25 julho 2012

PM acusado de matar irmãos em Iguatu será levado a júri popular


O juiz Josué de Sousa Lima Júnior determinou que o policial militar Pedro Alves de Souza seja submetido a júri popular.

O PM é acusado de assassinato e de tentativa de homicídio cometidos durante abordagem equivocada em Varjota, no Município de Iguatu. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará [MP-CE], os crimes ocorreram no dia 20 de setembro de 2007, por volta das 21h30. Os irmãos Sharles Reinam do Nascimento e Antônio Josemar do Nascimento Júnior estavam em uma motocicleta, quando foram abordados por policiais militares. Os ocupantes da moto não obedeceram a ordem dos PMs para estacionar e, naquele momento, Pedro Alves de Souza começou a efetuar os disparos de fuzil calibre 5.56. Segundo o acusado, foram quatro tiros e a intenção dele era atingir o pneu da moto. Um dos disparos atingiu os dois irmãos, causando a morte de Sharles Reinam e ferindo Antônio Josemar Júnior. Os outros policiais que participaram da operação não fizeram uso das armas.

Ainda conforme o MP-CE, naquele dia, foram registrados dois crimes [homicídio e assalto] praticados por dois homens que fugiram em uma motocicleta. Em razão de informações passadas via rádio, as viaturas da região procuravam os autores dos delitos. Os irmãos, que não tinham nada a ver com os crimes, foram confundidos e abordados. Eles portavam uma espingarda, mas não fizeram nenhuma ameaça ao policiais. Ao analisar a denúncia do Ministério Público, o juiz Josué de Sousa Lima Júnior, titular da 1ª Vara de Iguatu, decidiu submeter o policial a júri popular. A sentença de pronúncia foi disponibilizada na última sexta-feira [20] no Diário da Justiça Eletrônico. A data do julgamento ainda será definida.

* Com informações do TJCE
Via Yuri Guedes ( colaborador ).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.