20 novembro 2012

Governador Cid Gomes comenta escândalo envolvendo a Cagece


O governador Cid Gomes durante o evento do TCM, hoje pela manhã, comentou sobre o escândalo envolvendo a Cagece, que foi denunciado pelo jornal O Estado de São Paulo no último dia 14 de novembro. Cid disse que o fato vem sendo investigado pelo Ministério Público de São Paulo que aponta construtoras e empresas que teriam tentáculos em diversas empresas de saneamento do Brasil.

Uma delas teria contrato com o estado. “Quando vi a notícia determinei ao presidente da Cagece, Gotardo Gurgel, que afastasse o diretor que era mencionado - Antonio Alves Filho, o Cony, - para que fosse investigado. Ele (o diretor) se antecipou e pediu demissão do cargo.  Não sou daqueles que acham que uma menção já transforma a pessoa em culpada. Agora, a orientação é que seja feita uma investigação e que o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado participem, já que são órgãos de fiscalização”, frisou o governador.

O escândalo veio à tona depois da reportagem em que constam os detalhes da operação “águas claras” montada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo que prendeu 18 pessoas e cumpriu 25 mandados de busca e apreensão. O deputado federal petista José Nobre Guimarães teve o nome envolvido no escândalo político, desta vez, relacionado a contratos entre a Cagece e uma prestadora de serviço orçados em quase 9 milhões de reais.

DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.