xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 07/01/2012 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

07 janeiro 2012

Coluna Armando Rafael - Notícias do Cariri


http://1.bp.blogspot.com/-jJH28xjo6ZU/TwYf10EJMqI/AAAAAAAAGww/ELEy8QVUZhA/s1600/Coluna_Armando_Rafael.gif

Edição de 6 a 8 de janeiro de 2012


E aí, como é que fica?



No ano passado, o ministro da Integração, Fernando Bezerra Coelho, liberou R$ 4 milhões para a Prefeitura de Crato reconstruir o canal do Rio Grangeiro, destruído parcialmente pela tromba d’água de 28 de janeiro de 2011. Essa verba foi retirada, posteriormente, da conta corrente da Prefeitura para a do Governo do Ceará, que resolveu tocar a obra. Talvez essa inopinada iniciativa tenha sido a sorte do prefeito de Crato! Até a presente data os serviços continuam inacabados. O Governo do Ceará só utilizou R$ 2 milhões e 500 mil reais dos R$ 4 milhões repassados pelo Governo Federal. Dias atrás, o governo estadual abriu nova licitação para fazer a 2ª etapa do canal, agora no valor de R$ 1 milhão e 500 mil reais. Nenhuma construtora teve interesse em concorrer.

Maquiagem em Barbalha


O centro de Barbalha (foto acima feita por Heládio Teles Duarte) ganhará calçamento de paralelepípedo, substituindo o feio e inadequado asfalto. Ao lado disso, as duas principais entradas da cidade já estão sendo revitalizadas (à direita foto da Prefeitura de Barbalha). Nova pavimentação, novas luminárias e jardins estão sendo implantados. A exemplo da Praça do Crajubar, em Juazeiro do Norte, numa das entradas de Barbalha, será colocado um mastro onde uma bandeira gigante do município será desfraldada. Na entrada que vem de Missão Velha, será colocado, ainda – próximo ao monumento a Santo Antônio – um busto de monsenhor Murilo de Sá Barreto, ilustre filho de Barbalha.

A moda pegou




Esta semana estive na pequena cidade de Quixelô – no centro-sul do Ceará – e fui surpreendido, na entrada da cidade, por um grande mastro onde tremulava uma enorme bandeira daquele município. Bandeira, diga-se de passagem, belíssima. Cada vez mais me convenço que a bandeira de Crato deixa muito a desejar. Na verdade uma bandeira sem significado. Só um pano branco com o brasão do município ao centro. Pálida demais. (À esquerda uma sugestão de como deveria ser a bandeira de Crato, com orlas azul- celeste, significando que a cidade nasceu sob a proteção da Virgem Maria). Aliás, conversando com um especialista em heráldica, ele me informou que não existe naquela arte – destinada à confecção e estudos de brasão e armas – lugar para penacho de índios, como o existente no brasão de Crato. E acrescentou: “deve ser caso único”...

Além de queda, coice
Na verdade, o brasão de Crato não foi confeccionado por um especialista em heráldica. O desenho surgiu a partir de sugestões de um leigo no assunto, padre Antônio Gomes de Araújo, a outro leigo, Ranulfo Pequeno. Além do mais, nem todos que reproduzem o brasão de Crato atentam para a colocação correta das cores, definidas no decreto de criação do escudo: azul em cima, verde cana embaixo, como se vê ao lado. Até a Wikipédia publica o brasão cratense com as cores erradas.


Falta de conhecimento

Onde fica a Rua João Araripe em Crato? Ninguém sabe. Por um simples motivo: essa rua não existe. Tudo aconteceu porque, ao invés de grafar o nome correto – Rua Araripe, denominação dada em homenagem à Chapada que circunda a cidade – o Governo do Ceará colocou ali uma tabuleta com esta errônea indicação: Rua “João” Araripe. Foi mal. Tem mais: anexa a essa placa, outra sinaliza: Rua Grande, e, logo abaixo, Rua Miguel Limaverde. Também está errado. O correto seria colocar em cima: Rua Miguel Limaverde. E, embaixo, entre parêntesis: Antiga Rua Grande.

Samba do crioulo doido

É isso o resultado do esquizofrênico “troca-troca” dos nomes das ruas de Crato feito, pelos vereadores, há várias décadas. A Rua Grande era toda a extensão da atual Rua João Pessoa, juntamente com o único quarteirão que forma a atual Rua Miguel Limaverde. Já que os vereadores de Crato gostam tanto de mudar os nomes das ruas (fato repudiado pela população) por que não retornar as antigas denominações das ruas centrais? Teríamos de volta a Rua Grande, Formosa, das Laranjeiras, da Pedra Lavrada, da Vala, do Fogo... Além das travessas do Cafundó, da Caridade, da Ribeira Velha, do Charuteiro, do Barro Vermelho, dentre outros.

Sugestão válida 1


Tempos atrás, o médico-escritor José Flávio Pinheiro Vieira escreveu um comentário, no qual, apropriadamente, lembrou: “Manuel Bandeira já reclamava da mudança dos nomes poéticos das ruas do Recife. Naquela capital ainda existem: a do Sol, a do Hospício, a da Aurora, a da União ( onde ele nasceu), a das Crioulas, a da Soledade... Já Paulo Elpídio cita antiga denominação de um Beco em Crato: do Cachimbo Eterno. Irineu Pinheiro cita ainda a Rua do Pisa, a Buenos Aires, a da Boa Vista”.

Sugestão válida 2


E continua Zé Flávio: “Creio que era importante a população conseguir da Câmara de Vereadores novas placas, nas quais constasse o nome atual da rua e, logo abaixo, a antiga denominação. Bom lembrar que em Fortaleza, nas ruas do centro daquela cidade, existe uma placa maior com breve biografia do homenageado. Além disso, poderiam existir em Crato placas indicativas em alguns imóveis, onde constariam, por exemplo: "Nesta casa viveu a heroína Bárbara de Alencar... nascida..." ; "Nesta residência morou o historiador Irineu Pinheiro; "Nesta casa foi julgado o caudilho Joaquim Pinto Madeira"... Acredito que assim a história da cidade seria mais bem conhecida e preservada”.

Tardou

Só agora o governo do Ceará incluiu o município de Lavras da Mangabeira no roteiro turístico oficial do Estado. Oficialmente, o Ceará reconheceu, enfim, que o Boqueirão de Lavras, -- foto à esquerda -- uma espécie de canyon em meio à serra de mesmo nome, onde corre as águas do Rio Salgado merece ser divulgado como uma das belezas do Estado.

Obra faraônica

A obra da transposição das águas do Rio São Francisco está com trechos parados, outros trechos abandonados e, – o pior – outros destruídos. O Governo Federal já advertiu: para ser concluída, a transposição necessitará de mais duas licitações. O que implica em gastos adicionais em torno de 1 bilhão e 200 milhões de reais. Noutras palavras, novas despesas de 34% acima do valor licitado inicialmente. Otimista, o ministro da Integração, Fernando Bezerra, calculou que o custo das obras da transposição ficará em torno de R$ 6,9 bilhões. Me engana que eu gosto. Até os peixes do Rio São Francisco sabem que a obra – para ficar concluída – custará algo em torno de R$ 10 bilhões...

No mais

Vir a público dizer que o orçamento da transposição do Rio São Francisco precisa ser revisto por meio de nova licitação, porque os técnicos deixaram de considerar várias prospecções de solo, é o mesmo que iniciar a construção de um edifício desconsiderando a totalidade dos gastos com o alicerce. Ninguém fala sobre os percalços da água correndo a céu aberto por centenas de quilômetros. Ninguém esclarece se houve estudos sobre a evaporação e a infiltração dessa água. Será que chega água após o quinto bombeamento? E ainda teve gente que criticou o bispo de Barra (BA), dom Flávio Cappio quando este alertou sobre os fatos acima...

Torpedos
1 – A Funarte elaborou o calendário de comemoração do centenário de nascimento do cantor Luiz Gonzaga. Na programação um Festival Internacional da Sanfona. Que começa no Nordeste e será estendido a todo o Brasil.

2 – Instalado no centro da capital paulista, o “Impostômetro” controla a arrecadação de tributos no Brasil. O Impostômetro registrou – no final d 2011 – a marca histórica de R$ 1 trilhão e 500 bilhões de tributos arrecadados no Brasil.
3 – Descontada a inflação (oficial) o arrecadado em 2011 foi maior em 11% ao de 2010. É tanto dinheiro que não justifica desculpas para o estado em que se encontra a educação, saúde e segurança públicas brasileiras. Nem tem perdão a falta de saneamento, de moradia e todo tipo de infraestrutura e investimentos que fazem o Brasil ficar colocado no humilhante 84º lugar no IDH–Índice de Desenvolvimento Humano, calculado pela ONU.
4 – Depois do sucesso do livro “Padre Cícero, poder fé e guerra no sertão”, o escritor Lira Neto acaba de concluir o primeiro volume da biografia de Getúlio Vargas, o arquétipo do presidente republicano brasileiro. Vargas governou o Brasil por 19 anos, 15 anos como ditador (1930-1945) e quatro em regime democrático (1951-1954).

Não há mal que um bem não traga



A injusta e lamentada omissão dos vereadores cratenses – que teimam em não perpetuar o nome de Dom Vicente Matos numa rua da cidade – começa a gerar reações. E boas reações! Mais dois bustos de bronze do maior benfeitor de Crato foram, ultimamente, incorporados à paisagem cratense. Ambos, frutos da iniciativa privada. A diretoria do Colégio Pequeno Príncipe vem de inaugurar – no pátio externo daquele educandário, que fica na Rua 28 de dezembro – um desses bustos .



Surdos-mudos

Outro busto de dom Vicente foi colocado nos jardins do Centro de Expansão da Diocese, localizado no bairro Grangeiro. Contando com o que já existe na Praça da Sé, agora são três os bustos de bronze de Dom Vicente em Crato. Deverá ser anunciada –nos próximos dias – outra significativa homenagem a Dom Vicente, uma iniciativa privada. Enquanto isso, os vereadores cratenses continuam distantes dos mais legítimos anseios, anelos e aspirações do povo que dizem representar...


Sobe para 103 número de municípios mineiros em situação de emergência

http://1.bp.blogspot.com/-rD_SMynxtuE/Twi02Kb-DzI/AAAAAAAAdMM/N1TGQ3N08do/s1600/enchentes_minas.jpg


Defesa Civil de Minas Gerais informou hoje (7) que subiu para 103 o número de municípios em situação de emergência, por causa das chuvas, enchentes e deslizamentos que castigam o estado. Outros 54 municípios também registraram prejuízos, mas não decretaram situação de emergência.

O balanço da Defesa Civil mineira relaciona 12 pessoas mortas e duas desaparecidas, além de 906 desabrigados e 11.939 desalojados. Ao todo, 2,174 milhões de pessoas foram afetadas de alguma forma pela situação emergencial no estado, que computa também 101 pontes destruídas e 143 danificadas.

A situação é mais grave a cada dia, e o tempo continua instável, com muita nebulosidade na Região Sudeste e em parte do Centro-Oeste, de acordo com o meteorologista Ruibran dos Reis. Estão mantidas, portanto, as condições climáticas para mais chuvas na Zona da Mata (leste de Minas Gerais), no centro-sul do Espírito Santo e norte do estado do Rio de Janeiro – regiões mais afetadas pelas chuvas.

O boletim da Defesa Civil alerta, inclusive, para a possibilidade de eventos adversos, em razão da Zona de Convergência do Atlântico Sul, que ficará estacionada sobre o estado até a próxima terça-feira (10), provocando mais chuva. Como o solo está saturado, aumenta o risco de deslizamento de encostas, independentemente do volume de chuva.

A Defesa Civil também alerta para riscos de alagamentos e quedas de árvores. Reforça ainda as orientações para que as pessoas adotem comportamentos seguros, entre eles não transitar em áreas alagadas (a pé ou de carro), observar sinais de encharcamento e movimentação do solo das encostas, abandonar suas residências preventivamente, não colocar em vias públicas qualquer lixo ou materiais que possam comprometer o escoamento de águas pluviais.

Yahoo Notícias

Construção curiosa em Crato - Certo ou Errado ?


http://4.bp.blogspot.com/-zky2rrTGsoY/TwixtxPaFFI/AAAAAAAAdLc/ImY7uJ-IArI/s1600/em_crato_dirceu_tavares2.jpg

Uma construção localizada no município de Crato-CE tem atraído a atenção de curiosos e até comentários no facebook. A foto foi postada por Dirceu Tavares. Segundo várias pessoas, além do mau gosto, a construção não parece segura.

www.blogdocrato.com

Com diagnóstico de tumor benigno, Cristina Kirchner recebe alta médica


Brasília – Três dias depois de ser operada para a retirada de um tumor na glândula tireoide, a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, de 58 anos, recebeu alta médica hoje (7) do Hospital Austral, a 50 quilômetros de Buenos Aires. O porta-voz da Presidência da República da Argentina, Alfredo Scoccimarro, em comunicado oficial, descartou que o tumor era maligno, portanto que Cristina Kirchner sofra de câncer.

"A Unidade Médica Presidencial tem a satisfação de comunicar que a equipe do Hospital Austral, em nome dos médicos Pedro Sacco, chefe de Cirugia, Daniel Grassi, chefe do Departamento de Medicina Interna, e Eduardo Schnitzler, diretor médico, informou que o estudo histopatológico definitivo constatou a presença de nódulos em ambos os lóbulos da glândula tireoide e descartou a presença de células cancerígenas, modificando o diagnóstico inicial", disse o porta-voz.

Anteriormente, porém, o próprio porta-voz havia anunciado que a presidenta estava com câncer na tireoide. Como o novo diagnóstico foi dado hoje, Cristina Kirchner não terá de ser submetida a um tratamento de radioterapia.

De acordo com o porta-voz, a presidenta e a família dela agradeceram o apoio e as demonstrações de afeto durante a internação. Nos três dias em que ficou hospitalizada, Cristina recebeu o apoio de simpatizantes e correligionários que fizeram vigília em frente ao Hospital Austral. Os simpatizantes mantiveram cartazes em apoio à presidenta e fizeram orações.

Cristina Kirchner deixou o hospital no helicóptero presidencial rumo à residência oficial. A ideia é que os médicos continuem o acompanhamento da saúde dela. Inicialmente, a previsão é que a presidenta retorne às atividades apenas no dia 24. Interinamente, está na Presidência da República o vice-presidente Amado Boudou.

*Com informações da agência pública de notícias da Argentina, Telam//Edição: Graça Adjuto

Agência Brasil

Ônibus do Expresso Guanabara se choca com Scania em Sousa-PB e deixa 7 mortos.


Ônibus da Guanabara se choca com Scania em Sousa e deixa 7 mortos.

Um grave acidente envolvendo uma Scania e um ônibus da empresa Guanabara aconteceu por volta das 5h da manhã, deste sábado (7), na BR 230 em Sousa, próximo ao posto de combustíveis Andrezão.

Conforme as primeiras informações, o condutor do ônibus que seguia, sentido Aparecida/Sousa, provavelmente cochilou e invadiu a pista contrária, vindo a colidir com uma carreta que seguia no sentido oposto.

Ao menos 7 pessoas morreram no local, entre elas o motorista do ônibus e várias ficaram feridas sendo socorridas para o Hospital Regional de Sousa, por ambulâncias do SAMU de Sousa, Cajazeiras e Pombal.

Fonte: Folha da Paraíba

Estudantes depredam ônibus contra aumento da tarifa em Teresina


Protestos de estudantes contra o aumento na tarifa de ônibus bloquearam ruas e avenidas em Teresina (PI) nesta sexta-feira. Cerca de 500 estudantes e sindicalistas ocuparam a Frei Serafim, principal via da capital piauiense.

Nos cinco dias de manifestações contra o reajuste de R$ 1,90 para R$ 2,10 na passagem, a população ficou sem ônibus e cerca de 20 coletivos foram depredados, de acordo com o Setut (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina). Nove manifestantes foram detidos e levados para a Central de Flagrantes. Eles foram soltos em seguida, sem pagamento de fiança.

Ontem, um veículo foi saqueado e queimado pelos manifestantes. Houve confronto com a polícia. Os principais articuladores do movimento, batizado de "#contraoaumento", pedem a revogação do decreto do prefeito Elmano Férrer (PTB) que autorizou o reajuste na tarifa a partir do dia 1º.

Os estudantes protestam também contra a integração dos ônibus, iniciada na mesma data em 42% das linhas. Pelo sistema, o passageiro paga uma tarifa de R$ 2,10, e o segundo trecho custa R$ 1,05. Eles reivindicam que o segundo trecho da viagem seja gratuito, como ocorre em São Paulo e outras capitais do país.

Para a estudante de direito Lorena Varão, 21, a integração não funciona na prática e encareceu o preço da passagem. "Queremos uma audiência com a prefeitura para discutir o sistema de transporte de Teresina. No entanto, o prefeito continua intransigente e não abre um canal de negociação", disse. Com palavras de ordem, apitaços e faixas, os estudantes interromperam o tráfego na avenida Frei Serafim por cerca de 8 horas. Eles deitaram na avenida e usaram máscaras e camisetas para esconder o rosto. O tráfego na ponte Juscelino Kubitschek, que dá acesso ao centro de Teresina, também ficou paralisado.

No fim do dia, os manifestantes interromperam o protesto, que deve ser retomado na segunda-feira. "Vamos parar essa cidade", disse o estudante Luan Matheus Santana, 21, um dos líderes do movimento.

MULTA

O prefeito Elmano Férrer condenou o que chamou de abuso dos manifestantes e disse que a integração está em fase de implantação. Ele descartou a possibilidade de revogar o decreto que concedeu o reajuste. "Vamos continuar com a integração. No máximo em seis meses a segunda passagem será gratuita." A prefeitura ameaçou multar as empresas que retirarem os veículos das ruas durante os protestos. Segundo o Setut, o que aconteceu foi que os ônibus ficaram parados no trânsito devido aos protestos.

YALA SENA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE TERESINA ( Folha - Terra )


Seis homens armados tentam invadir agência bancária em Capistrano


Uma agência do Banco do Brasil, no município de Capistrano, Maciço de Baturité, foi alvo de tentativa de furto durante a madrugada deste sábado (7). De acordo com o major Cícero Cruz Tavares, do Destacamento do município, os acusados arrombaram a porta do banco com o objetivo de explodir o cofre da unidade.

"Eles não tiveram sucesso na ação por que os explosivos não funcionaram. O grupo não tentou explodir os caixas eletrônicos da agência e ainda deixaram todos os explosivos no local", conta o oficial.

O Destacamento de Capistrano fica em frente a unidade bancária e, durante a tentativo de furto, houve disparos contra policiais. Um vigilante da prefeitura local foi atingido no ombro esquerdo de raspão.

"Na tentativa de assustar os policiais do destacamento, eles (os acusados) começaram a efetuar disparos", diz o major Tavares.

Ainda conforme o oficial, o vigia informou que cerca de seis homens participaram da ação. Além dos disparos, pneus das viaturas foram furados pela quadrilha, que fugiu. "De acordo com as informações que não temos, o bando fugiu em um Astra ou Palio de cor preta. Foram abertas diligências e caso foi passado para os outros destacamentos do Interior", ressalta.

Lindomar Rodrigues - Colaborador.


As tietes do Vale do Silício - Por: Emerson Monteiro



Vale do Silício, nos Estados Unidos, se trata de região privilegiada em termos de avanços tecnológicos, espalhando inventos novos pelo mundo afora numa velocidade supersônica. Nesse lugar, a partir de 1950 que inúmeras empresas da área da Informática pesquisam e ampliam o leque das opções de mecanismos, sobretudo da eletrônica e das comunicações. O Vale do Silício abrange várias cidades do estado da Califórnia, ao sul de São Francisco, como Palo Alto e Santa Clara, estendendo-se até os subúrbios de San José.

Com isto, desde essa matriz da tecnologia de ponta, chegam ao mercado todo tipo que mais imaginaram as pessoas dos componentes de transmissão do conhecimento humano de artes, cinema, fotografia, edições, música, arquitetura, telefonia, televisão, computação, internet, educação, gravações, etc. Porém, no mesmo perído, cresceu quase em nada o espírito da criatividade dessa gente bronzeada que ora ocupa postos de elaboração das redes avançadas de produção de imagens, peças artísticas em geral, pois verdadeira e avassaladora crise de qualidade dominou os setores dos bens simbólicos, quais sabotadores da informação moderna.

Na música, por exemplo, existem ótimas peças e grupos maravilhosos, oferecidos aos milhares nas lojas, em forma de cds e dvds, contudo, na grande maioria, obras dos talentos das décadas anteriores. Recentemente quase nada apareceu de revolucinário quanto aos valores da estética e do sentido inovador.

Daí se pensar que os vivos das gerações atuais permaneceram marcando passo, de olhos abertos só para as criações tecnológicas, sem, no entanto, corresponder ao mesmo peso de desenvolvimento material dos circuitos eletrônicos em moda. Qual dizem os provérbios populares, é muita galinha para pouco ovo. Escreveu não leu, surgem, nas belas rotinas do aparelhos magníficos, algo moderno que merece alguns minutos de atenção, pouco ou quase nada. Enquanto que violência, pornografia, mediocridade, zoada muita, mau gosto em profusão, embromação mil, parecem querer forçar a porta e invadir as casas onde os aparelhinhos sofisticados vivem bolando pelo chão, nos tapetes, quatos de despejo, nesse período que corresponde às novas ofertas e aquisições dos jovens consumidores, que, queira Deus, ainda não sejam peças alienadas de tanta fome do que é bom, feitos índios descalços apenas admirando as distantes estrelas do progresso verdadeiro.


Padre Cícero, um cratense de nascimento, conforme seu registro de batismo – Por * Antonio Correia Lima - TOINHO


Prezados leitores deste conceituado blog, sem dúvida, o mais visitado em nossa região, diante de outra polêmica levantada no facebook, quanto a naturalidade do Padre Cícero Romão Batista, fato que não há nenhuma dúvida levantada pelos nosso historiadores.
Agora, quanto ao espaço ( residência) do seu nascimento é que existe controvérsias. Vejamos o que diz eminente historiado Armando Rafael” Duas versões são defendidas, entre os historiadores regionais, no que diz respeito a residência onde teria nascido, na cidade do Crato, o Padre Cícero Romão Batista. A primeira versão - defendida por Irineu Pinheiro - diz que o famoso sacerdote veio ao mundo numa casa, lado do sol, existente à Rua Miguel Limaverde. A casa pertencia ao coronel Pedro Pinheiro Bezerra de Menezes, e posteriormente fora desmembrada em duas residências. Ambas demolidas, quando do alargamento daquela rua, na fúria insana de destruir o que resta do patrimônio arquitetônico do Crato, para dar lugar à passagem de veículos automotores.
A outra versão – a que nos parece mais certa – defende que o Padre Cícero nasceu numa casinha, no terreno onde hoje se ergue o Palácio Episcopal, na atual Rua Dom Quintino, à época Rua das Flores.
Irineu Pinheiro defendia o imóvel da Rua Miguel Limaverde, como o local do nascimento do Padre Cícero, baseado em depoimento de uma escrava da família do famoso sacerdote, conhecida como “Teresa do Padre”, mulher humilde e bastante estimada na cidade de Juazeiro do Norte, onde gozava a fama de uma pessoa virtuosa e de credibilidade”.
Diante disso, estou trazendo para conhecimento de todos este importantíssimo documento microfilmado, graças ao excelente trabalho dos que estão à frente do Departamento Histórico Diocesano Padre Gomes que tem por Diretor o Padre Roserlâdio auxiliado por Tânia Peixoto.
É oportuno dizer que todos os livros eclesiásticos da Freguesia do Crato, da sua fundação até, aproximadamente, a segunda metade do século XX foram microfilmados, e acredito que em breve estarão disponíveis à população.

Antonio Correia Lima – TOINHO é graduado em História e se dedica ao estudo genealógico da Região do Cariri, e é editor de ALGUMAS FAMÍLIAS CARIRIENSES


CREDE 18 Realiza Encontro com os Diretores de Escolas -Por Maria Otilia


A CREDE 18 realizou um encontro com todos os diretores das Escolas da sua jurisdição para estudo e informações administrativas sobre o ano letivo de 2012.

AGENDA:

.Café Mundial
.Estudo das Diretrizes da SEDUC sobre o calendário e normas para a matricula dos alunos;
.Calendário Escolar;
.Lotação de Professores

A Coordenadora Eliana Estrela ressaltou a importancia da reposição das aulas, dos dias paralisados por conta da greve dos professores. Principalmente porque o tempo pedagógico, é um direito legal do aluno. Bem como o empenho de todo o Núcleo Gestor, na organização das matrículas 2012. Recebendo os pais com muita festa, alegria, dando as boas vindas. Fazendo do espaço da escola, um ambiente acolhedor, de inclusão , de acesso a saberes. Lembrando que a equipe da CREDE 18 sempre recebe os seus diretores, com muito acolhimento, momentos de reflexão e descontração.Além de muito estudo e discussão da rotina diária das escolas .

PREFEITO DO CRATO SE REÚNE COM VENDEDORES DA PRAÇA DA SÉ PARA DEFINIR ESPAÇOS DE COMERCIALIZAÇÃO


Preocupado com a atual situação dos vendedores da Praça da Sé, com as obras de revitalização iniciadas no espaço, o prefeito do Crato, Samuel Araripe, esteve reunido na manhã desta quinta-feira, em seu gabinete, com cerca de 30 comerciantes. A reunião contou com a presença de secretários municipais, no intuito de buscar soluções para que os comerciantes não sejam prejudicados. Parte do pessoal será realocado. Para isso, a administração fez um planejamento. Na praça da Sé continuam, até o final das obras, os vendedores de alimentos, que terão um espaço apropriado com 16 boxes destinados à comercialização de alimentos, quando o trabalho for concluído.

Já os artesãos, que há muitos anos ocupam o espaço da praça para expor e comercializar os seus produtos serão realocados para a RFFSA. De acordo com o Secretário de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Nivaldo Soares, a intenção é dedicar o espaço do Centro Cultural do Araripe as artes do município e ao comércio dos artesãos da cidade.

Ele afirma que estão sendo priorizados no planejamento principalmente os vendedores mais antigos. Em 2005, a Prefeitura, por meio da Secretaria, realizou um levantamento e cadastramento de todos os vendedores. Eram 33 no local, incluindo em sua maioria pessoas com comércio ambulante e artesãos.

A artesã Gláucia Batista afirma que achou a decisão sensata e a idéia será discutida e amadurecida entre os vendedores. Há quem esteja temeroso em perder o seu espaço para comercializar, mas o secretário Nivaldo Soares disse que a idéia é possibilitar praticamente a inserção de todas as pessoas, já incluídas no cadastro. Ele calcula cerca de 40 pessoas, entre ambulantes e vendedores que se instalaram no espaço. A grande preocupação dos vendedores de artesanatos está relacionada ao turismo de romeiros, mais centrado na praça, mas o secretário admite que na RFFSA será muito melhor, principalmente por fortalecer a referência do espaço com as artes.

O prefeito do Crato, Samuel Araripe, ressaltou a boa recepção do planejamento apresentado pela prefeitura aos vendedores da praça da Sé. O gestor destacou a forma democrática com que foi tratado o assunto, com a aceitação da transferência de parte do comércio da praça para a RFFSA. Além disso, disse que os carrinhos dos vendedores de bombons, picolés e pipocas serão padronizados para a comercialização na área. Essa foi apenas a primeira reunião para se debater o assunto, com a participação geral dos vendedores da praça da Sé. Os próximos encontros serão feitos por segmentos, para que sejam debatidos assuntos específicos a cada categoria.

Fonte: PMC
Fotos: Wilson Bernardo e Elizangela Santos


O verbo árido do Ribeiro do Barro - Por: Batista de Lima


Ele veio ao mundo em 1973, em Orós, mas fez de Barro sua morada como o joão que nos dá lições de chuvas. Professor por acidente, alumiou-se lamparinoso na incandescência do verso. Estava escrito desde os cafundós das eras: serás poeta por cima de pau e pedra. Cleilson Ribeiro mira dos alpendres telúricos, varizes e rugas da terra ressequida e fareja o cheiro feudal de uma saudade incendiária. Depois, num soluço banido de seu estro, cavalga as ossaturas das cacimbas em busca de uma água sem insígnia.

Ser poeta é sua sina, o resto é presságio. É o poema que o põe em descaminho, instaurando um lugarejo de fogo, gravado no sal da palavra, verdadeiro afago de chicotes. Por isso foi, com devidas precauções, que em 2004 me hospedei nas páginas auríferas do seu "Do olhar mirando para trás". Diante de tanta fartura poética, pensei que o vate havia se esvaziado por ali, pelo resto dos dias. Mas agora vem ele sertânico, incendiário e incandescente, desembeiçando doidices metafóricas e botando as coisas para enxergá-lo no vazio. Poeta polidor de verbos, amola as ferramentas imagéticas e sai plantando atrevimentos poéticos.

Esse agora "O silêncio laminado no casulo" ganhou o prêmio Caetano Ximenes Aragão, mas merecia ganhar todos os prêmios que por aqui se distribuem como o melhor livro de poemas de 2011. Acontece que o rapaz vive de tocaia lá no Barro do Major Zé Inácio, contando os calos que a mão lhe oferece, e cantando litanias à desolação e ao desassossego. Como seu avô, vive "ansioso por ver pingar do ventre das nuvens / um certo rio acantoado, / que se guarda no coração das chuvas". Dessas chuvas brotam caudalosos rios de palavras.

O que canta esse moço? A vida que se esconde nas canções descabeladas e esquecidas sob a fuligem ancestral dos caminhos. Canta encantamentos, com seu olhar feito de mundo. Humaniza coisas predestinadas ao esquecimento de seus códices. Pode ser uma procissão de poeirentos olhares, uma tardezinha rejeitada pelo dia ou uma novena pesarosa cuja ladainha são resmungos de coisas perdidas. Por isso que, telúrico, esbanja conhecimentos do chão que o viu brotar, desde o nascimento das chuvas aos estertores da tarde que o sol salgou com sua língua de fogo.

Por conhecer seu chão, seu adubo, é que ele canta a agrestividade da falta de chuva, que inferniza a paciência dos mais velhos, rói a esperança, enquanto ciranda o desespero, estilhaçando a paisagem com as lâminas da ventania. Quando termina o dia de fogo vertical, "a noite caminha sob a salmoura das pedras", assobiando palavras desusadas. Para enfrentar essa fornalha é preciso o couro curtido, herdado das gerações pretéritas, e a palavra poética feito brisa de outubro. É preciso adormecer entre suores e acordes de palavras que brotam de "uma voz antiga retendo dores num ladrilho". Cleilson Ribeiro semeia escamas que transformam esquecimentos em lembranças, desesperos em alvíssaras. Essa mania de aguar gravetos que se tornam plantas é milagre que só poetas transfiguram, derretendo resíduos de linguagens.

Cleilson Ribeiro transforma a morte em passarinho. Depois alimenta revoadas com imagens barrocas cravadas em adjetivos inusitados e locuções provocadoras. É então que brotam: "sorrisos enferrujados", "lembranças idosas", "palavras esfaqueadas", "résteas ensanguentadas", "olho exausto", "aboio extenuado", "vilarejos desesperançados", "horizontes engaiolados" e "dias destroçados". Insatisfeito com essa adjetivação que é bem mais ampla, ele parte para o uso das locuções adjetivas ainda mais arrepiantes. Então vão aparecendo: "varizes da terra", "ossaturas das cacimbas", "sal da palavra", "afago dos chicotes", "ventre das nuvens", "fio de vento", "pólen de deus", "cinzas da eternidade", "latifúndios dos retratos" e "pupilas do tempo".

FOnte: Coluna Batista de Lima - Caderno 3 - DN
Foto: Wilson Bernardo

Colégio Pequeno Príncipe inaugura busto de Dom Vicente Matos




Este é o terceiro busto de bronze de Dom Vicente de Paulo Araújo Matos -- 3º bispo e maior benfeitor de Crato -- inaugurado nesta Mui Nobre e Heráldica Cidade de Frei Carlos. O Poder Público foi omisso, mas iniciativas particulares vêm fazendo justiça em homenagear este grande bispo.

(Texto e foto de Armando Lopes Rafael)



Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30