05 fevereiro 2013

Ex-prefeito Samuel Araripe rebate acusações da nova gestão do Crato



"Não deixei nenhuma dívida de 35 milhões para a nova gestão. Eles computaram como dívidas os parcelamentos normais do INSS de cerca de 20 anos, bem antes da nossa gestão, que são comuns a quase todos os municípios Brasileiros, e vinham sendo pagos rigorosamente em dia no Crato" 

- Samuel Araripe

Em entrevista coletiva concedida à imprensa do cariri na manhã desta segunda-feira, dia 04 de janeiro pelo atual gestor, Ronaldo Gomes de Matos, foi dito que a atual gestão teria herdado uma dívida de 35 milhões e 500 mil reais da gestão anterior.

O ex-prefeito Samuel Araripe falou à nossa reportagem nesta tarde ( 04 ) que estava somente aguardando esta coletiva de imprensa ser realizada e as acusações que seriam feitas contra a sua pessoa e sua administração para colocar as coisas nos seus devidos lugares e que nas próximas horas estará concedendo entrevista à TV Vedes Mares , e que possui em mãos toda a documentação referente ponto a ponto ao que foi dito na entrevista coletiva.

DÍVIDA DE 35 MILHÕES:

Foi dito na entrevista, que a gestão atual teria herdado uma dívida de 35 milhões de reais. Falando à nossa reportagem, o ex-prefeito Samuel Araripe disse categoricamente que "NÃO EXISTE DÍVIDA DE 35 MILHÕES DE REAIS" da sua gestão para a gestão atual. Dos 35 milhões mencionados e computados como dívida, 24 milhões são parcelamentos normais do INSS dos últimos 20 anos que vinham sendo pagos pela prefeitura municipal rigorosamente em dia e foram computados erradamente por esta gestão como dívida do município, e que estes parcelamentos ocorrem em quase todos os municípios Brasileiros sendo ponto de discussão inclusive entre a CNM ( Confederação nacional dos Prefeitos do Brasil ) e a Pres. Dilma Rousseff, adiantando ainda que estes parcelamentos municipais deverão continuar a ser pagos em todas as cidades brasileiras, inclusive no Crato da mesma forma pela atual gestão. Segundo Samuel, "é um absurdo que o novo prefeito venha querer colocar para minha administração uma dívida de 24 milhões de INSS que não existe, se esse parcelamento é comum aos outros municípios do Brasil.

RESTOS A PAGAR

Segundo Samuel: "O novo gestor fala em 7 milhões de restos a pagar. Eles não falam por exemplo, que nós deixamos de acordo com o Balanço Oficial, mais de 9 milhões positivos, deixando um superavit de 2.5 milhões para o Crato". 

SALÁRIO ATRASADO DE DEZEMBRO

O prefeito Samuel Araripe disse na entrevista que deixou o pagamento dos funcionários ( dinheiro ) em conta, o repasse referente ao mês de dezembro, que só foi creditado no dia 10 de janeiro, "e a prova de que esse dinheiro pode ser utilizado para pagar o funcionalismo, é que no dia 31 de janeiro, o atual gestor não pagou a sua própria folha de pagamento; Vai pagar no dia 10, como sempre foi pago nos últimos 8 anos em crato."

CONVÊNIOS FEDERAIS

O Ex-prefeito Samuel Araripe disse que possui documentos oficiais ( Emitidos pelos órgãos superiores ) provando que o Crato está apto a assinar qualquer convênio com o Governo Federal, que há 14 certidões todas adimplentes, como exemplo, as contribuições federais à dívida ativa da união, contribuição previdenciária, FGTS, financiamento a empréstimos, prestação de contas.

INVENTÁRIO

Na Entrevista Coletiva foi dito que o inventário não foi entregue. O Ex-prefeito Samuel Araripe disse que o inventário foi entregue ao TCM através do SIM ( Sistemka de Informação dos Municípios ).

O ex-prefeito adiantou que esses são apenas alguns tópicos principais, mas dispõe de farta documentação para contrapor qualquer ponto levantado, ressaltando que por 8 anos as suas contas junto ao Tribunal de COntas dos Municípios ( TCM ) foram todas APROVADAS.

Entrevista concedida ao Blog do Crato
www.blogdocrato.com
Há 8 Anos, o Crato na Internet


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.