27 julho 2013

Loja da OI de Juazeiro do Norte é acusada de promover propaganda enganosa


Atendente da loja diz que vai processar reclamante.

Como se não bastasse ser uma das grandes campeãs em reclamações por mau atendimento, má qualidade em prestação de serviços, e cobranças indevidas, a operadora oi através da sua loja na rua Alencar Peixoto, no centro da cidade de Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, promoveu propaganda enganosa contra alguns clientes. A loja divulgou através de rádio e folder um plano onde o cliente contrataria os serviços da operadora por uma determinada quantia. 

Segundo os reclamantes, a atendente da empresa Oi afirmou que a promoção teria validade por apenas três meses, após isso, a fatura teria um acréscimo elevando a conta para um valor cerca de 15% acima do anunciado inicialmente. Passados os meses citados, a operadora mandou aos clientes, uma fatura com aumento de cerca de 50%. Ao tentarem reclamar a cobrança exacerbada a funcionaria afirmou que a fatura esta dentro do que foi combinado e que é isso que deve ser pago. Ao ser contrariada, a atendente explicou a um dos clientes (reclamantes) que esse deve ter em mãos o folder (que não tem qualquer valor de documento e feito a mão por ela própria) que lhe foi entregue enquanto a mesma explicava o funcionamento do plano para que essa pudesse realizar alguma contestação.

Ao sugerir que pudesse ter informações sobre a oferta que ela fazia no ato da contratação do plano, a atendente afirmou “Vou te processar, isso é uma empresa e você não pode colher esse tipo de informações”. No resumo da ópera: a operadora vende um serviço não atende satisfatoriamente o que oferece, cobram o valor acima do combinado e a atendente da loja  ainda promete processar o cliente por sugerir que estar reunindo provas contra a loja. Outras pessoas, que também se disseram lesadas pela loja da oi  em Juazeiro do Norte, entrou em contato com a produção do nosso site, informando sobre abusos que a operadora vem cometendo.  

SAIBA MAIS

No Rio de Janeiro - A operadora Oi (Telemar Norte Leste S/A) foi condenada pela 14ª Vara Federal do Rio de Janeiro por propaganda enganosa. A ação proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) se refere ao plano DDD Amigo. Segundo a Procuradoria da República no Estado do Rio de Janeiro, a ação movida pelo procurador Cláudio Gheventer defende que o consumidor é informado apenas sobre as vantagens, o funcionamento e a forma de adesão, e não é alertado sobre elevações de tarifas que o plano impõe. Ainda na ação, Gheventer destaca que apesar de ser destinado apenas a telefones residenciais, os descontos são aplicados somente em horários comerciais, sem que o usuário seja informado.

A procuradoria explicou que a operadora terá que informar aos clientes sobre a elevação nos valores das tarifas. Conforme determinação da Justiça, as informações serão publicadas no site da empresa, no seu serviço de call center e em todas as mensagens publicitárias. Com o mesmo destaque da informação sobre os descontos, a operadora terá que informar também o percentual máximo de aumento, incluindo as diferenças em relação ao plano básico fazendo um quadro comparativo de tarifas. A empresa terá ainda que publicar a decisão da Justiça em pelo menos três jornais de grande circulação no Rio de Janeiro. De acordo com a procuradoria, na sentença, a Justiça Federal determina também que a Oi entregue o contrato de adesão com as informações especificadas aos usuários que aderiram ao plano DDD Amigo e inclua na fatura enviada aos clientes uma mensagem divulgando a decisão. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), também ré na ação, deverá fiscalizar a Oi em relação ao cumprimento das obrigações determinadas.

Além de ressarcir os danos causados aos usuários do plano, a Oi foi condenada a fazer o pagamento de indenização de R$ 500 mil ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos, a título de dano moral coletivo. Conforme o processo, as elevações nas tarifas podem atingir a 750%, dependendo da distância e do horário da ligação.

A Oi informou à Agência Brasil, por meio da assessoria de imprensa, que não comenta ações em andamento. (Agencia Brasil)

Fonte: Jota Lopes ( Colaborador )
Site cariri-ce.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.