30 dezembro 2012

Leitora do Blog do Crato traz propostas ao novo Prefeito Ronaldo Mattos


 Na foto: Seminário São José - Um dos cartões postais do Crato

"Sabemos que o novo prefeito do Crato terá muitos desafios pela  frente, mas acho que em seu governo alguns problemas antigos devam ser enfrentados e suas soluções priorizadas. É inconcebível e até vergonhoso para uma cidade do porte da nossa, notadamente  para os inúmeros prefeitos omissos que estiveram no poder ao longo de tantos anos, ter uma  rodoviária e um estádio de futebol construídos pela metade; será que não merecemos um novo e moderno terminal rodoviário, e o atual serviria de espaço  para expor eventos culturais, tal qual foi feito na estação da RRFSA? 

Em relação ao estádio Mirandão, creio que não só o público, mas o próprio time merece o tão sonhado complemento. A população de Fortaleza recebeu recentemente o  “Arena Castelão”, obra cujo custo total foi orçado em mais de 600 milhões de reais (R$ 600.000.000);  mais precisamente, salvo engano, 623 milhões (R$ 623.000.000). E  o que dizer de uma rua (cujo nome não recordo no momento), a qual se inicia junto à linha férrea, na avenida Teodorico Teles,  e termina ao lado do posto palmeiral, que sequer dispõe de calçamento em pedra tosca, além de ser esburacada e às escuras, oferecendo à população risco de assaltos, acidentes e danos aos que trafegam em veículos?  Quase a mesma situação da avenida que dá acesso ao terminal da Petrobrás (totalmente esburacada e muito mal iluminada). E a entrada do Crato, nunca modificada ou melhorada? ( falo da  entrada tradicional, entre o viaduto e o semáforo, pois já ingressamos na parte urbana do Crato ao atingirmos a divisa com Juazeiro), urbanização esta graças a obras, em sua maioria, da iniciativa privada. São dois trechos pequenos que, convenhamos, poderiam ser consertados. A cidade também está mal/pouco iluminada, carecendo assim de “um banho de luz”, não só para o seu embelezamento à noite, mas em prol da segurança do cidadão, principalmente do que mora em bairros considerados perigosos e outros locais distantes do centro. 

Sabemos que há obras  grandes e emergenciais a serem realizadas no Crato, tais  como: a reconstrução total (não apenas paliativos - partes), do famigerado “Canal do Rio Grangeiro”; o saneamento em ruas de vários bairros, com a respectiva pavimentação em pedra tosca ou asfáltica, de acordo com a necessidade de cada uma (a cidade está totalmente esburacada); construção da Encosta do Seminário, já que o local, notadamente na quadra invernosa, gera grande risco aos moradores que residem nas suas das proximidades; edifiação de moradias para população de bairros menos favorecidos e escolas para os mais carentes, etc...,  É certo que, em sua maior parte, tais obras  dependem de recursos a serem conseguidos em conjunto com os governos estadual e/ou federal, o que na atual conjuntura, ao menos no âmbito do estado,  é muito difícil,  pois o o senhor Cid Gomes, como bem colocou um leitor neste blog recentemente, só tem olhos para Fortaleza e Sobral, porém será dever do novo prefeito buscar tal parceria e os respectivos recursos, deixando de lado as questões político-partidárias e pessoais e priorizando o desenvolvimento da cidade e a qualidade de vida dos seus moradores. 

Creio que as obras às quais me referi no início (sublinhadas) podem e devem ser realizadas com recursos do município,  pois não são de grande vulto e custo, embora todas tenham sua importância no contexto urbano, além de serem um antigo anseio, e por que não dizer, um  sonho da população Cratense. Desejamos, especialmente os que lhe confiaram os milhares de voto em 07/10/2012,  sorte ao novo líder, mas esperamos e cobraremos dele esforço, coragem, sensatez, honestidade  e competência para dirigir os rumos de uma cidade  tão sofrida  e esquecida politicamente,  e que há tanto tempo almeja e espera ingressar em uma era de desenvolvimento e progresso. 

Obs: A avenida Fábio Pinheiro Esmeraldo, que margeia o Centro de Convenções do Cariri, está aguardando, até hoje, asfalto, cimento no canteiro central e iluminação. Ou será que já foram gastos os mais de 600 mil reais na obra, como está registrado na placa colocada na entrada da via, sem que tais melhoramentos tenham sido realizados?"
 
Antônia Eliene Duarte, Crato-Ce
Colaboradora do Blog do Crato
Envie suas propostas pelo formulário de comentários ou pelo e-mail: blogdocrato@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.