29 abril 2013

´Mestres do Sabor´ promove delícias da culinária do Cariri


Crato. Valorizar os sabores dos frutos e outros alimentos presentes na região do Cariri e dar novos significados a eles em receitas variadas. Esses são os objetivos apresentados pela Secretaria de Cultura do Crato, através do Núcleo de Gastronomia, através da realização do projeto Mestres do Sabor. No momento, estão sendo catalogadas as pessoas que detêm conhecimentos notórios na área.

Tia Nuta , que elabora geleias de macaúba, acredita que o Mestres do Sabor vai valorizar os seus doces, a memória dos sabores e obter lucros FOTO: YACANÃ NEPONUCENA - A proposta será a de capacitá-las e inseri-las formalmente no mercado de trabalho. Atualmente, a maioria das produções de alimentos compostos de produtos nativos é artesanal. A atividade é fonte de renda para diversas famílias na região. A partir das descobertas e experiências, a ação pretende equilibrar os ingredientes e sabores característicos da cultura alimentar do povo nordestino.

Para compor as novas receitas, os Mestres do Sabor estão utilizando os frutos, sementes e hortaliças que são cultivadas na região, como a manga, o jatobá, jenipapo e cajarana. Todos ainda são pouco comercializados nos supermercados e feiras livres. O projeto surgiu após a observação do desaparecimento no mercado de alimentos tradicionais da região Nordeste, como a mangaba, macaúba, pequi e umbu. Segundo a coordenadora do Núcleo de Gastronomia, Soraya Piancó, a preocupação é com o resgate das atividades extrativistas e com os valores nutricionais que estão sendo perdidos ou desperdiçados pelos consumidores, devido Às mudanças dos hábitos alimentares. "É importante que a gente disponibilize produtos diferenciados, que agradem ao público consumidor. Temos muitos alimentos ricos em nutrientes e que não estão sendo aproveitados. Alguns já estão até em risco de extinção. Queremos valorizar essas riquezas", revela.

Poupa

A geleia de macaúba contém alto valor energético, indicada para as pessoas que apresentam dificuldade na visão ou doenças como raquitismo e osteoporose. Entre os alimentos já elaborados pelo projeto Mestres do Sabor, o destaque é para a pasta de pequi, feita da poupa da fruta nativa do cerrado brasileiro e presente na Chapada do Araripe. A receita caseira auxilia na escassez do sabor, em períodos de baixa estação. A produção do patê é feita manualmente e a ele é adicionado somente sal. Outro item que está conquistando o paladar dos consumidores é a geleia de macaúba. Ela também é elaborada somente com a poupa do fruto, açúcar e água. No Cariri, diferentemente de outras regiões do País, onde estudos revelam a macaúba como a nova aposta para alavancar a produção de biodiesel no Brasil e onde ela é economicamente representativa, parte da produção é destinada apenas à alimentação de animais e a outra apodrece. Ainda não há uma colheita direcionada para outros fins. Poucos extrativistas investem na produção do óleo da amêndoa.
Segundo Soraya Piancó, a geleia de macaúba contém altos níveis de ômega 3, vitamina A, proteína e além de possuir um alto valor energético, ela é indicada para as pessoas que apresentam dificuldade na visão ou doenças como raquitismo, osteoporose, artrite e artrose. Através do conhecimento notório do "Mestres do Sabor" sobre a culinária regional, que muitas vezes é repassado entre as gerações, o projeto propõe buscar novas possibilidades de transformar os frutos da região em outras formas de alimentos, a exemplo das farinhas, geleias, doces e sucos. Com o apoio dos cozinheiros, a ação tenta resgatar a identidade da culinária local. Agora, as pesquisas sobre os alimentos estão sendo feitas nos bairros, sítios e distritos do Crato. Em apenas dois meses, seis fontes de sabedoria já foram identificadas, entre elas está Maria de Jesus Guedes dos Santos, conhecida popularmente como Tia Nuta, que reside no Sítio Engenho da Serra, no distrito de Santa Fé. Lá, há mais de dez anos, ela mantém a tradição familiar de produzir doces dos mais variados sabores, como os de oliveira, jatobá e jaca. Com a ajuda das filhas, a agricultora revende seus produtos em algumas feiras direcionadas ao incremento negócios do homem do campo.

Tia Nuta conta que acredita que o Mestres do Sabor valorizará os seus doces e a memória dos sabores. Ela espera obter lucros. "Fiquei muito feliz porque outras pessoas vão poder conhecer meus doces. Faço tudo com muito amor e quero ser reconhecida por isso, além de poder ganhar um dinheirinho extra", revela. Através de oficinas inovadoras que envolverão as pessoas que preparam os alimentos e empresários do setor alimentício, a Secretaria de Cultura espera capacitar tecnicamente os participantes para que eles possam apresentar novas possibilidades de receitas.

Mais informações

Secretaria de Cultura do Crato
Nucleo de Gastronomia
Endereço: Rua Theospito
Abath S/N
Centro-Crato
Telefone: (88)3523-2365

YACANÃ NEPONUCENA
Repórter do Jornal Diário do Nordeste


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.