13 julho 2013

Ceará vai receber R$ 750 mi neste ano por perdas na safra


Estado também recebeu retroescavadeiras e motoniveladoras, totalizando R$ 53,2 milhões do PAC 


Fortaleza. Agricultores do Ceará vão ter acesso a linhas de crédito totalizando R$ 750 milhões. O benefício integra chamado Plano Safra - Semiárido que foi apresentado, ontem, a prefeitos, gestores estaduais e associações ligadas à agropecuária no Estado. Os financiamentos vão ter juros anuais de 1% a 3% para custeio e de 1% a 1,5% em investimentos.

De acordo o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, "as ações são estruturais, para os locais onde a chuva já chegou ou vai chegar.  Com esses instrumentos nós queremos estimular sistemas de produção com reservas para ter água e alimentos no período seco, para o rebanho não sofrer, estimular recuperação de culturas que foram afetadas pela seca. São R$ 7 bilhões de crédito em todo o Brasil".

Financiamento

Para o ministro, a escolha do semiárido para receber um plano específico de financiamento à produção, deve-se ao fato da região contar com cerca de 1,5 milhões de agricultores familiares, cerca de 33% do total do País. Vargas também destacou que as linhas de crédito podem ser expandidas, caso o número de contratações supere as expectativas. "Antes mesmo do lançamento do plano foram destinados R$ 2,7 bilhões em crédito emergencial", destacou. Além do financiamento, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), fez a entrega de duas retroescavadeiras e 115 motoniveladoras para 117 municípios cearenses.  No total, os equipamentos, que integram o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), representaram investimento de R$ 53,2 milhões. No acumulado do ano, o governo federal destinou cerca de R$ 93,9 milhões em equipamentos, para 181 municípios, destinados ao enfrentamento da estiagem no semiárido do Ceará. Para a presidente da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), Adriana Pinheiro, "essas máquinas vão ser de grande serventia. Vão cavar barreiras, fazer açudes, ajeitar estradas que já estão prejudicadas mesmo com a pouca chuva que está caindo", disse.

Importância

O município de Fortim, administrado pela gestora, foi um dos contemplados com as motoniveladoras. Já as duas retroescavadeiras foram entregues aos prefeitos de Itaitinga, Abel Rangel Júnior, e de Chaval, Pacheco Neto. Já o coordenador-geral da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar no Ceará (Fetraf-CE), Francisco Auri Júnior, avaliou que "o programa é importante para possibilitar a convivência sustentável com o semiárido. Nós temos defendido políticas emergenciais mais concretas e a desburocratização da distribuição do milho pela Conab e que a água dos caminhões-pipa seja tratada e seja certificada pela Anvisa. E na questão da renda, defendemos a extensão do seguro-desemprego aos agricultores familiares". O presidente da Fetraece, Moisés Braz Ricardo, por sua vez, ressaltou a importância de paralelamente à entrega de equipamentos e linhas de crédito, de se desenvolver programas de assistência técnica. "Nós não vamos produzir no meio rural e desenvolver o campo sem pesquisa e assistência. Também é preciso avançar no desenvolvimento da reforma agrária. Sem esses itens vamos continuar tendo pessoas migrando para as cidades e inchando as favelas", analisou.

Fonte: Jornal Diário do Nordeste


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.