31 maio 2013

Museu recebe mais de 300 mil pessoas


Hoje, o Museu de Paleontologia é um dos equipamentos mais visitados da região, perdendo apenas para os lugares de memória do Padre Cícero Romão Batista. Em 2010, foi inaugurada a reforma e ampliação do Museu, com investimentos de quase R$ 1 milhão, com recursos do Tesouro Estadual. Mais de 300 mil pessoas, com registro de todos os continentes, já passaram pelo Museu de Paleontologia. Somente este ano, se somam nove mil pessoas.

O local Possui um acervo de mais de nove mil peças, dentre as quais cerca de 1.500 expostas para visitação. São fósseis de dinossauros, pterossauros, peixes, tartarugas, rãs, lagartos, além de insetos, moluscos e uma coleção paleobotânica com folhas, flores, frutos e troncos. Está abrigada no equipamento a maior coleção de fósseis do Cretáceo do hemisfério sul da Terra. A plástica das peças que compõem o acervo do Museu é muita boa porque é composta de formas tridimensionais com tecidos moles preservados.

O Museu possui holótipos que são peças que foram usadas para descrever novos gêneros e novas espécies de seres vivos já extintos. É o único no mundo que possui todas as espécies de peixes já descritos na Bacia do Araripe, 32 espécies, tornando o Museu imprescindível para o estudo da evolução dos peixes, que é maior grupo de vertebrados. Possui uma excelente coleção de fósseis de pterossauros. Em Santana foram descritas 24 espécies desses répteis Voadores.

É exatamente por ser uma importante referência para a Paleontologia no Brasil e no mundo durante esta semana, a URCA recepciona mais de 20 pesquisadores estrangeiros estarão no Cariri, de países como a China, Japão, Itália, França, Estados Unidos e Inglaterra, que participam do IV Simpósio Internacional sobre Pterossauros, realizado por meio de parceria da Universidade Regional do Cariri (URCA) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), através do Museu Nacional. Segundo a Reitora, é difícil dizer qual o fóssil mais importante do acervo do Museu. Ela destaca a libélula, que foi escolhida como símbolo do Museu, pelo seu alto estado de conservação.

Urca


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.