xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 17/08/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

17 agosto 2013

Mulher morre e tem corpo devorado pelos seus gatos na Inglaterra



Uma mulher teve parte do seu corpo comido pelos seus próprios gatos no condado de Ringwood, em Hampshire, na Inglaterra, após ter morrido. Janet Veal, de 56 anos, foi encontrada pelos vizinhos que notaram sua ausência semanas depois de sua morte.

De acordo com as autoridades, os policiais foram até a casa da britânica e acharam seu corpo já em estado avançado de decomposição. Além disso, alguns dos cães e gatos de Janet também foram encontrados mortos em meio ao caos em que se encontrava a residência.
Os investigadores acreditam que os animais, presos dentro da casa, tiveram que devorar parte do corpo de sua dona para sobreviver. Os vizinhos de Janet afirmaram que ela sofria de problemas cardíacos.

Peritos descartam a hipótese de que a britânica tenha sido atacada pelos animais ainda viva, tendo seu corpo devorado somente após morrer.

Yahoo Notícias




Católicos de Crato vão realizar a 245ª Festa de Nossa Senhora da Penha – por Armando Lopes Rafael


Os festejos a Nossa Senhora da Penha – Rainha e Padroeira de Crato –a serem iniciados no próximo dia 22 de agosto –  constituem a maior manifestação religiosa feita nesta cidade. A mais antiga referência a essa comemoração data de 1838, e foi feita por George Gardner -- Naturalista, Botânico Memorialista, Intelectual, Pesquisador, Escritor, Ensaísta e Cientista inglês -- que esteve em Crato naquele recuado ano. Autor do livro Viagem ao Interior do Brasil, publicado em Londres em 1846 (e somente traduzido para o português e editado no Brasil quase cem anos depois) lá encontramos uma descrição da festa da Padroeira de Crato, da qual destacamos o seguinte trecho:

“Durante minha estadia em Crato foi celebrada a festa de N. Sra. da Conceição, (Gardner equivocou-se quanto à invocação, pois o certo é Nossa Senhora da Penha) precedida de nove dias de divertimentos, cujas despesas correm por conta de pessoas designadas para conduzi-los; enquanto durou a novena, como é chamada, os poucos soldados que haviam na vila não cessaram quase, dia e noite, de dar tiros e as procissões, iluminações, girândolas de foguetes e salvas, com um pequeno canhão em frente da igreja, trouxeram ao lugar um constante alvoroço”.

A crônica histórica de Crato guarda ainda o registro de que o primeiro Intendente deste Município, após o advento da República – cargo que hoje corresponde ao de Prefeito – o cidadão José Gonçalves da Silva, durante 29 anos seguidos (de 1900 a 1929) foi o coordenador da Festa de Nossa Senhora da Penha. Consta que estando uma vez no Rio de Janeiro, ao embarcar no navio que o traria de volta ao Ceará o Sr. José Gonçalves da Silva, homem de pequena estatura, caiu no mar e na hora da aflição pediu o auxílio de Nossa Senhora da Penha para não morrer afogado.

Retirado das águas fez um voto de assumir a coordenação da festa da Padroeira de Crato, o que cumpriu até sua morte, ocorrida em 4 de julho de 1930. O certo é que, em quase dois séculos e meio de realização, os festejos a Nossa Senhora da Penha, têm importância não só na tradição religiosa desta cidade, mas servem como instrumento de socialização e divulgação da capacidade empreendedora e artística da sociedade cratense. Basta lembrar que a cada 22 de agosto, véspera do início do novenário em louvor à Virgem da Penha, que coincide com o Dia do Folclore, dezenas de grupos da tradição popular se encontram na Praça da Sé para homenagearem sua padroeira.

Em face disso, os festejos a Nossa Senhora da Penha também contribuem para a conservação da cultura popular com suas festas, brincadeiras, danças, cantigas de roda, crenças, superstições, lendas, histórias, ritos e mitos do Homem Cariri. No dia 1º de setembro – data consagrada a Nossa Senhora da Penha – a procissão com a imagem da excelsa padroeira dos cratenses leva cerca de trinta mil pessoas às ruas da cidade. Mantendo uma velha tradição as famílias ornamentam com flores, velas e imagens as janelas de suas residências para reverenciar a passagem da sagrada imagem. Trata-se de um momento rico de piedade cristã, uma manifestação pública da fé do povo cratense.

Nos últimos anos os festejos a Nossa Senhora da Penha tem crescido bastante, com reflexo no aumento da renda dessa festa, oriunda das doações dos fiéis. E tudo tem sido criteriosamente aplicado em melhoramentos na Igreja da Sé. Basta citar o novo piso da igreja, pintura externa e interna, a restauração de todas as imagens e peças sacras antigas daquele templo, a reforma da capela batismal, a construção das capelas da Ressurreição e do Santíssimo Sacramento, novo sistema de som, dentre outros.

A Catedral de Nossa Senhora da Penha é um templo limpo, bem cuidado, arejado, verdadeira sala-de-visita para quem vindo ao Crato percorre o edifício histórico mais importante da cidade…
Altar-mor da Catedral de Crato tendo ao fundo com a imagem de Nossa Senhora da Penha. Na foto,  fiéis com o Oratório de Nossa senhora de Fátima.

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31