26 janeiro 2013

Geopark atrai Colônia de Férias


Cerca de 300 crianças e adolescentes participam das escolas e comunidades do geossítio
 
Crato. Uma opção diferente para as férias da garotada no Cariri. Um misto de diversão e aprendizado, levando-se em conta os benefícios voltados ao meio ambiente e à cultural regional. Assim tem sido a preocupação da equipe que vem dando suporte à Colônia de Férias do Geopark Araripe, que este ano conta com mais de 300 crianças e adolescentes participantes das escolas e comunidades dos geossítios.

O trabalho reúne crianças de 6 a 14 anos e vem sendo desenvolvido por 25 estagiários de Educação Física e Artes Visuais da Urca Fotos: Elizângela Santos. A programação para o evento inclui as cidades de Missão Velha, Crato, e será finalizada no final do mês, na Capital da Paleontologia, em Santana do Cariri, na área do Pontal da Santa Cruz. O trabalho com crianças e adolescentes de 6 a 14 anos vem sendo desenvolvido por 25 estagiários da Universidade Regional do Cariri (Urca), de cursos como Educação Física e Artes Visuais. Eles dão suporte para as crianças conhecerem o geopark. Brincadeiras, vídeos, oficinas, jogos e palestras estão entre os eventos programados.

Nas turmas são incluídas crianças especiais. As atividades da Coordenação de Educação Ambiental do geopark são desenvolvidas além desse período nas comunidades. Mas durante as férias tem um gostinho especial, por serem especialmente voltadas para aqueles que pretendem levar a educação além da diversão. Para o bolsista Lázaro Macedo, esse trabalho é de fundamental importância para transmissão do conhecimento, e as crianças são as grandes multiplicadoras também para a família. “Os pais aprendem com elas, e isso é muito importante, dentro desse contexto de repassar as questões relacionadas ao meio ambiente”, diz ele. A Colônia de Férias foi iniciada no começo do mês, pela cidade do Crato com a quinta edição do evento. As atividades foram ministradas pelos estagiários, com cerca de 80 alunos inscritos. As crianças de escolas públicas e particulares tiveram a oportunidade de conhecer o Centro de Interpretação do Geopark Araripe, que fica no parque de exposições do Crato, e a sede do escritório do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no Cariri.

Resgate

Em Missão Velha, foram inseridos na Colônia de Férias desse ano, crianças da comunidade Cachoeira, da área do geossítio, além do Riacho do Meio, em Barbalha. Já em Santana do Cariri, a comunidade do Pontal da Santa Cruz participa da programação de 29 a 31 deste mês.

Para a realização das atividades na sede do geopark, no Crato, foi cobrada uma taxa de inscrição e os alunos de escola pública têm direito à meia-entrada. Já nas comunidades, a participação é gratuita. A estudante de biologia, Cintia dos Santos Barros, afirma que o trabalho também envolve um resgate das brincadeiras, como a contação de histórias e as cantigas de roda. Este ano, houve uma ampliação no número de estagiários, segundo a coordenadora de Educação Ambiental do geoparque, para também atender às crianças das comunidades dessas localidades do geossítios. A coordenadora destaca o projeto como um espaço de formação, voltado para as crianças e os estagiários, que passaram dois meses recebendo orientações para dar segmento ao trabalho nas comunidades. As principais temáticas trabalhadas são a sustentabilidade, preservação e conservação dos geossítios.

Para Neuma, essa é uma forma criativa de educar as crianças, por ainda haver uma falta de conhecimento das próprias comunidades sobre o projeto do geopark. Para a educadora, um dos principais resultados desse trabalho, que vem sendo desenvolvido há cerca de três anos nas comunidades, é o reconhecimento dos moradores. Ela ainda destaca a importância deste evento para a divulgação do geopark nas comunidades. Ao mesmo tempo, tem verificado a possibilidade de desenvolvimento local por meio do artesanato, de forma sustentável.

Os artigos são socializados durante a Feira de Geoprodutos. A segunda edição acontece durante o mês de fevereiro, na sede do geoparque, em Crato. Os responsáveis pela organização e viabilização do evento passaram por um treinamento para lidar com as crianças de forma eficiente e sem riscos. Uma destas ações anteriores que está ocorrendo é um curso de primeiros socorros. “Sendo assim, este será um ambiente seguro que fará com que as crianças aprendam o que é o geopark Araripe ao mesmo tempo em que se divertem”, diz a professora Neuma.

Mais informações

Geopark Araripe
Sede em Crato
Rua Carolino Sucupira, S\N
Região do Cariri
Telefone: (88) 3102.1237

Elizângela Santos
Repórter do Diario do Nordeste
Colaboradora Oficial do Blog do Crato


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.