06 julho 2012

Relatório francês sobre acidente do voo 447 culpa pilotos e preserva Airbus, diz presidente de associação


O relatório final do Escritório de Investigação de Acidentes Aéreos da França (BEA, na sigla em francês) sobre o voo 447 da Air France, que caiu no oceano Atlântico em junho de 2009 matando todos os 228 ocupantes, continua culpando os pilotos pela tragédia e frustrou familiares das vítimas, segundo o presidente da Associação de Parentes de Vítimas brasileiras do AF 447, Nelson Marinho. O documento será divulgado oficialmente hoje, mas já foi apresentado aos familiares.

Segundo Marinho, que perdeu um filho no acidente e está na França para acompanhar a apresentação do relatório, o documento não traz novidade em relação aos anteriores e continua a insistir que os pilotos não estavam bem treinados para agir em uma situação de emergência durante o voo. "A única novidade do relatório do BEA é uma recomendação para que os pilotos tenham mais treinamento", afirmou Marinho, que teve acesso ao documento antes de sua divulgação oficial, que ocorrerá às 9h30 (horário de Brasília), na sede do BEA, em Paris.

Para Marinho, o novo relatório é frustrante, pois não leva as falhas mecânicas suficientemente em consideração e isenta a Airbus, fabricante do avião que caiu, de qualquer responsabilidade no acidente.  

Acidente matou 228 pessoas
"Eles [o BEA] estão querendo preservar a Airbus. É um absurdo. O capital está falando mais alto do que a vida", alegou.  Para a reunião com Jean-Paul Troadec, diretor do BEA, Marinho levou diversos relatórios que apontam que o erro mecânico da aeronave foi fator fundamental para a queda do avião. "O BEA diz que os pilotos precisam de mais treinamento. Todo mundo sabe que um voo tem dois momentos críticos: a decolagem e o pouso. O voo AF 447 caiu quando estava em velocidade de cruzeiro. A habilidade de nenhum piloto experiente salvaria este voo", disse.  Apesar da frustração, Marinho afirmou que a luta das famílias "pela verdade" continuará. "Perdi meu filho nesse acidente. Temos que tirar uma experiência disso para melhorar os voos."

Thiago Varella
Do UOL, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.