xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 01/09/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

01 setembro 2011

Amilton SOM - Promoções da temporada


CDs e DVDs é com Amilton SOM


Refletir Nos Faz Melhor?? Por Luiz Claudio Brito de Lima


Confesso que quando retorno a esse excelente canal de comunicação e entretenimento, o faço de forma apreensiva, explico, geralmente apresento textos de protesto, indignação e revolta com comportamentos avarentos e antiéticos de políticos inescrupulosos, resto então, com receio que referidos assuntos sejam desagradáveis aos leitores.Todavia, em contramão a esse sentimento, surge outro que entendo ser bem mais importante: a informação e o convite á reflexão. Assistimos recentemente em todos os meios de comunicação, a decisão do Congresso Nacional acerca da possível cassação da Senhora Deputada Jaqueline Roriz, não esqueçamos que é filha do ex-governador Joaquim Roriz ( tal pai, tal filha....será??), pois é meus caros amigos, o Congresso Nacional entendeu, ou melhor, resolveu, absolver das acusações que lhe fora imposta, isto é, não cometeu a “nobre” parlamentar crime algum, ou , se o fez, foi antes de ser empossada membro da casa legislativa, segundo o Congresso,ao meu entendimento, ficou a seguinte máxima: "não importa antes, o que vale é o depois...." Mesmo com o discurso do nobre relator, homem sério, a maioria discordou dele,e, inocentou a Deputada.

Não sei se choro, esperneio ou mudo de Pais, essa decisão reflete uma grande temeridade, pois, com um povo que se deixa conduzir como o nosso, já imaginou se boa parte da população começar a entender que cometer crime, seja qual for a natureza, e em seguida eleger-se representante político, torna-o impune e isenta todos seus delitos? Essa decisão corporativista, mesquinha e voltada para os próprios interesses, demonstram que muita coisa tem que mudar no Pais, a começar conosco, e isso se dará quando percebermos a importância de cada brasileiro no processo eleitoral, democrático e justo de condução dos nossos representantes. Não duvido, infelizmente, que essa Senhora, caso candidata-se novamente a qualquer cargo público, fosse eleita de forma tranqüila, assim como seu pai o seria. E essa nova “oportunidade” de nos representar, somente nós somos capazes de conferir, e devemos, pois, sr criterioso, exigente e investigativos quando delegar a outro esse poder de falar em nosso nome. Entretanto, porque eleger essas figuras?

O mais impressionante de tudo isso, deu-se quando do discurso dessa parlamentar naquela casa legislativa, chorando, lendo um texto minuciosamente preparado (se a verdade estivesse ao seu lado – se isso fosse possível – teria discursado de coração, utilizando-se não de palavras preparadas, mais da certeza de sua inocência), buscou-se um recurso simplista, piegas, pueril, adjetivos esses que, infelizmente, tocam a população, afinal, chorar para alguns é reflexo de ser verdadeiro, antes fossemos conhecedor da verdadeira expressão “lagrimas de crocodilo”. E o mais triste de tudo isso é que percebo que nada mudará, as coisas continuarão da mesma forma, a virtude passa a ser uma exceção, e o comportamento leviano a regra, afinal, haja vista o que boa parte dos nossos representantes políticos pensam, ou seja, o importante é levar vantagem, não importa onde serão colocadas as notas, se nas cuecas, nos desvios de merenda escolar, nos consertos de ambulância que nunca saíram (ou sairão) das oficinas, nas estradas esburacadas que ceifam vidas, na saúde em fase quimioterapica ( se já não estiver na fase de missa de corpo ausente...), na educação incompleto “que nois tem...” ou, na falta de compromisso daqueles que juraram bem representar o povo e ainda na escassez de senso lógico e ético dos que os elegem. É duro,por vezes, ser brasileiro.....

Obs: imagens do "Google imagens".

Por Luiz Claudio Brito de Lima

INSCRIÇÕES ABERTAS - Festival Cariri da Canção Nacional e Estudantil – Edição 2011





A Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude no uso das suas atribuições, tornam público, para o conhecimento dos interessados, o Festival Cariri da Canção Nacional e Estudantil – Edição 2011. As inscrições deverão ser enviadas para a Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude do Crato, no prazo de 25/07 a 03/10/11.

MAIS INFORMAÇÕES E ARQUIVOS PARA DOWNLOADS, NO BLOG DA SECRETARIA DE CULTURA:

http://culturacrato.blogspot.com/2011/08/inscricoes-abertas-festival-cariri-da.html


Amar é possível - Por Carlos Eduardo Esmeraldo

O Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus, 22,34-40 nos revela que os fariseus perguntaram a Jesus qual o maior dos mandamentos. A resposta de Jesus foi outra pergunta. "O que diz a lei?" O fariseu respondeu: “Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.” Em seguida, acrescentou: “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” Vimos assim, que a resposta nivelou em importância o amor a Deus e o amor que nós devemos ter pelo próximo. “Quem não ama o irmão que vê, como pode amar a Deus que não vê?” Pergunta-nos João, outro evangelista.

Segundo Eric From, amar é uma arte e como todas as artes devemos aprendê-la. É fácil amar as pessoas com as quais convivemos, aquelas que consideramos normais dentro de padrões de comportamento estabelecidos. O difícil é amar as pessoas invisíveis pela sociedade: os catadores de lixo, os desvalidos que vivem perambulando pelas ruas sem um travesseiro onde recostar a cabeça, os alcoólatras, os menores abandonados, os mendigos, os de partidos políticos contrários ao nosso.

Vejam que belo exemplo da força do amor: aqui em Fortaleza, conheci a Casa do Menino de Jesus. É uma instituição que abriga menores cancerosos do interior do Estado e suas mães ou outras acompanhantes durante o tratamento a que aqui se submetem. Ao ver tamanha organização, o visitante imediatamente pergunta quem mantém aquela obra grandiosa. Apenas duas mulheres pobres através de donativos. A irmã Conceição e uma sua companheira de congregação, únicas religiosas que compõem aquela ordem.

Outro exemplo de como saber amar, li há uns dez anos em uma publicação da Campanha da Fraternidade. Era dia de visita no extinto presídio Carandiru, em São Paulo. Um sacerdote conversava em um dos bancos do pátio do presídio com um preso, quando observou uma senhora entrando com uma sacola enorme, indo ao encontro de um rapaz que estava sentado num banco próximo. Ao avistar esse rapaz, a mulher abraçou-o e beijou-o, e em seguida retirou da sacola, roupas e um bolo que foram entregues ao rapaz, tendo se mantido ao lado dele conversando animadamente. O padre, então comentou com o presidiário com o qual conversava. “Como é bonito o amor de uma mãe!” “Padre essa senhora não é a mãe dele. Ela é a mãe do rapaz que ele matou.” Respondeu-lhe o presidiário.

Mas quem é o nosso próximo, a quem devemos amar com a mesma força do amor que devemos devotar a Deus? Foi essa a pergunta que os doutores da lei fizeram a Jesus. E ele respondeu narrando a história de um homem que foi atacado por salteadores que o deixaram quase morto à margem da estrada. Passaram por aquele caminho um sacerdote, um doutor da lei e um samaritano. Os dois primeiros passaram ao largo, ignorando aquele homem ferido. O samaritano, porém, socorreu o desconhecido, curou suas chagas e pagou o tratamento que ele necessitava numa hospedaria. E Jesus perguntou ao doutor da lei: "Quem dos três foi o próximo daquele homem abatido?"

Ao narrar essa parábola, Jesus parece inverter a pergunta que lhe fizeram para "O que devemos fazer para sermos o próximo do outro?" Enfim, Jesus nos revela que o nosso próximo é aquele que encontramos em nossos caminhos.

Por Carlos Eduardo Esmeraldo

As chances do amanhã - Por: Emerson Monteiro


Em sua recente visita a Juazeiro do Norte, em 27 de agosto de 2011, o professor Leonardo Boff afirmou que o Brasil tem tudo para ser a grande nação da Humanidade, caso haja tempo para isso na história.

No entanto, métodos recentes de transferência do poder exigirão a participação popular melhor esclarecida no processo de escolher os líderes, assim reconhecidos pelas urnas. Antes, porém, porque heranças de sangue determinavam fixações da linhagem sucessória, sem amplas possibilidades a todos nada permitia. Vem daí a virtude do voto participar com gosto e sabedoria no preenchimento dos cargos e posições públicas.

Visto dessa maneira, o sagrado nas escolhas generaliza o poder do cidadão, pobre ou rico, para crescer nas próprias pernas, através seleções democráticas. Regime quase perfeito (?!). Pessoas ainda imperfeitas (!).

Enquanto parece não prever qualquer falha, os atores do drama político seguem nas vacilações de seculares defeitos, quase sempre de origem moral, sem virtudes. Poucos se permitem ao luxo da integridade de uma cena limpa, de valores identificados com a Ética, nas trilhas formais dos sonhos sociais.

E os políticos se deixam levar pelas ilusões das carências grosseiras, da acumulação de força, invés de servirem ao povo e, em consequência, à grande sociedade humana. Avançam sobre o bolo público quais feras famintas, vorazes rapinantes, esquecidos que são parte de um todo e ocupam postos vitais forçando a escolha de que muito precisam na qualidade, para apenas fazerem o favor deles próprios, ou dos seus financiadores, aos olhos crédulos de eleitores inconscientes.

Nos Estados Unidos, gloriado exemplo do sistema quase perfeito (?) do capitalismo, análises não se cansam de falar nas forças poderosas que dominam as instituições, como heranças em crise, cujos remendos principiam a fazer água, maquiados pelas tintas da imprensa monumental, campeões internacionais.

O capitalismo assumiu papel de estrada principal dos modelos econômicos, levando-os a considerar altar exclusivo da civilização. As decisões mais sérias dos americanos ainda valem de consenso aos povos mais distantes.

E passamos ao melancólico estágio de massa falida que vota por dever e se engana por resultados, vítima da falta de opção, de métodos e aplicações corretas das leis do Estado moderno. - O quê e como fazer?

Aqueles que aprenderam nos bancos da experiência usam a política como instrumento particular; transformam-na em banda pensa da roleta da ingenuidade, em prejuízo da enorme periferia faminta. O padecimento dessa falta de juízo devora as carnes dos que se entregam a preço de banana, atenuando (quem sabe?) as culpas dos líderes de ocasião, vivos no meio dos escombros fumegantes dessa irresponsabilidade coletiva.

Notícias do dia 01 de setembro de 2011



Seminários do Programa Bolsa Família acontecem em vários bairros do Crato

O Governo Municipal através da Secretaria Municipal de Assistência Social e a Coordenação do Programa Bolsa Família, convidam as famílias beneficiarias do programa que fazem parte da comunidade dos bairros Seminário, Alto da Penha, Batateira e distrito da Ponta da Serra para participar dos Seminários do Programa Bolsa Família, que serão realizados de 31 de agosto a 22 de setembro de 2011, às 18 horas, nas referidas localidades:

Ontem, 31 de agosto foi no Pólo de atendimento Madre Feitosa, no bairro Seminário;
No próximo dia 14 de setembro será no projeto ABC, no bairro Alto da Penha;
Dia 15 de setembro, no Pólo de atendimento Edvard Ribeiro da Silva no distrito Ponta da Serra;
E dia 22 de setembro será na quadra do CAIC do bairro Gizélia Pinheiro – Batateira.

Todos esses encontros têm como objetivo levar mais informações para o melhor conhecimento da funcionalidade do Programa Bolsa Família. A Secretária de Ação Social do Crato, Liduina Andrade, ressalta a importância da presença das famílias as reuniões.

Ação Social convida jovens para projetos

A Secretaria Municipal de Assistência Social convida os jovens de 15 a 17 anos de idade, a fazerem parte do Programa Projovem Adolescente que acontece nas áreas abrangentes dos Centros de Referência de Assistência Social - CRAS dos bairros Muriti, Vila Alta,Seminário, Batateira e Alto da Penha.

O Projovem existe para possibilitar o desenvolvimento de habilidades gerais, tais como a capacidade comunicativa e a inclusão digital, de modo a orientar o jovem para a escolha profissional consciente e com isso aumentar sua auto-estima e qualidade de vida. A coordenadora do Projovem Crato, Elza Oliveira, informa também que a partir deste mês de setembro, será realizado o curso de Inclusão Digital(informática). E que o interesse do jovem cratense é de grande importância para todos que fazem parte do projeto. Participem! Mais informações na Secretaria Municipal de Assistência Social, fone 3523 6321.

Campanha da vacinação prorrogada até o dia 16 de setembro

A Secretaria de Saúde informa que vai iniciar o recadastramento do Bolsa Família. Lembrando as mães que ainda não vacinaram seus filhos contra a Paralisia Infantil nesta 2ª etapa da campanha, procurar os postos de saúde para atualizar as vacinas das crianças menores de 5 anos. A campanha foi prorrogada até o dia 16 de setembro.

Crato discute Plano de Saneamento Básico em Seminário

Mais uma vez o Crato volta a debater o Plano de Saneamento Básico para a cidade, durante seminário realizado na manhã de ontem, no Teatro Salviano Arraes Saraiva. Representantes de diversas instituições e integrantes de secretarias estiveram presentes nas discussões, que avançam na cidade. O trabalho de planejamento tem sido executado em consonância com os anseios das comunidades cratenses. Esteve à frente das discussões o presidente da Sociedade Anônima de Água e Esgotos do Crato (SAAEC), o presidente do órgão, Procópio da Silveira.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal do Crato www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

Arquiteto Alexandre Landim comenta sobre as Praças Centrais


Resposta Heladio

Amigo Heladio, considero que a colaboração dos ARQUITETOS para o mundo construído é o de torná-lo mais bonito, mais seguro e mais democrático. Posso não morar no Crato, mas visito a cidade com bastante freqüência e tenho vínculos familiares e de amizade aí. Já presenciei o sucesso urbanístico de cidades em diversos lugares do mundo, e acredito que o Crato possa ser um exemplo de cidade nesse sentido.

O projeto trata da integração entre o sistema viário e as praças, não só das praças isoladamente, permitindo que o pedestre seja priorizado, ao proporcionar um percurso fluido, seguro e agradável. O estreitamento da via, a substituição de asfalto por paralelepípedo, o paisagismo e a acessibilidade universal propostos são formas contemporâneas de segurança de trafego para os pedestres, adotados no mundo todo e que são comprovadamente eficazes.

Quanto à participação da população, houve consulta pública em abril de 2009, na cidade Crato, além de reuniões setoriais, aonde se foi apresentado e discutido com população o projeto. Dessa forma, não se pode dizer que a população não tem conhecimento do mesmo.

Resposta Dihelson

Caro Dihelson, o Raimundo, vice-prefeito do Crato, esteve aqui esta manhã e passamos para ele o CD o projeto das praças. Ele vai entrar em contato com você para a publicação.

Alexandre Landim
Arquiteto

NOSSA SENHORA DA PENHA - Por Maria Otilia


Desde o dia 21 de agosto que a Praça da Sé,todas as noites, fica cheia de devotos para louvar e agradecer a Nossa Senhora da Penha, padroeira do nosso município. A programação contou com caminhadas matinais, novenário e uma animada quermesse, ponto de encontro de amigos. Parabenizamos o Padre Edmilson e toda a sua equipe pela organização da festa da padroeira.Com certeza , através deste evento religioso, podemos refletir sobre o papel de Maria como evangelizadora e como mãe. Para os católicos, devotos de nossa Senhora da Penha, posto aqui o belo hino que diz:

"Salve, ó Virgem de céu pura rosa, Caso lírio de níveo candor;
Dos mortais és a Mãe carinhosa, Nosso encanto, doçura e amor!
Mãe da Penha, esses teus olhos
A nós volve, teus devotos; Somos filhos,
os nossos votos Ouve, Mãe do Redentor (bis).
Com a alma confiante, Senhora ao calor maternal de Seu manto;
Nós viemos pedir, nesta hora, Teu carinho, e sentir teu encanto!
Ó Rainha, Senhora da Penha,
Ao aflito, oh! volve um olhar;
O doente o conforto aqui tenha
Tua bênção acompanhe-o ao lar!

Um grande brasileiro -- Por J. de Figueiredo Filho


(Nota do Postador: Há 39 anos o historiador cratense J.de Figueiredo Filho escrevia e publicava no jornal "O Povo", o artigo abaixo. Nele, Figueiredo Filho fala sobre um destacado membro do clã dos Bezerra de Menezes, de Niterói--RJ. Um ano depois de escrever este artigo, J.de Figueiredo Filho falecia, no dia 29 de agosto de 1973)

Crato é terra de grandes filhos, que, pela sua nobreza, caráter e ação, muito se destacaram nas diversas especialidades, na medicina, nas forças armadas, nas letras, na administração. E se os nascidos aqui são tão ilustres, não menos são alguns dos seus filhos e netos. Veja-se a descendência de Tristão Gonçalves, como seu filho, conselheiro Tristão (ministro de Estado), seu neto Araripe Júnior (o maior crítico literário) etc. E a descendência do senador Alencar, com Otto e Mário de Alencar, sem falar no escritor.

Quero prestar homenagem, hoje, neste trabalho, a um descendente de cratense. É neto de Leandro Bezerra, deputado federal figura de valor da história brasileira, nascido em 11 de julho de 1826 e falecido em 15 de novembro de 1911. Foi o defensor dos bispos do Pará e Olinda, quando da Questão Religiosa. Dos filhos de Leandro Bezerra, tivemos, entre outros, o Dr. José Geraldo Bezerra de Menezes nascido em Paraíba do Sul em 23 de abril de 1867 e falecido em 1935), intelectual de largo conceito. Foi o Dr. José Geraldo com dona Lucinda Montedônio que se originou o nosso homenageado de hoje, ministro Geraldo Montedônio Bezerra de Menezes (Na foto acima).

Nasceu em Niterói a 11 de julho de 1915. Cursou o secundário no Ginásio Bittencourt Silva (1927-31) e o superior na Faculdade de Direito de Niterói (32-36), sendo, nessa época, presidente do Centro Acadêmico Evaristo da Veiga (1936) e orador oficial da turma. Depois foi professor do seu colégio, professor de Direito do Trabalho na PUC do Rio de Janeiro e catedrático da mesma matéria na Universidade Federal Fluminense.

Foi secretário de Educação no Estado do Rio e é ministro do Tribunal Superior do Trabalho, tendo presidido esse Tribunal de 46 a 51.

Veja-se, ainda: é membro do Instituto Brasileiro de Direito do Trabalho e da Sociedade Internacional de Direito Social. Faz parte de cerca de vinte organizações especializadas em Direito, no Brasil e no exterior, tendo sido agraciado com várias Comandas, no Brasil e até do Vaticano.

Líder católico, foi vice-presidente e presidente da Confederação Nacional das Congregações Marianas. Já representou o Brasil em diversos conclaves internacionais e é autor de livros e opúsculos da mais alta importância jurídica.

Na pessoa do Dr. Geraldo Montedônio Bezerra de Menezes aliam-se as qualidades de mestre abalizado do Direito, notável orador, exemplar pai de família e espírito de escol, um grande patriota de gabarito internacional.

Trata-se, evidentemente, de um grande brasileiro, em cujo sangue de origem corre a marca autêntica cearense, das boas terras do Cariri.

Não seria oportuno a Universidade de o Ceará convidá-lo para um dos seus ciclos de conferências homenageando tão ilustre brasileiro? Perpassa em suas veias o borbulhante sangue cearense dos antepassados ilustres, das maiores famílias do nosso Estado. Sugiro, ainda, que a nova Universidade de Fortaleza o convide para sua inauguração oficial, honrando, assim, a quem tanto honra a terra dos seus antepassados!

(*) J. de Figueiredo Filho pertence à Academia Cearense de Letras.
Publicado no jornal “O Povo”, Fortaleza, CE, 26 de julho de 1972.



Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30