21 fevereiro 2012

De Crato à Altaneira de bicicleta ?


Ciclistas altaneirenses na Chapada do Araripe, inicio do desafio - foto Alana Maria

Foram trinta dias de preparação desde que o desafio ir de Crato à Altaneira a pedaladas foi lançado. Os homens feitos, o prefeito Delvamberto Soares, o advogado Raimundo Soares, o empresário Devanilton, mais conhecido por Palito e o contador Ariocélio trataram de cuidar da saúde e seguir a sensação do ciclismo. Dias depois que a paixão por pedalar apresentou-se, surgiu a ousada ideia.

O dia finalmente chegou e neste domingo (19/01) aventurando-se em novos caminhos juntaram-se ao grupo os estudantes William, Savio e Raimundo Neto que também aceitaram o desafio de pedalar de Crato à Altaneira. O desafio inicial era enfrentar o percurso de 56 Km, mas a chuva que vinha desde a noite anterior atrapalhou e o grupo decidiu iniciar as pedaladas no triangulo da estrada para o exu, saíram por volta das 08h. da manhã com previsão de chegada às 12:00 em Altaneira.

Ainda com a chuva, os bem-aventurados puseram-se a pedalar a Chapada do Araripe, seguindo sempre pelo extremo direito da faixa, com equipamentos de alerta, de segurança, de alimentação a base de frutas cítricas e líquidos de hidratação e com o carro de apoio atrás do último membro ciclista, conduzido por Cícero de Sousa. Nada iria pará-los!

Disparado na frente, o intitulado líder do grupo, Delvamberto, mal foi avistado pelo carro de reforço ou pelas lentes fotográficas, salve nas paradas programadas. Logo em seguida, vinham Sávio e seu pai Palito, pedalando com garra. Reversando e não se importando com colocação (já que não era uma disputa), seguiam William e Ariocélio. Em algumas vezes por último, mas não menor, Raimundo Soares e seu filho Raimundo Neto, pedalavam tranquilos, fortes e atentos ao trânsito da rodovia.

Na medida em que se aproximavam da terra de Santa Teresa D'Ávila, a posição de lugares foi se invertendo. Ladeiras desafiadoras desarmaram alguns dos participantes, que optaram pelo refúgio do carro de reforço, como William (de 24 anos) e Raimundo Neto (de 6 anos) e outros que continuaram ainda que levando “suas magrelas” a pé.

Nesse momento do desafio, o advogado por profissão e blogueiro por amor, Raimundo Soares Filho, desatou em marcha leve na frente dos seus colegas e conseguiu subir as ladeiras. Nesta parte do percurso, a risada foi garantida, principalmente aos que viam de fora. O estado de fadiga não atrapalhava o bom humor dos ciclistas aventureiros. Porém, poucos minutos depois lá estavam eles de volta à estrada!

Ao nível do Sítio Poças, com pneus foram furados, os ciclistas Delvamberto e Savio subiram no carro de apoio e não completaram o percurso, para tristeza de Savio e alegria de Raimundo Neto que entrou na cidade pedalando com o grupo. A chegada em Altaneira foi recepcionada ao som do Carnaval e pelos que passavam e olhavam atentos a movimentação. Parada obrigatória na casa de Seu Mundim Soares para pedir “benção”, um copo de água e uma foto com o sorriso do orgulho de ter conseguido, por fim, completar a travessia. Seguindo para o prêmio, os participantes puseram-se de volta a pedalar até o Rancho Mandala para o esperado (e merecido) almoço de campeões!

Vale a pena lembrar que também que, por duas vezes durante o percurso, o grupo de ciclistas de Altaneira encontrou outros ciclistas. Ainda é importante deixar claro que o ciclismo é um esporte sério que, para ser posto em prática nas rodovias, é preciso os equipamentos certos como uma boa bicicleta, capacete, roupa, protetores, sinalizadores.

Com informações Blog de Altaneira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.