xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 11/07/2012 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

11 julho 2012

CAMPANHA - É PRECISO TRAZER A EXPOCRATO DE VOLTA AOS CRATENSES


Há mais de 10 anos um grupo se apossou do controle da maior festa do Crato, a EXPOCRATO, que foi repassada ao Governo do Estado. Todo ano, eles vem aqui em julho, armam a sua barraca, faturam 50 milhões de reais, e vão embora, deixando o lixo para os cratenses limparem.
A festa, que antes era do povo do Crato, se tornou particular, com preços altíssimos. Quando termina, falam-se em ganhos de milhões de reais. Milhões esses que sairam do BOLSO dos POBRES, dos FAMINTOS e foi enriquecer os cartolas, porque pobre mesmo não vê nem o rastro dos 50 milhões que a expocrato vem todos os anos abocanhar dos cratenses. E pior ainda, uma empresa  particular criou um monopólio dentro da festa do  estado, que impõe o tipo de atrações e shows para o público. É preciso mesmo acabar com esse MONOPÓLIO JÁ. As bandas contratadas todo ano são quase sempre as mesmas, de forró eletrônico, decadentes, cujas letras são verdadeiras pornografias, para embalar uma platéia que nunca teve acesso à verdadeira música de qualidade do Brasil.
Estamos num ano de mudanças. Creio que os cratenses devem ficar atentos aos candidatos que aí se apresentam para as próximas eleições, e tenho uma posição particular: Qualquer candidato que se comprometa a devolver a Expocrato aos cratenses, terá a nossa simpatia. A festa deve ser do povo, para o povo e com o povo, não para enriquecer os cartolas da expocrato, que já estão podres de ricos às custas de uma população que falta até o essencial. Os preços praticados lá são simplesmente exorbitantes. Em toda parte, as festas são gratúitas, promovidas pelos governos, que custeiam os eventos para torná-los acessíveis às classes menos favorecidas. É tempo dos Cratenses exigirem a sua festa de volta. É preciso quebrar de vez esse monopólio que já dura mais de uma década. O povo precisa encampar essa idéia urgentemente, e levar para as ruas, para os bares, para todos os sites da internet. O povo do Crato precisa trazer de volta duas coisas que são suas por direito: A EXPOCRATO e a sua DIGNIDADE.

Por: Dihelson Mendonça
Publicado originalmente no dia 10 de Julho de 2012
 

Palco Sonoro URCA 2012: ExpoCrato faz homenagem aos 100 anos de Luiz Gonza...


Palco Sonoro URCA 2012: ExpoCrato faz homenagem aos 100 anos de Luiz Gonza...: Para comemorar o centenário do artista, um espaço foi reservado dentro da exposição agropecuária A inspiração na trajetória do ca...

A Expocrato de antes, de hoje, e de sempre


Quando a Exposição Agropecuária do Crato era gerenciada pela prefeitura municipal e associação dos criadores, e o governo do Estado apenas como parceiro distante, não tinha a dimensão que tem hoje. Barracas e Stands, musicas e bebidas, vendas e compras, negócios e divertimentos, tudo se concentrava na parte alta do parque com exceção da vaquejada que era realizada na parte baixa e somente nos últimos três dias da festa. Acompanho o evento há mais de 40 anos e tenho a dizer que as apresentações artísticas eram feitas gratuitamente no picadeiro por artistas como Altemar Dutra, José Ribeiro, Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Trio Nordestino e outros, patrocinados pela empresa MONARK fabricante de bicicletas. Após as 23 horas poucas pessoas permaneciam no parque porque o grande publico se dirigia para o Crato Tênis Clube onde aconteciam os grandes shows promovidos por terceiros e o preço dos ingressos não era ao alcance de todos.

Depois que a situação foi invertida, ou seja, o Estado passando a ser o promotor do evento e o município apenas como co-participante, a festa cresceu, rompeu fronteiras e hoje é conhecida internacionalmente. Se nós cratenses estamos achando que a Expo Crato não é mais nossa, entendo que fomos nós que não crescemos na mesma proporção que a festa cresceu. Entendo também que o Estado falha, se achando o ultimo biscoito do pacote, chegando até ignorar a participação municipal na promoção do evento, principalmente quando o governador e o prefeito se divergem politicamente e agem como dois bicudos. Tenho visto muitas criticas sobre o que é hoje a Expo Crato, mas não tenho escutado propostas para melhorá-la cada vez mais. A verdade é que a festa está a todo vapor, atraindo turistas de vários Países da America Latina e é o único evento no interior do Ceará que lota todos os hotéis e pousadas da região Sul do Estado.

 A Expo Crato é o cumprimento da passagem bíblica que diz que, as grandes coisas acontecem a partir das pequenas idéias. A Exposição Agropecuária nasceu da cabeça pensante de dois cratenses, Pedro Felício Cavalcanti e Wilson Gonçalves, preocupados em criarem um evento que pudesse promover a agropecuária regional do Cariri. A idéia foi colocada em pratica e suas primeiras duas edições, muito timidamente, aconteceram na Praça da Sé. Com o surgimento da II guerra mundial a feira foi suspensa e quando o conflito acabou, quase que ela não voltava a acontecer e só voltou por insistência de seus idealizadores, mesmo desmotivados por algumas pessoas. Persistiram e não desistiram para que, 65 anos depois a Exposição Centro Nordestina de Animais e Produtos Derivados do Crato se tornasse o berço do agronegócio e um dos maiores balcões de negócios da agropecuária nordestina.

WIlson Rodrigues
Repórter/Colaborador
do Blog do Crato e Portal Chapada do Araripe
 

Reitora da URCA recepciona Vice-Governador, Domingos Filho, na abertura da ExpoCrato 2012


O Vice-Governador do Estado do Ceará, Domingos Filho, e comitiva, visitaram, neste domingo, o stand da Universidade Regional do Cariri (URCA), que está aberto ao público todos os dias de realização do evento. São, em média, nesses primeiros dias, 5 mil visitas diárias à mostra que homenageia o cantor e compositor, Luiz Gonzaga, pelo seu centenário. O Vice-Governador, que esteve representando o Governador Cid Gomes, na abertura da ExpoCrato 2012, foi recepcionado no stand da URCA, pela Reitora da Instituição, Professora Otonite Cortez.
A URCA faz uma das belas homenagens ao Rei do Baião, levando ao público a relação direta do artista com o Cariri e a Chapada do Araripe, na exposição ‘(en) cantos: Natureza e Cultura do Araripe na obra de Luiz Gonzaga. A exposição tem sido um dos grandes atrativos da ExpoCrato, que também faz homenagem ao cantor.

No local, estão sendo realizadas homenagens aos artesãos do Cariri, à natureza regional, levando ao público uma programação artística, no III Palco Sonoro, uma parceria da URCA como o Banco do Nordeste, com apresentações inspiradas por meio das múltiplas interpretações e releituras da obra do artista pernambucano. Este ano, a coordenação do Palco Sonoro ficou a cargo do Professor Carlos Rafael, do Departamento de História da URCA.
As crianças podem na exposição, se deparar com o lúdico, além da interatividade, por meio das canções de Gonzagão, com as letras das canções que fazem homenagem ao Crato, Padre Cícero, a Cachoeira de Missão Velha, além da festa de Santo Antônio, em Barbalha.
A exposição conta com a organização da equipe formada por Ana Felícia Barreto, Carlos Rafael, Marcos Aurélio Moreira Franco (curadoria), Marlene Meneses de Sousa e Sandra Nancy Ramos Bezerra (curadoria). Também contou com trabalho da arquiteta Constance Pinheiro. O projeto foi desenvolvido por meio da Pró-reitoria de Desenvolvimento Universitário – Produn.
 No local onde acontece a exposição, funciona o Centro de Interpretação do Geopark Araripe. As cidades aludidas na musicalidade do cantor estão inseridas na área do Geopark. A mostra deverá continuar para as escolas do município.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA URCA

Eu não fui herói", disse o cardeal Eugenio Sales sobre ditadura

 Uma pomba branca pousou sobre o caixão com o corpo de dom Eugênio Sales durante velório na catedral do Rio. A pomba passou mais de uma hora sobre o caixão do cardeal. O fato chamou a atenção de todos, pois o símbolo do Espírito Santo é a pomba...

(Matéria publicada no “Folha de S.Paulo”, desta quarta-feira)


CRISTINA GRILLO
DO RIO

   
A voz estava fraca, pausada; os passos eram lentos e as mãos, um pouco trêmulas. Mas as opiniões continuavam as mesmas que o levaram a ser considerado um dos membros mais tradicionalistas da alta cúpula da Igreja Católica no Brasil. Às vésperas de completar 90 anos, em novembro de 2010, dom Eugenio Sales conversou por pouco mais de três horas com a Folha, uma de suas últimas entrevistas.
Riu --uma raridade-- ao lembrar que durante a ditadura era acusado pela esquerda de se aliar aos militares enquanto ajudava perseguidos e refugiados políticos a saírem do país. Estima-se que de 4.000 a 5.000 pessoas tenham recebido ajuda do então cardeal arcebispo do Rio para fugir.

"Eu não fui um herói. Cumpria o que devia cumprir, era minha obrigação. Era sincero na minha relação com o governo militar, e isso era fundamental naquela situação."

Contou então um caso para exemplificar sua relação com os militares. Um dia telefonou para o então ministro do Exército, general Sylvio Frota (1974-1977) e lhe disse: "Se você for informado que estou recebendo comunistas no Palácio [São Joaquim, sede da arquidiocese], saiba que é verdade".
Mas dom Eugenio sempre se recusou a aplicar a mesma lógica de amparar o diferente quando o tema eram os direitos dos homossexuais.
"Às vezes são irritantes essas passeatas gays. É promover uma coisa que não está correta segundo a natureza."

Até completar 90 anos, dom Eugenio ia todas as tardes para seu escritório, em um prédio da arquidiocese ao lado da Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. Uma noite por semana participava de celebração restrita a padres na igreja de Santana. Algumas vezes voltava tarde para casa, no alto do Sumaré, na Floresta da Tijuca. O caminho atravessa áreas dominadas pelo tráfico.

Muitas vezes cruzou com traficantes armados e aprendeu que o mais seguro é acender as luzes internas e apagar os faróis. "Eles conhecem o carro e escondem as armas. Às vezes me deparo com um homem morto. Mais de uma vez mandei parar o carro, desço e rezo por aquela pessoa. Algumas vezes os bandidos estavam perto, mas nunca se aproximaram", contou. "E também nunca tentei bancar o valente e repreendê-los."

157 ANOS DA IMPRENSA CRATENSE


A imprensa cratense comemorou 157 anos no último dia 07 de Julho

Trazemos a luz da memória o aniversário de 157 anos do nascimento do jornalismo cratense por meio do semanário O Araripe que inaugurou no dia 07 de julho de 1855 a imprensa da cidade do Crato. Gerado e concebido pelo célebre e imortal João Brígido dos Santos que dirigiu com inteligência e criticidade fazendo dele um marco promissor para o alvorecer de expressões literárias e liberais e “destinado a sustentar as idéias livres, proteger a causa da justiça e propugnar pela fiel observância da lei e interesses locais.” Vale ainda registrar, que João Brígido não apenas inaugurou a imprensa em Crato como também marcou a sua estréia na literatura, escrevendo poesia, apreciações literárias e história regional, sem contar com sua projeção no campo jornalístico (NASCIMENTO, 1998, p. 121). As representações no campo político, religioso, econômico e social do jornal O Araripe é fonte inspiradora para muitos pesquisadores atuais que usam seus relatos e abordagens críticas para conhecer e contextualizar temas diversos do período em que ele circulou (1855 a 1865). Um legado imensurável foi deixado para a posteridade por esse pioneiro do jornalismo cratense. De caráter político liberal O Araripe foi além do marco inicial do jornalismo, foi o mais duradouro entre os que sucederam. O jornal circulava, geralmente aos sábados e sua impressão era feita na Typografia de Monte e Comp., localizada na Rua da Matriz e de propriedade de José do Monte Furtado, dono de engenho ligado ao Partido Liberal e tinha com interessados um grupo de comerciantes e profissionais liberais.
Não por acaso, o jornal O Araripe, do Partido Liberal, publicou, em 1859, uma série de textos intitulada Apontamentos para a história do Cariri, escrita pelo redator do semanário, João Brígido dos Santos. Posteriormente, tais artigos foram reproduzidos em periódicos de Fortaleza e Recife e, por fim, na forma de livro, no ano 1888. (...) O Araripe se representava como órgão progressista e de ideias sãs. No fundo, usava dos mesmos recursos que criticava no rival, por meio da publicação de infindáveis acusações às autoridades do Cariri, na maioria do Partido Conservador. Tais impressos eram, portanto, antes de tudo, espaços para contrapor-se aos inimigos e de disputa pelo poder local (ALEXANDRE, 2010, p.86 e 107).

Entre os muitos bons frutos desse semanário está o valor histórico desta publicação que muito contribui para o conhecimento social, cultural e político do Crato, tornando-se uma fonte preciosa para o estudo da escravidão, do cólera morbo que assolou a região no período de sua circulação dentre outros fatos ocorridos no contexto da política, religião, educação, economia, cultura e sociedade. Assim, O Araripe além de divulgar as notícias para o Cariri, atuou também como um instrumento de apoio ao fim da escravidão no Ceará. Lembrando que o seu diretor era membro do Partido Liberal neste estado, o que significava um posicionamento oposto às ideias do Partido Conservador. Além, de dar a luz à imprensa cratense, esse jornal deixou sinais na sociedade que se perpetuaram nas gerações contemporâneas.
 
Referências
ALVES, M. D. Desejos de civilização: representações liberais no jornal O Araripe. 1855-1864. Dissertação de mestrado, UECE, Fortaleza, 2010.
ALEXANDRE, J. F. Quando o “anjo do extermínio” se aproxima de nós: representações sobre o cólera no semanário cratense O Araripe (1855-1864). Dissertação de mestrado, UFPB, João Pessoa, 2010. p.86 e 107 - NASCIMENTO, F. S. Crato: Lampejos políticos e culturais. UFC. 1998. p. 121.
Marilyn Machado - Sara Moreira

III Palco Sonoro da URCA reúne artistas caririenses numa releitura da obra de Gonzagão


NE - Essa é a ÚNICA  parte da Expocrato que se salva!





A Universidade Regional do Cariri (URCA) adentra o universo musical de um dos maiores artistas da música popular brasileira, com uma releitura do seu trabalho, através dos artistas caririenses. O III Palco Sonoro da instituição, uma parceria da URCA e Banco do Nordeste, traz a música de qualidade no espaço alternativo, à frente do stand da universidade, na ExpoCrato. Este ano, a mostra também faz homenagem ao Rei do Baião. 
Na abertura da Programação do III Palco Sonoro, o público da ExpoCrato teve a oportunidade de acompanhar um pouco do cortejo do Festa do Pau da Bandeira, de Barbalha, com o grupo mirim, carregando o mastro pelas ruas do parque. Em seguida, houve a apresentação de quadrilhas juninas mirins, grupos folclóricos, e o Reisado Menino Deus e Guerreiros da Mãe das Dores, de Juazeiro do Norte. A Orquestra de Flautistas Guarani, da cidade de Campos Sales, fez uma singela homenagem ao Rei Luiz, com a apresentação “Tocando o Mestre da Sanfona: 100 anos de Luiz Gonzaga”, encerrando a primeira noite com o Forró Di Raiz.
A religiosidade popular, a cultura e a natureza, cantadas pelo Rei do Baião, foram levadas ao Palco Sonoro, dentro da temática das releituras do trabalho do artista. Na noite de ontem, o grupo Tambores Encantados da APAE/Crato, apresentou o espetáculo “Tambores Encantados Homenageiam Luiz Gonzaga, o Menestrel do Sol”. Também foram realizados shows da banda Sol na Macambira e Liberdade e Raiz.
Os grupos que se apresentam na noite de hoje, são a Trotsk, com o Baião com Pop; a Geração Ypisilone, de Antonina do Norte; e Aquiles Salles, com o Bluiz Gonzaga.  Os shows começam a partir faz 19 horas.
O Palco Sonoro da URCA passou a ser uma das grandes atrações da ExpoCrato, por se tratar de uma alternativa musical e qualidade, com a presença dos artistas da região, selecionados por meio de edital para participar das apresentações. O palco sonoro tem a coordenação do Professor do Departamento de História da URCA, Carlos Rafael.

Veja programação da quinta ao sábado:

Dia 12/7 Quinta
19h00 – Nosso Rei , com João Nicodemos (Crato)
20h00 – Gonzagueando in Beatles, com Silvino e Cleivan Paiva (Crato)
21h00 - Baião de "Nós”, com Flauberto Gomes (Juazeiro do Norte)

Dia 13/07 Sexta (Homenagem dos conterrâneos do Rei)
18h00 - Alegria de Pé-de-Serra, com os Forrozeiros Mirins (Exu)
19h00 - Os Cabas de Gonzaga (Exu)
20h00 - Seguidores do Rei (Exu)
21h00 – Chá-Cutuba chegou, com Chá-Cutuba (Exu)

Dia 14/7  - Sábado
19h00 – Recital de Cordel, com João Dantas (Barbalha)
19h30 – Toque da Zabumba canta “Seu Luiz”, com Toque da Zabumba (Crato)
20h30 – Trio Flor do Piqui (Crato)
21h30 – Herdeiros do Rei (Crato)

Fonte: URCA

TEATRO CRATENSE É DESTAQUE NACIONAL



A Cia. Cearense de Teatro Brincante, da cidade de Crato (Cariri-Ceará), é um dos destaques na programação da 8ª edição do FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO CIDADE DE VITÓRIA, que será realizado de 13 a 21 de outubro deste ano em Vitória-ES.

Convidada pela curadoria do evento depois do sucesso no 15º Palco Giratório do SESC, a trupe apresentará os espetáculos A COMÉDIA DA MALDIÇÃO (17/10 na Praça Costa Pereira e 20/10 no Espaço Multiuso Circuito Cultural, sempre às 18h) e A DONZELA E O CANGACEIRO (18/10 no Teatro da Universidade Federal do Espírito Santo, às 21h).

A Cia. Cearense de Teatro Brincante, criada e dirigida por Cacá Araújo, desenvolve estética fundada nos elementos que compõem a cultura tradicional popular, lançando-os no contexto da universalidade de temas sociais que movem os dias de hoje, apresentando personagens de feições cotidianas, sertanejas, ancestrais, mitológicas e fantásticas. Seus atores representam com a graça e a performance dos brincantes de folguedos, a estética dell’arte, os preceitos de mestres consagrados e os frutos de esmerada pesquisa. Com elenco e técnicos exclusivos e profissionais, a renomada companhia teatral nordestina cultiva o encanto universal do Brasil caririense.


A DONZELA E O CANGACEIRO
Texto e Direção de Cacá Araújo / Música de Lifanco

HISTÓRIA:
A ambição desmedida do homem rico, a ganância cruel do norte-americano e a trama infernal vinda das trevas ameaçam o Sítio Fundão, importante reserva ecológica brasileira. As forças do mal, lideradas pelo Bode-Preto, entram em disputa ferrenha pelo domínio da área, mas são enfrentadas pela legião do bem, liderada pela Caipora, deusa protetora da natureza. Somente o amor pode salvar o sítio da destruição total. Um enigma, proferido pela esfinge de Seu Jefrésso, contém o segredo capaz de restabelecer a paz e a harmonia. Donzela Flor, símbolo de pureza, precisa ser desencantada. O cangaceiro Edimundo Virgulino, valente e destemido, luta com bravura para derrotar o mal e conquistar o coração da donzela.

PROPOSTA:
Ao abordar a ecologia e o meio ambiente a partir de motivo factual doméstico, neste caso a luta pela preservação do Sítio Fundão, o espetáculo amplia o foco ao propor uma leitura da gana imperialista capitaneada pelos EUA, usurpadores das riquezas alheias. Envereda também pelo universo histórico e mítico do homem nordestino e universal, revisitando o cangaço e o mito da Caipora numa história fantástica, mas embrenhada na realidade.

Personagens/Atores
Mateus – Cacá Araújo
Catirina – Joseany Oliveira
Pafúncio Pedregôso e Seu Jefrésso – Franciolli Luciano
Cafuçú – Henrique Macêdo
Feiticeira Catrevage – Jonyzia Fernandes
Vicença – Michelle Lima
Dona Colombina – Samara Neres
Donzela Flor – Pryscylla Cordeiro
Caipora – Orleyna Moura
Troncho Sam – Márcio Silvestre
Edimundo Virgulino – Paulo Fernandes
Bode-Preto – Joênio Alves

A COMÉDIA DA MALDIÇÃO
Texto e Direção de Cacá Araújo / Música de Lifanco

HISTÓRIA:
Num pequeno povoado do interior nordestino, a linda jovem Ana Expedita, louca de paixão pelo Vigário Felizberto, vale-se de uma infalível simpatia para conquistar o coração do amado: serve-lhe café coado no fundo da calcinha. Com ele amancebada, é condenada à terrível maldição de virar Mula-sem-cabeça. Sabendo da desgraça da filha, a rica Viúva Fantina encarrega os homens da cidade da tarefa de descobrir como desfazer o encantamento e ganhar muita riqueza. É aí que o cachaceiro Tandô, antigo namorado da viúva, se transforma em herói. Mas a menina não podia ver batina e...

PROPOSTA:
O resgate de tradições populares e a difusão da mitologia sertaneja, de caráter universal, é a principal missão do espetáculo. O verso popular, a mula-sem-cabeça, o bêbado, o herói pobre e esperto, a prostituta, a beata, a umbanda e a cantoria são elementos fortemente presentes na trama, instrumento que é de leitura e releitura de nossa ancestralidade ainda viva e pulsante no tempo atual.

Personagens/Atores
Ana Expedita – Jonyzia Fernandes
Márcio Silvestre – Vigário Felizberto
Tandô – Cacá Araújo
Viúva Fantina – Orleyna Moura
Irmã Francilina e Ladra – Samara Neres
Beata Carmélia e Leide Zefa – Joseany Oliveira
Cibita – Michelle Lima
Fotógrafo Jorjão – Henrique Macêdo
Dono da Bodega – Paulo Fernandes
Zulmira – Pryscylla Cordeiro
Mãe Luzia – Joênio Alves
Padre Sebastião – Franciolli Luciano
Brincante da Mula – Josernany Oliveira
Violeiro (músico) – Lifanco

Foto: Divulgação

Anúncios de hoje nos CLASSIFICADOS DO CARIRI - GRÁTIS


Faça seu anúncio gratúito nos Classificados do Cariri. Já são mais de 500 pessoas lendo, anunciando e comprando. Visite o nosso site: www.classificadosdocariri.com - Solicite a sua entrada no grupo. É grátis. Mais um site com a qualidade BLOG DO CRATO.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
VENDE-SE FIAT UNO MILLE WAY ECONOMY 09/10

Cinza Scandium
Kit Celebration (ar, trava, alarme)
Licenciamento de Seguro Obrigatório Pagos (final da placa 04)
Todas as revisões feitas
47.000 Km rodados

Contatos: (88) 9944-7995, falar com Taciano Pinheiro
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

VENDE-SE GELADEIRA CONSUL PRATICE 340 LITROS



Vende-se Geladeira CONSUL PRATICE 340 LITROS.
Preço de estudante R$ 400,00
Falar com Lucieldo Moreira - https://www.facebook.com/lucieldo
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

VENDE-SE TABLET DL SMART T-704 - ANDROID 2.2 - Wi-Fi - 7"




Tablet DL Smart T-704 c/ Sistema Operacional Android 2.2, Wi-Fi, TouchScreen 7", Suporte a Modem 3G, Câmera 2.0MP, Filmadora, MP3 Player, Rádio FM e Memória Interna 4GB
falar com Paulo Narcizio Pereira Neto ( https://www.facebook.com/paulonarcizio ).
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Compro Rádio ABC "A voz de Ouro" - Canarinho, se estiver em perfeito estado de conservação


Compro Rádio ABC "A Voz de Ouro" em excelente estado. Tem que ser este modelo da foto. Pago bem. Falar com DIhelson Mendonça - 088-3523-2272 - deixar recado ou pelo e-mail: blogdocrato@hotmail.com
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ALUGA-SE CASA PARA O PERÍODO DA EXPOCRATO

ALUGO APARTAMENTO PRA PERÍODO DA EXPOCRATO - 08/07/2012 A 15/07/2012
FALAR COM CAMILA PIANCÓ
(88) 9955 - 0312
8801 - 5042
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
COMPRA-SE RADIOLA:

Compro radiola. Pode ser só a parte do LP. Contato karla@fapce.com.br

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

VENDE-SE RADIOLA:



VENDO RADIOLA COM VÁRIOS LPs
CONTATOS:
CESAR PIANCÓ - 9922-4877
JACKSON PIANCÓ - 9707-7722
--------------------------------------------------------------------------------------------------------

VENDO CHIP TIM BETA DDD (88)





R$ 75,00 - Contato: (88) 9972-9349 / 3521-4134
Diego Anderson
------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vendo MP5 BENSS B3 PRO


- 8GB de memória interna;
- Saída de áudio e vídeo;
- Suporta a maioria dos formatos de vídeo (incluindo MKV/x264) e áudio;
- Tela de 4.4' resistiva;
- Suporte WiFi externa (necessário comprar o aparelho por fora);
- Bateria de 1750mAh;
- Suporta cartão MicroSD de até 32GB;
- Sistema Operacional é o Android 2.3;

Este produto é bom para quem quer instalar aplicações no Android como agenda, jogos, etc. E também para pessoas que desenvolvem aplicações para esse SO.

Preço: R$ 200,00

Link para comparação no buscapé
http://compare.buscape.com.br/benss-b3-wi-fi-4-gb.html
— em Juazeiro do Norte.
Falar com: Artur Luiz Oliveira - https://www.facebook.com/arturluizbr
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ALUGA-SE CASA PARA A EXPOCRATO ( 2)



- Excelente localização (localizada bem no centro comercial da cidade, fica há menos de 700m do parque de exposições e há 50m da praça siqueira campos);
- 3 quartos, sendo um suíte;
- Sala de estar com banheiro;
- Quintal com Lavanderia;
- Segura: grades da frente e atrás da casa;
- Toda reformada recentemente (piso, pintura... tudo novo!) - Venha curtir com seus amigos em uma das maiores festas do interior do Ceará!

Contatos:
- Telefone: (88) 9604.0474 (TIM)
- E-mail: yurilacerda@gmail.com
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

VENDO CHURRASQUEIRA ECOLÓGICA

JACKSON PIANCÓ - (88) 9707 - 7722



ANUNCIE NOS CLASSIFICADOS DO CARIRI - É GRÁTIS
www.classificadosdocariri.com ( Sem Br )

O.B.S - A responsabilidade sobre qualquer negociação é das partes interessadas. Apenas publicamos os anúncios.

EXPOCRATO - PAGUE CARO PARA ENTRAR E REZE PRA NÃO PRECISAR SAIR DE EMERGÊNCIA.


A foto nos foi trazida pelo repórter e Colaborador Wilson Bernardo e mostra uma situação que merece toda a atenção por parte das autoridades. No portão de saída de emergência dos shows, vejam só o que está do lado de fora, bloqueando a passagem:


Se o povo precisar sair numa emergência, como fica ? Alô, autoridades !

Foto: Wilson Bernardo

POR QUE OS INVESTIMENTOS PUBLICOS NÃO CHEGAM AO CRATO COM A MESMA VELOCIDADE QUE CHEGAM NOUTROS MUNICIPIOS - Wilson Rodrigues



Está na hora de perguntar por que os investimentos públicos do Ceará não têm chegado ao Crato com a mesma velocidade que chegam em outros municípios do Estado. Por exemplo, o Hospital Regional do Cariri em Juazeiro do Norte completou um ano que foi inaugurado e perto disso também está a unidade do Centro de Abastecimento S. A. ( CEASA ) de Barbalha. A construção desses dois equipamentos começou muito depois da do Centro de Convenções em Crato que, misteriosamente, ainda não foi terminado e continua paralisado há muito tempo. Ninguém sabe também porque a estrada que liga o Crato ao Distrito de Santa Fé, estadualizada em 2011 pela Assembléia Legislativa, ainda não foi asfaltada? E mais, POR QUE a Delegacia Regional de Policia Civil do Crato fecha as portas as 6 horas da noite da sexta feira e só reabre as 8 da manhã da segunda feira, obrigando nos finais de semana, a população do Crato e mais 12 municípios, precisando de serviços policiais, ( exceto boletins de ocorrência ), recorrer a Regional de Juazeiro do Norte? POR QUE o atual governo cearense construiu novas sedes para delegacias de policia em vários municípios do interior e no Crato, onde há mais de uma década o Estado tem um terreno amplo, a instituição funciona em prédio alugado e fora dos padrões.

POR QUE o governo estadual ficou com a verba do Ministério da Integração Nacional para reconstruir o canal do rio grangeiro e até agora não fez a obra e a que fez, foi levada pelas enchentes do inverno de 2012? POR QUE a obra de construção do parque ecológico do Sitio Fundão, anunciada há quatro anos pelo governador Cid Gomes para ser feita em 180 dias, ainda não foi efetivada? E a policlínica? Prometida pelo governador e o terreno já doado pela prefeitura, localizado na Avenida Chagas Bezerra que dar acesso ao estádio do mirandão, com toda infraestrutura, ainda não foi construída? POR QUE o Crato ganhou a sede administrativa da Universidade Federal do Cariri, que iria ser construída em área de 16 hectares doados pela prefeitura e lavrada em cartório, vindo inclusive a ser publicado no Diário Oficial da União, anoiteceu e não amanheceu no Crato?

POR QUE as ruas Senador Pompeu e Barbara de Alencar e, as praças Francisco Sá e a da prefeitura foram excluídas do projeto original de requalificação do centro da cidade do Crato? POR QUE o governo do Estado não usa o brasão do município  nos vagões do metrô de superfície que liga a cidade a Juazeiro do Norte, já que o Crato foi o autor do projeto pela volta do trem? POR QUE a obra de requalificação da encosta do seminário que se arrasta há anos ainda não foi licitada se a prefeitura já concluiu a contra partida? Afinal, POR QUE tanta inconsistência doentia entre o Estado e o município cratense, prejudicando um povo que nada tem a ver com as eventuais indiferenças políticas entre esses dois governos?.

O prefeito Samuel Araripe PSDB, explicou que não cabe ao município responder tais questões já que as ações são de inteira responsabilidade do Estado e que sempre foi fiel no cumprimento das obrigações concernentes as parcerias firmadas. Por outro lado o governador Cid Gomes PSB disse que nem tudo é de acordo com o que se planeja e acrescentou “infelizmente acontecem coisas independentes da disposição de meu governo. Uma delas se deve ao fato de algumas empresas não cumprirem com os compromissos assumidos. Mesmo assim algumas obras foram concluídas e outras serão em breve terminadas”, disse Cid. Isto a população sabe que, geralmente, nem tudo na vida acontece da forma como planejamos. O curioso é que em outros municípios as coisas acontecem sem atropelos. O ex deputado federal, Ciro Gomes disse que a maior dificuldade com as coisas para o Crato está centrada nas questões políticas por falta de afinidades.

Wilson Rodrigues é Radialista, Jornalista e Repórter do Jornal do Cariri
Colaborador do Blog do Crato ePortal Chapada do Araripe
www.blogdocrato.com

Município presente na ExpoCrato com Stand da administração


A Prefeitura do Crato se encontra e com o stand da administração municipal na Exposição Centro-Nordestina de Animais e Produtos Derivados – ExpoCrato 2012, na sede do Parque Pedro Felício Cavalcanti. A festa homenageia este ano o cantor e compositor Luiz Gonzaga. O Crato leva ao público o trabalho desenvolvido nos últimos anos na cidade e as principais realizações, como forma de deixar o público a par também dos atrativos da ‘Princesa do Cariri’, a quinta maior do estado do Ceará. A administração tem dado apoio à festa, além de ter realizado melhorias na cidade, em virtude dos preparativos, como forma de melhor receber os visitantes. A expectativa é que 800 mil pessoas frequentem a ExpoCrato  até o seu final, no domingo. Em virtude da grande concentração de pessoas, o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) realizou várias mudanças, no intuito de possibilitar o fluxo de veículos, além de privilegiar espaços para o pedestre.

Também foi realizada uma grande operação, com as secretarias, a exemplo da Vigilância Sanitária, com as fiscalizações em espaços de comercialização de comidas, bebidas e locais de hospedagem; a Secretaria de Infraestrutura, com operação para recuperação da malha viária urbana e limpeza; a Secretaria de Saúde, com campanhas preventivas, dentre outros serviços.

CONTATO: Assessoria de Imprensa
Prefeitura Municipal do Crato
Telefone : (88) 3521.7069  
site prefeitura: www.crato.ce.gov.br
Notícia administrativa

CRATO - Praça da Sé e Praça Alexandre Arraes serão inauguradas nesta quarta-feira, dia 11


Nesta quarta-feira (11) serão entregues as praças Alexandre Arraes e Praça da Sé. Outras duas praças já foram inauguradas


O Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades, entrega as obras de requalificação urbana das praças do município do Crato, na Região do Cariri. A inauguração das praças Alexandre Arraes e Praça da Sé acontece nesta quarta-feira (11), às 19 horas, e contará com a presença do secretário Camilo Santana. Ao todo o projeto de melhorias e requalificação urbana recebeu investimentos de R$ 5 milhões. Com a entrega das praças, a população do município conta com quatro polos de convivência, integração e lazer totalmente requalificados. As ações compreendem a repaginação do piso, instalação de rampas e pisos de módulo tátil para deficientes visuais, paisagismo, iluminação, sinalização, bem como a implantação de mobiliário urbano (bancos, lixeiras e etc.) que dão cara nova aos locais históricos do município. Durante a solenidade de inauguração, serão entregues as chaves dos 16 boxes que abrigarão os comerciantes que serão instalados na Praça da Sé. Para o titular da pasta, Camilo Santana, as obras de urbanização, além de oferecer à cidade uma nova configuração visual para a população e turistas recebidos, levará melhorias às pessoas com necessidades especiais. “O cuidado com as pessoas tem nos motivado a trabalhar em ações que nos remetam a construção de novos laços, de convívio social”, refere-se a construção de praças.  Neste primeiro semestre foram entregues as praças Juarez Távora e Siqueira Campos, e a obra de pavimentação de um trecho de 400 metros da Rua Senador Pompeu e Miguel Limaverde.

Cidades do Ceará

O projeto de requalificação urbana do Crato integra o Projeto Cidades do Ceará – Cariri Central da SCidades. O objetivo é estimular a economia, melhorar a infraestrutura urbana e ampliar as capacidades específicas de cada município do Cariri. Ao todo, cerca de R$ 130 milhões estão sendo investidos em toda a região. 
Serviço:
Entrega das obras de requalificação urbana do Crato
Data: 11/07/2012
Local: Praça da Sé (Rua Dr. João Pessoa, s/n, Centro)
Horário: 19 horas
Matéria do Governo do Estado:
Assessoria de Imprensa da Secretaria das Cidades
comunicacao@cidades.ce.gov.br / 88 9978 4735
Fotos: Wilson Bernardo

MUNICIPIOS CARIRIENSES COMEÇAM A ADERIR PROGRAMA EMERGENCIAL POR CONTA DA ESTIAGEM - Wilson Rodrigues


O Banco do Nordeste tem hum bilhão de reais em linha de credito especial para atender aos produtores rurais pronafianos em investimentos e custeios associados dentro da atividade agropecuária nordestina. O programa é uma das alternativas do governo federal para atender aos agricultores nordestinos, vitimas da estiagem e é dividido em três eixos direcionados a parte produtiva, podendo o produtor optar ao que lhe for mais adequado. O primeiro eixo destina até 2 mil e 500 reais ao grupo da agricultura familiar, operando a mesma metodologia do Agro amigo. O segundo eixo é para os demais do Programa Nacional da Agricultura Familiar ( PRONAF ) comum, dentro do plano de investimento até 12 mil reais. O terceiro eixo do programa, com a mesma operacionalidade, destina até 100 mil reais para atividades correlatas ( comercio ou serviços ), dentro do âmbito rural. Trata-se de um credito com prazo de pagamento de até 10 anos para sua liquidez, três anos de carência, juros de 1 % ao ano e ainda tendo um bônus de adimplência de 40 % para aqueles que pagarem suas parcelas em dia, explicou o gerente da agencia Crato do Banco do Nordeste, Albery Viana.

Para o produtor rural ter acesso a esse programa especial é preciso que o seu município de origem, através do prefeito municipal, publique um decreto anunciando a adesão, confirmando o estado de emergência ou calamidade publica municipal por conta da estiagem. No Ceará, até o fechamento dessa edição, apenas três municípios haviam aderido. No Cariri, o Crato e Missão Velha, foram os primeiros a assinarem o decreto. Caso o produtor rural já possua cadastro no Banco, devem procurar a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural ( EMATERCE ). Para os pronafianos bastam apresentar no Banco a Declaração de Aptidão do Pronaf ( DAP ). É necessária a apresentação de um projeto indicando o espaço rural e em que o dinheiro será aplicado.

Ontem, segunda feira 13 de maio, aconteceu na sede própria da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Ceará ( FETRAECE ), Bairro Vilalta em Crato, reunião com os técnicos do Banco do Nordeste, EMATERCE, secretaria municipal de agricultura e sindicato rural com os produtores rurais do município onde foram explicados os critérios e a metodologia do programa. Na ocasião eles receberam orientação sobre formas e procedimentos de aplicação dos recursos. O produtor de bananas do sitio Correntinho, Alfredo Ferreira Diniz foi um dos primeiros a mostrar interesse pelo credito e vai tomar emprestado 10 mil reais para investir em seu negocio. Lindomar Agostinho de Sousa produz hortifrutigranjeiro e quer 4 mil reais para expandir sua plantação. O sindicado rural do Crato não soube informar quantos produtores rurais existem no município em condições de receber o credito, segundo disse o presidente da entidade, Antonio Alves da Gama ( Tota ).

Por: Wilson Rodrigues
Radialista/Jornalista/Repórter
Colaborador do Blog do Crato e Portal Chapada do Araripe


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30