06 fevereiro 2013

Recuperados os sinos da Catedral de Crato




   Por iniciativa do Cura da Catedral de Nossa Senhora da Penha, padre Edimilson Neves Ferreira, os sinos de bronze da Sé de Crato passaram por trabalho de restauração. Os dois sinos há muitos anos tinham sido pintados com tinta óleo. No trabalho de restauração foram retiradas as camadas de tinta, reaparecendo, agora, somente o bronze com os desenhos e as datas de fabricação existentes naqueles sinos. O trabalho de restauração faz parte das providências que vêm sendo efetuadas para comemorar – no próximo ano – o centenário de criação da Diocese de Crato e de elevação daquele templo à dignidade de catedral. 

   Os sinos da catedral de Crato estão localizados na torre do lado sul daquele templo, construída entre 1852 e 1863, pelo então vigário colado, padre Manoel Joaquim Aires do Nascimento. O historiador Irineu Pinheiro – no livro “Efemérides do Cariri” – escreveu que “o sino que dobra finados foi fundido em 1869 e denominavam-no, inicialmente de “Sino das Almas”. Batizaram-no com o nome de Miguel. Quanto ao sino menor, que durante décadas recebeu a pancada do martelo do relógio da torre, fundido em 1848, chamavam-no Manuel”.

   No momento, o histórico relógio da Sé Catedral de Crato encontra-se sem funcionar. Entretanto, o padre Edmilson Neves está coletando informações de profissionais para que o relógio passe também por serviços de conserto e restauração.

(Postado por Armando Rafael)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.