31 janeiro 2012

Tombamento da Festa de Santo Antônio tem relatório concluído


Barbalha. Foi encaminhado ontem, pela Secretaria de Cultura deste Município, relatório para o tombamento da Festa de Santo Antônio como patrimônio imaterial, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A festa é uma das mais tradicionais manifestações religiosas do Estado do Ceará. O relatório enviado para a Superintendência do Iphan estadual é formado também por assinaturas da população.

A festa de Barbalha fará parte do Inventário Nacional de Registro Cultural (INRC) do Iphan e é um dos processos mais adiantados. Desde o ano passado, o relatório final com todos os levantamentos deveria ter sido encaminhados para Fortaleza e remetidos para a sede do Iphan, em Brasília, mas o relatório com todos os levantamentos da festa de Barbalha teve que ser revisado. Por essa razão, houve o reenvio.

Além de dezenas de assinaturas que tiveram que ser colhidas com a população, incluindo as dos carregadores do pau-da-bandeira, houve mudanças no nome do projeto. Segundo o secretário de Cultura de Barbalha, Dorivan Amaro, duas denominações foram inseridas no relatório, uma que incluía o tombamento do pau da bandeira e a outra da Festa de Santo Antônio. "As duas terminações acabaram gerando dúvidas em relação ao que, na verdade, passaria para o registro", explica.

Nesse caso, em uma reunião realizada em Barbalha com diverso órgãos, como a Prefeitura Municipal e instituições ligadas à cultura e à memória da cidade, foi decidido que ficaria a denominação de Festa de Santo Antônio. Com isso, todos os elementos que fazem parte da festa estariam incorporados, enriquecendo mais ainda a manifestação local - desde os grupos de tradição popular, o próprio culto religioso, até o pau da bandeira e os seus carregadores.

As assinaturas também foram recolhidas junto às entidades culturais e de meio ambiente, autoridades municipais, e o capitão do pau da bandeira. Ele acredita que com as adequações, ficará mais fácil o processo de avaliação pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, órgão colegiado do Iphan responsável pela análise, apreciação e que irá decidir pelo tombamento e registro de bens culturais de natureza imaterial. O conselho é coordenado pelo presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, e é composto por 18 membros da sociedade civil que atuam em áreas afins do Instituto, como antropólogos, museólogos, arquitetos, urbanistas e também historiadores.

Uma equipe da superintendência do Iphan estadual esteve no Cariri no final do ano passado para fazer levantamentos voltados a outras manifestações, como as romarias de Juazeiro do Norte. A estátua do Padre Cícero poderá ser tombada, mas a ideia é que sejam levantados dados de todas as questões relacionadas à religiosidade, para reforçar o pedido da região.

O secretário de Cultura afirma que esse registro tem grande importância para a cidade, já que facilitará os investimentos na área do turismo. É uma oportunidade, segundo ele, da festa passar a ser conhecida de forma ampla no Brasil e internacionalmente. "Essa é também uma oportunidade para o barbalhense de preservar a festa", diz ele.

Origem

Os festejos alusivos ao padroeiro de Barbalha foram iniciado em 1928, mas o pequeno povoado, antes mesmo de se tornar cidade, já tinha devoção ao santo. Segundo Dorivan, remonta mais de 300 anos. O inventário com todos os dados sobre a festa da cidade foi feito há cerca de oito anos, com o pedido para tombamento feito por meio de instituições locais. Incluía o pau da bandeira, novenários e os grupos de cultura popular. Ele disse que a partir do registro da festa como patrimônio imaterial, a cidade irá receber recursos do Ministério da Cultura para a valorização ainda maior de elementos da festa, como a construção do memorial do pau da bandeira.

Devoção

300 anos, em média, é o período de devoção a Santo Antônio na cidade de Barbalha. A festa passou a ter maior relevância a partir do ano de 1928

Mais informações:
Secretaria de Cultura de Barbalha
Rua da Matriz, 125
Centro
Região do Cariri
Telefone: (88) 3532.1708

Fotos: Legendas:
ANTÔNIO VICELMO - Tradicional no calendário religioso e cultural do Ceará, a festa será patrimônio. JOSÉ LEOMAR - A Inauguração das obras de restauro do Teatro Dom Pedro II está na agenda do presidente do Iphan, que chega hoje ao Estado do Ceará - A tradicional festa do pau da bandeira, em Barbalha, define denominação para destacar nome do santo.

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora do Blog do Crato e Chapada do Araripe Internet


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.