07 maio 2012

PANORAMA DA DENGUE NO CARIRI - Wilson Rodrigues


 Combate à dengue no Cariri só será possível com o empenho unificado dos municípios

Vinte e cinco por cento da população cratense trabalha em Juazeiro do Norte e mais da metade desse percentual teve dengue no ano passado e Isto fez com que o Crato iniciasse 2012 registrando casos importados da doença. A declaração é de Marcos Aurélio, coordenador municipal de endemias. Ele informou que hoje o município cratense tem 921 notificações de dengue, 632 casos confirmados, dois dos quais hemorrágicos e um de alta complexidade, alem de 231 exames no Laboratório Central ( Lacen ) a espera de diagnóstico. O coordenador admitiu que não há barreira física para o controle da dengue no Cariri e é necessário que todos os municípios façam sua parte e que até o final de abril a doença estará sob controle no Crato, a exemplo de 2011 quando o município chegou a 0,65 %, muito abaixo do que é preconizado pelo Ministério da Saude que é de 1 %. Para o coordenador, fica muito difícil o Crato manter o controle de transmissibilidade se Juazeiro e Barbalha não priorizarem o combate do mosquito transmissor, o Aedes Aegypti que se locomove via transporte e o grande fluxo de veículos entre essas três cidades favorece o processo de transmissão.

Marcos Aurélio informou também que 90 % dos focos de dengue no Crato em 2012 foram encontrados em residências, predominantemente em tanques, baldes, filtros, cisternas e caixas d”agua porque esses depositos não foram inspecionados frequentemente por seus proprietários. Para ele o descuido da população em não verificar esses ambientes, é fatal para o surgimento de focos e poderá colocar em risco todo o processo preventivo feito pelo setor de endemias. Para que o trabalho de combate ao mosquito transmissor obtenha êxito a parceria da sociedade é indispensável e só assim a situação epidêmica do município seja normalizada. Disse que o sistema de saúde publica do Crato está fazendo a parte que lhe compete, ou seja, colocando em pratica um plano de intensificação com atividades técnicas operacionais de campo com visitas domiciliares e implantando o sistema de telamento e peixamento nas caixas d ”água, alem de conscientização da população.

Neste ano de 2012 já foram registrados casos de dengue em 19 Bairros do Crato. O maior percentual está na Vilalta com 15 % das 632 notificações. O Parque Recreio vem em segundo lugar com 13 % e o restante está distribuído nas comunidades do Seminário, Alto da Penha, São Miguel, Pinto Madeira, Zacarias Gonçalves, Parque Grangeiro e Ossian Araripe. Marcos Aurélio informou que é intenção, até o mês de junho, quebrar a cadeia de transmissão da doença em toda a cidade e aguarda a chegada dos recursos solicitados pela secretaria municipal de saúde ao Ministerio da Saude no valor de 100 mil reais.

Wilson Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.