07 maio 2012

REITORIA CONSIDERA CONFORTAVEL POSIÇÃO CONQUISTADA PELA URCA NA PESQUISA DO MEC - Por: Wilson Rodrigues


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais INEP, do Ministério da Educação, divulgou os indicadores de qualidade de cursos de 59 instituições de ensino superior no Estado do Ceará. A avaliação foi baseada na analise das condições de ensino, em especial aquelas relativas ao corpo docente, as instalações físicas, projeto pedagógico e ao resultado dos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ENADE. O Índice Geral de Cursos IGC é uma das medidas usadas pelo INEP como indicador expresso em conceitos com pontuação variável de 1 a 5. Uma instituição que obtenha de 3 a 5 pontos atende de forma satisfatória, já abaixo de 2 a atuação é considerada insatisfatória. O IGC é resultado da medida ponderada do Conceito Preliminar de Curso CPC e obedece a um ciclo de três anos em combinação com o resultado do ENADE que mede o desempenho dos estudantes.

Segundo a consulta, apenas a Universidade Federal do Ceará UFC ficou na faixa 4, figurando na relação das  171 instituições com a mesma pontuação. As instituições de ensino superior no Cariri, tais como, Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte, Faculdade Leão Sampaio, Faculdade de Tecnologia Centec, Faculdade de Juazeiro do Norte e Universidade Regional do Cariri, ficaram na faixa 3. A Faculdade Católica do Cariri não aparece em nenhuma classificação do IGC. A reitora da URCA, Antonia Otonite Cortez não pôde receber a reportagem e indicou os professores de pós graduação, Arlene Pessoa e Kleber Nascimento para falar em nome da reitoria. Eles explicaram que a posição conquistada pela Universidade Regional do Cariri é confortável mesmo não tendo sido observados os últimos projetos implantados recentemente pela instituição uma vez que a pesquisa considera o desempenho no triênio 2008, 2009 e 2010. A expectativa é que a URCA obtenha a faixa 4 na pesquisa do próximo triênio 2011, 2012 e 2013 quando serão avaliados os investimentos que estão sendo feitos como, o restaurante universitário, residência universitária, ampliação do herbário, implantação de um doutorado com conceito seis, um mestrado em bioprospecção molecular com conceito quatro e a capacitação de seus professores, sem falar no grande numero de alunos da URCA aprovados em concursos públicos nas esferas municipal, estadual e federal.

A professora Zuleide Queiroz, presidente do Sindicato dos Docentes da Universidade Regional do Cariri SINDURCA disse que o URCA, pelo que mostra a pesquisa, é uma universidade regular com minimamente nota 3 que leva a se manter como instituição sem a necessidade de uma intervenção externa. Conforme Zuleide é preciso considerar a nota zero dada pelos alunos da instituição quando consultados sobre infra estrutura e o quadro docente da instituição. Isto coloca a URCA em situação de riscos ao ponto de perder a posição 3 e assim ser obrigada a submeter a uma avaliação do Ministério da Educação, podendo a vir perder o credenciamento e a abertura de novos cursos. Concluindo, a presidente do SINDURCA não acredita que a Universidade Regional do Cariri não chegue a tal situação.

Por: Wilson Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.