xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 06/03/2012 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

06 março 2012

Hoje se comemora a Revolução Pernambucana de 1817


Permitam-me lembrar aos Cratenses que hoje se comemora a Revolução Pernambucana de 1817, também conhecida como Revolução dos Padres, que nasceu entre outras causas, das idéias iluministas da revolução francesa. O Seminário de Olinda era o berço das causas libertárias. Mas o que teve o nosso Crato a ver com essa revolução? Tudo. A começar por seus protagonistas. Os seminaristas Carlos José dos Santos e José Martiniano de Alencar , filhos de D. Bárbara de Alencar. Eis a história que nos orgulha:

Conhecemos a história da Revolução Pernambucana de 1817 através da ação de grandes homens, defensores dos ideais libertários, idealizadores de uma sociedade livre do domínio português, e governada pelos princípios republicanos. Mas esse momento não é sublime apenas pela participação de grandes homens, mas, também, pela audácia de uma grande Mulher. Bárbara Pereira de Alencar foi a representante feminina na Revolução Pernambucana de 1817 que, juntamente com os seus filhos José Martiniano de Alencar e Tristão Gonçalves de Alencar, lideraram os movimentos no Crato, Ceará.

Pernambucana, naturalizada cratense, Bárbara, ou Dona Bárbara do Crato como era conhecida, nasceu na fazenda Caiçara – antiga fazenda Várzea Grande – localizada no atual município de Exu, em Pernambuco, no dia 11 de fevereiro de 1760. Viveu na fazenda até os 22 anos, quando se
casou, em 1782, com o capitão português José Gonçalves dos Santos, comerciante de tecidos na vila de Crato, região do Cariri, no Ceará, para onde se mudou e passou maior parte da sua vida. Teve quatro filhos: João Gonçalves Pereira de Alencar, Carlos José dos Santos, Joaquina Maria de São José, Tristão Gonçalves Pereira de Alencar e José Martiniano de Alencar. A origem da família Alencar no Brasil é registrada com a chegada do seu avô, Leonel de Alencar Rego juntamente com os irmãos Marta, João Francisco e Alexandre. Originários de Freixieiro de Soutelo, Conselho de Viana do Castelo – Portugal, pisaram em território brasileiro na segunda metade do século XVII e se instalaram na “Casa da Torre” dos Garcia d’Ávila. Iniciaram a colonização do interior do nordeste brasileiro e, no final do século XVII e início do século XVIII, chegaram à região do Cariri, em torno da serra do Araripe, limites dos estados de Pernambuco, Ceará e Piauí. Leonel e seus irmãos se instalaram na região se tornando posseiros das terras arrendadas da Casa da Torre dos Dias d’Ávila. Leonel de Alencar Rego formou a fazenda Caiçara, onde teve nove filhos, entre eles Joaquim Pereira de Alencar, pai de Bárbara, que herdou a casa da fazenda Caiçara, local onde Bárbara nasceu e viveu até casar-se com José Gonçalves dos Santos, passando a viver no Crato-Ceará. Os ideais do movimento que eclodiram em Pernambuco em 1817, foram difundidos na vila do Crato pela família Alencar, encabeçado pelo seminarista José Martiniano que, juntamente com a sua mãe D. Bárbara, e seu irmão Tristão Gonçalves, lideraram o movimento no Ceará, após três de maio de 1817. O contato de Bárbara e da família com os revolucionários pernambucanos têm origem bem antes ao movimento de 1817. Foi através do seminário de Olinda, onde estudou seus filhos Carlos José dos Santos e José Martiniano, que os ideais de liberdade e republicanismo passaram a fazer parte da vida dos Alencares.

Questionar-se sobre que entendimento teria Bárbara sobre política, república, para participar de um movimento dessa magnitude é natural, se considerarmos o papel desempenhado pela figura feminina da época. Alguns pesquisadores, historiadores interrogam-se sobre qual teria sido de fato a sua relação com o movimento e com os revolucionários. Independente de entender ou não de política ou república, Bárbara sabia que aquele movimento era em prol da liberdade de um povo, e essa era a posição defendida pelos seus filhos e por sua família. Viúva, Bárbara esteve a frente dos negócios e da educação dos seus filhos. É possível dizer que, antes mesmo de 1810, já tivera contato com os revolucionários do Recife. Em carta testamento de caráter político, datada
de dois de outubro de 1810, Dr. Manoel Arruda Câmara, recomenda ao Padre João Ribeiro que fosse atribuído o título de heroína a D. Bárbara do Crato, vencedora que fosse a revolução, e aconselha cuidados no adiantamento do seu filho José Martiniano. Heroína ou não, Bárbara foi presa em nome dos ideais republicanos e da revolução. Perseguida, refugiou-se em uma das propriedades da família no Rio do Peixe, onde foi presa pelo General Alexandre José Leite, em cumprimento da ordem de prisão enviada por Manoel Inácio Sampaio. Bárbara foi enviada para os cárceres de Fortaleza, onde já estavam os seus filhos José Martiniano e Tristão Gonçalves. De Fortaleza, foram encaminhados para o Recife e Salvador, onde estiveram presos até o ano de 1821, quando foi dada a anistia aos presos da revolução de 1817. Nos cárceres baianos, as atenções voltavam-se especialmente para D. Bárbara, um espanto pelo ineditismo do seu caso: uma ré de crime político revolucionário. O título de heroína que lhe foi dedicado não se confere apenas pela sua participação do movimento de 1817, por defender os ideais de um povo livre, de um país republicano, por ter sido presa em nome da revolução, mas por representar a Mulher guerreira e “mostrar o valor cívico e patriótico do espírito feminino”.

Texto publicado no perfil de Nilo Sergio Monteiro no Facebook.


O que faz o egoismo, Luciano Carneiro - por Elmano Rodrigues Pinheiro


É de criança que se faz o homem

Já dizia a máxima dos avós: "É de pequeno que se torce o pepino". Teria sido pensando assim que Luciano Carneiro compôs o romance O que faz o egoismo, propondo nas entrelinhas uma reflexão sobre valores que são transmitidos corretamente, mas nem sempre assimilados como se pretende.

E a criança se depara com situações que exigem crucial decisão. E os pequenos aprendem na prática a dura lição. O que teria faltado ao personagem do romance resume-se numa palavra antônima à do título: altruismo. O poeta não dá lição de moralismo, mas mostra que o bom senso deve ser a tônica de quem pretende trilhar o bom caminho.

O autor

Luciano Carneiro nasceu no municipio de Teixeira- PB, em 1942. Mora no Crato desde 1958 onde foi agricultor. É membro da Academia dos Cordelistas do Crato. Tem mais de 40 cordéis publicados.

O ilustrador

Antonio Aires Rodrigues nasceu em Parnaiba- PI, em 1949, reside no DF desde 1976. Faz quadrinhos desde criança. Foi professor de desenho nos principais colégios da sua cidade natal. Jornalista, Ilustrador. Trabalhou no Jornal de Brasília, Jornal José, fez tiras de quadrinhos para o Correio Braziliense e ilustrações para agências de publicidade.

Hoje é aniversário do Prefeito do Crato, Samuel Vilar de Alencar Araripe

.
http://2.bp.blogspot.com/-a5XtxxZSOkg/T1ZgMyeKnuI/AAAAAAAAfZ0/e1eQuVqElwU/s1600/Samuel_Araripe_Aniversario_Dihelson_Mendonca_650.jpg

Meu prezado Samuel Araripe,

Nesta data festiva, receba os meus cumprimentos, e de todos os que compõem o Blog do Crato, o Portal Chapada do Araripe e a Rede Blogs do Ceará. Desejamos-lhe mais um ano de muito sucesso, de saúde, paz, e alegrias. Saudamos o único gestor escolhido por duas vezes pela vontade soberana do povo do Crato, para comandar os destinos da nossa cidade. Que neste ano, que é o seu último à frente do executivo, possa brindar a nossa cidade com grandes realizações, pavimentação asfáltica, saneamento, e destacar o Crato de vez por todas no Cenário Sócio-Cultural do Ceará.

Vontade para isso não lhe falta, nem a capacidade de fazê-lo. Falta-nos, no entanto, muitas verbas. Falta-nos os milhões de reais que necessitamos para refazer a Estrada de Santa Fé. Falta-nos milhões de reais para refazer as pontes do Crato. Falta-nos milhões de reais para a abertura de novas avenidas. Sentimos na pele também o que significa a falta de representatividade a nível de Estado e a nível Federal, e acho que exatamente por essas grandes dificuldades, é que ainda conseguimos avançar bastante nos últimos tempos. Descobrimos formas alternativas de trabalhar, de sermos criativos, e de tentar controlar o incontrolável.

É verdadeiro dizer que o Crato vive hoje, apesar dos pesares, apesar das tragédias até da natureza, um dos seus melhores momentos em 30 anos. Considerando-se o conjunto de mecanismos culturais e artísticos criados nessa gestão, além das inúmeras realizações; Sem nos alongarmos demais, considerando por fim que quando o conjunto das Praças Centrais ( que é um projeto SEU, do seu famoso Plano de Requlificação Urbana ) for terminado, os Cratenses irão vibrar com a volta da beleza e da limpeza da nossa cidade e ainda mais com a volta da Fonte Luminosa que foi uma reivindicação popular.

Os cratenses vibrarão com o reasfaltamento que virá para acabar com o CAOS que é a buraqueira da nossa cidade, causados por anos e anos de reformas intensas. Mas essas reformas foram produtivas. Quando me lembro que no ano passado, 2011, em que foram trocados 18Km de tubulação de água do Crato que era ainda dos anos 50, e hoje pouca gente se lembra, penso nas muitas realizações que se fez e que pela lentidão dos trabalhos, alguém que mora no Crato pode não perceber. Mas basta ver as fotografias de como era a nossa cidade antes de 2005 para termos uma idéia real de como já avançamos.

Evidentemente que nem tudo são flores. Há muito o que se fazer. Mas como já ouvi de ti certa vez, o próximo gestor vai receber um Crato muito diferente. Um Crato com todas as contas pagas, nenhuma dívida, todos os fornecedores quitados. Um Crato bem diferente daquele Crato que recebeste em 2005, quebrado, devendo 5 milhões de reais. E como foi difícil sair daquele atoleiro! Acho que se fez muito, mas precisamos de muito mais.

Prefeito Samuel Araripe! Muita saúde, Paz e Sucesso. A vida de um gestor e seus anseios se confundem com a própria vida da sua cidade. Lembre-se sempre que a história pertence aos homens visionários e fortes, que apesar de todas as adversidades, conseguiram vencer, projetando-se para muito além do seu próprio tempo.

Receba os nossos sinceros parabéns!

Dihelson Mendonça e os membros dos seguintes sites:

www.blogdocrato.com
www.chapadadoararipe.com
www.radiochapadadoararipe.com
www.filhoseamigosdocrato.com
www.blogsdoceara.com

Os brados retumbantes dos abortistas. Por: Heitor De Paola

Ah! Que espetáculo, (…) que trágicos, inesquecíveis dias acabamos de atravessar! Não conheço outros que me tenham suscitado mais sentimentos de humanidade, angústia, cólera generosa. Vivi exasperado, no ódio à estupidez e à má-fé (...). É que, na verdade, o ignóbil espetáculo foi inaudito, ultrapassando em brutalidade, em impudência tudo o que a besta humana jamais confessou de mais instintivo e de mais baixo. É raro um tal exemplo de perversão, de demência, de uma turba.
Émile Zola, J’Accuse...!


Na tarde de 24 de fevereiro ocorreu a audiência pública para debater o anteprojeto da reforma do Código Penal, que o relator, ministro Gilson Dipp, entregará ao Senado Federal em 31 de maio próximo. O relatório desta reunião foi publicado por Hermes Rodrigues Nery, coordenador do Movimento Legislação e Vida e da Comissão Diocesana em Defesa da Vida da Diocese de Taubaté, diretor-executivo do Movimento Nacional da Cidadania pela Vida - Brasil Sem Aborto, e especialista em Bioética, pós-graduado pela PUC-RJ.

Quando perguntou “Quem defenderá o indefeso?", emergiu então por todo o salão uma imensa vaia, algumas feministas, em estado de histeria, pediam: “Abaixo o feto!”, e “houve um início de tumulto porque elas queriam nos impedir de entregar a pequena imagem em gesso de um feto de 10 semanas ao relator do anteprojeto do Código Penal”. “Chega de Deus!”, vociferou uma das abortistas, com os punhos erguidos e os olhos esbugalhados.

Estas senhoras (sic) que defendem “o direito das mulheres ao próprio corpo” e a matança irrestrita de seres humanos ainda não nascidos, devem se achar muito moderninhas, revolucionárias, contra os “reacionários” e conservadores que defendem a vida. Pois seu exemplo nada mais é que uma versão atual de algo que já foi dito por um dos generais franquistas mais radicais, José de Millán Astray, na Universidade de Salamanca em 12 de outubro de 1936 quando se comemorava o Dia de La Raza, aniversário da descoberta da América por Cristóvão Colombo.

O professor Francisco Maldonado, perante a esposa de Francisco Franco, Carmen Polo Martínez-Valdés e outros líderes falangistas, denunciou a Catalunha e o Pais Basco como “cânceres no corpo na nação espanhola” acrescentando que o fascismo, “que curará a Espanha, saberá como exterminá-los, cortando a própria pele, como um cirurgião livre de qualquer falso sentimentalismo”. Alguém do auditório gritou “Viva La Muerte!” sendo respondido por Millán Astray com o grito: "¡España!” várias vezes, de cada uma delas arrancando da platéia os slogans franquistas: "¡Una! "¡Grande! "¡Libre!

O Presidente da Universidade, Miguel de Unamuno, que até então apenas tomava notas, levantou-se e se dirigiu à turba:

“Vocês esperam por minhas palavras. Vocês me conhecem e sabem que eu não posso ficar em silêncio mais tempo. Às vezes, permanecer em silêncio é mentir, já que o silêncio pode ser entendido como consentimento. Quero comentar o assim chamado ‘discurso’ do professor Maldonado, que está aqui hoje. Ignorarei sua ofensa pessoal aos bascos e catalães. Eu mesmo, como sabem, nasci em Bilbao (cidade Basca). O bispo de Salamanca, aqui presente, gostem ou não, é catalão, nascido em Barcelona. Mas agora eu ouvi a afirmação insensível e necrófila, "¡Viva la Muerte!", que me soa igual a que "¡Muera la vida!". E eu, que passei minha vida escrevendo paradoxos que provocaram a ira dos que não me entendiam, sendo, portanto, um especialista na matéria, acho este ridículo paradoxo repelente. O general Millán Astray é um inválido de guerra. Também o era Cervantes. Mas, infelizmente, a Espanha hoje tem muitos inválidos. E se Deus não nos ajudar, brevemente teremos muitos mais. Me atormenta pensar que o general Millán Astray pode ditar as normas da psicologia das massas. Um inválido que não tem a grandeza espiritual de Cervantes, tenta encontrar alívio aumentando o número de inválidos que o cercam”.

Millán Astray interrompeu: "¡Muera la inteligencia! ¡Viva la Muerte!". Unamuno continuou: “Estamos no templo da inteligência e eu sou seu sumo sacerdote. Vocês estão profanando este domínio sagrado. Vencereis porque tendes enorme força bruta. Mas não convencereis. Para convencer é necessário persuadir, e para persuadir é necessário algo que vocês não têm: razão e direito, e o ódio que não deixa lugar para a compaixão não pode convencer. É inútil perguntar o que pensam da Espanha. Falei!”

E eu também! Depois de Zola e Unamuno, nada há a acrescentar quanto aos fatídicos, raivosos e psicóticos brados de Abaixo o Feto! Chega de Deus!

Tá feia a coisa -- postado por Armando Lopes Rafael

Crescimento pífio: Economia brasileira cresce apenas 2,7% em 2011, aponta IBGE

por Mariana Schreiber, do jornal "Folha de S.Paulo"

Abatida pelos efeitos da inflação alta e da crise externa, a economia brasileira cresceu apenas 2,7% no ano passado. O resultado, divulgado nesta terça-feira (6) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), representa menos da metade da expansão de 2010 (7,5%) e ficou bem abaixo das projeções apresentadas pelo governo (5%) e pelos economistas de mercado (4,5%) no início de 2011.

A expansão do PIB (Produto Interno Bruto) no quarto trimestre, ante o terceiro, foi de apenas 0,3%, uma recuperação modesta depois da estagnação registrada nos três meses anteriores. O IBGE revisou hoje o dado do terceiro trimestre para um recuo de 0,1%. Anteriormente, o dado era de estabilidade no período.

Hoje no DN - Tragédia anunciada: chuva destrói canal do Rio Grangeiro em Crato


A parte reconstruída teve perda total com as chuvas de ontem -

FOTOS: ELIZÂNGELA SANTOS - Fac-símile de uma das matérias publicadas no jornal. A preocupação com a insegurança do local já vem desde o ano passado. Moradores do Crato estão revoltados com o que consideram descaso das autoridades quanto ao "Canal do Medo".

Crato. Ao longo do ano passado, o jornal publicou várias matérias sobre uma tragédia anunciada, confirmada com as chuvas entre domingo e ontem. O Canal do Rio Grangeiro voltou a romper em vários pontos, onde recentemente foi realizada parte da obra de recuperação pela Construtora Coral, que venceu a licitação de quase R$ 2,5 milhões, para realizar a primeira etapa dos serviços de recuperação. O canal, que sequer teve a obra emergencial concluída, com financiamento do Ministério da Integração Nacional, depois de um ano e um mês da tragédia registrada, não suportou a primeira grande chuva do ano na cidade, de 92,8 milímetros, segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme). O temporal durou mais de três horas na cidade.

Revoltada, a população reclama e diz que houve descaso do poder público. Em várias edições do Diário do Nordeste, por meio do Caderno Regional, o alerta quanto às possíveis cheias e tragédias foi dado. As famílias estão preocupadas, com receio de que casas sejam atingidas com as próximas precipitações chuvosas. As chuvas, segundo a Funceme, terão continuidade até o mês de maio. Em ruas do Centro, foram registrados alagamentos no início da manhã, uma delas de frente ao Departamento Edificações e Rodovias (DER), com cheias comuns neste período, impedindo a entrada e saída do local. Um ponto localizado na Vila São Bento ficou interditada.

Apelidado por moradores de "Canal do Medo", durante a enchente de 2011, foram registrados milhões em prejuízos para comerciantes e moradores da cidade. O Centro da cidade ficou totalmente inundado e pontes foram destruídas, além de romper com paredes do canal e asfalto das ruas. A chuva de 28 de janeiro do ano passado em alguns pontos da Chapada do Araripe foi de 200 milímetros.

Ontem, alguns pluviômetros particulares, em áreas como o Grangeiro, registraram 135 milímetros de chuvas. As áreas próximas à Igreja de Nossa Senhora de Fátima, Colégio Objetivo e Tiro de Guerra, na Avenida José Alves de Figueiredo, são as mais danificadas, com pontos do entorno comprometidos com fendas no asfalto, que também se rompeu em vários pontos. O Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal chegaram cedo ao local para interditar as áreas. A rua passou grande parte do ano praticamente sem fluxo de veículos por conta das obras.

O Ministério da Integração chegou a liberar R$ 4 milhões para as obras do canal, que seriam feitas em duas etapas, com administração do Governo do Estado, que inclusive realizou leilão em Crato para a licitação da primeira etapa. O próprio governador Cid Gomes bateu o martelo para a empresa vencedora.

A segunda delas seria no valor de R$ 1,5 milhão mas, até o momento, nenhuma empresa se dispôs a concluir o canal, que, ao longo do seu percurso, cortando o Centro da cidade, registra vários pontos de erosão. Uma avaliação técnica foi realizada ano passado, demonstrando irregularidades na obra, que foi feita com gabiões. Os paredões com telas de metal e pedras que poderiam ser a esperança para segurar a pressão das águas que descem da Serra do Araripe não funcionaram.

Estiveram no local logo cedo para avaliação inicial dos prejuízos integrantes da Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros, Secretarias do Meio Ambiente e Infraestrutura do Crato. Ainda não se tem ideia dos prejuízos, mas o secretário de Infraestrutura do Crato, o engenheiro José Muniz, afirma que houve perda total da obra realizada. A chuva demonstrou, segundo ele, a inviabilidade do que foi feito. Ele lembrou que a administração local chamou a atenção das autoridades para possíveis tragédias que poderiam ocorrer.

O coordenador regional da Defesa Civil 11 (Redec 11), tenente Raimundo Geraldo da Silva, comandante do Corpo de Bombeiros Regional, afirma que esteve fazendo registros no local durante a manhã de ontem, para comunicar os primeiros levantamentos à Defesa Civil do Estado. Na semana passada, foi realizada uma reunião em Crato, para debater as possíveis inundações que poderiam advir com as chuvas. No último dia 28, um ano após a enchente, a população também foi às ruas reivindicar providências para o fim da obras o canal e reclamar do que classificavam de descaso.

De acordo com o coordenador, a avaliação inicial é quanto ao que poderá ser feito no momento emergencial. "Todo o pessoal está percebendo que as obras feitas aqui não foram a contento. Não foi o que se esperava, então quase todos os locais reformados, foram levados por essa enchente, que não foi tão grande, diga-se de passagem", ressalta. Segundo ele, agora, mais do que nunca, há uma grande preocupação.

Mais informações:

Coordenadoria de Defesa Civil do Estado do Ceará
Telefone: (85) 3101.4571
Funceme
Telefone: (88) 3101.1093

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora do Blog do Crato e Chapada do Araripe OnLine

Policiais do Ronda são treinados para combater a poluição sonora no Ceará


Os policiais do Ronda do Quarteirão vão passar por um treinamento para capacitar o efetivo nas ações de combate à poluição sonora no Ceará, principalmente nas áreas urbanas. A capacitação ocorre entre os dias 13 e 16 de março e vai começar com os PMs das cidades de Juazeiro do Norte, Barbalha e Brejo Santo, na região do Cariri.

O treinamento será dado pelo técnico da Gerência de Análise e Monitoramento da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), professor Francisco Alexandre Rocha Pinto. Os policiais vão apreender como utilizar o medidor de nível de pressão sonora, conhecido também como decibelímetro ou sonômetro, além de saber um pouco mais sobre a legislação.

“Ponta do Iceberg”

De acordo com o comandante do Ronda do Quarteirão, tenente-coronel John Roosevel de Alencar, a poluição sonora é apenas “a ponta do iceberg”, pois pode desencadear uma série de outras ocorrências, “a exemplo do uso e ocupação irregular do espaço público, embriaguez e desordem, uso e tráfico de entorpecentes, lesões corporais e até homicídios”.

Fonte: Jangadeiro Online

Apesar da chuva, 18 açudes apresentam volume inferior a 30% no Ceará


Apesar do período chuvoso no Ceará, 18 açudes estão com volumes inferior a 30 % de sua capacidade total, de acordo com o monitoramento da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). O número é alto se comparado ao período de pré-estação no início do ano, em que 13 açudes estavam com volumes baixos.

Apresentam volume inferior a 30%, os reservatório das regiões do Alto Jaguaribe, Médio Jaguaribe, Banabuiú, Curu, Rio Parnaíba, Salgado e Litoral. Até esta segunda-feira (5), apenas dois açudes transbordaram, o reservatórios Junco, em Granjeiro, pertencente à Bacia do Rio Salgado, e Valério, no Município de Altaneira, da Bacia do Alto Jaguaribe. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a estação chuvosa no Ceará teve início a partir da segunda quinzena de fevereiro.

O monitoramento dos açudes federais é realizado pelo Cogerh com apoio do Dnocs.

Via Portal Verdes Mares

Dilma confirma para maio leilão da telefonia 4G


A presidenta Dilma Rousseff confirmou hoje (5) a intenção do governo de realizar o leilão para os serviços de telefonia móvel de quarta geração (4G) em maio, contrariando as empresas do setor, que querem mais tempo até a licitação. Dilma está em Hannover, na Alemanha, onde participou hoje da abertura da Feira Internacional de Tecnologia da Informação, Telecomunicações, Software e Serviços (CeBIT), maior evento do setor, que este ano tem o Brasil como país parceiro.

“Licitaremos, em maio, as faixas necessárias para a implantação dos telefones móveis de quarta geração. Estaremos operando nestas faixas ainda em 2013 nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014”, disse a presidenta, ao listar medidas do governo para o setor. Dilma também citou a ativação de uma rede de fibra ótica para banda larga de 31 mil quilômetros, que, segundo ela, chegará às capitais dos 27 estados brasileiros.

“Contrataremos, ainda em 2012, a construção de cabos óticos submarinos para ligar o Brasil à América do Norte, à Europa e à África. Essas saídas internacionais serão somadas a um anel ótico sul-americano, cuja implementação foi decidida pelos países que integram a Unasul [União das Nações Sul-Americanas]”, acrescentou.

Ao lado da primeira-ministra Angela Merkel, anfitriã do evento, Dilma disse que o crescimento econômico e a ascensão social no Brasil nos últimos anos aumentaram a importância das tecnologias digitais no país. “O Brasil é, hoje, um país de oportunidades. Um país de oportunidades para os 190 milhões de brasileiros e brasileiras que, graças ao crescimento do emprego e da renda, têm cada vez mais acesso a bens de consumo e serviços, inclusive e sobretudo aos ligados à tecnologia digital.”

A expansão da demanda brasileira por tecnologia, segundo Dilma, levou o Brasil a ser o terceiro maior mercado de computadores pessoais e o quinto maior de telefones celulares em 2011. Além da inclusão digital, a expansão do setor também representa oportunidades de investimentos para o país, disse a presidenta. “A ampliação e o potencial desse mercado não passaram despercebidos aos nossos parceiros externos. Só no setor de telecomunicações, o investimento estrangeiro direto no Brasil cresceu mais de dez vezes no ano passado, saltando para mais de US$ 6 bilhões”, citou.

Fonte: Agência Brasil

Romeno é preso com cocaína no aeroporto de Fortaleza


A Polícia Federal prendeu, no último sábado [3], em flagrante delito, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, um romeno, de 23 anos de idade, transportando 3,9 quilos de cocaína.

A prisão ocorreu quando os policiais federais, durante fiscalização, suspeitaram de duas malas que foram submetidas aos raios-x. Durante vistoria, foi observada a presença da droga no forro das malas. O romeno afirmou que veio ao Brasil em fevereiro receber as malas na cidade de Manaus-AM, porém não sabia da existência da droga no seu interior. Acrescentou que estava transportando-as para Lisboa, em Portugal.

O preso foi indiciado por tráfico internacional de drogas, com pena máxima de 15 anos de prisão e encontra-se na carceragem da Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará.

* Com informações da Comunicação Social da Superintendência da Polícia Federal no Ceará

Fotos da Segunda Tragédia do Canal do Rio Grangeiro - Ontem, 05 de Março de 2012 - Fotos de Abraão Linard


Clique em cada foto para ampliar !



A chuva de apenas 92 mm causou muitos estragos...



A chuva provocou alagamentos na Rua da Vala


No largo do antigo DER - Próximo ao Cemitério


Reparem que no Canal, os trechos que caíram foram exatamente os que haviam sido reformados.



Tá vendo essa VAGA enorme entre a parede inclinada e a vertical do canal ?


Aqui, bem próximo à cadeia pública:


Fotos: Abraão Linard
Todos os Direitos Reservados.
Proibido a cópia e utilização sem consentimento do autor.

Notícias do Crato - 06/03/2012


Canal do Rio Grangeiro tem obras recentes destruídas com chuva

As obras da primeira etapa do Canal do Rio Grangeiro não foram suficientes para suportar a chuva de 92,8 milímetros ontem, em Crato. Os trechos nas proximidades da Igreja Nossa Senhora de Fátima, Tiro de Guerra e Colégio Objetivo ficaram parcialmente destruídos e com uma área comprometida, com rachaduras no asfalto. Trechos da Avenida José Alves de Figueiredo estão interditados e há riscos de novos desabamentos, com várias rachaduras no asfalto, locais que cederam e na área onde foram realizados os serviços de recuperação.

A obra com verbas do Ministério da Integração Nacional (MIN), administrada pelo Governo do Estado, teve investimento inicial de R$ 2,5 milhões, dos R$ 4 milhões liberados para o trabalho emergencial. A Construtora Coral foi a empresa responsável pela primeira etapa dos serviços com a inclusão de gabiões, incluindo telas de metal com pedras.

A administração do Crato chamou a atenção, durante o ano inteiro, sobre o problema e inclusive dos risco de nova tragédia. A segunda etapa do canal ainda faltava ser concluída, com investimento de R$ 1,5 milhão. Não houve empresa que se habilitasse para realizar os serviços até o momento e, ao longo do canal, há várias partes com erosões. Recentemente a Prefeitura do Carto colocou passarelas metálicas, que haviam sido destruídas na enchente do dia 28 de janeiro do ano passado.

Samuel Araripe diz que Ministério Público precisa apurar as responsabilidades para reparação de erro

O prefeito do Crato, Samuel Araripe, disse que o canal tem solução e que só tem a União para resolver o problema. Com o dinheiro arrecadado dos impostos da prefeitura, segundo ele, não dá para realizar os serviços. De acordo com o gestor, essa é uma obra caríssima, mas precisa ser feita. Ele avalia o investimento em cerca de R$ 50 milhões. O prefeito ainda destacou que até o momento não há ninguém colaborando, nem deputado estadual e nem federal. "Taí o problema e o povo do Crato fica só", diz ele.

Em relação à Empresa Coral, o prefeito disse que a empresa precisa vir a público, já que a obra foi licitada pelo Governo do Estado e foi a vencedora. Em novembro do ano passado, o prefeito tentou falar sobre o problema do canal com o governador, mas não houve espaço na agenda do Governo e o gestor espera falar nesses dias com Cid Gomes. Ele aproveitou para entregar um dossiê sobre o canal ao governador e também ao Ministério Público. "Isso não é uma brincadeira. É dinheiro público que foi jogado no ralo do canal, e muito", diz o prefeito. Ele ainda acrescenta que o Ministério Público tem que apurar responsabilidades, para que esse erro seja reparado.

Secretários Municipais, Guarda Municipal, assistentes sociais, Corpo de Bombeiros, técnicos e psicólogos caíram em campo logo cedo para avaliar a situação, principalmente relacionadas a possíveis riscos das famílias. Técnicos avaliaram ano passado que a obra não suportaria grande volume de água, o que acabou sendo comprovado na madrugada de ontem. Novas análises serão feitas para se verificar os prejuízos causados pela enxurrada.

Iniciada em Crato Campanha de Prevenção contra a Obesidade ente crianças e jovens em idade escolar

Desde ontem até o próximo dia 9 acontece em Crato a Campanha de Prevenção contra a Obesidade na Escola.

A coordenadora do Programa Saúde na Escola – PSE, Suzamélia Brito, ressalta que a campanha faz parte de uma parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação que pretende atender crianças e jovens de 10 a 19 anos das escolas da Rede Municipal, Estadual e Federal. No Município do Crato as escolas atendidas serão: na Rede Municipal: Escola Aldegundes Gomes de Matos, no bairro Vila Alta; Colégio Municipal Pedro Felício no bairro São Miguel na Rede Estadual: Escola Governador Virgílio Távora no bairro Seminário e na rede Federal a Escola Agrotécnica Federal IFCE na localidade Guaribas.

O propósito da campanha é alertar para a importância das boas condições de saúde para a melhoria no desenvolvimento pleno da criança/adolescente tanto na escola como na formação da cidadania, visando a aproximação da população com a Atenção Básica à Saúde. E dentro desse contexto são os municípios que se comprometem a realizar ações de avaliação antropométrica e orientar visitas das famílias às Unidades Básicas de Saúde UBS. A adesão à Semana Saúde na Escola é voluntária, será realizada pelo Grupo de Trabalho Intersetorial Municipal (GTI-M) esse grupo é composto pelo diretor, um professor e 3 alunos da cada escola ,funcionando como facilitadores no seu âmbito escolar e considerando as parcerias entre a equipe da escola e a equipe de saúde da família (equipes parceiras).

A temática educativa sobre promoção da alimentação e modos de vida saudáveis com a comunidade escolar, considerando os alimentos regionais. A cidade do Crato participa ativamente e irá realizar atividades abordando as temáticas: prevenção contra a obesidade, bullying, homofobia, discriminação e preconceito no cotidiano da escola. É importante ressaltar que a Secretaria de Saúde do Crato estará com equipe multidisciplinar de profissionais como: nutricionista, médico, educador físico, assistente social, fisioterapeuta e enfermeiro. Haverá visitas as escolas, bem como atividades durante todo o mês de março e abril efetivando um cadastro-questionário e atividades de promoção da saúde, que também servirá para prontuários nos postos de saúde.

CONTATOS:

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA PREFEITURA MUNICIPAL DO CRATO
Fone: 88 3521 7069
www.crato.ce.gov.br

Dep. Ely Aguiar cobrará mais uma vez hoje na Assembléia Legislativa providências ao Governo do Estado em relação ao Canal.



"CAMARADA DIHELSON INFORMO QUE NESTA TERÇA FEIRA DEVO OCUPAR MAIS UMA VEZ A TRIBUNA DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA PARA COBRAR DO GOVERNO PROVIDÊNCIAS COM RELAÇÃO AO CANAL DO RIO GRANGEIRO. FAÇO ISSO COM A OBRIGAÇÃO DE UM FILHO DO CRATO QUE SENTE A... MESMA ANGUSTIA E REVOLTA QUE TOMA CONTA DE TODOS OS CRATENSES. A ÚNICA EXPLICAÇÃO QUE ENCONTRO PARA TAL DESCASO É: FALTA DE VONTADE POLÍTICA DO GOVERNO ESTADUAL PARA O CRATO. VOU MOSTRAR, COM SUA PERMISSÃO, AS FOTOS ATUAIS E PUBLICADAS NO BLOG DO CRATO, PARA QUE TODOS OS DEPUTADOS VEJAM A GRAVIDADE DA SITUAÇÃO. LAMENTO PROFUNDAMENTE QUE ALGUNS COLEGAS PARLAMENTARES , INCLUSIVE VOTADOS NO CRATO, FIQUEM DE BICO CALADO, COMO SE NADA TIVESSE ACONTECIDO....É O MEDO DE DESAGRADAR O GOVERNO, INFELIZMENTE...POUCO PODEREI FAZER, TODAVIA, NÃO CALAREI MINHA VOZ EM DEFESA DO CRATO, SEJA NA ASSEMBLÉIA, SEJA NA TV DIARIO. ESPERO QUE A MINHA VOZ TENHA EFEITO JUNTO AO GOVERNO DO ESTADO."

Ely Aguiar
Deputado Estadual
www.blogdocrato.com

Tem início interrogatório do caso "dólares na cueca" - Por J. Tavares.


José Adalberto, ex-assessor parlamentar do deputado estadual, José Nobre Guimarães foi preso com U$100 mil e R$ 205 mil em 2005.

Começou nesta segunda-feira (5), o interrogatório do caso dos "dólares na cueca". O ex-assessor especial da presidência do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Kennedy Moura Ramos foi ouvido em Fortaleza pela juíza federal, Débora Aguiar da Silva Santos e pelo procurador da República, Marcelo Mesquita Monte.

Nesta quarta-feira (7), o Ministério Público Federal vai ouvir as testemunhas mencionadas pelos réus. De acordo com a assessoria da Justiça Federal do Ceará, serão ouvidos no município de Aracati, os réus José Adalberto Vieira da Silva, e sua esposa Raimunda Lúcia Pessoa de Lima. O interrogatório será por meio de carta precatória. O caso é classificado como ação civil pública de improbidade administrativa. O depoimento do deputado federal, José Nobre Guimarães também vai ser tomado por carta precatória, no Distrito Federal.

O MPF desistiu nesta segunda-feira (5) de depoimentos dos réus Roberto Smith, Claudio Vasconcelos Frota, Luiz Ethewaldo de Albuquerque Guimarães,Victor Samuel Cavalcante da Ponte, Sistema de Transmissão do Nordeste, CompanhiasTécnica de Energia Elétrica (Alusa) e Enphase Projetos de Investimentos e Consultoria. O processo tramita em segredo de justiça na 10ª Vara Federal do Ceará.

Entenda o caso

Em 2005, José Adalberto, ex-assessor parlamentar do deputado estadual, José Nobre Guimarães foi preso no aeroporto de São Paulo tentando embarcar para Fortaleza, portando R$ 209 mil e U$ 100 mil presos ao seu corpo. Na época, Justiça Federal concedeu medida liminar tornando indisponíveis os bens existentes de José Adalberto e sua esposa Raimunda Lúcia Pessoa de Lima, e Kennedy Moura Ramos, ex-assessor especial da presidência do Banco do Nordeste do Brasil. A liminar determinou a quebra do sigilo bancário da esposa do ex-assessor de José Guimarães, a partir de janeiro de 2003, na agência do Banco do Brasil, em Aracati.

Fonte: Diário do Nordeste on line


PREFEITURA MUNICIPAL DO CRATO - Nota de Esclarecimento acerca do Canal do Rio Grangeiro


O prefeito municipal do Crato, Samuel Vilar de Alencar Araripe, no uso de suas atribuições vem a público, por meio deste comunicado, esclarecer a população cratense e a quem possa interessar sobre as competências legais em face do processo que envolve as obras de reconstrução do Canal do Rio Grangeiro – importante rio situado às margens do Centro da cidade do Crato, que teve sua estrutura comprometida devido à enchente ocorrida no dia 28 de janeiro de 2011, após chuva torrencial que mediu 162 milímetros.

Um dos episódios mais drásticos que ficará registrado para sempre nas páginas da nossa história. Para que possamos entender melhor o desenrolar deste fatídico evento resolvemos aqui recapitular alguns acontecimentos. À época, depois de constatar os estragos ocasionados pela chuva o prefeito Samuel Araripe imediatamente decretou estado de emergência e remeteu ofício ao Ministério da Integração Nacional, comunicando a situação calamitosa em que se encontrava o município do Crato. Em viagem à Brasília, juntamente com o seu secretariado, o prefeito conseguiu por meio de projeto a liberação de um valor na ordem de R$ 4 milhões para sanar os prejuízos propagados pela chuva e no dia 18 de fevereiro de 2011 foi publicado no D.O.U a portaria nº. 107/ 11 autorizando a liberação do recurso, o valor chegou a ser depositado na conta do município, mas no dia seguinte, através da portaria nº. 109/11 o recurso foi revertido para a conta do Governo do Estado do Ceará. Desta feita, passando toda a responsabilidade para o Departamento de Edificações e Rodovias (DER), órgão da esfera estadual.

Na fase inicial para realizar a primeira etapa da obra foram licitados R$ 2,5 milhões pelo Governo do Estado, num certame vencido pela empresa Coral. Preocupado com o andamento das obras o prefeito solicitou a contratação do engenheiro especialista em recursos hídricos e consultor em engenharia hidráulica, Francisco Osny Enéias, para elaborar um documento que constasse de um estudo detalhado da real situação do Canal do Rio Grangeiro e da obra ali executada, apontando cada problema existente. O documento foi enviado pelo prefeito Samuel Araripe junto com um pedido de audiência ao governador do Estado para debater resoluções no tocante ao Canal. O oficio foi encaminhado em novembro do ano passado e no dia 29 do mesmo mês recebemos a resposta que dizia: “Inteirado do conteúdo da documentação, o governador Cid Gomes a enviou à Secretaria de Infraestrutura – SEINFRA, orientando no sentido de que a máxima atenção seja dada ao tema”, em relação ao pedido de audiência nada disse.

De acordo com alguns levantamentos já realizados na manhã desta segunda-feira, dia 05 de março de 2012, há informações que houve desmoronamento perto da igreja de Fátima, próximo ao Colégio Objetivo e ao Tiro de Guerra. Sabemos do temor que ora se abate sobre os munícipes cratenses e estamos solidários a todos, bem como empreendendo esforços no intuito de buscar solução imediata e não apenas medidas paliativas junto ao Governo do estado do Ceará, atual responsável pelas obras de reconstrução do Canal do Rio Grangeiro, a fim de sanar os estragos do canal. Continuaremos lutando para reverter esse quadro e somando esforços junto à população do Crato.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal do Crato
Publicado no Blog do Crato - www.blogdocrato.com

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30