xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 14/08/2012 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

14 agosto 2012

Filme “Sedição de Juazeiro” estreia 2ª feira. Postado por J. Tavares.


Na próxima segunda-feira, dia 20, acontecerá o lançamento do filme “Sedição de Juazeiro – A guerra de 1914″. Dirigido por Jonasluis da Silva, o filme será exibido no auditório do anexo dois da Assembleia Legislativa.

Produzida pela FGF-TV, a obra conta em 2h20min a história de Juazeiro do Norte, após sua emancipação do Crato e o movimento com vistas a depor o governo de Franco Rabelo.

Fonte: Jornal Opovo on line (Com Blog Gente de Mídia)

Tribunal de Justiça do Ceará em regime de plantão no feriado religioso. Postado por J. Tavares.


O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e o Fórum Clóvis Beviláqua funcionam em regime de plantão nesta quarta-feira, feriado em homenagem a Nossa Senhora da Assunção, padroeira do Município de Fortaleza. O objetivo é garantir o caráter ininterrupto dos serviços judiciais.

No TJ, no Cambeba, o plantonista será o desembargador Francisco Gladyson Pontes, das 12 às 18 horas. No Fórum da Capital, o serviço ficará sob a responsabilidade da 18ª Vara Cível e da 9ª Vara Criminal. Os juízes estarão disponíveis das 6 horas da quarta-feira às  6 horas da quinta-feira (16/08). Com site do TJ-Ceará.





Texto para Reflexão -Por Maria Otilia

Voltam as aulas e neste segundo semestre a grande preocupação: como recuperar  os indicadores do baixo desempenho academico dos nossos alunos ? Qual a postura dos alunos e dos pais em relação  a aprendizagem necessária para aprovação ? Para melhor compreender esta situação, posto um texto interessante da autora Rosely Brito, intitulado Nota Vermelha, que extraí do Blog Diretor de Turma, da CREDE 18 . Leia com carinho!
                                                    
                      NOTA VERMELHA

As férias escolares acabam, porém boa parcela dos  alunos retornam com toda energia e disposição  para continuarem “ brincando de estudar”. Para esses alunos a Escola são férias eternas, o boletim escolar sempre decorado de notas vermelhas, mas afinal , eles dizem: “ e eu com isso? “ .  Parodiando os próprios alunos, agora é o momento em que  a “ chapa começa a esquentar” !!
“ Professor não posso repetir de ano!! “ , “ Professor, você não pode me reprovar !?” Pois é, está é a grande preocupação que começa a rondar a cabeça de muitos jovens.  Afinal, se ele reprovar, como vai ser ficar sem aquela viagem que o pai prometeu? E aquele novo computador ? Pior ainda, o mico da “ galera” na série seguinte, e ele sendo o “ único” que ficou para trás ? Isso nem pensar !
Logo você começará a ser assediado nos corredores por alunos que vão querer saber se estão de recuperação, se ficarão de exame, se irão “ passar de ano” ou não.
Toma que o Filho é teu:
É muito comum logo após o término da prova, o aluno já ficar rodeando o Professor para saber que nota ele tirou na prova. Na cabeça desse aluno existe uma dicotomia que é preciso que o Professor compreenda.  Quando o aluno alcança nota 10 na prova, foi ele quem conquistou, no entanto quando ele tira uma nota vermelha foi o Professor que subtraiu a nota dele.
A nota em si, para muitos alunos,  é uma medida que apenas atesta a promoção no final do ano, tem apenas esta serventia. Serve para a Escola mudar ele de série, e serve para os Pais como uma confirmação de que podem comprar o presente dele, pois ele passou de ano.
Quando o aluno está com o boletim escolar cheio de notas baixas, a responsabilidade das mesmas é atribuída ao Professor, ou seja, as notas estão daquela forma porque o Professor “ deu” nota vermelha na prova, assim sendo, a fonte das notas vermelhas é uma só: o Professor.
Tanto os Pais quanto os Alunos precisam compreender que na vida os únicos responsáveis pelas nossas conquistas, nossas falhas e nossos erros, somos nós mesmos. Se um dia pedirem para eu cantar uma música, com certeza receberei nota zero, deverei culpar a letra da música? A pessoa que escreveu a letra? Ou deverei refletir, se antes de aceitar cantar a música, quais conhecimentos prévios deverei ter que possibilitarão que eu seja bem sucedida nesta tarefa? O que precisarei? Aulas de canto? Durante quanto tempo? E por aí vai.
Na Prova de Física, Matemática, Língua Portuguesa, ou outra disciplina, segue o mesmo princípio, durante certo período de tempo o aluno estará em contato com novos aprendizados, situações problema, estudos de caso e então no momento da prova deverá demonstrar até onde compreendeu esses novos conceitos e como interage com eles em novas situações. O Professor quer saber qual é o grau e profundidade de competência  que o aluno adquiriu naquele novo aprendizado e qual a sua performance.
Assim, se eventualmente ocorrer a nota vermelha, esta não está medindo quem elaborou a prova, também não está medindo a prova em si, não mede a escola, e não mede o livro didático. A prova tenta medir unicamente o quanto o Aluno aprendeu e como ele performa em uma dada situação.
O que a Indisciplina tem a ver com isso?
Quando ministramos uma aula nosso objetivo é que os alunos fiquem focados na tarefa, porém o que ocorre  é que eles estão focado em outras coisas, outras “ tarefas”.
Você tem de admitir: conversar é uma tarefa, provocar o colega também é uma “ tarefa” o qual muitos alunos se aplicam em desempenhar.  Essas tarefas porém contribuem para o aparecimento da indisciplina na sala de aula e desestabilizam o ambiente. O aluno que ocupa-se com este tipo de “ tarefa” desperdiça o tempo e sem se dar conta, subtrai de si mesmo o aprendizado que poderia ter e consequentemente a própria nota.
Então chega o dia de informar as notas, e muitos alunos e pais não se conformam com os resultados. Querem explicações do Professor. Exigem reunião de última hora, apontam o dedo na cara, ameaçam , vociferam, querem justificativas, querem que a nota seja alterada.
Pois bem, está na hora de inverter esta situação ! De hoje em diante quando Pais ou Alunos chegarem até você exigindo explicações de notas vermelhas faça as seguintes perguntas para eles:
    - O que faz um aluno tirar 10 ?
    - Então seria verdadeiro afirmar que fazer o oposto disso faria o aluno   tirar nota vermelha ?
    - Enumere para a mãe  um conjunto de situações negativas, selecione aquelas em que o filho dela se enquadra, por exemplo: conversar demais, não trazer lições, não trazer os materiais para as aulas, desrespeitar Professor e colegas, etc, etc, e peça para ela dizer se cada uma daquelas situações ajudam o aluno a alcançar nota azul ou nota vermelha ?
    - Faça  o aluno previamente preencher esses mesmos itens em formato de auto avaliação e entregue para a mãe quando a mesma vier pedir explicações
    - Entregue a Ficha de Auto Avaliação do Aluno e diga: Pedi as mesmas explicações para seu filho, espero que ele lhe responda porque tratou com tanto descaso o meu trabalho, fez tão pouco por si mesmo, e ainda submeteu a senhora a esta situação.
 Roseli Brito

Humildade da crença - Por: Emerson Monteiro


À medida que o fiel abre mão dos aparatos da racionalidade humana, só então estabelecerá contato possível junto do Eterno. No apego à antiga razão, por isso reside na distância de abrir seu coração e desvendar os mistérios essenciais da Fé, o instrumento valioso das respostas de que precisa. Enquanto insistisse querer explicações racionais da espiritualidade, o homem, em sua condição limitada, jamais acharia a porta dessa imortalidade sonhada.
Daí a urgência mínima de humildade no sentido de encontrar a sublimidade do Ser, causa de Tudo. Eis a força que moverá até a fidelidade da eterna Graça eterna. Abrir mão dos valores da chamada Razão, eis, pois, o critério da transformação de virtudes em bênçãos. 
Quaisquer denominações evidenciam este passo definitivo, na caminhada dos peregrinos deste chão comum. Espécie de pacto às avessas, na busca de Deus existe esse desencontro consigo próprio, desespero do egoísmo, inutilidade da egossalvação revertida na concretização do Eu Maior. Nisso o inteiro abandono de si em Si. Já não sou eu quem vive, é Jesus que vive em mim, das palavras de Paulo de Tarso, no caminho de Damasco, do Novo Testamento bíblico. Eu e o Pai somos um Só, no dizer de Jesus.  Ato contínuo do mergulho nesse absurdo às leis humanas, o Ser crescerá no seu mesmo desaparecimento. A semente morrerá para permitir nasceres árvores, alquimia fundamental da alma divina. Em uma parábola oriental, quando ferido por seta envenenada, um guerreido vem trazido ao médico que iria lhe curar do sofrimento, e insiste evitar o tratamento se antes saber o autor do disparo que o vitimara:

- Ah, não! Ninguém irá mexer na seta até eu saber quem me feriu; se ele é da casta dos sacerdotes ou dos guerreiros; dos artesões ou dos servos; qual seu nome, sua linhagem; se alto, baixo ou pequeno...
Na hora solene, alguém a exigir explicações intermináveis para todas as perguntas, e de certeza aumentaria o risco do desespero e da dor.
Assim os que buscam a Verdade na essência de Tudo, enquanto avançam nas perguntas se sujeitam perder respostas vivas diante dos altares da Eternidade. Esqueceriam a presença constante da Luz aqui ao lado. Requentar as divagações do pensamento sob o pretexto de buscar revelações ilusórias lá longe do sentimento vivo do Amor. 
Nessa oportunidade, caberá o passo providencial da Consciência nas asas abertas do Destino promissor.

Por: Emerson Monteiro
 

“ÁGUAS DO CRATO”. - Por: Ed Alencar


POPULAÇÃO TEM ABASTECIMENTO DE 95%, DE REDE ESGOTOS 30% E TRATAMENTO 0%.

De acordo com a legislação de janeiro de 2007, onde o Governo Federal obriga todos os municípios da federação, elaborarem seus planos de “SANEAMENTO BÁSICO” a cidade do Crato, tem o privilégio de ser abastecida com 95% das águas especiais das nascentes e de  poços artesianos  enquanto no tratamento de esgoto é 0% , já a rede coletora, estima-se em  30% degradada e sub-mencionada, dados  que divergem dos índices do Governo do Estado conforme gráficos. O governo do Estado através da Secretaria das Cidades, por meio do PPA-Plano Plurianual , investirá  em 2012 até 2015 o montante de 1,bilhão e 300 milhões de reais, distribuídos entre : ESTADO, MUNICIPIOS E CAGECE.  Conforme gráfico.

Estes aplicativos vão para ampliar o sistema de tratamento  e distribuição da água, e na implantação da rede de esgoto e no tratamento do lixo reciclavel. O governo prioriza dez (10) cidades da área metropolitana do Cariri.

EM DÉBITO: O Crato há muito tempo está em debito no tratamento e recolhimento da nossa água usada. Em 2000 no governo de Moacir Siqueira, construiu nas proximidades do palmeiral, uma lagoa para esta finalidade, mas, sem sucesso algum, reprovado por órgãos como IBAMA e especialistas na área. Sua utilidade hoje é para “CAPIM”. Para a Drª. Claire Anne, analista da GOGERH, que há muito tempo vem se preocupando com esta falta de ação e realização das autoridades, mostra a inviabilidade da área escolhida, uma vez que: Os tanques construídos captariam apenas às águas poluídas de um único rio, o rio Granjeiro.  Ela conclui: O correto seria a construção das Lagoas de Estabilização entre os limites de Crato e Juazeiro do Norte, onde os três rios: Batateira, Granjeiro e Saco Lobo se unificam formando o Batateira.

Entrevistando o prefeito Samuel Araripe, ele faz um balanço da existência de uns 50 municípios que ainda comandam seus abastecimentos d’água  e esgoto, oferecendo uma melhor tarifa para a população, como exemplo  o Crato, com taxa bem menor que os preços da CAGECE. A desvantagem é a inadimplência. Fazer saneamento básico é coisa CARA, motivo de tantos municípios pequenos não poderem realizar. Das riquezas desse pais, 63% fica com a UNIÂO, 23% com os ESTADOS e 14% fica para 5.700 Municípios. O certo, seria diminuir as contra- partidas para o,o1% , para que se possa fazer saneamento. Completa Samuel: fiz meu dever de casa aprovando o plano diretor de desenvolvimento urbano, o plano de requalificação urbana, reforma administrativa e o plano de saúde ambiental. Pouca gente sabe que o Crato já tem o zoneamento urbano, com lei, definindo o que pode ser construído e o que não pode  e onde, como exemplo no sopé da Chapada do Araripe. Não consegui fazer um saneamento completo, mas deixo o projeto pronto, o Crato está estruturado para uns 20 ao mais anos. Concluiu.

O QUE DIZ A ONU! Lembra a geóloga Claire Anne, que a cartilha da ONU, reza que, para cada 1 dólar investido no saneamento, a  economia é de 5,dólar na saúde, por eliminar muitas doenças. Outra questão levantada por ela, é o caso do lixo que jogamos fora sem uma reciclagem onde se perde até 80% por falta de aproveitamento.

VISÃO DO GEÓLOGO E CIÊNTISTA AMERICANO DR. STEPHEN FOSTER, DO BANCO MUNDIAL. Ele, ao estudar estas questões do não tratamento, e do não reaproveitamento das nossas águas usadas, sugeriu que: Se no futuro houver um tratamento para o reuso, deveriam ser bombeadas para IRRIGAÇÃO na Chapada do Araripe onde os filtros de 300 metros iriam alimentar os “AQÜÍFEROS”. (Particularmente para mim,  é um projeto de sonhos, diante do que não se pode fazer nem aqui em baixo, segundo cálculos de especialista, o custo para se fazer toda rede de esgoto do Crato, chegaria a uns 100 milhões de reais.)

Lembra ainda Claire Anne, que dos dez (10) municípios que formam a região “METROPOLITANA DO CARIRI” que receberão os investimentos do Governo do Estado, ficaram de fora, CRATO E CARIRIAÇÚ, por não fazerem parte da CAGECE. Teriam que fazerem investimentos próprios.

EM SUMA. “NEM TODO GOVERNANTE MESMO DIANTE DAS DIFICULDADES, E SABEDOR DOS BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE, GOSTA DE ENTERRAR OBRAS CARAS QUE NINGUEM VER!”

Por: Ed Alencar
Radialista/Repórter
Colaborador do Blog do Crato ePortal Chapada do Araripe

Tudofel: Os Pombos Urbanos batem asas, arrulham alto e sacode...

Tudofel: Os Pombos Urbanos batem asas, arrulham alto e sacode...: A banda Os Pombos Urbanos foi criada no segundo semestre de 1987, por mim e Nicodemos, e dela também fizeram parte Marcos Leonel, Seg...

Baixar a bola -- Por José Roberto Guzzo


De quatro em quatro anos, por ocasião da Olimpíada e sob a influência do colossal volume de espaço e de tempo que os meios de comunicação decidem dedicar ao tema, o Brasil desenvolve uma súbita e desesperada paixão por esportes que não interessam praticamente a ninguém.
Falando francamente: fora os próprios atletas, suas famílias e um magro círculo de aficionados, quem está ligando, por exemplo, para o futebol feminino, os 400 metros de nado medley ou as competições de arco e flecha? Uma ou outra modalidade, como vôlei ou basquete, ainda tem algum público fora dos Jogos, mas assim que acaba a cerimônia de encerramento tudo volta à apatia de sempre.

De onde vem, então, essa agonia por medalhas que tortura tanta gente no período de disputa olímpica? O que se sabe, por enquanto, é que não são as competições, em si mesmas, a grande atração; o que interessa é a contabilidade de ouros, pratas e bronzes que “o Brasil” consegue levar para casa. Como essa soma, por melhor que seja em relação ao passado, nunca chega a colocar o Brasil no pelotão de frente, o público se vê condenado a ouvir que há uma “crise” grave em tudo aquilo que os brasileiros perdem, do basquete feminino ao remo masculino. Não passa pela cabeça de quase ninguém, em condições normais, que qualquer derrota dessas possa ser um problema. Por que seria? Durante a Olimpíada, porém, tudo se torna um caso de extrema-unção.

Se o que realmente interessa é o número de medalhas, e não o esporte, a situação fica realmente difícil, pois ninguém ainda descobriu como se faz para conseguir um número ideal de vitórias na Olimpíada. Não é prático, ao que parece, pensar na criação de um sistema de cotas para a distribuição das medalhas, apesar da alta estima que o governo brasileiro e seus admiradores têm por esse tipo de solução. Faltam negros nas universidades? Criam-se cotas para equilibrar os números. Faltam empregos para deficientes físicos? Criam-se cotas para forçar sua contratação pelas empresas. Faltam medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos? Por que não fixar, então, uma cota mínima de pódios para cada país participante? A triste verdade é que existe uma concentração indiscutível de medalhas, principalmente de ouro, nas mãos de uma minoria; num mundo com quase 200 países, os cinco primeiros ganhadores ficam com mais ouros que todos os outros somados.

E o que dizer de casos extremos como o do nadador americano Michael Phelps? Com apenas 27 anos de idade, e apenas entre 2004 e 2012, o rapaz acumulou sozinho dezenove medalhas de ouro – não muito menos que o total ganho pelo Brasil inteiro, em todas as modalidades, desde que disputou sua primeira Olimpíada, em 1920. Onde está a justiça de um sistema que leva a tais desigualdades? Cotas iriam garantir, certamente, uma distribuição mais democrática das medalhas entre os competidores. Um jeito de fazer isso, por exemplo, seria obrigar Phelps a só cair na piscina quando os outros já estivessem na metade do percurso, ou segurar por cinco segundos a largada de Usain Bolt na corrida dos 100 metros livres.
Outra solução, bem mais direta e segura, seria distribuir logo no início dos Jogos um número mínimo de medalhas a cada país, de acordo com critérios destinados a promover um pouco mais de igualdade social. O Brasil, em razão do tamanho de seu território, população de 190 milhões de habitantes e injustiças sofridas no passado, poderia começar, digamos, com pelo menos dez medalhas de ouro; o que conseguisse ganhar além disso seria lucro.

Como ninguém vai aceitar nada parecido, a começar pelos atletas brasileiros (e todos os demais), a saída mais razoável é iniciar, desde já, um esforço para encarar com um pouco mais de calma toda essa história de Olimpíada – até porque a próxima será no Rio de Janeiro, e os níveis de histeria em relação a medalhas já prometem superar tudo o que se viu até agora. O Brasil, principalmente por causa da pressão feita pela mídia, tem muita dificuldade para aceitar a ideia de que os adversários ganham uma competição por terem chegado na frente, saltado mais alto ou feito mais pontos. Tudo é uma questão de honra nacional – de “atitude”, “entrega”, “superação”, “vergonha na cara”. O atleta tem de ser “guerreiro” etc. Quando ganhamos alguma coisa, há uma gritaria alucinada: “É o Brasil! É o Brasil!”. Não é; é apenas o mérito individual de quem ganhou. Quando perdemos, é o mesmo barulho, só que ao contrário: faltou “raça”, “respeito”, “apoio”. Está mais do que na hora de baixar essa bola.

Por José Roberto Guzzo
Postado por Armando Rafael
 

Notícias do dia-a-dia


Transcrito do Jornal “O Estado de S.Paulo”, edição de 14-08-2012

O difícil resgate da Petrobrás

A presidente da Petrobrás, Graça Foster, deu mais um passo, nesta segunda-feira, para racionalizar a administração da empresa, reconduzi-la a seus objetivos originais e resgatá-la da condição de instrumento a serviço dos objetivos político-partidários do grupo governante. A companhia, disse a executiva, continuará empenhada em elevar a participação da indústria local em seus projetos, mas "com excelência, competitividade e melhores prazos". Se essa atitude for para valer, a consequência será a prioridade à eficiência, com abandono do voluntarismo, da demagogia e do irrealismo adotados como cartilha pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas essa é apenas a hipótese mais otimista. O discurso da racionalidade, ouvido a partir da troca de comando na estatal, poderá ser desmentido pelos fatos, se fraquejar o apoio do Palácio do Planalto ou se a execução do programa preservar os padrões seguidos até agora na impropriamente chamada política industrial do governo.
Desde o começo de seu primeiro mandato o presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou da estatal maior participação de fornecedores nacionais em seus projetos. A legislação a respeito do pré-sal transformou a Petrobrás, oficialmente, em instrumento de política industrial. Essa transformação, discutível do ponto de vista gerencial, força a empresa a atender a objetivos nem sempre conciliáveis, pelo menos a curto prazo. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sempre cuidou menos da administração do que dos interesses políticos - seus e dos parceiros mais próximos.
O primeiro erro, é claro, foi a conversão da Petrobrás em agente da política industrial, desviando seu foco das tarefas difíceis e custosas de exploração do pré-sal e do aumento geral da produção. Se a Petrobrás tiver sucesso na realização das tarefas próprias a uma empresa de energia, sua contribuição para o desenvolvimento nacional já será enorme, mas esse dado simples foi esquecido nos últimos anos. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deverá financiar projetos da indústria fornecedora, por meio de empréstimos e de participações. Também falta saber se novos critérios serão adotados ou se ainda prevalecerão os padrões de favorecimento seguidos há vários anos.

Gilmar Mendes pede inquérito contra revista “Carta Capital”

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, requereu à Procuradoria-Geral da República abertura de inquérito por calúnia, injúria e difamação contra a revista Carta Capital. Na representação, ele afirma que a revista, na edição 708, o acusou de receber R$ 185 mil do chamado "mensalão mineiro", em março de 1999, quando era advogado-geral da União. Mendes diz que só virou advogado-geral em janeiro de 2000. Em 1999, era subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil. Diz que a lista é falsa, que a revista sabia da falsificação e, mesmo assim, publicou-a. Mendes comenta que a revista trouxe a reportagem para levantar dúvidas a respeito de sua capacidade de julgar o processo do mensalão.

Postado por Armando Rafael
 

CRONIQUETA - POR ANTONIO MORAIS

Lampião e a patente. Pedro Albuquerque Uchôa, Inspetor Agrícola do Ministério da Agricultura, se encontrava em Juazeiro quando da visita de Lampião a essa cidade. Virgulino Ferreira da Silva, ao solicitar a patente de Capitão, em cumprimento a promessa de Dr. Floro Bartolomeu da Costa, quando do convite por este formulado a Lampião, a que viesse se juntar ao seu grupo para combater a Coluna Prestes, Padre Cicero pediu ao Dr. Pedro Uchôa que redigisse o documento da concessão, visto que ele era a única autoridade civil existente em Juazeiro e presente naquela ocasião.
Regressando a Fortaleza, Dr. Pedro Uchôa é interpelado pelos amigos, que queriam explicações quanto ao fato de ele haver dado a patente de Capitão a Lampião. Uchôa, perguntaram-lhe: por que você deu a patente de Capitão ao Rei do Cangaço? Porque ele não pediu a de Coronel!

URCA investirá R$ 15,6 milhões em projetos prioritários até 2014


O Governo do Estado liberou R$ 15,6 milhões para investimentos em projetos da Universidade Regional do Cariri [Urca].

Segundo a Univrsidade, os projetos estão voltados para infraestrutura, aquisição de equipamentos, material didático, novos veículos para assistência às atividades de ensino e gestão, adequação à acessibilidade, implantação de rede sem fio e reestruturação dos bancos de dados dos campi. A construção do Campus de Artes Violeta Arraes, em Barbalha, com urbanização, será um dos grandes investimentos desse montante.

No valor de R$ 3,6 milhões, será construído um prédio adaptado às condições necessárias para formação dos alunos nas áreas de Artes Visuais e também de Teatro. O Curso de Direito, no Campus São Miguel, em Crato, passará por uma ampla reforma e ampliação, com investimentos de R$ 1,5 milhão. Mais R$ 3,6 milhões serão investidos no projeto de construção de infraestrutura predial dos cursos e departamentos do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, que inclui os cursos de Enfermagem, Educação Física e Ciências Biológicas. O Ginásio Poliesportivo da URCA, obra em execução e com cerca de 50% da coberta finalizada, também teve acréscimo para sua finalização neste orçamento liberado pelo Governo do Estado.

CAMPUS DE IGUATU - Os recursos viabilizam a retomada, nesta semana, da obra do Campus Multiinstitucional de Iguatu. Com cerca de 60% das obras concluídas, a Unidade Descentralizada terá investimentos de R$ 1.280.973.019 em aquisição de equipamentos, acervo e material didático.

O projeto do Governo Estadual ainda contempla a reforma da rede elétrica dos campi do Crajubar, Pimenta II, compra de mobiliários, equipamentos didáticos para os cursos de graduação, pós-graduação e recursos acadêmicos e administrativos, além da construção de totens para sinalização dos geossítios, do projeto Geopark Araripe.

* Com informações da Assessoria de Imprensa da URCA


Centro de Eventos do Ceará será inaugurado no sábado [18] com arte, música, esporte e humor


O Giro Cultural, que acontecerá no sábado [18], irá levar música, apresentações artísticas e lazer ao Centro de Eventos do Ceará [CEC] e marcará a entrega oficial do prédio.

A partir das 17hs do sábado até a 1 hora da manhã do domingo [19], será possível conferir vários ritmos e diversas apresentações artísticas e culturais, shows de humor e apresentações esportivas. Todas as apresentações serão gratuitas. Entre as presenças de artistas confirmados, Daniela Mercury, Roberta Sá, Paralamas do Sucesso, Jesuton, Solteirões do Forró, Garota Safada, Forró dos Plays, Forró Real, Ballet Edisca, MV Bill, pista de Skate Vertical, Basquete, Pavilhão de Humor e outras atrações. Algumas apresentações acontecerão simultaneamente. Com isso, será possível conferir a qualidade acústica do Centro de Eventos.

CENTRO - Orçado em R$ 479,7 milhões, o CEC é o segundo maior centro de eventos da América Latina, com capacidade para abrigar até 30 mil pessoas em um único evento, além de poder ser dividido em 48 eventos simultâneos. Seu projeto arquitetônico é inspirado em aspectos típicos da paisagem e do artesanato cearense. A fachada tem uma cobertura metálica recortada e perfurada, remetendo às falésias do litoral leste e ao artesanato.

Ao todo, são 152.694 m² de área construída em terreno de 17 hectares; 21 mil m² de jardins, e 3,2 mil vagas de estacionamento. Além disso, serão instalados vestiários, refeitórios, ambulatórios, banheiro família e fraldário, salas para produção de eventos, administração, segurança, brigada de incêndio, juizado de menores, vigilância sanitária e ouvidoria.

Uma das características do equipamento é a sustentabilidade: refrigeração, iluminação, sanitários e acessibilidade atendem aos principais requisitos de preservação do meio ambiente e favorecem aos que têm dificuldades de locomoção.

Quadro Geral de Áreas
Área do Terreno: 152.694 m2
Área Módulos de Exposição:1530 m2
Área Total Módulos: 27.540 m2
Área Térreo: 50.126 m2
Área Praça Convivência: 5.928 m2
Área Subsolo: 61.100 m2
Quantidade de Vagas: 3,2 mil vagas
Salas de Exposição 1º Mezanino: 5.200 m2
Salas de Exposição 2º Mezanino: 6.060 m2
Área Total Construída: 152.694 m2

* Com informações da Coordenadoria de Imprensa da Setur

Governo e servidores em greve se reúnem a partir desta terça [14]



O governo federal inicia, nesta terça-feira [14], as reuniões para negociar com os servidores federais em greve.

O Ministério do Planejamento confirmou, por meio da assessoria de comunicação da Secretaria de Relações do Trabalho, que haverá encontros agendados para as 10h e as 14h, destinados a discutir a pauta de reivindicações dos setores paralisados. O tema pela manhã será a equiparação salarial de 18 categorias com os vencimentos do Executivo contemplados pela Lei 12.277/2010. À tarde, a discussão será sobre as demandas de funcionários do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária [Incra] e do Ministério do Desenvolvimento Agrário [MDA].

REUNIÃO - As rodadas de negociação com os servidores ocorrem após reunião da presidenta Dilma Rousseff com seus ministros nessa segunda-feira [13], para falar sobre as paralisações no funcionalismo público.

Dilma se encontrou com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e com os ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho; da Justiça, José Eduardo Cardozo e da Advocacia-Geral da União, Luis Inácio Adams. Também participou das discussões a chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. A presidenta tenta encontrar brechas no Orçamento de 2013 para oferecer reajuste aos grevistas. De acordo com Sérgio Ronaldo da Silva, diretor da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal [Condsef], as categorias em greve vão intensificar a pressão sobre o governo na semana de negociações. "Um bom contingente de pessoas está chegando em caravanas vindas de outros estados. Vamos montar acampamento na Esplanada dos Ministérios [zona central de Brasília] e teremos atos todos os dias".

Segundo Silva, a expectativa dos grevistas é que até sexta-feira [17] o governo federal tenha se reunido com todas as categorias, e coloque propostas na mesa. "A gente quer que faça oferta de uma vez por todas, para fazer a análise e votar em assembleia". Segundo estimativa do Condsef, 33 setores do funcionalismo público estão paralisados. As greves foram deflagradas em datas diferentes. Algumas categorias cruzaram os braços em 18 de junho, enquanto as agências reguladoras suspenderam as atividades somente em 16 de julho. Os agentes, papiloscopistas e escrivães da Polícia Federal e os fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, por sua vez, estão parados a uma semana. Segundo o Condsef, há mais de 300 mil servidores em greve no país, mas o Ministério do Planejamento não confirma o dado.

* Com informações da Agência Brasil

Cearense continua desaparecido no mar da Nova Zelândia


Seis dias depois do desaparecimento do estudante cearense João Felipe Martins de Melo, de 17 anos, no mar de New Plymouth, na Nova Zelândia, as equipes de busca admitem que não há mais esperança de encontrar o jovem com vida.

Além do brasileiro, outros dois neozelandeses estão desaparecidos. No fim de semana, apenas a mochila do estudante Stephen Lewis Kahukaka-Gedye foi resgatada. Os dois jovens caíram em um penhasco no Parque Paritutu, no último dia 7, e o instrutor Bryce John Jourdain, de 42 anos, pulou no mar para tentar salvá-los e acabou desaparecendo também. A região é considerada uma das mais bonitas da Nova Zelândia e são comuns as escaladas e passeios com orientados por guias. O embaixador do Brasil na Nova Zelândia, Eduardo Gradilone, passou o fim de semana na região onde houve o acidente. Ele conversou com as equipes de busca e também se reuniu com parentes e amigos de João Felipe. O estudante cearense fazia intercâmbio na Nova Zelândia e estava em um passeio com 11 colegas do Spotswood College. Eram acompanhados por dois instrutores de uma empresa de esportes de aventura.

* Com informações da Agência Brasil

CONDEMA realiza reunião ordinária com balanço das ações da APA – Chapada do Araripe


Será realizada neste dia 14, às 8 horas, a 7a Reunião Ordinária do COMDEMA do ano de 2012, no Auditório da Secretaria de Saúde, no Centro Administrativo da Prefeitura Municipal do Crato. Na ocasião será apresentado o Balanço das Ações da Área de Proteção Ambiental da Chapada do Araripe - APA Chapada do Araripe, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio, pelo chefe da Unidade, Paulo Maier.

Contatos:
Assessoria de Imprensa
Prefeitura Municipal do Crato
Telefone (88) 35217069.

CGU cancela fiscalização em 36 Municípios sorteados


A Controladoria-Geral da União [CGU] cancelou fiscalização em 36 Municípios selecionados na 36ª Etapa do Programa de Fiscalização.

A decisão consta da Portaria 1.713/2012, publicada no Diário Oficial da União [DOU] da segunda-feira [13]. Segundo a CGU, a medida foi tomada em razão do movimento grevista dos servidores. Os Municípios foram escolhidos, por meio do sorteio ocorrido no dia 23 de julho, para terem analisadas as aplicações dos recursos federais destinados à execução de programas do governo. A fiscalização objetiva conferir maior transparência e visibilidade à gestão governamental, assegurar a correta aplicação dos recursos públicos, inibir e combater a corrupção e fomentar o controle social. Participam do processo de seleção aqueles com população de até 500 mil habitantes, exceto capitais. Por causa do cancelamento, a CGU esclarece que estes Municípios voltam à lista dos passíveis de serem selecionados nos próximos sorteios. São eles:

Biritinga [BA];
Caatiba [BA];
Euclides da Cunha [BA];
Paripiranga [BA];
Limoeiro do Norte [CE];
Panamá [GO];
Pilar de Goiás [GO];
Terezópolis de Goiás [GO];
Ribamar Fiquene [MA];
Camacho [MG];
Catas Altas da Noruega [MG];
Juruaia [MG];
Nacip Raydan [MG];
Patrocínio do Muriaé [MG];
Santa Bárbara do Monte Verde [MG];
Santo Antônio do Amparo [MG];
Comodoro [MT];
Diamantino [MT];
Sirinhaém [PE];
Cajueiro da Praia[PI];
Palmeirais [PI];
Pedra Preta [RN];
Butiá [RS];
Estrela Velha [RS];
Manoel Viana [RS];
São Pedro do Butiá [RS];
Morro da Fumaça [SC];
Otacílio Costa [SC];
Gararu [SE];
Barra do Turvo [SP];
Caraguatatuba [SP];
Ilha Solteira [SP];
Mira Estrela [SP];
Rifaina [SP];
São João das Duas Pontes [SP]; e
Santa Tereza do Tocantins [TO].

* Com informações da Agência CNM


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31