xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 04/04/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

04 abril 2013

Ao Leitor - Por Padre Antonio Vieira.


Não é fácil escrever sobre um tema, quando as emoções são mais intensas e profundas do que o poder da inteligência e a dialética do raciocínio, quando as pulsações do coração são mais fortes do que a capacidade criativa da imaginação.

Existem assuntos tais como o Amor, que são mais para serem vividos do que entendidos, mais para serem sentidos do que analisados, mais para serem meditados do que discutidos. É melhor ter amor do que saber o que ele é. Amar é mais do que saber. O silencio da intuição vale mais do que a reflexão da inteligencia.

Sempre desejei escrever um livro sobre Nossa Senhora, mas quantas vezes tentava fazê-lo, sentia mais do que pensava e pensava mais do que podia escrever. Acudiam-me sempre aqueles temores que sobrevieram a Moisés, no monte Horeb, quando Deus o mandou ir a Faraó, para libertar os israelitas do cativeiro do Egito: Senhor, quem sou eu para falar com Faraó?

Sobrevém a mim, neste momento, aquele dialogo de uma criança com a sua mãe: Mamãe, eu te quero tanto bem!

E a mãe lhe pergunta: Filhinha e o que é querer bem?

Aquela criança procura que procura uma definição, uma palavra para definir o que era querer bem, e não a encontrando, abraça-se com a sua mãe, com os olhos marejados de lagrimas ,e com voz entrecortada de emoção, diz: Mamãe, querer bem é uma coisa que sinto aqui dentro e não sei dizer.

Encontro-me exatamente como esta criança, sem saber escrever, dizer quem seja Maria Santíssima, mas com a esperança de que os leitores procurem mais sentir do que compreender , ler mais o que esta escrito nos seus corações do que nestas paginas. Este livro foi escrito assim aos poucos, com os impulsos, que me sobrevinham nos momentos de silencio interior, de meditação e de reflexão.

Não é um estudo de Mariologia. Nem um tratado de Teologia Ascética e Mistica. Não tem a pretensão de interpretar textos escriturísticos ou explicitar as decisões conciliares sobre a Mãe de Deus.

Espero, porém, que os leitores o leiam com os mesmos sentimentos e emoções com que escrevi, para nos colocarmos como inocente criança, no regaço carinhoso da Mãe de Deus e de nossa mãe, e lhe dizer numa prece infantil, ingenua, de pureza lirial : Mamãe, eu te quero tanto bem!

Do Livro: Eu sou a Mãe do Belo Amor - Autor - Padre Antônio Vieira - Editado em 1988.

Volume de água no Ceará cai 36% em dois anos


ChuvaEm 97 anos de vida, não foram poucas as vezes em que Rita Rodrigues assistiu ao chão da cidade de Caridade, a 100 quilômetros de Fortaleza, ficar tão seco. “Mas já faz muito tempo que não tinha uma seca dessa, minha filha, com tanta pouca água”, recorda-se a senhora, da porta de casa, no distrito de Campos Belos. A curandeira tem razão. Segundo a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), no dia 3 de abril de 2012, o volume acumulado de água nas bacias do Ceará era de 12,67 bilhões de m³. Um ano depois, esse número chegou a 8,03 bilhões de m³.
Isso representa uma diminuição de 4,64 bilhões de m³ de água nas bacias – queda de 36%. De acordo com a Cogerh, a capacidade de armazenamento total do Estado é de cerca de 18 bilhões de m³. A assessoria de imprensa da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa que, nos 150 municípios que a empresa atende, a média mensal de consumo é de 18,4 milhões de m³ por mês. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) diz que a média de volume de chuva no primeiro trimestre é de 432 milímetros. Nos três primeiros meses de 2013, as precipitações alcançaram somente 180 mm.
Capacidade
O total de água acumulado ao fim do período chuvoso, em maio, também sofreu queda na comparação entre 2011 e 2012. Ainda segundo dados da Cogerh, há dois anos, o volume chegava a 85,15%, com 21 açudes sangrando, outros 14 com volume acima de 90% e apenas quatro reservatórios com menos de 30% da capacidade. No ano seguinte, já houve queda. Em maio de 2012, a capacidade de água dos açudes baixou para 66,24% – sete deles sangrando e apenas quatro com volume acima de 90%. Ano passado, também subiu para 18 o número de reservatórios com capacidade abaixo de 30%.
Ontem, o cenário era desolador. Nenhum dos 139 açudes monitorados pela Cogerh apresentava sangramento. Apenas dois deles, o Curral Velho, em Morada Nova (161 km da Capital), e o Gavião, em Pacatuba (Região Metropolitana de Fortaleza), estavam com mais de 90% do volume de água.
Outros 72 reservatórios estão com menos de 30% da capacidade de armazenamento. A situação mais crítica foi verificada nos açudes Desterro (3,6% do volume) e São Domingos (5,8% da capacidade), ambos em Caridade; Cipoada (5,2% do total), em Morada Nova; no Jerimum (6,4%), em Irauçuba (168 km de distância da Capital); e Broco (5%), em Tauá (a 344 km de Fortaleza).
O POVO

Metrô do Cariri circula com apenas um veículo


Há cerca de um ano, somente um Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) está circulando. Os outros dois estão em manutenção. A previsão feita pelo Metrofor é para regularizar as viagens no próximo dia 15 de abril FOTO: YAÇANÃ NEPONUCENA
Metrocariri2Usuários do serviço reclamam da demora para chegada do VLT e das localizações das estações no município
Crato. Os usuário do Metrô do Cariri estão insatisfeitos com o funcionamento do equipamento. Atualmente, as linhas entre as cidades de Crato e Juazeiro do Norte estão sendo atendidas por apenas um vagão. Há cerca de um ano, os outros dois Veículos Leves sobre Trilhos (VLT s) existentes estão parados no galpão da fabricante aguardando manutenção. A previsão era que as composições retornassem às atividades ainda no início de dezembro de 2012. Devido ao problema, o percurso entre uma viagem e outra demora cerca de uma hora.

Na estação Teatro, em Juazeiro do Norte, uma das mais movimentadas, o primeiro horário de circulação é a partir das 7h29. Um segundo trem só volta a passar às 8h49. No turno da noite, a última viagem é feita até às 19h29. Já nos sábados, o expediente é reduzido até às 14h09.

Outro grande obstáculo para quem utiliza o Metrô do Cariri está relacionado à quantidade de estações e a localização das mesmas. De acordo com os passageiros, os pontos de embarque e desembarque são distantes dos centros comerciais e também não contemplam a maioria dos bairros das duas cidades.

Como alternativa para solucionar a questão, eles indicam que o meio de transporte deveria funcionar através do modo de integração com as linhas de ônibus que circulam nos municípios, como acontece na Capital. Segundo o excursionista Paulo Rodrigues Bezerra, os trens oferecem segurança e são limpos, mas, ainda não atendem às necessidades dos caririenses. "Quanto a demora, a gente pega a tabela de horários e se adequa à ela. Mas, não dá para evitar ter que pegar um ônibus após o desembarque. Acho que está faltando um investimento em integração. Enquanto isso, a gente deixa de andar no metrô".

Apesar de oferecer conforto, muitos acentos e ambiente refrigerado, o Metrô do Cariri ainda não conquistou a adesão dos passageiros. Entre eles, a preferência é pelos meios de transporte viário. Quando optam por embarcar nos ônibus que fazem o transporte coletivo ou em vans alternativas, os viajantes, em muitas ocasiões, enfrentam o calor e aperto dentro dos veículos. Entretanto, contam com uma quantidade bem maior de paradas para embarque e desembarque, o que contempla aqueles que desejam parar próximo aos centros comerciais, além de abranger os bairros. Enquanto a viagem de metrô dura apenas 20 minutos, nas linhas feitas pela empresa Via Metro, entre Crato e Juazeiro do Norte, o intervalo entre a saída dos ônibus é de apenas dez minutos. O percurso é realizado em 45 minutos.

Manutenção
Em nota, a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos, que administra o Metrô do Cariri, informou que há dois Veículos Leves sobre Trilhos em manutenção junto a empresa Bom Sinal, que deveriam ter voltado ao funcionamento no início de fevereiro. Contudo, durante os testes prévios para retorno de circulação, os VLTs apresentaram problemas no freio e aquecimento, sendo recolhidos novamente para reparos. O novo prazo que a empresa deu para voltar a operação comercial foi até o próximo dia 15 de abril. A empresa ressalta ainda que, desde o início do atraso, a Companhia vem cobrando a volta dos equipamentos para atender à população o mais rapidamente possível. Infelizmente, mesmo assim houve problemas com os fornecedores.

O Metrô foi inaugurando em 1º dezembro de 2009, quando foi iniciada a operação assistida, a chamada fase de testes. Antes gratuito, agora cobra o valor de R$ 1,00. É o primeiro do Interior e foi projetado pelo Governo do Estado para requalificar o transporte ferroviário de passageiros, integrar as cidades e fomentar o desenvolvimento local.
ValorR$ 1 é o preço cobrado na passagem do Metrô do Cariri. O transporte foi instalado em dezembro de 2009 e, durante a fase de teste, as viagens eram gratuitas.
Mais informaçõesCompanhia Cearense de Transportes Metropolitanos
Rua 24 de Maio, 60
Centro- Fortaleza
Telefone: (85) 3101.7100
YAÇANÃ NEPONUCENA
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30