20 julho 2013

As festas regionais do Cariri afastam os doadores de sangue do HEMOCE


O Hemocentro Regional do Cariri, sediado em Crato com hemonucleo em Juazeiro do Norte atende a 45 hospitais da região e com a chegada do Hospital Regional, cresceu significativamente a demanda transfusional, principalmente com o advento da implantação de novos tratamentos de saúde nos municípios jurisdicionados nos últimos anos que, para suprir toda a rede clinica hospitalar com sangue, virou um desafio para os profissionais da área. Apesar de toda infraestrutura disponível, o êxito no atendimento só é possível se a responsabilidade for compartilhada junto a população e a coletividade através das instituições, uma vez que o sangue é um produto insubstituível do homem como terapia, disse Audilene Sobreira, diretora técnica do HEMOCE apontando que, historicamente os indicadores demonstram que nos meses de maio a julho há uma queda significativa nas doações de sangue, período em que as pessoas estão envolvidas com os festejos juninos ou religiosos e deixam para depois o ato de doar. Esse fato é preocupante e nem mesmo a mobilização feita, os apelos dirigidos, a formação da consciência social ou qualquer outra ação, têm sido suficiente para reverter o quadro, mas graças ao percentual bastante expressivo de doadores fidelizados na região, a situação não tem sido pior, comentou Audilene.

Para Audilene o grande segredo não é ter estoque seguro e em grande quantidade e sim, um produto de qualidade e isso só é possível se o doador mantiver parceria fiel e entender que seu ato é solidário e que sua ação está salvando vidas. O doador fidelizado é todo aquele que sempre volta espontaneamente para doar sangue. Ele tem as informações de todo o processo e sabe em que situação deve se auto excluir das doações A conquista dessa clientela determinada é a grande meta nacional estabelecida pelo Ministério da Saúde. Três por cento da população de Crato e Juazeiro são doares fieis do HEMOCE/Cariri, segundo a diretora técnica da instituição considerando que já é um numero bem expressivo levando em consideração a meta de segurança regional recomendada que seja, pelo menos, até 5 %, enquanto a nacional é de apenas 1,9 %. Baseada nesses parâmetros, Audilene Sobreira interpreta que o Cariri como hemocentro é detentor dos melhores índices do Ceará, chegando a atingir as metas de qualidade do Ministério da Saúde pela fidelização de doadores de 60 %, percentual ainda não alcançado pelos demais hemocentros do estado.

O HEMOCE/Cariri não trabalha apenas com a transfusão de sangue. Possui um centro de hematologia e hemoterapia desenvolvendo vários programas como coagulopatias, hemoglobinopatias e um ambulatório de hematologia com atendimento a pacientes referenciados em condições de dar cobertura de excelência nessas áreas. Recentemente aconteceu no Cariri a IV Jornada de Hemoterapia, um dos maiores eventos científicos da área que acontece de quatro em quatro anos em cada hemocentro regional do Ceará. O objetivo foi atualizar, formar e melhor qualificar os profissionais da hematologia e hemoterapia que apresentou palestras com renomados nomes nacionais, estaduais e regionais para estudantes das faculdades de enfermagem, biomedicina, medicina e demais áreas da saúde do Cariri.

Por: Wilson Rodrigues
Escritor do Blog do Crato e Portal de Notícias Chapada do Araripe


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.