xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 01/05/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

01 maio 2011

1º de Maio - Dia do Trabalhador - Magnólia Fiuza

"Meu Maio" - de Vladimir Maiakovski

A todos
Que saíram às ruas
De corpo-máquina cansado,
A todos
Que imploram feriado
Às costas que a terra extenua – Primeiro de Maio!
Meu mundo, em primaveras,
Derrete a neve com sol gaio.
Sou operário – Este é o meu maio!
Sou camponês - Este é o meu mês.
Sou ferro – Eis o maio que eu quero!
Sou terra – O maio é minha era!


Dia do Trabalho no Brasil

Até o início da Era Vargas (1930-1945) certos tipos de agremiação dos trabalhadores fabris eram bastante comuns, embora não constituísse um grupo político muito forte, dado a pouca industrialização do país. Esta movimentação operária tinha se caracterizado em um primeiro momento por possuir influências do anarquismo e mais tarde do comunismo, mas com a chegada de Getúlio Vargas ao poder, ela foi gradativamente dissolvida e os trabalhadores urbanos passaram a ser influenciados pelo que ficou conhecido como trabalhismo.
Até então, o Dia do Trabalhador era considerado por aqueles movimentos anteriores (anarquistas e comunistas) como um momento de protesto e crítica às estruturas sócio-econômicas do país. A propaganda trabalhista de Vargas, sutilmente, transforma um dia destinado a celebrar o trabalhador no Dia do Trabalhador. Tal mudança, aparentemente superficial, alterou profundamente as atividades realizadas pelos trabalhadores a cada ano, neste dia. Até então marcado por piquetes e passeatas, o Dia do Trabalhador passou a ser comemorado com festas populares, desfiles e celebrações similares. Atualmente, esta característica foi assimilada até mesmo pelo movimento sindical: tradicionalmente a Força Sindical (uma organização que congrega sindicatos de diversas áreas, ligada a partidos como o PDT) realiza grandes shows com nomes da música popular e sorteios de casa própria. Na maioria dos países industrializados, o 1º de maio é o Dia do Trabalho. Comemorada desde o final do século XIX, a data é uma homenagem aos oito líderes trabalhistas norte-americanos que morreram enforcados em Chicago (EUA), em 1886. Eles foram presos e julgados sumariamente por dirigirem manifestações que tiveram início justamente no dia 1º de maio daquele ano. No Brasil, a data é comemorada desde 1895 e virou feriado nacional em setembro de 1925 por um decreto do presidente Artur Bernardes.

Aponta-se que o caráter massificador do Dia do Trabalhador, no Brasil, se expressa especialmente pelo costume que os governos têm de anunciar neste dia o aumento anual do salário mínimo. Outro ponto muito importante atribuído ao dia do trabalhador foi a criação da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, em 01 de maio de 1943.

Fonte: wikipedia

Magnolia Fiuza Menezes - Blog do Sanharol - SP

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Vereadores cratenses visitam o Bairro Alto da Penha


AltoOs vereadores Florisval Coriolano (PTC) – Presidente da Câmara Municipal e Pedro de Alagoano (PSB) visitaram, na tarde desta quinta-feira, dia 28 de abril, o Bairro Alto da Penha, com o objetivo de constatar a situação da comunidade, após a participação no plenário da Câmara Municipal, na sessão ordinária, desta terça-feira, dia 28, do líder comunitário – Marquinho do Alto da Penha, quando o mesmo denunciou... Leia mais

Fonte: Câmara Municipal do Crato

A Frase do Dia - Dihelson Mendonça



"A coisa que os aproveitadores mais reclamam, é do egoísmo no mundo"

Dihelson Mendonça

Domingo, descanso semanal, e pouca movimentação na cidade...


Mas que semana cheia, hein ? Não sei vocês trabalharam tanto quanto eu, mas estou simplesmente "pregado". Nesta semana, em cada dia, eu escrevi mais de 40 postagens para o nosso jornal Chapada do Araripe, totalizando mais de 300 na semana, coisa que para uma pessoa só, significa ficar mais de 8 horas na frente de um computador, catando notícias, editando, diagramando...escrevendo, colhendo fotos, respondendo comentários. Tudo para que possamos impulsionar o projeto de um Jornal que venha a beneficiar a região do Cariri com as últimas notícias, e não só notícias, mas com crônicas, contos, um verdadeiro caldeirão que simbolize o pensamento, as artes e a cultura do cariri.

E o resultado não poderia ser melhor. O Jornal Chapada do Araripe, que andava meio "parado", com poucos acessos, deu um salto gigantesco, quando passou a ter mais de 1500 acessos por dia. Claro, que é muito menor que o Blog do Crato, que tem atingido picos de 5.000 a 6000 acessos por dia ( de Páginas no geral ), mas convenhamos, que para apenas uma semana dos novos trabalhos, já é um grande progresso. Tenho trabalhado incansavelmente no sentido de trazer até vocês, as últimas notícias, e nisso peço a colaboração de todos, para que enviem as notícias para que possamos divulgar. ( Envie para o e-mail blogdocrato@hotmail.com )

Muitas vezes, eu não tenho acesso aos acontecimentos do cariri, porque como disse, eu passo muito tempo organizando o jornal e o Blog aqui na redação, e isso impede que eu mesmo saia como repórter pelas ruas do Crato e do Cariri atrás das notícias. Não se pode ser o Goleiro e cobrar o Penalti ao mesmo tempo, não é meus amigos ? Por isso é preciso que as pessoas deixem de ser apenas leitores, e passem a nos trazer também as notícias do Crato e do Cariri para que possamos publicar aqui no Blog. Agradeço muito quem puder fazer isso.

Vejam os leitores que hoje, Domingo, temos pouco movimento, em razão de todo esse cansaço, e ainda bem que é dia de descanso, além do mais, ontem foi o dia do nosso show lá no Centro Cultural Banco do Nordeste, para uma platéia linda, de pessoas que estavam lá por realmente gostarem de música instrumental ( por sinal, mais tarde estarei trazendo as fotos do evento ). E após tanto trabalho, tanto esforço durante a semana, hoje foi um dia de breve descanso, pois ninguém é de ferro, nem mesmo Dihelson Mendonça, que faz o trabalho de 10 pessoas.

Mas aqui fica o meu chamamento a todos os nossos leitores, que passem pelo menos a nos dar a dica da notícia. Que custa escrever um pequeno E-mail, dizendo: "Dihelson, aconteceu um acidente aqui na esquina da Rua Tal com Rua tal..." ou "Hoje foi aberto um simpósio na URCA que trata disso e daquilo". É desses pequenos lembretes que estamos precisando. Nada de textos longos. Mas se quiserem divulgar uma reportagem, também estamos disponíveis.

Agradeço a todos vocês pela enorme audiência que temos alcançado nos últimos tempos. Vamos em frente, e que possamos fazer muito mais pelo Cariri.

Bom Domingo,
Bom Descanso.

Dihelson Mendonça

Coluna Armando Rafael -- Notícias do Cariri


Correndo atrás do prejuízo

Qual a cidade da conurbação Crajubar que mais destruiu sua memória e patrimônio arquitetônico? Segundo a arquiteta e urbanista cratense Ana Paulo Campos Gurgel, disparadamente foi o Crato. Ela tem razão. Todos os casarões existentes na Rua João Pessoa, (foto acima à dieita) Praça Siqueira Campos e alguns imóveis do século XIX localizados na Praça da Sé foram derrubados ou descaracterizados. Na Praça da Sé foi também destruído o monumento a Nossa Senhora da Assunção, construído por monsenhor Rubens Lóssio, na década 50 do século passado. Aniquilado também foi o conjunto arquitetônico colonial português do quarteirão da Rua Miguel Limaverde, (foto acima à esquerda) reduzido a pó na gestão do prefeito Walter Peixoto. Nessas destruições, em alguns casos falou mais alto a ganância comercial. Noutros, a mediocridade dos gestores públicos. Em todos ocorreu um mal injustificável e irreparável...

Barbalha é a exceção

No que se refere à preservação da memória e do patrimônio arquitetônico, Barbalha continua a servir de exemplo para toda a Região Metropolitana do Cariri. Atualmente, o sobrado existente na Rua da Matriz, nº 25, (foto ao lado) construído em 1859 pelo comerciante Antônio Manoel Sampaio, está passando por serviços de recuperação do reboco e pintura. Em 1976 esse imóvel já havia sido beneficiado por obras mais profundas de restauro e funcionou – durante alguns anos – como hotel. Após a conclusão das obras em andamento, vai abrigar a Secretaria de Cultura e Turismo e a Biblioteca Municipal de Barbalha. Numa segunda etapa a antiga senzala, ali existente, vai sediar o projeto Senzala Cultural.

Quem se habilita?

Alguém precisa dizer ao governador Cid Gomes que a imagem dele em Crato não anda lá essas coisas. É o mínimo, em termos de franqueza e lealdade, para com o operoso governador dos cearenses. E não é só por causa dos entulhos e pedras que continuam até hoje no leito do destruído canal do Rio Granjeiro. Três semanas atrás (precisamente em 9 de abril último), Cid Gomes participou do leilão que escolheu a construtora para executar a “meia-sola” naquela obra, dita “emergencial”. Era um sábado e o governador anunciou que “os serviços começariam na já próxima segunda feira, dia 11 de abril”. O que ainda se vê por lá, é o mesmo cenário deixado pela tromba d’água de 28 de janeiro, há 90 dias...

Do jeito que a coisa vai...

Além do mais, continuam paradas as obras da nova Cadeia Pública, no Barro Branco, iniciadas dentro de um convênio Estado-Prefeitura de Crato. Outras três grandes obras, iniciadas por Cid Gomes, encontram-se paralisadas: o Centro de Convenções e Negócios do Cariri; o Ginásio Poliesportivo da Urca e a Escola Profissionalizante Violeta Arraes. Esta última parou nas fundações. (na foto ao lado no estágio em que a obra se encontra). Segundo fonte do DER, a Construtora MFP, que ganhou a licitação para construir a escola profissionalizante não cumpriu o cronograma do projeto orçado em cerca de R$7 milhões. Não é nada, não é nada, mas esses três projetos citados e parados estão orçados em quase R$ 20 milhões. Segundo versão oficial eles estariam emperrados pela “burocracia” governamental... Seria este o mesmo motivo que está a emperrar algumas construções anunciadas para o Parque Ecológico do Fundão?

Nó difícil de desatar

Aliás, na sua última passagem por Crato, Cid Gomes ao ouvir a pergunta do jornalista Antônio Vicelmo sobre o motivo de o governo do Estado ainda não ter iniciado o Ginásio Poliesportivo da Urca, respondeu: “Tudo depende agora da própria Universidade”. Acontece que a ordem de serviço para iniciar aquela construção foi assinada em setembro do ano passado, com prazo de 300 dias para conclusão. O investimento – avaliado em R$ 3,8 milhões – nunca foi iniciado. A empresa que venceu a licitação não teve condições de executar o projeto. Foram convocadas as segunda e terceira colocadas na licitação, que também não demonstraram interesse em assumir mencionada obra...

Ingratidão mata?

Que os vereadores cratenses são ingratos em relação à memória de Dom Vicente Matos todo mundo sabe. O que poucos sabem é que o nome do maior benfeitor de Crato vai se tornando mais conhecido, a cada dia, em todo o Nordeste brasileiro. É a Justiça de Deus na voz da história! Esta semana o Centro de Expansão Dom Vicente Matos acolheu o bispo de Balsas, Maranhão, dom Enemésio Ângelo Lazzaris e os padres daquela diocese para um retiro espiritual. Todos ficaram conhecendo a obra gigantesca do terceiro bispo de Crato. Dom Enemésio, nascido em Santa Catarina, pertence à Congregação dos Filhos da Divina Providência – fundada por São Luiz Orione – mais conhecida como Orionitas. Antes de ser nomeado bispo de Balsas, dom Enemésio era o Vigário Geral dessa Congregação em Roma.

João Paulo II

Pelo menos num momento de sua abençoada existência, o Papa João Paulo II se referiu a Crato. Quem nos conta o episódio é o bispo emérito desta diocese, dom Newton Holanda Gurgel. Durante uma das visitas ad limina feita pelos bispos cearenses ao Vaticano, João Paulo II apontou para dom Newton e disse em claro português: “Este nunca saiu do Crato”. Dom Newton foi nomeado bispo-auxiliar e recebeu a sagração episcopal – em maio de 1979 – diretamente das mãos de João Paulo II, na Basílica de São Pedro em Roma. Aquele Papa também o designou, posteriormente, como 4º bispo diocesano de Crato. Oportuno lembrar que foi também João Paulo II quem nomeou (em 1993), dom Fernando Panico bispo de Oeiras-Floriano (PI) e depois o transferiu (em 2001) para Crato. A partir de domingo próximo, o Papa mais popular da história da Igreja Católica, passa a ser venerado como novo Beato. Poucas gerações tiveram o privilégio de assistir a uma solenidade igual a esta. Nos últimos dez séculos (ou seja, um milênio) é a primeira vez que um sucessor de São Pedro – no caso o Papa Bento XVI – beatifica seu antecessor.

Curtas

1 – O advogado e escritor José Peixoto Júnior, que é sócio do Instituto Cultural do Cariri e nascido em Caririzinho (lado pernambucano da Chapada do Araripe) vem de ser eleito para a presidência da Associação Nacional de Escritores - ANE, com sede em Brasília, para o biênio 2011 / 2013.

2 – A Fundação Casa Grande promoverá entre os dias 03 e 05 de junho de 2011, no Teatro Violeta Arraes, em Nova Olinda, a “Cariri – Mostra Musical Ibero-Americana”, um evento internacional com representantes de países de cultura ibero Americana, com o objetivo de fortalecer a aproximação do Brasil com os demais países latinos nas Américas e países da Península Ibérica na Europa.

3 - Dom Fernando Panico, que se encontra em Roma desde a última 2ª feira, participará no próximo domingo, na Praça São Pedro, no Vaticano, da solenidade de beatificação do Papa João Paulo II.

4 – Comentário ouvido durante a Malhação do Judas, no calçadão do Centro Cultural do Araripe (antiga Estação da Reffesa), em Crato: “Se fosse hoje, Judas Iscariotes não teria se enforcado. Bastava alegar que as 30 moedas que recebeu pela traição a Cristo eram do Caixa 2, proveniente de sobras de campanhas. Ou simplesmente dizer que “não sabia de nada”.

5 – O nome disso é “abuso”. No percurso de 20 km entre Barbalha e Missão Velha foram instaladas oito lombadas eletrônicas. Uma delas fica a menos de 500 metros de outra...

6 – Mais de R$ 220 bilhões foram arrecadados em impostos pelo Governo Federal, só nos três primeiros meses de 2011... Dessa dinheirama nada foi investido em novas obras. Só deu para fazer face às despesas obrigatórias, além de uma ajudazinha para cobrir o rombo da herança maldita deixada pelo governo anterior... São as voltas que o mundo dá...

Por: Armando Rafael

3 dos maiores instrumentistas Cearenses se encontraram na noite de ontem no CCBNB Cariri


Aconteceu na noite de ontem, 30 de Abril, o encontro de 3 dos grandes instrumentistas cearenses, em comemoração aos 5 anos do Centro Cultural banco do Nordeste Cariri. Mais detalhes e a cobertura fotográfica, logo mais, aqui no Blog do Crato.


Edições Anteriores:

Outubro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31