xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 17/07/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

17 julho 2011

Desastre mata 6 em Barbalha


As cenas no local do desastre eram apavorantes. O trabalho dos bombeiros durante cerca de três horas

Uma tragédia se abateu sobre o Município de Barbalha, na Região do Cariri (a 503Km de Fortaleza), na noite de ontem. Pelo menos seis pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas - algumas em estado gravíssimo - em consequência de um acidente de trânsito ocorrido na avenida principal daquela cidade. Um caminhão, que transportava uma carga de tinta automotiva, supostamente perdeu os freios numa ladeira e colidiu violentamente na traseira de um ônibus que levava cerca de 30 pessoas para uma missa.

Com o impacto da colisão traseira, o ônibus foi ´empurrado´ e acabou atingindo a fachada de uma residência e de uma padaria, na Avenida Paulo Maurício Sampaio, além de quatro automóveis e uma motocicleta que estavam estacionados ali.

Mortes

Na casa atingida pelo ônibus estavam mãe e filho, que morreram na hora. Também faleceram no local o motorista e um passageiro do caminhão de placas HUM-6329, inscrição de Iguatu (CE). A lista de mortos aumentou quando dois passageiros do coletivo faleceram na emergência do Hospital Santo Antônio, situado a menos de 100 metros do local do desastre.

Fonte: DN

Em matéria do DN, Presidente da Associação dos Criadores diz que Espaço da Expocrato "se tornou pequeno"



Presidente da Associação dos Criadores diz que Espaço da Expocrato "se tornou pequeno". Já o Pres. do grupo gestor aponta em outra reportagem, terreno do colega como o melhor local do Crato para um novo parque. Governador já prometeu 25 milhões para ampliação, reforma ou construção em outro local.

Crato - O presidente da Associação dos Criadores do Crato e integrante do Grupo Gestor da EXPOCRATO, Ricardo Biscúcia, disse em matéria veiculada no Jornal Diário do Nordeste deste dia 16 de julho, numa reportagem do Jornalista Antonio Vicelmo, que uma das reclamações mais frequentes dos expositores da Expocrato é a "falta de espaço" e que "o parque se tornou pequeno para a dimensão da festa".

É interessante observar as coincidências, e que existe um movimento em Crato, que é também  defendido pelo Presidente do grupo gestor, Francisco Moura Leitão para levar o parque de exposições para o Palmeiral, que é de propriedade desta mesma pessoa, e também colega de Grupo , conforme divulgado em matéria do dia 13 de Julho do Radialista e Jornalista Wilson Rodrigues, que assim foi divulgado na imprensa:

"Para o presidente do grupo gestor da EXPOCRATO, Francisco Moura Leitão os investimentos propostos na requalificação e modernização do parque com sua permanência no mesmo local, não são compensatórios e defende a construção de um novo parque, deixando os 33 hectares à disposição da Universidade Regional do Cariri ou até para a implantação de uma Universidade Federal. Outro ponto positivo apontado por Leitão com a retirada do parque é a abertura de novos horizontes para o crescimento urbanístico da cidade e disse que a melhor área é um terreno de propriedade do agropecuarista Ricardo Macedo de Biscussia nas proximidades da localidade conhecida por Palmeiral e que fica no perímetro urbano."

Resumindo: Se concretizada a transação, a venda deste terreno seria de um integrante do próprio grupo gestor da Expocrato, enquanto o presidente sugere e endossa o terreno do próprio colega como o local mais apropriado para uma nova Expocrato. Como se sabe, o governador Cid Gomes já prometeu 25 milhões de reais.

Fontes:

Jornal Diário do Nordeste - Edição de 16 de julho de 2011- Reportagem: Antonio Vicelmo. e Jornalista Wilson Rodrigues - Assessor de Imprensa da PMC ( Edição de 13 de Julho de 2011 ).

TODOS SOMOS ANIMAIS... NASCEMOS LIVRES! - Por: Cacá Araújo


http://2.bp.blogspot.com/-BLOuL2u4LTk/ThzrxQt6bcI/AAAAAAAAFug/Gk9zFqBmkfw/s1600/Coluna_Armando_Rafael.gif


Editado: Governador de Pernambuco não pode vir ao Crato, devido ao acidente aéreo acontecido em Recife na última quarta-feira. A data será remarcada.

O governador Eduardo Henrique Accioly Campos (PSB), - foto ao lado - estará nesta quarta-feira, dia 13, em Crato. Vem receber o título de Cidadão Cratense que lhe foi concedida pela Câmara de Vereadores. O governador pernambucano tem muita ligação com Crato, cidade por ele visitada muitas vezes e onde moram suas tias, irmãs do ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, este avô de Eduardo Campos. Após a solenidade de entrega do título de Cidadão Cratense (que acontecerá no Cineteatro Moderno, às 17:00h), o governador será recepcionado na residência do empresário Justo Junior.



Hiper Bom Preço


Será na próxima 4ª feira, dia 21, às 9 horas da manhã, a inauguração do Hipermercado Bom Preço, localizado em Juazeiro do Norte (foto acima). Enquanto isso, já foi iniciada a construção do Maxxi, o “atacadão” do mesmo grupo do Hiper Bom Preço. A Maxxi ficará localizada em frente ao Lojão Zenir, na Avenida Padre Cícero.

ExpoCaos

Congestionamento de veículos em todas as ruas de Crato. Falta de estacionamento para os carros no centro da cidade. Estima-se que cerca de 80 mil veículos circularam nas estreitas ruas de Crato durante a ExpoCrato. Um caos! Alguém ainda duvida que a ExpoCrato terá de ser relocalizada fora do centro da cidade? A continuar no atual local, a precariedade da ExpoCrato só tende a piorar...

Esperança à vista!
A primeira Fazenda da Esperança, na Diocese de Crato, deverá ser inaugurada no próximo dia 8 de dezembro, data de Nossa Senhora da Conceição, padroeira do município de Mauriti, onde essa instituição está sendo construída. Trata-se de uma das maiores iniciativas de dom Fernando Panico, dentre as várias que ele já realizou desde que se tornou bispo de Crato. A Fazenda da Esperança é uma entidade que desenvolve trabalho de recuperação de jovens que se envolveram com o vício das drogas. Uma segunda Fazenda Esperança, também destinada à recuperação de dependentes químicos, deverá ser construída na zona rural do distrito de Ponta da Serra.


Na mosca

Abaixo a macrocefalia! Este brado está sendo dado por algumas lideranças de Barbalha. Elas justificam, com lógica, porque Barbalha entrou na guerra para sediar a reitoria da futura Universidade Federal do Cariri-UFCA. Nos últimos anos – segundo essas lideranças – todo grande empreendimento governamental que veio para o Cariri foi levado para Juazeiro do Norte. “O Cariri tem uma cabeça enorme (Juazeiro) e um corpo mirrado e raquítico”, dizem. Isso gerou a antipatia dos demais municípios caririenses. Ora, o que existe hoje é uma Região Metropolitana do Cariri, lembram. “E, teoricamente, qualquer cidade que a integra goza do mesmo direito de receber os empreendimentos governamentais”. Humilhado (e bota humilhação nisso!), Crato – caso não emplaque a luta pela sede da UFCA – apoiará a pretensão de Barbalha. Por via de dúvidas, caravanas de barbalhenses iniciarão viagens aos 30 demais municípios do Cariri buscando apoio para a sua causa.


Ah, Bom!

Ultimamente, políticos brasileiros, qual papagaios, vivem a repetir – por qualquer motivo – esta frase: “É preciso tratar (isso ou aquilo; etc. e tal) de forma “republicana”. O povo nunca entendeu o que seria esta novidade do tal “tratamento republicano”. Ora, nas três últimas administrações do PT, o Ministério dos Transportes foi entregue ao PR–Partido da República. (E que República, hein?!) Agora, com a queda da quadrilha ali instalada, os brasileiros se deram conta do que é o tal “tratamento republicano”. Por falar no Partido da República (ou Partido da Roubalheira, como está sendo chamado), a situação do PR anda tão nebulosa que o político mais sério daquela agremiação é o palhaço Tiririca...

Juazeiro republicano

Juazeiro do Norte vai completar cem anos de vida política no próximo dia 22. Mas já possui uma boa tradição “republicana”. O historiador Daniel Walker lembrou bem episódios dessa tradição. A ver: “Na verdade, a história política de Juazeiro sempre foi bastante conturbada. Senão, vejamos. Em 1911, o primeiro prefeito (nomeado), Padre Cícero, foi deposto (naquele tempo não se falava na palavra cassado) com menos de quatro meses de mandato. Houve o caso de um (José André de Figueiredo) que foi nomeado, mas não assumiu, e outro (José Ferreira de Menezes), que ganhou a eleição, mas também não assumiu. E a história registra ainda um fato pitoresco, para não dizer grotesco e seboso, em que um candidato (Alfeu Ribeiro Aboim) foi eleito por um partido e tão logo foi eleito se filiou ao partido derrotado e, por isso, recebeu de um correligionário decepcionado um banho de fezes (de fezes mesmo!) quando andava numa rua da cidade. E mais: durante a sua centenária história política Juazeiro sofreu intervenção 15 vezes. Um deles (José Geraldo da Cruz) foi interventor em três ocasiões. O último caso de intervenção ocorreu em 1975 quando o prefeito eleito (Mozart Cardoso de Alencar) foi deposto, ficando em seu lugar o interventor Erivano Cruz”.

Curtas

1 – Deu xabu! O badalado show do padre Marcelo Rossi – previsto para o próximo dia 22, e considerado como o “ponto alto” na programação oficial do Centenário de Juazeiro do Norte –, foi cancelado. O padre-cantor comunicou que não virá fazer o show anunciado. Fazer o quê? Padre Marcelo Rossi foi substituído por Ivete Sangalo, Luiz Fidelis e Maurício Jorge...

2 – Com a presença do governador do Ceará será inaugurado neste dia 14 – 5ª feira – no município de Porteiras, o Posto de Saúde Dr. Napoleão Tavares Neves. Após a solenidade, os convidados do Dr. Napoleão serão recepcionados com um almoço na Casa Grande do Sítio Saco.

3 – Dom Fernando Panico levou 71 padres do clero diocesano de Crato para o retiro anual, realizado no Centro de Pastoral Stela Maris, na cidade de Triunfo, sertão pernambucano. Localizada a 220 Km de Crato, Triunfo, além do clima frio, possui uma estrutura turística de fazer inveja a algumas cidades de médio porte.

4 – Os trabalhos de conservação no monumento do Padre Cícero, que começaram no dia 20 de junho, serão concluídos no próximo dia 17 de julho. Foram retirados alguns rachões da estátua e agora só falta um demão de tinta. E no dia 22 será a inauguração desses serviços e ponto alto das comemorações do Centenário de Juazeiro do Norte.

O Criador do Palco Sonoro da URCA também sequer foi consultado... - Homenagem a Zé Nilton


Você só dá chá dançante onde eu não sou convidado ?


Img_6461

Na foto: Prof. Zé Nilton apresenta seu programa "Falando de MPB" na Rádio Educadora do Cariri

Nota do Editor - Tudo o que é sólido se desmancha mesmo no ar. A máscara dos que promovem o chamado "palco sonoro da urca" começa a se desmanchar e vergonhosamente. Nesta semana, tornei público na internet a sistemática exclusão todos os anos do meu nome enquanto artista da música caririense nos eventos realizados naquele local, quando expus até parte do meu currículo com trabalhos que já executei e que justificariam a minha participação. Entretanto, como o local é gerido por uma política de panelinha, aonde somente os "compadres" são convidados a participar, em detrimento de outros, ainda que tenham um trabalho louvável isso é até compreensível.

O que ninguém ou pelo menos eu não sabia, é que o próprio criador do palco sonoro da Urca muitos anos atrás, o artista cratense José Nilton de Figueiredo também sequer foi consultado a participar do evento, logo ele que possui dois CDs com alguns dos melhores trabalhos musicais já produzidos nesse cariri, e é também uma das maiores personalidades do meio artístico. Num comentário feito na minha postagem, assim se expressa José Nilton de Figueiredo em solidariedade:

"Caro Dihelson, eu também nem fui consultado. E olha que fui fundador daquele palco, o Rafael sabe disso. Aliás, ele, o nosso Rafa, disse, na Rádio, que o Salatiel era o mentor do palco. Errou historicamente. Nossos camaradinhas às vezes escorregam na maionese, não sei por que cargas d´água. Eu não ligo pra isto porque tô fora dessas coisas. Não preciso disso para ser, nem para ter. Mas bem que gostaria de saber de você, à meia noite, tocando Chopin, de preferência a "polonaise", num grito de interpretação, monstrado o outro lado da sinfonia musical dessa Crato de todos os ritmos. Se avexe não, amigos, que tempos virão em que isto possa acontecer. Meus cumprimentos ao seu talento."

Zé Nilton

Aliás, falando em Zé Nilton, quero parabenizá-lo pelo melhor programa de MPB do Rádio Caririense, que é apresentado todas as quintas-feiras pela Rádio Educadora do Cariri. Tive o prazer de visitá-lo numa bela tarde e registrei dezenas de fotos, que trago algumas poucas para o deleite dos que já apreciam ouvi-lo todas as tardes de quinta-feira, das 14 às 15h pela Rádio Educadora do Cariri.

Zé Nilton Figueiredo, um dos maiores ( se não o maior ) conhecedor da história da Música Popular Brasileira no Cariri, também compositor e com dois maravilhosos discos gravados:

Img_6500

Zé Nilton, o criador do Palco Sonoro da Urca há muitos anos, diz que tambem não foi contactado para participar do evento ( apesar de sabermos que o telefone da Rádio Educadora é muito fácil de se acessar por aqueles que convocam os artistas )

Img_6492

Na foto abaixo, ao lado do grande Iderval Silva, também apresentador do programa "Seu Zezé"

Img_6452

Todas as quintas-feiras, Zé Nilton representa a vontade e o bom gosto musical dos caririenses, ao apresentar o seu "Falando de MPB", das 14:00 às 15:00

Img_6473

Um artista que sabe o que diz e sempre tem um palpite feliz:

Img_6457

"Um grande artista tem que dar o tom quase rodando, caindo de boca... a voz é rouca mas o mote é bom"

Prof. Zé Nilton

Texto e Fotos: Dihelson Mendonça

Expocrato termina neste Domingo com negócios de 60 milhões de Reais...


O volume de vendas nos currais, onde funciona o balcão de negócios para o gado , está sendo maior do que em 2010 - ANTÔNIO VICELMO - A movimentação de negócios da Exposição Agropecuária do Crato deve girar em torno de R$ 60 milhões.

Crato. A Exposição Agropecuária do Crato (Expocrato) será encerrada amanhã com a presença do governador Cid Gomes que, na abertura do evento, encontrava-se na China. "O volume de negócios vai ultrapassar os R$ 60 milhões". A estimativa é do presidente da Associação dos Criadores do Crato e integrante do Grupo Gestor, Ricardo Biscúcia, acrescentando que o volume de vendas nos currais, onde funciona o balcão de negócios para o gado exposto à venda, está sendo maior do que no ano passado.

A presença de gado de outros Estados inflacionou o mercado. Um touro comum de qualquer raça está sendo vendido, em média, a R$ 3.500,00. O agropecuarista João Batista de Moura, que veio do Município de Cedro, reclama dos preços. Ele recorda que, no ano passado, o valo de um touro era cerca de R$ 2 mil. O expositor Francisco Sérgio Rodrigues, conhecido como Bezerrinha, natural da cidade cearense de Monsenhor Tabosa, explica que "gado é como gente, o preço depende da qualificação. Tem touro até de R$ 30 mil.

Reclamação

Bezerrinha tem uma reclamação a fazer. Ele disse que faltou água nos currais. O presidente da Associação dos Criadores informou que está fazendo um relatório com os pontos positivos e negativos do evento que será entregue ao presidente do Grupo Gestor, Francisco Leitão, com o objetivo de corrigir as eventuais falhas. Uma das reclamações mais frequentes, segundo Biscúcia, é a falta de espaço. O parque se tornou pequeno para a dimensão da festa. A observação é do presidente da Associação dos Criadores é endossada pela maioria do expositores.

O pecuarista Fábio Pinheiro, que veio de Porteiras, com um plantel de Nelore, ressalta a qualidade dos animais expostos. Este ano, por exemplo, a produção de leite está sendo considerada razoável. Uma matriz da raça Girorando está produzindo, em média, 35 litros de leite em três ordenhas. A produtividade ideal, segundo o agrônomo Luiz Gonzaga de Melo, do Instituto Agropolos, seria de 45 e 50 litros de leite por dia.

Produção

Gonzaga explica que apesar do Girolando ser um mestiço entre zebu e europeu, e desta maneira não poder ser classificado como raça zebuína, o cruzamento possui hoje importante papel na produção leiteira nacional, e desta maneira merece espaço dentre as importantes raças bovinas tropicais. Expocrato, cujo nome oficial é Exposição Agropecuária do Crato, é o principal evento agropecuária do Nordeste. Os leilões de gado estão sendo transmitidos pelo Canal do Boi. Ontem, foi aberta a Exposição Pan-americana de Cães. É uma festa popular que mistura cultura, feira agropecuária e shows musicais. São ao todo oito dias de festa, desfile e leilão de animais, comidas típicas e shows culturais.

A área reservada para os shows é de 420 mil metros quadrados. Possuem, ainda, 70 camarotes, dois palcos, duas tendas eletrônicas, espaço para esportes radicais e capacidade para mais de 30 mil pagantes diários.

Stands

Na parte externa são instalados diversos stands voltados para agronegócios e serviços, como telefonia, farmácia, produtos industrializados diversos, casa de farinha, engenho de cana-de-açúcar, palco para apresentações folclóricas (palco Eloi Teles), um espaço da Universidade Regional do Cariri (Urca) para desempenho de bandas de MPB, agências bancárias, parques de diversões, floricultura, artesanato e barracas de bebidas e comidas típicas. Os dois últimos dias da Expocrato foram marcados por congestionamentos no trânsito, falta de espaços para estacionamento e ocupação total da rede hoteleira. A cidade não suportou o grande número de visitantes, mais de 600 mil pessoas, que lotaram hotéis, casas de família e pousadas. De acordo com levantamento feito pelo Departamento Municipal de Trânsito, mais de 80 mil veículos circularam nas ruas do Crato nos oito dias de festa.

Polêmica sobre parque

O encerramento do evento reascende a discussão sobre a reforma ou retirada do parque para outro local.

O prefeito do Crato, Samuel Araripe, anunciou que está formando uma comissão com a finalidade de solicitar do Governador a restauração do atual parque. O prefeito argumenta que existe terreno suficiente para ampliação. Cresce a corrente dos que defendem a construção de um novo parque fora da cidade. O historiador Armando Lopes Rafael escreveu que o trânsito do Crato se tornou um caos nestes últimos dias de exposição.

MAIS INFORMAÇÕES
Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará
Escritório regional
Telefone: (88) 3102.1293

Antônio Vicelmo Repórter do Jornal Diário do Nordeste Colaborador do Blog do Crato e Chapada do Araripe OnLine

O Pensamento do Dia - Por: Lúcio Alcântara


"A intransigência republicana quanto a elevação do teto da dívida americana coloca em risco a capacidade do país gerir sua dívida e honrar os compromissos com o mercado. As famigeradas agências de rating já ameaçam rebaixar a classificação da dívida soberana americana. A China, maior credor, já mandou recado para que os americanos "tenham juizo". A propósito dessa situação o presidente Barack Obama disse : Os Estados Unidos não são Grécia e Portugal. De fato não são, mas que estão a parecer lá isso é verdade."

* Lúcio Alcântara é colaborador cadastrado do Blog do Crato

Notícias Escabrosas: Criança morre afogada em balde com água na periferia de Juazeiro do Norte


Uma menina de dois anos morreu afogada quando brincava com um balde com água no quintal de casa, na periferia de Juazeiro do Norte, Sul do Ceará, nesta quinta-feira (14). De acordo com os familiares, Jennifer foi deixada com a avó enquanto os pais foram ao médico. A menina teria deixado cair algo no balde, que tinha água. Ao tentar pegar o objeto, caiu e não conseguiu sair. No momento do acidente a avó estava cuidando da bisavó da criança. Quando percebeu que não ouvia nenhum barulho da neta, foi procurá-la e já a encontrou morta.

Mesmo sem estar presente, a mãe se culpa pelo acidente. “Eu sou a culpada, ninguém mais. Garanto que, se eu estivesse aqui, do lado dela, isso não teria acontecido”, diz a mãe, inconformada. O Corpo de Bombeiros alerta para os cuidados com as crianças. ''A gente aconselha a quem cuida de criança que evite deixar baldes, recipientes com água. Tambores e baldes maiores devem sempre estar tampados. E pessoas que moram perto de lagoas, açudes devem evitar que as crianças cheguem perto, já que o afogamento pode acontecer até em águas rasas.

Fonte: G1

Discutindo a relação com o machismo e o feminismo - Por: Fabiobetti


Não sabia que haviam criado o dia internacional do homem. Só me dei conta no dia seguinte, quando acompanhei nas redes sociais uma série de ataques pessoais entre homens e mulheres, o que me faz crer que esse dia deve ter sido criado para nos lembrar que machismo e feminismo não são opostos, mas se equivalem como uma cultura que discrimina e invalida o outro. Falem o que for, mas qualquer teoria que procura explicar por que um determinado grupo de pessoas é superior ao outro nega o amar. É assim em todas as ditaduras, onde um grupo dominante se coloca acima de um grupo dominado. Foi assim no nazismo. É assim no racismo. E continua sendo assim sempre que homens e mulheres se separam uns dos outros nas ditaduras dos tipos machista e feminista. Quando passam a debater quem é melhor, agem como qualquer regime totalitário.

Debatem-se, agridem-se, ofendem-se, indo exatamente na direção oposta do que parecem desejar: serem escutados, vistos, respeitados, amados. Machismo e feminismo, como culturas discriminatórias, sustentam-se em generalizações, essa que, na minha forma de ver, é a pior das ilusões, posto que ignora a singularidade biológico-cultural de cada um, nos fazendo agir num mundo de imagens fictícias, tal qual as sombras da caverna de Platão. E, no entanto, acreditamos nessas imagens. E agimos de acordo com o que acreditamos. E dizemos ao outro que ele pertence a uma determinada classe de seres vivos – homens ou mulheres – que têm características comuns. Homem é assim, mulher é assado. Repetimos isso tantas vezes que, de fato, passamos a agir como se fosse verdade. Quando ignoramos a singularidade do outro, não o validamos como um ser vivo.

Quando não o aceitamos em suas configurações de sentimentos íntimos, emoções e fazeres, negamos-lhe o amar. Veja que não falo do amor, o sentimento, mas do amar, a emoção. Classifico amor como algo que sentimos, e amar uma emoção que experimentamos na relação com o outro. Amo quando aceito o outro como legítimo, quando lhe vejo, lhe escuto, lhe respeito. Posso amar o outro, mesmo que ele seja completamente diferente de mim – e, acredite, ele de fato é diferente. O amar pode criar um espaço de convivência, onde nos sintamos no bem-estar fazendo algo juntos. Isso acontece com os amigos e com os amantes. Ou o amar pode revelar que vivemos em culturas tão diferentes, que não encontramos um espaço onde desejamos conviver – e, mesmo assim, ainda é amar.

Antes de sermos seres humanos, somos seres vivos. E, como seres vivos, operamos dentro de um sistema chamado autopoiesis, um mecanismo presente em todos os seres vivos desde sua origem há 4 bilhões de anos e que demonstra que todo ser vivo se produz a si mesmo, orientando-se para sua auto-perpetuação numa jornada onde o ser e o meio onde ele vive mudam juntos. Esse acoplamento ser-meio existe enquanto funciona para o processo de autopoiesis, ou seja, quando oferece as condições para que o ser vivo continue vivendo. Quando o meio não oferece mais condições, o ser se adapta a outro meio ou morre. Amo o outro quando o vejo, o escuto, o respeito como legítimo outro. Essa forma de entender o amar é libertadora, porque posso, realmente, amar a todas as pessoas, dando-lhes espaço para serem o que são, seres humanos que nascem na confiança de serem amados. E, ao mesmo tempo, não me obrigo a viver no amor romântico ou em qualquer outro amor que imponha um conviver com o outro em um mundo que não me causa bem-estar. “Odeio todas as suas ideias, mas lutarei até a morte para que você tenha o direito de expressá-las”, dizia Voltaire. E eu digo que, enquanto homens e mulheres escolherem viver a partir de uma cultura discriminatória, estarão perdendo uma oportunidade de ouro de aprenderem com suas diferenças na construção conjunta desse espaço amoroso, onde, vez ou outra, nos encontramos com pessoas com quem verdadeiramente nos sentimos no bem estar a ponto de escolhermos conviver.

Por: Fabiobetti

Um por todos ...Por: Gabriella Federico


http://3.bp.blogspot.com/-FDmyuRqjMNg/TiFwAct-p9I/AAAAAAAAYOM/fl7KcUTCmQU/s1600/gabi.jpg

São três os venenos nos corações humanos que produzem desastres, que dos síngulos se expandem: a ira, a ganância e a estupidez. A morte é mais certa do que o amanhã, da noite que segue o dia, do inverno que segue o verão. Porque então nos preparamos para a noite, para o inverno, mas não para a morte? Deveríamos. Mas há uma só forma de nos prepararmos para a morte: "viver bem"..."cada um de nós é responsável pelo nosso destino.

O fato que todas as causas do sofrimento estão dentro de nós, quer dizer que não pode existir um sofrimento maior das nossas potencialidades. As convicções ilusórias da espécie humana de serem de algum modo, independentes e separadas de tudo e não interligada à família, lugar de trabalho, sociedade, faz ela se comportar com superioridade, como se tivesse privilégios e isso a leva à atitudes às vezes parecidas a uma arrogante célula cancerígena, que agride e destrói o mesmo organismo onde vive; Seja família ou ou planeta inteiro.

Na ilusão que as causas dos problemas estejam fora de nós, procuramos a felicidade no eterno, pensando que uma vez alcançada alguma coisa que nos deixe felizes, a missão estaria cumprida. Mas tudo que depende de circunstâncias externas é instável e imprevisível. A vida é feita de instantes que se sucedem, mas a mente limita as possibilidades latentes; Não vê o exército de soluções e mudanças já prontas agora, para o estante que segue. Quando a esperança falta, o medo vence. Uma visão restrita das potencialidades da vida pode bloquear tudo e nos aprisionar.
Mas como diz um ditado" o medo bateu na porta, a esperança foi abrir: não havia ninguém."

Então para transformar o mundo, temos que partir de nós mesmos e aprender a paz, a compaixão, o respeito para com a vida e a natureza. É uma revolução humana, que consegue fazer sentir os efeitos concretos na esfera da influência de cada um. Tudo é matemático, mas até nas mais rigorosas e previsíveis ciências, a matematica, pode se ter resultados extraordinários.

Uma história conta que na antiga Pércia, um Gran Vizir, conselheiro do rei, inventou um novo jogo, onde as peças se mexessem sobre um tabuleiro de 64 quadrados brancos e pretos: nascia o jogo do xadrez. O rei entusiasmado pergutou ao Gran Vizir o que queria de recompença para essa grande invenção. O conselheiro era um homem modesto, então fez um pedido modesto. Pediu um grão de trigo para o primeiro quadrado do tabuleiro, dois para o segundo, quatro para o terceiro e assim até o último.

O rei achou muito pouco, propôs jóias e dinheiro, mas o Gran Vizir o convenceu. Quando se começou a contagem dos grão, o rei teve uma amarga surpresa. Os números dos grãos que no começo pareciam contidos, chegando no último quadrado alcançou a quantia impressionante de 18.500.000.000.000.000.000 por um peso total de 75 bilhões de toneladas, mais ou menos a safra de dez mil anos em todos os campos de trigo da terra. Essa matemática chama-se: crescimento exponencial.

De só um grão, uma enorme montanha. De só um instante milhões de condições possíveis. De uma palavra, uma frase, uma música, a energia do universo inteiro. De uma só pessoa que aprende a arte de viver, depende um mundo melhor. A sociedade e até a terra mudam pelo estado vital de um povo que ali mora. O poder de transformar um ambiente está no coração humano. Uma grande revolução na vida de um pessoa pode mudar o destino da humanidade e do planeta.

Vamos começar?

Por: Gabriella Federico - Artista Plástica

Juventude do governo aplaude o patrão. Por: Bruno Pontes.


Bruno Pontes 15 Julho 2011
Artigos - Governo do PT

De 2004 a 2009, os pagadores de impostos já haviam dado R$ 10 milhões para as juventudes do PT e do PC do B, formadas por jovens de 30 a 50 anos, muitos dos quais ingressaram na faculdade no governo Figueiredo e continuam lá, lutando pela educação pública-gratuita-e-de-qualidade.

Foi em outubro de 2008 que eu, estudante de jornalismo dando adeus à Universidade Federal do Ceará (UFC), deparei com um trailer da União Nacional dos Estudantes estacionado dentro do campus do Benfica, próximo à reitoria, que se apresentava como a parada em Fortaleza da "Caravana da UNE de saúde, educação e cultura". Concluí logo que duas coisas seriam obrigatórias naquela história: picaretagem e maracatu.
A caravana era resultado de parceria da UNE com o Ministério da Saúde. José Gomes Temporão pegou R$ 2,8 milhões que seriam usados na capacitação de servidores do Sistema Único de Saúde e os deu aos meninos da UNE para que viajassem pelo Brasil e promovessem as bandeiras do governo federal, esquetes de teatro e... shows de maracatu, como suspeitei desde o princípio.

Em consonância com a política de Temporão, o pessoal da caravana distribuía camisinhas e debatia "direitos sexuais e reprodutivos". "Direito reprodutivo", traduzindo da novilíngua esquerdista para o português normal, significa direito ao aborto. A programação do dia era encerrada com maracatu e grupos folclóricos, para o contentamento de todas as doze pessoas na platéia.

Dias depois da passagem por Fortaleza, os líderes da UNE se reuniram com Lula em Brasília e pediram a saída do ministro Temporão, em razão do descalabro da rede pública de saúde e... Brincadeira, pessoal. Eles pediram foi a saída do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, como parte da encenação de rebeldia que lhes garante as verbas milionárias gentilmente cedidas pelos pagadores de impostos.

De 2004 a 2009, os pagadores de impostos já haviam dado R$ 10 milhões para as juventudes do PT e do PC do B, formadas por jovens de 30 a 50 anos, muitos dos quais ingressaram na faculdade no governo Figueiredo e continuam lá, lutando pela educação pública-gratuita-e-de-qualidade.

A cifra explica por que Lula quase foi esmagado pelo deslocamento de ar proveniente dos aplausos frenéticos, dois anos atrás, no 51º Congresso Nacional da UNE, a ponto de o ex-presidente ordenar que interrompessem a ovação para que ele pudesse tagarelar no palco: "Vocês vieram aqui para trabalhar ou para gritar?", perguntou Lula à claque, sabendo a resposta.

Começou ontem o 52º Congresso Nacional da UNE e Lula é novamente convidado de honra, desta vez trazendo Fernando Haddad debaixo do braço. Podemos chamá-los de safados, exploradores do povo, mas não de ingratos. Seguramente a UNE fará o que estiver ao seu alcance, incluindo o trabalho de "conscientização" dos estudantes, para tornar prefeito de São Paulo o ministro do português errado e do kit gay.

Publicado no jornal O Estado.

A Expocrato pelas lentes e legendas de Heládio Teles Duarte

Para os pessimistas, acarajé light
Ninguém muda a alegria do nosso povo

A cultura resiste ao Armagedon



CEGO POR 20 ANOS - Postado por Antonio Morais


Há muito tempo, um casal de idosos que não tinham filhos, morava em uma casinha humilde de madeira, tinham uma vida muito tranqüila, alegre, e ambos se amavam muito. Eram felizes. Até que um dia.. Aconteceu um acidente com a senhora. Ela estava trabalhando em sua casa quando começa a pegar fogo na cozinha e as chamas atingem todo o seu corpo. O esposo acorda assustado com os gritos e vai a sua procura, quando a vê coberta pelas chamas e imediatamente tenta ajudá-la. O fogo também atinge seus braços e, mesmo em chamas, consegue apagar o fogo. Quando chegaram os bombeiros já não havia muito da casa, apenas uma parte, toda destruída. Levaram rapidamente o casal para o hospital mais próximo, onde foram internados em estado grave.

Após algum tempo aquele senhor menos atingido pelo fogo saiu da UTI e foi ao encontro de sua amada. Ainda em seu leito a senhora toda queimada, pensava em não viver mais, pois estava toda deformada, queimara todo o seu rosto. Chegando ao quarto de sua senhora, ela foi falando: Tudo bem com você meu amor? Sim, respondeu ele, pena que o fogo atingiu os meus olhos e não posso mais enxergar, mas fique tranqüila amor que sua beleza está gravada em meu coração para sempre. Então triste pelo esposo, a senhora pensou consigo mesma:

"Como Deus é bom, vendo tudo o que aconteceu a meu marido, tirou-lhe a visão para que não presencie esta deformação em mim. As chamas queimaram todo o meu rosto e estou parecendo um monstro. E Deus é tão maravilhoso que não deixou ele me ver assim, como um monstro.
Obrigado Senhor!"

Passado algum tempo e recuperados milagrosamente, voltaram para uma nova casa, onde ela fazia tudo para o seu querido e amado esposo, e o esposo agradecido por tanto amor, afeto e carinho, todos os dias dizia-lhe:

COMO EU TE AMO.
Você é linda demais.
Saiba que você é e será sempre, a mulher da minha vida!

E assim viveram mais 20 anos até que a senhora veio a falecer. No dia de seu enterro, quando todos se despediam da bondosa senhora, veio aquele marido comos olhos em lágrimas, sem seus óculos escuros e com sua bengala nas mãos. Chegou perto do caixão, beijou o rosto acariciando sua amada, disse em um tom apaixonante:

-"Como você é linda meu amor, eu te amo muito".

Ouvindo e vendo aquela cena um amigo que esta ao seu lado perguntou se o que tinha acontecido era milagre. Pois parecia que o velhinho parecia enxergar sua amada. O velhinho olhando nos olhos do amigo, apenas falou com as lágrimas rolando quente em sua face:

-Nunca estive cego, apenas fingia, pois quando vi minha amada esposa toda queimada e deformada, sabia que seria duro para ela continuar vivendo daquela maneira. Foram vinte anos vivendo muito felizes e apaixonados! Foram os 20 anos mais felizes de minha vida. E emocionou a todos os que ali estavam presentes.

CONCLUSÃO:

Na vida temos de provar que amamos! Muitas vezes de uma forma difícil... E, para sermos felizes, temos de fechar os olhos para muitas coisas, mas o importante é que se faça única e intensamente com AMOR!

Postado por Antonio Morais no Blog do Sanharol - Rede Blogs do Ceará

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30