02 outubro 2013

URCA debate ações integrativas para o desenvolvimento social da Região Metropolitana do Cariri


O desafio de pensar no planejamento, a gestão e o desenvolvimento para a Região Metropolitana do Cariri, a Universidade Regional do Cariri, Geopark Araripe e a Secretaria das Cidades do Ceará discutiram com os alunos e professores do curso de economia, prefeitos, secretários municipais, imprensa e representantes da sociedade civil organizada, algumas ações mais integrativas de convivência das populações que residem nos municípios que formam a região.

Para a reitora, Antonia Otonite Cortez, a iniciativa da URCA e seus parceiros ocorre no contexto marcado por mudanças e paradoxos que configuram a modernidade. “O momento é de reflexão sobre o papel que vem a URCA desempenhando na perspectiva do desenvolvimento regional a partir de seu papel enquanto instituição do conhecimento”, concluiu a reitora. Para os conferencistas, a Região Metropolitana do Cariri está entre as 13 do Brasil com mais de hum milhão de habitantes e com o privilegio de ser a faixa que mais cresce no País e que esse processo de crescimento está dentro das previsões de desenvolvimento. Explicaram também que essa dinâmica só está sendo possível devido a cooperação de gestão metropolitana que vem dando certo nesta 1ª década do século XXI.

A palestrante do evento foi a economista Tânia Barcelar, doutora em economia pela Universidade de Paris I Panthéon-Sorbonne. Ela disse que a Região Metropolitana do Cariri, a exemplo de outras, precisa urgentemente priorizar seus investimentos nas áreas de planejamento, transportes públicos, educação e saneamento básico. Como se trata de uma região menor, se faz isso com poucos recursos. Para ela, o Cariri visualmente tem crescido expressivamente nos últimos cinco anos, mas está faltando união de esforços na execução de um projeto comum. A economista ver o Cariri como uma das regiões com capacidade muito forte para o desenvolvimento haja vista o que já avançou nos últimos dez anos e o que tem planejado para a próxima década. Conforme Tânia Barcelar a Região Metropolitana do Cariri tem um perfil diferenciado das demais do País, ou seja, a concentração urbana não está na metrópole toda, sendo que, 75 % de sua gente residem em Crato, Juazeiro e Barbalha que crescem em ritmo superior a capital do estado Fortaleza. Enquanto a cidade de Jardim tem uma taxa populacional urbana de 33 %, Missão Velha 45 % e Farias Brito 46 %, Juazeiro, por exemplo, tem 96 % de sua população morando na área urbana. Em termos econômicos a renda media do povo do Crajubar varia entre 435,00 a 520,00 e a das demais seis cidades da metrópole está entre 270,00 a 350,00. Crato, Juazeiro e Barbalha possui um Produto Interno Bruto per capto duplicado em relação as outras cidades da RMC, disse a economista. Essas estatísticas devem ser observadas por quem trabalha o planejamento e o direcionamento da Região Metropolitana do Cariri, concluiu Tânia Barcelar.

Para o secretário das cidades, Carlo Ferrentini Sampaio, a Região Metropolitana do Cariri está se formando e ainda existem quatro estágios para que haja a institucionalização com envolvimento da sociedade e dos poderes públicos onde aconteça unidade de pensamento sem a divisão dos poderes constituídos. As obras que estão sendo feitas e as que estão por vir só tendem a consolidar e fortificar a relação que ora se instala. Sobre a concentração populacional no Crajubar, Ferrentini ver como atual modelo de crescimento das cidades brasileiras com as outras cidades menos adensadas recebendo recursos proporcionais ao seu adensamento. Concluindo o secretário explicou que o governo do estado tem propostas novas e modelos novos que venham resolver problemas cruciantes como saneamento, habitação e outros mais, respeitando as peculiaridades de cada município, disse Carlo Ferrentini Sampaio. O debate aconteceu na ultima quinta feira no salão de atos da URCA.

Por: Wilson Rodrigues
Repórter/Membro do Blog do Crato e Portal de Notícias Chapada do Araripe


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.