21 maio 2012

Dólar sobe rápido e BC pode intervir vendendo moeda


O dólar no mercado doméstico renovou suas máximas seguidas vezes na manhã desta segunda-feira. A expectativa dos operadores de mesas de câmbio é de que, se as cotações continuarem subindo abruptamente, o Banco Central poderá voltar a vender moeda no mercado futuro, antecipando a zeragem do próximo vencimento de swap cambial reverso, de cerca de US$ 1,6 bilhão em 1º de julho. A autoridade monetária já adotou essa postura na sexta-feira, quando vendeu no mercado futuro num momento de maior volatilidade, avaliaram vários operadores ouvidos pela AE.

Às 10h38, a moeda norte-americana registrou o pico da sessão até o momento: subia 0,94%, a R$ 2,0390 no balcão e avançava 0,83%, a R$ 2,0368 na BM&F. Já o dólar para junho de 2012 ganhava 0,86%, a R$ 2,0445 - também na máxima. ÀS 11h02, o dólar no balcão desacelerava para R$ 2,035% (+0,74%) e o dólar junho/12 subia 0,72%, a R$ 2,0415.

O forte e rápido ajuste de alta dos preços locais da moeda nesta manhã acompanha, em parte, a valorização do dólar no mercado internacional. No entanto, o ritmo abrupto da evolução de preço da moeda por aqui está parecendo com o comportamento visto na sexta-feira à tarde, quando o dólar à vista no balcão acelerou os ganhos e atingiu máxima de R$ 2,057. Neste nível de preço, o Banco Central anunciou um leilão de venda de moeda no mercado futuro. A autoridade monetária vendeu US$ 654,3 milhões em contratos de swap cambial com vencimento em 1º de junho de 2012, e devido à grande demanda pagou juros nominais e lineares negativos. Esta operação, no entanto, apenas conseguiu aliviar os ganhos da moeda na sexta-feira, quando encerrou em R$ 2,020 (+1,05%).

Finanças.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.