salgado, no Estado do Ceará, localiza-se um dos mais belos fenômenos naturais de que se tem notícia em todo Nordeste brasileiro, o chamado Boqueirão de Lavras.

Talhado em serra de primorosa formação calcária, erosão espontânea ocasionada pela força das águas, o monumento geológico apresenta fenda de 40m de largura por 96 de altura, na Serra do Boqueirão, lavrado pelo leito contínuo do Rio Salgado, um dos afluentes principais do Jaguaribe, cujas águas desses trechos alimentam o Açude do Castanhão.

O Boqueirão representa dois contrafortes rochosos de massa pouso resistente, segundo o engenheiro inglês Jules J. Revy, responsável pelos estudos preliminares realizados para uma provável construção, naquela área, de reservatório, obra cogitada no tempo do Império, o qual ainda acrescentou ao seu parecer as outras dificuldades técnicas restritivas que se enfrentaria de fixar escoadouro sobre rocha sólida (à época inexistiam os recursos materiais desenvolvidos pela moderna tecnologia da construção posterior), caso levada adiante dita pretensão.

Cantado em prosa e verso através das produções de quem o conhece, este tradicional evento reserva no seu interior aspectos peculiares de relevo pitoresco, quais salões atapetados, móveis diversificados de mesas, altares, todos guarnecidos de toalhas, baixelas ornamentais e o desenho nas pedras de um carneiro, imagem encontrada pelos pesquisadores noutros fenômenos de cavernas, figura recorrente e símbolo mágico dos lugares montanhosos.

Numa longa caverna vazada sob as paredes de pedra do Boqueirão, depreende-se uma mãe d’água, isto é, lago interior cavado e conservado no íntimo dos penhascos, efeito visível noutros rios e que persistentes mesmo nos períodos de estio. Constituídas de águas cristalinas e calmas, apreciadas pelos animais silvestres, as mães d’água são chamadas também de camas da Iara, a deusa das águas. Segundo a tradição, em circunstâncias próprias, de raro em raro, essa personagem mitológica seria vista pelos afoitos aventureiros que procuram esses pousos recolhidos.

No Boqueirão de Lavras, a lenda marca presença por meio do folclore regional da Iara, bem como em torno da existência do Carneiro de Ouro, avistamentos narrados em ocasiões especiais pelos habitantes da região, afirmações legendárias que servem de contorno à beleza do marco original até hoje pouco explorado em termos turísticos, no que pesem as políticas oficiais do setor, no mundo inteiro.

A gruta desta formação rochosa fica numa elevação de cem palmos acima do leito do poço, abóbada achatada onde pululam milhares de morcegos, bichos típicos dos sítios longe do movimento intenso da civilização.

Na verdade, o Boqueirão surpreende os visitantes ocasionais do município, sem, no entanto, dispor do mínimo de infra-estrutura, o que facilitaria sua melhor abordagem. Uma estrada carroçável de piçarra permite o acesso de automóveis, contudo carece do mínimo de conforto aos que pretendem demorar algum tempo no local. 

(Foto: Jackson Bola Bantim).

Crato - Vereador Bebeto diz que o Poder legislativo do Crato está entregue às baratas


"O Prefeito do Crato está fazendo do Crato um verdadeiro celeiro, porque da educação, nós não temos nada. Da saúde, ande em todos os postos de saúde, que não está funcionando praticamente nada." ( Bebeto Anastácio - vereador )

Crato - Em entrevista concedida ao repórter Ed Alencar, na última semana, o vereador Bebeto Anastácio declarou dentre outras coisas, que o poder legislativo do Crato está entregue às baratas. Bebeto sentiu-se indignado com a votação ocorrida na câmara sobre um projeto de lei enviado pelo poder executivo que segundo ele, poderá provocar aumentos de até 300 por cento em alguns impostos municipais, sem que os vereadores ao menos soubessem em que estavam votando. Segundo o vereador, o legislativo do Crato está agindo como se fosse uma extensão do braço do poder executivo: 

"Eles...votaram um projeto sem ler. Eles não sabem nem o que está acontecendo. Vou entrar na justiça anulando esta sessão porque eu pedi a cópia do projeto ao presidente e ele não me deu, ele negou, falei com o líder que eu queria a cópia e não foi entregue, falei na secretaria que queria a cópia do projeto e não entregaram, e os vereadores mais uma vez aqui votaram um projeto de lei sem a sua devida análise. Aqui eles querem que a gente vote o projeto sem ler o projeto, um projeto importantíssimo, que é o projeto do tributo municipal...os vereadores do município do Crato, com excessão do Amadeu de Freitas ( onde segundo passaram para o vereador Amadeu de Freitas vai ter imposto que vai subir 300 por cento ) então, quem tem que tomar assento na câmara municipal é o povo do Crato, porque nós estamos acabando com o processo democrático, nós estamos acabando com a sociedade Cratense aqui na câmara municipal, só em não dar o direito de um vereador ler um projeto para poder emitir o seu voto. 

Vou entrar na justiça pedindo a suspensão desta sessão, para que a gente não venha a votar um projeto do município de londrina falando sobre tributo municipal. Nós votamos aqui um projeto sem ler, e é um projeto destinado ao município de Londrina. Então, eu ia votar um projeto importantíssimo sem ler ? O legislativo do Crato está agindo como se fosse uma extensão do braço do poder executivo, e isso não pode acontecer porque fragiliza a democracia, fragiliza toda uma sociedade. Quem o povo vai solicitar ? Quem o povo vai confiar, se quem é pra tá cobrando, analisando, debatendo, está servindo de braço extenso do poder executivo municipal ? 

PODER LEGISLATIVO ENTREGUE ÀS BARATAS

Declarou ainda o vereador Bebeto Anastácio:

"O poder legislativo do Crato está entregue às baratas.  Todas as vezes que tem uma matéria aqui de relevância, o executivo tenta lotar este plenário com os cargos de confiança; Hoje estavam aqui os coordenadores de área, como "Galego" e vários outros pra ver se pressionam os vereadores e a sociedade civil, mas não vamos deixar acontecer, entrarei porque o meu direito, o direito do vereador de analisar o projeto, não foi dado. A câmara municipal do Crato tem que ser totalmente revista, e outra coisa, fora outras denúncias que farei amanhã da administração interna da Câmara Municipal. 

PODER EXECUTIVO FAZENDO FESTAS

"O povo do Crato já era pra ter feito o que o povo de Juazeiro fez, cumprir o seu papel de soberania popular e fazer com que o legislativo trabalhe em prol da comunidade. Fazer com que o executivo deixe de interferir no legislativo, fazer com que o executivo deixe de fazer festas, volte a trabalhar a saúde, educação, que estão uma negação no município do Crato. O prefeito do Crato está fazendo do Crato um verdadeiro celeiro, porque da educação, nós não temos nada. Da saúde, ande em todos os postos de saúde, que não está funcionando praticamente nada. Então, ao invés dele estar interferindo no poder legislativo de forma arbitrária, ao invés do legislativo estar sendo aqui subserviente do poder executivo, vamos lutar por melhorias para nossa comunidade, para nossa população."

"Eu estou indignado porque não me deram o direito de ao menos ler o projeto. um projeto que mexe com mais de 120 mil pessoas, mais de 120 mil vidas. Eles estão tratando o povo do Crato como se fosse VOTO, título eleitoral, enquanto nós estamos tratando o povo do Crato como cidadão, como pessoas condignas, como seres humanos. E eles todos, boa parte do legislativo e do poder executivo está tratando o povo do Crato como se fosse simplesmente número de um título eleitoral e uma seção. Isso é o que tá acontecendo." 

Bebeto Anastácio
Em entrevista ao repórter Ed Alencar
www.blogdocrato.com


Para você Refletir - Por Maria Otilia

Diariamente somos surpreendidos por notícias de muitos desmandos   daqueles que dizem ser nossos representantes tanto no poder legislativo como executivo.A última notícia que causou mal estar em toda a sociedade cratense, foi  o Projeto de Lei que reajusta alguns dos impostos municipais. A revolta da comunidade   é maior porque segundo alguns  vereadores ,os percentuais dos reajustes são considerados abusivos. Sem levar em conta que o nosso município não  tem investido em programas de geração de emprego e renda, que o comércio está  estagnado .A  maioria das famílias de baixa renda vivem  de programas sociais como o " Bolsa Família".
E o que é mais intrigante é o fato da rapidez com que nossos representantes  do legislativo aprovam estas matérias. Inclusive não discutindo, não oferecendo ao povo a oportunidade de questionar, de saber o porquê destes  reajustes.Infelizmente não acontece da mesma forma, quando se  trata de matérias como a criação de "vagas" para que todos os concursados sejam efetivados, reajuste dos salários dos professores, investimentos na área da educação, saúde, etc. Projetos de leis que beneficiam os funcionários  públicos quase que " adormecem"  na Câmara de Vereadores.Anteriormente publiquei um texto que falava da função do vereador. Posto agora um texto que fala do que é o verdadeiro poder. Poder este que alguns dos nossos representantes  pensam que é eterno.E por está  no poder e com o poder nas mãos,  não  se preocupam em analisar o que estão criando, votando e aprovando.E se quer se este ou aquele projeto de lei é de utilidade pública.É mais cômodo agradar a quem elaborou um projeto de lei  descontextualizado,às vezes plagiado,  do que ser um questionador, investigador, formador de opinião. Faça uma boa leitura deste texto:

  O Verdadeiro Poder




"Era uma vez um guerreiro, famoso por sua invencibilidade na guerra. Era um homem extremamente cruel e, por isso, temido por todos. Quando ele se aproximava de uma aldeia, os moradores saiam correndo para as montanhas, onde se escondiam do malvado guerreiro. Subjugou muitas aldeias.

Certo dia, alguém viu ele se aproximar com seu exército de uma pequena aldeia, onde viviam alguns agricultores e entre eles um velhinho, muito sábio.

Quando o pessoal escutou a terrível notícia da aproximação do guerreiro, tratou de juntar o que podia e fugir rapidamente para as montanhas. Só o velhinho ficou para trás. Ele já não podia fugir. O guerreiro entrou na aldeia e foi cruel, incendiando as casas e matando alguns animais soltos pelas ruas.

Até que chegou na casa do velhinho. O velhinho, quando o viu se assustou. E sem piedade, foi dizendo ao velhinho que seus dias haviam chegado ao fim. Mas, que lhe concederia um último desejo, antes de passá-lo pelo fio de sua espada. O velhinho pensou um pouco e pediu que o guerreiro fosse com ele até o bosque e ali lhe cortasse um galho de uma árvore. O guerreiro achou aquilo uma besteira.

-"Esse velho deve estar gagá. Que último desejo mais besta".

Mas, se esse era o último desejo do velhinho, havia que atendê-lo. E lá foi o guerreiro até o bosque e com um golpe de sua espada, cortou um galho de uma árvore.

-"Muito bem", disse o velhinho.

-"O senhor cortou o galho da árvore. Agora, por favor, coloque esse galho na árvore outra vez." O guerreiro deu uma grande gargalhada, dizendo que esse velho deve estar louco, pois todo mundo sabe que isso já não é mais possível, colocar o galho cortado na árvore outra vez. O velhinho então lhe respondeu:

- "Louco é você que pensa que tem poder só porque destrói as coisas e mata as pessoas que encontra pela frente. Quem só sabe destruir e matar, esse não tem poder. Poder tem aquela pessoa que sabe juntar, que sabe unir o que foi separado, que faz reviver o que parece morto. Essa pessoa tem verdadeiro poder".



Autor desconhecido

História Eclesiástica de Lavras da Mangabeira - Por: Emerson Monteiro


Em minhas mãos o livro mais recente de Rejane Monteiro Augusto Gonçalves, denominado História Eclesiástica de Lavras da Mangabeira, lançado no Cariri por ocasião do bicentenário da Paróquia de São Vicente Ferrer (30 de agosto de 2013). Na época, um filho da localidade, Padre José Joaquim Xavier Sobreira seria seu primeiro vigário.

A ilustre pesquisadora vem assim de produzir trabalho da maior envergadura, ao nível de qualidade de outros trabalhos da sua autoria, dentre eles a reedição do livro Os Augustos, cuja ampliação atualizou do que originalmente escrevera Joaryvar Macedo.

Nessa obra que vinda a lume, circunscreve desde os primeiros passos eclesiásticos brasileiros, com ênfase no crescimento da instituição romana pelo Nordeste. Rejane mergulha nos detalhes minuciosos dos registros da paróquia de Lavras, obtendo acervo definitivo e valioso a quem pretenda conhecer a fundo todos os meandros da Igreja nas terras sertanejas.

Desde os passos mais remotos do Catolicismo, dos vínculos com o Império, o livro disponibiliza datas e feitos, através de estilo estruturado, demonstração do fôlego empregado na intenção que abraçou com tamanha virtude.

Em acréscimo ao mérito de cumprir o objetivo a que se propôs, e recolher no tempo os elementos históricos da antiga freguesia até os dias dagora, a autora ainda acrescentou à edição rico acervo fotográfico e mapas relativos ao território da pesquisa, oferecendo, inclusive, gráficos e nomes das autoridades que compunham o universo político de épocas distantes do lugar.

A publicação, nas orelhas, contém texto do escritor lavrense Dimas Macedo, paladino incansável da intelectualidade cearense, qual Rejane Monteiro também titular de cadeira na Academia Lavrense de Letras.

Digno, pois, dos merecidos elogios o presente livro da pesquisadora, o que, decerto, vem enriquecer os estudos da nossa vida religiosa sob o prisma da civilização europeia em terras do Novo Mundo.



Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31