xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 18/04/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

18 abril 2011

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Aos 87 anos, homem que já é bisavô será pai novamente


Ítalo e Janete estão juntos há 23 anos e ela espera gêmeos. Aos 51 anos, ela está grávida pela primeira vez. Apesar dos riscos, a medicina proporciona cada vez mais possibilidades de casais em idade já avançada realizarem o sonho de serem pais. Juntos há 23 anos, Ítalo, de 87 e Janete, de 51, vão ter gêmeos. Ítalo já é avô e bisavô e sua mulher está grávida pela primeira vez.

Para a equipe médica que acompanha o caso, a gravidez foi um desafio e só foi possível através da técnica de fertilização in vitro. Segundo os médicos, as mulheres já nascem com um estoque limitado de óvulos e, depois dos 35 anos, eles vão perdendo a qualidade. Os especialistas afirmam que é comum que mulheres com mais de 38 anos tenham problemas para engravidar. Após os 40 anos, a mulher tem apenas 5% de chance de engravidar.

“Quis tentar tudo o que, no momento, a tecnologia podia nos oferecer. Tinha que ser um filho dele, que é o meu grande amor. E vou contar a história para os nossos filhos, da nossa história de amor", conta Janete. Já o homem produz espermatozóides diariamente e pela vida inteira. Através de uma tecnologia avançada, Ítalo fez um procedimento cirúrgico para a retirada dos espermatozóides, que foram selecionados com a ajuda de um microscópio capaz de ampliar a imagem em até 20 mil vezes. Dessa maneira foi possível escolher os melhores espermatozóides e injetá-los nos óvulos. De acordo com os médicos só depois da fecundação feita em laboratório os embriões são transferidos para o útero da mãe. Janete engravidou na segunda tentativa e está no terceiro mês de gestação.

Fonte: G1

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Quadrilhas juninas se preparam para festejos - Reportagem de Elizângela Santos


Cadeia produtiva dos folguedos de junho inclui 72 mil pessoas em todo o Estado. Neste total, 35 mil são dançarinos que dominam talento e criatividade nos movimentos. FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS. Cerca de 180 grupos de quadrilhas juninas do Cariri disputam o edital da cultura para realização das festas em junho.

Juazeiro do Norte. Um movimento que leva praticamente todo o ano de planejamento e execução de projetos para a realização das apresentações nos festivais. Com a finalidade de debater o fortalecimento dos quadrilheiros e toda a cadeia produtiva em torno dos grupos, foi realizado em Juazeiro o Fórum Cultural do Movimento Junino do Ceará, por meio da Federação das Quadrilhas Juninas do Ceará. Na região, é a segunda reunião, com participação de representantes de quadrilhas e secretários de Cultura de 12 Municípios.

A primeira aconteceu em Assaré. O edital de incentivo aos grupos já saiu. São dezenas concorrendo ao apoio. Das mais de 600 quadrilhas de todo o Estado, o Cariri entra com cerca de 180 grupos. Juazeiro do Norte atualmente reúne o maior número de grupos, com 40 quadrilhas, ficando atrás apenas da cidade de Campos Sales, com 23 grupos. Segundo o presidente da entidade, Kiko Sampaio, a finalidade do encontro não foi apenas discutir festivais, que se aproximam, mas toda a cadeia produtiva que mobiliza, segundo ele, 72 mil pessoas em todo o Estado. Esse número inclui 35 mil dançarinos, envolvidos num movimento espontâneo, da cultura, que gera cerca de R$ 45 milhões. Essa é a estimativa da federação, ao colocar o movimento de quadrilhas no patamar de relevância para a economia do Estado. Nos festivais comum um todo são movimentados R$ 20 milhões e as quadrilhas, especificamente, mais R$ 25 milhões. De acordo com a Federação, são 8 mil empregos sazonais gerados, incluindo desde músicos a costureiros. "São impactos sociais importantes", ressalta Kiko Sampaio.

Vários pontos foram apresentados pelos integrantes dos grupos da região, relacionados às dificuldades de levantar recursos para produzir o espetáculo. Kiko destacou a disponibilidade da federação de esclarecer aos grupos no sentido de produzirem os seus projetos para concorrerem ao edital. "A nossa meta foi apresentar ações que estão sendo desenvolvidas em todo o Estado e os eventos no Nordeste e Brasil", explica.

Ele ressalta a posição do Cariri em nível de Nordeste, com 25% das quadrilhas. São 670 grupos, 350 delas filiados à Federação. Nos meses de junho e julho, período que acontecem a apresentações, com os festivais municipais e intermunicipais, além do estadual, são cerca de 9.500 em todo Estado. Kiko foi eleito também presidente da União Nordestina de Entidades Juninas (Unej). Ele destaca a participação do Ceará e sua representatividade atual em nível de Nordeste. Mesmo com uma pequena participação junto à federação, o Cariri possui na entidade uma diretoria Regional, que tem à frente Gil Soares.

MAIS INFORMAÇÕES
Federação das Quadrilhas Juninas do Ceará
Rua Guilherme Rocha, 218, 6º andar - Fortaleza
Telefones: (88) 3253.1436/ 8852.6552

Elizângela Santos
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

Colaboradora do Blog do Crato e Chapada do Araripe OnLine

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Senador Eunício Oliveira parabeniza estudantes da URCA por premiação em exposição internacional

O Senador da República, Eunício Oliveira, em telegrama enviado ao Reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professor Plácido Cidade Nuvens, se congratula com a Instituição, pela premiação recebida do Comitê de Art Digital Art Awards Lumer Ex 2011, da Universidade de Bradajoz, Espanha, ao contemplar um grupo de alunos do Curso de Artes Visuais da Escola de Artes Violeta Arraes. Alunos participaram da famosa Exposição de Artes da Universidade de Badajoz, com mais 32 países, o que, segundo o Senador, bem demonstra a sua importância e magnitude.

A distinção, conforme o telegrama, deveu-se a importância atribuída pelo Comitê da Exposição de Badajoz 2011, ao curta metragem “Fertividade”, produzido pelos alunos do Curso de Artes Visuais, considerado de apreciável qualidade. “Por assim entender, o Comitê premiou a URCA com o convite para que o grupo de seus alunos participasse da Exposição 2011 de artes, promovida pela Universidade da Espanha”, diz o Senador. Para Eunício Oliveira, o convite ainda propiciou aos estudantes do Cariri visita a diversas cidades espanholas, famosas por suas conquistas no setor de artes visuais, o que significou aos jovens cearenses a oportunidade excepcional de conhecer as mais avançadas técnicas de artes visual e contemporânea.

Fonte: URCA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - URCA, OAB e órgãos parceiros promovem capacitação humana para policiais do Crato

Policiais do Ronda do Quarteirão e militares da 5ªCompanhia iniciaram ontem, em Crato, aulas por meio do Projeto de Formação e Cidadania, pioneiro no Estado. Serão ofertadas aulas desde controle emocional a relações interpessoais, conduta ética, técnica e legal. A mais nova Polícia instituída no Estado, o Ronda do Quarteirão, que atua na visão de integração comunitária, está no Cariri nos Municípios de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha e Brejo Santo.

Estão sendo capacitados apenas os policiais do Crato. O Ronda tem atualmente 67 agentes no Município. O projeto tem como proposta a realização de palestras que contemplem a necessidade dos participantes e forneça suporte para atuação no dia a dia de trabalho. Também serão tratados assuntos como "Stress - causas e consequências", "Conflitos - causas e soluções", "Missão e poder dos policiais". O projeto será desenvolvido nos meses de abril, maio e junho, com palestras a cada 15 dias. A palestra foi realizada no auditório do Núcleo de Práticas Jurídicas, para 40 policiais do Ronda do Quarteirão.

O trabalho é coordenado pela Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, Subsecção de Crato, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher Cratense (CMDMC) e Universidade Regional do Cariri (Urca). Segundo o tenente do Ronda do Quarteirão, Rubens Pereira Alves, essa é uma forma de adquirir experiência e também uma forma de repassar a vivência dos policiais. "Queremos também mostrar que as autoridades tem procurado atuar junto com a sociedade", ressalta.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB - Subsecção do Crato, Hermano José de Sousa, destaca a iniciativa pioneira no Estado, por meio do projeto, que tem a finalidade de contribuir com a formação e informação dos policiais. A iniciativa, segundo ele, busca chamar a atenção para um trabalho de capacitação continuada, para o exercício da profissão do policial no cotidiano. O trabalho envolve parcerias com várias instituições, mas Hermano afirma que nasceu dentro da Urca, por meio das Pró-Reitorias de Extensão e Desenvolvimento Universitário em conjunto com a Comissão de Direitos Humanos da OAB, no Crato. Na primeira fase serão realizadas oito palestras. Os mesmos assuntos serão levados aos policiais militares. Os participantes recebem certificados com carga horária de 40 horas.

O cabo José Wilton de Oliveira diz que o curso é importante, pois fortalece o que está relacionado ao procedimento do policial, que é a cidadania. "É uma oportunidade de reunir os órgãos de segurança do nosso Município, para termos as informações compartilhadas", completa.

MAIS INFORMAÇÕES Ordem dos Advogados do Brasil Subsecção do Crato, Avenida Perimetral Dom Francisco de Assis, S/N São Miguel, telefone: (88) 3523.1802.

Fonte: URCA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Centro de Interpretação e Educação Ambiental do Geopark é transferido para URCA

O Centro de Interpretação e Educação Ambiental (CIEA) do Geopark Araripe foi transferido para o Salão da Terra da Universidade Regional do Cariri (URCA). Toda a exposição estará aberta ao público a partir da próxima terça-feira, 19/04 e terá a duração de dois meses.

De acordo com a Coordenadora de Educação Ambiental do Geopark Araripe, Neuma Galvão, as peças foram transferidas com o objetivo de divulgar mais o Geopark Araripe na Universidade, em especial, com os alunos novatos. São réplicas de fósseis do período Cretáceo, de cerca de 100 milhões de anos, maquetes representativas dos nove geossítios e da Chapada do Araripe, peças esculpidas em madeira representando a flora e a fauna da região e arte em argila das irmãs Cândido, de Juazeiro do Norte, que contam a história da evolução da vida e da terra. Todos esses elementos estavam antes expostos no estande da URCA, localizado no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti.

A Pró-Reitora de Desenvolvimento Universitário (Produn) da URCA, Antônia Cileide de Araújo, informou que para dar segurança ao local, foi contratado um vigia. A exposição está sendo planejada por arquiteta. Na ocasião da abertura da exposição uma banda se apresentará para dar as boas vindas aos novos alunos. O Centro ficará aberto nos períodos da manhã, tarde e noite, durante o horário das aulas. (fonte: Assessoria de Comunicação Geopark Araripe)


Fonte: ASCOM - URCA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Ceará reduz mortalidade infantil e alcançará Meta do Milênio


No ano 2000 a taxa de mortalidade na infância era alta: 42,6 por mil nascidos vivos. Em 2007 o índice caiu para 30,5, a maior redução de todos os estados do país, segundo relatório divulgado por dois institutos, o Ipece (Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará e o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). O relatório é parte do Projeto Nacional de Localização dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Reduzir a mortalidade infantil em dois terços entre 1990 e 2015 é a meta 4 do Milênio estabelecida pela ONU (Organização das Nações Unidas). Com base na queda expressiva de óbitos infantis e nas ações desenvolvidas pelo governo do Estado para promover a saúde da criança, o relatório conclui que o Ceará vai alcançar essa meta.

Para atingir o Objetivo do Milênio até 2015 o Ceará precisa diminuir em mais 30% a taxa de mortalidade da infância. Um dos indicadores que contribui para que a meta se confirme é a Taxa de Mortalidade Infantil (TMI). Vem caindo ano a ano. A taxa de 2010 reforça a perspectiva de alcance da meta. Está em 11,3, bem inferior ao índice registrado em 2007, quando no Estado de cada mil crianças nascidas vivas 24,4 crianças morriam antes de completar 1 ano de vida.

O relatório do Ipece e do Ipea aponta o empenho dos gestores públicos em melhorar as condições de saúde das crianças como uma das principais fatores de redução da mortalidade infantil no Ceará. O relatório destaca os avanços no controle das doenças imunopreveníveis, a erradicação da paralisia infantil a redução significativa da difteria, coqueluche e sarampo. Esses resultados decorrem de ações de políticas públicas de promoção das ações básicas de saúde, como a imunização, o aleitamento materno, o controle das doenças diarreicas e das infecções respiratórias agudas. O relatório mostra que em 2003 o Ceará manteve o maior índice de amamentação do Brasil, com 65% das mulheres cearenses alimentando os filhos, exclusivamente de leite materno, pelo menos até os primeiros quatro meses de vida. Esse índice cresceu. Está em 73%, resultado, entre outros fatores, da ampliação do Projeto Hospital Amigo da Criança, que estimula os 10 passos do aleitamento.

Mais assistência especializada

Além da elevação do índice de amamentação, o Ipece e o Ipea enumeram outras ações do governo do Estado responsáveis pela a redução da mortalidade infantil: garantia de medicamentos essenciais, assistência especializada nos 34 hospitais-polo nas microrregiões. capacitação de agentes comunitários de saúde, ampliação da atenção básica, através do Programa Saúde da Família. "Todas esses ações são desenvolvidas numa parceria com os municípios, que foi fortalecida nos últimos anos e que estamos determinados em fortalecer para avançar ainda mais na garantia e qualidade de vida das crianças e das gestantes", afirma o secretário da saúde do Estado, Arruda Bastos. Ele lembra que "com a nova rede de assistência especializada à saúde em construção no Estado, incluindo três hospitais regionais no interior, 21 policlínicas regionais e 18 Centros de Especialidades Odontológicas, a atenção à saúde dos bebês e da mães será ampliada". No Hospital Regional Norte, que já fica concluído no segundo semestre deste ano, haverá uma unidade específica para atenção à saúde da mulher.

Quinta Meta do Milênio

Melhorar a saúde materna é o quinto Objetivo do Milênio estipulada pela ONU para melhorar a saúde das gestantes. A meta definida é reduzir em três quartos, entre 1990 a 2015, a razão de mortalidade materna. Para o Ceará alcançar a meta terá que chegar a razão, em 2015, de 20,44 óbitos por mil nascidos vivos. "Houve uma queda significativa nessa taxa, uma vez que , em 1998, para cada mil nascidos vivos, 93,74 mães morriam por complicações durante a gestação ou até 42 dias após o término da gestação. Já em 2007, percebe-se uma melhoria nesse indicador, com redução da razão para 62,76", conforme texto do relatório. O Ceará, destaca o relatório. tem procurado melhorar a saúde das gestantes, realizando 96,5% dos partos em hospitais, com acompanhamento de profissionais e, assim, diminuindo o risco de óbitos.

Assessoria de Imprensa da Sesa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Abertas inscrições para o programa Selo Município Verde

Já se encontram abertas no sede do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam) - Rua Oswaldo Cruz, 2366, Aldeota - as inscrições para os municípios que desejam participar do Programa Selo Município Verde. As prefeituras interessadas em participarem do certame poderão fazer suas inscrições, via internet, diretamente no site do Conpam: www.conpam.ce.gov.br. As inscrições estão abertas até o dia 6 de maio próximo. Não haverá prorrogação. Ano passado,139 cidades se inscreveram no Programa Selo Verde. Desse total, 29 municípios passaram pelas diferentes etapas de avaliação - inclusive, com equipe "in loco" em cada cidade selecionada, e após a obtenção dos critérios previstos em lei, conquistaram o direito de receber a certificação ambiental.

Uma das condições impeditivas de inscrever-se no programa é a cidade não dispor de Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, Condema. Até o momento 163 municípios no interior do Estado dispõem de Condemas. Aquelas que ainda não implantaram poderão fazê-lo, até o último dia de inscrição para participar do certame. É necessário o prefeito enviar à Câmara Municipal, mensagem com o respectivo projeto de lei criando o Condema. Com a aprovação da lei pelos vereadores e respectiva sanção prefeitural, após a 1ª reunião do Conselho, basta enviar cópia da lei (de criação do Condema) e xerox da ata da reunião, com as demais documentações, exigidas em lei, para o município inscrever-se no programa deste ano do Selo Verde.

Instituído pelo Governo do Estado no ano 2004 e este ano a promoção chega a sua 8ª edição. O governador Cid Gomes tem dado apoio a iniciativa, inclusive, no setor de capacitação de técnicos ambientais em âmbito municipal. Já quanto aos Planos de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, houve significativo saldo de 2007 de um para 174 cidades com seus respectivos planos.

É propósito do Presidente do Conpam, Paulo Henrique Lustosa da Costa, até o final do próximo ano, fechar o Estado com a instalação de Condemas em todas as cidades cearenses. Para tanto, ele tem mantido contatos com gestores municipais, no sentido de sensibilizá-los com vistas a enviar às Câmaras Municipais a proposta de criação dos Condemas. Com essa iniciativa as comunidades se engajam no trabalho de preservação do meio ambiente e juntamente com os órgãos públicos, sejam federais, estaduais e municipais levam a uma maior conscientização da importância do meio ambiente no cotidiano das pessoas, de cujo principal beneficiado é a própria população.

Coordenadoria de Comunicação do Conpam

Histórias de vida, um livro - Emerson Monteiro


Com este subtítulo e o título de O voo do zabelê, às 19h30 desta terça-feira, 19 de abril de 2011, o advogado José Vanderlei Landim trará ao público leitor caririense o seu primeiro livro, isto nas dependências do Rotaty Club, no Parque Grangeiro, em Crato.

Obra de cunho etnográfico e memorialista, reúne vivências do escritor durante uma trajetória rica de ocasiões dignas e saborosas, através de estilo espontâneo e correto. Em textos claros, mosaicos de estudos, viagens, rotinas profissionais, amizades adquiridas pelo mundo, lugares, travessuras, instantes familiares, esse autor contextualiza páginas que o Pe. Raimundo Elias Filho avalia qual um legado que fica não somente para os seus filhos e netos, mas, igualmente, à disposição de todo e qualquer ser humano de boa vontade, capaz de aprender com outro ser humano. A força da escrita sempre condicionará as melhores tradições pessoais nas mãos dos que nutrem essa verve de proporção infinita da literatura. Cantar os valores eternos da vida, os dotes do aprendizado, as riquezas do inesperado e das conquistas individuais, pela mágica das palavras a formularem sentidos e montar circunstâncias na transmissão dos conceitos e pensamentos naturais dos indivíduos.

Vanderlei Landim resolveu, pois, partilhar sua herança intelectual no tanto que arrecadou das tantas estradas percorridas, e trabalhou, no livro, os painéis interioranos e heróicos de um sertanejo a braços com a civilização urbano-industrial, indo longe nas suas disposições. Saído de Brejo Santo, Ceará, ligado às histórias do interior desconhecido, estendeu redes às plagas europeias, de onde colheu jóias que transportou ao belo trabalho gráfico editado pela Diz Editoração e confeccionado pelas oficinas da Expressão Gráfica, da Capital cearense.

Landim esquadrinhou planos diversos até consolidar o saber que ora repassa aos seus contemporâneos. Estudou em Triunfo, Pernambuco, com frades franciscanos; depois no Seminário Santo Antônio, Ipuarana, Campina Grande, na Paraíba; e em Fortaleza, até se bacharelar em Direito pela Universidade Federal do Ceará, em que fez ainda curso de Desenvolvimento Econômico. Seguiu à Europa, e na França estudou na Escola Prática de Altos Estudos, Sorbonne, Universidade de Paris. Além de outras funções, foi professor do curso de Direito da Universidade Regional do Cariri e Juiz Federal do Trabalho, em Sergipe. José Vanderlei Landim repassará o produto da venda deste seu trabalho literário à Sociedade Lírica do Belmonte, SOLIBEL, instituição criada pelo Pe. Ágio Augusto Moreira para propagar a boa música entre os habitantes do sopé da Serra do Araripe, no município cratense.

Todos os apreciadores da arte e da cultura acham-se, pois, convidados a esta solenidade, quando ocorrerá a noite de autógrafo de O voo do zabelê.

Meu Bairro: São Miguel...O Começo do Mundo é Aqui,o Final é na China - Wilson Bernardo.


É muito difícil registrar os bairros da Cidade do Crato, pois são tantas peculiaridades que pra quem fotografa é muito doloroso. O bairro São Miguel é um dos que mais tem crescido; Universidade,restaurantes, hipermercados, rodoviária, combustíveis, farmácias, emfim, tem crescido e se ajustado aos novos tempos do urbanismo. Mas o meu propósito aqui é mostrar o outro lado do bairro meio que esquecido, mas extremamente humano e aconchegante, retratar o ser humano é revitalizar e personalizar os lugares e suas características. Na beira da linha não se tem muro nos quintais, as pessoas se reúnem, e jogam conversas ao vento vendo o metrô e seus destinos de historias, segurem linhas continuas, as crianças se divertem e recriam seus imaginários na formação futura dos cidadãos do futuro. Ainda tem muito o que se mostrar mas a identidade de um povo não se faz com capitais,mas com uma boa vizinhança, que se possa fuxicar e trocar de vez enquanto uma xícara de açúcar, pelo uma pitada de colorau e catar o arroz da mistura na calçada de casa vendo e sabendo da vida alheia...Drummond estava certo, eita vidinha besta boa danada!


Igreja de São Miguel e criançada a espera do toque do inicio das aulas


Avenida que da acesso a Cidade de Juazeiro do Padre Cícero do Crato


Rua paralela a linha do Metrô e crianças na linha indo para a escola...Mínimo na linha o trem
pega!

Ver o peso e o velho comercio de periferia que alimenta cadernos de vale


Eita vida besta,ver a vida passar e sentir a felicidade de poder ser livre de conversas fiadas


Os caminhos sempre levam ao futuro promissor


E sentir a liberdade de ser criança sem os compromissos do mundo capital


Wilson Bernardo (Texto & Fotografia)

Quarenta anos do assassinato de Mario Kosel Filho - Publicado por Antonio Sávio


Mário Kosel Filho nasceu em 6 de julho de 1949, em São Paulo. Era filho de Mário Kosel e Therezinha Vera Kosel. Tinha uma irmã, Suzana Kozel Varela, e um irmão, Sidney Kozel, com 14 anos de idade. Seu pai era gerente na Fiação Campo Belo, onde ele também trabalhava, antes de ingressar no Exército. À noite, freqüentava as aulas no Instituto de Educação Ênio Voss, no Brooklin. Cursava o antigo colegial. Era muito prestativo, gostava de ajudar a todos, principalmente os mais necessitados. Tomava parte do Grupo Juventude, Amor, Fraternidade, fundado pelo padre Silveira, da Paróquia Nossa Senhora da Aparecida, no bairro de Indianópolis, do qual faziam parte mais de 30 jovens. O símbolo do grupo, uma rosa e um violão foi idealizado por Mário Kozel, que era carinhosamente chamado de Kuka.

Aos 18 anos teve que deixar de freqüentar as aulas e de trabalhar para iniciar, nas fileiras do Exército, o serviço militar obrigatório. Foi designado para a 5ª Companhia de Fuzileiros do segundo Batalhão, no 4º Regimento de Infantaria , Regimento Raposo Tavares, em Quitaúna. No quartel, a partir de 15 de janeiro de 1968, passou a ser o soldado nº 1.803. Soldado exemplar. Durante sua vida militar cumpriu o seu dever com o Exército e com o Brasil.

Na madrugada fria e nublada do dia 26 de junho de 1968, no Quartel General do II Exército, o silêncio e a tranqüilidade eram visíveis. Oficiais, sargentos e soldados dormiam e descansavam. Nos seus postos, as sentinelas estavam atentas, zelando pela vida de seus companheiros e protegendo as instalações do QG, pois o período era conturbado. As guaritas estavam guarnecidas por jovens soldados que, aos 18 anos, cumpriam com o dever, prestando o serviço militar obrigatório. Todos pertenciam ao efetivo do 4º RI e se apresentaram nos primeiros dias de janeiro. Entre eles, Mario Kosel Filho. Tinham portanto seis meses de instrução e de serviço nas fileiras do Exército.

Durante a instrução, eram continuamente alertados a respeito da situação que o país atravessava. Sabiam que nessas ocasiões os quartéis são muito visados, como possíveis alvos para as ações terroristas. Além disso, todos foram alertados e souberam dos detalhes do assalto ao Hospital Militar, quatro dias antes, pois as vítimas eram seus colegas do 4º RI, unidade do Exercito onde servia Lamarca, que já pertencia à Vanguarda popular Revolucionária - VPR-, organização terrorista autora do assalto e uma das mais violentas.

Quando o soldado Mário Kosel Filho e seus colegas assumiram o serviço de guarda no Quartel General do II Exército, hoje Comando Militar do Sudeste, no Ibirapuera, em São Paulo, foram instruídos quanto aos procedimentos em caso de um ataque às instalações do quartel. Todos estavam tensos e ansiosos. Mal sabiam que um grupo de dez terroristas, entre eles duas mulheres, rodavam em um pequeno caminhão, carregado com 50 quilos de dinamite, e mais três Fuscas, na direção do QG. Tinham a missão de causar vítimas e danos materiais ao Quartel General. Tinham por objetivo a propaganda da luta armada. Por medo e por covardia, não tiveram a coragem de atacá-lo de outro modo que não fosse por um ato de terror.

Fanatizados, seguiam os ensinamentos de seu líder, Carlos Marighella que, no seu Minimanual dizia: “O terrorismo é uma arma a que jamais o revolucionário pode renunciar.” “Ser assaltante ou terrorista é uma condição que enobrece qualquer homem honrado.” .

Às 4h30, a madrugada estava mais fria e com menos visibilidade. Nessa hora, uma sentinela atirou em uma caminhonete, que passava na Avenida Marechal Stênio Albuquerque Lima, nos fundos do QG, e tentava penetrar no quartel. Desgovernada, batera, ainda na rua, contra um poste. As sentinelas viram quando um homem saltou desse veículo em movimento e fugiu correndo. O soldado Edson Roberto Rufino disparou seis tiros contra o veículo.

Mario Kosel Filho , com seu desejo de ajudar o próximo, pensando que se tratava de um acidente de trânsito, saiu do seu posto com a intenção de socorrer algum provável ferido. Ao se aproximar, uma violenta explosão provocou destruição e morte num raio de 300 metros. Passados alguns minutos, quando a fumaça e a poeira se dissiparam, foi encontrado o corpo do soldado Kozel totalmente dilacerado. O coronel Eldes de Souza Guedes, os soldados João Fernandes de Souza, Luiz Roberto Juliano, Edson Roberto Rufino, Henrique Chaicowski e Ricardo Charbeau ficaram muito feridos.

Os danos no QG foram muito grandes. Consumava-se mais um ato terrorista da Vanguarda Popular Revolucionária - VPR. No atentado foram utilizados três automóveis Volkswagen Fusca e uma camionete. O atentado só não fez mais vítimas porque o carro-bomba não conseguiu penetrar no Quartel-General por ter batido em um poste. O soldado Mário Kozel Filho morreu no cumprimento do dever . Em decreto de 15 de julho de 1968, foi admitido no grau de Cavaleiro da Ordem do Mérito Militar, no Quadro Ordinário do Corpo de Graduados Efetivos da Ordem Post-Morten, pelo Presidente da República na qualidade de Grão-Mestre da Ordem do Mérito Militar. Em conseqüência desse decreto, foi promovido post-morten à graduação de 3º Sargento. (...).

Participaram da ação os seguintes terroristas: Waldir Carlos Sarapu, Wilson Egídio Fava, Onofre Pinto, Diógenes José de Carvalho Oliveira, José Araújo Nóbrega, Osvaldo Antônio dos Santos, Dulce de Souza Maia, Renata Ferraz Guerra de Andrade, José Ronaldo Tavares de Lira e Silva, todos da VPR e Eduardo Collen Leite integrante da Resistência Democrática - REDE, outro grupo guerrilheiro. Somente em 20 de agosto de 2003, por meio da lei federal nº 10.724, a família de Mário Kosel foi indenizada com uma pensão mensal de R$ 300,00 e depois aumentada para R$ 1.140,00, pela lei federal nº 11.257 de 27 de dezembro de 2005. Em 2005, os deputados Elimar Máximo Damasceno e Jair Bolsonaro apresentaram um projeto de lei, na Cãmara dos Deputados, que inscreve o sargento Mário Kozel Filho no Livro dos Heróis da Pátria. Este projeto continua esquecido em alguma gaveta daquela casa de representantes do povo.

Observação do site: Inversão de valores: O senhor Diógenes José Carvalho de Oliveira recebeu de atrasados R$ 400.337,73 e mais uma pensão mensal vitalícia, livre de imposto de renda, no valor de R$ 1627,72 . Quem é Diógenes José Carvalho de Oliveira? Ninguém mais, ninguém menos que um dos 10 terroristas que mataram o soldado Mario Kosel Filho e destroçaram sua família e esse foi apenas um dos inúmeros crimes que ele, conhecido como " Diogenes do PT", cometeu - ver no site www.averdadesufocada.com , o artigo " Inversão de Valores". Por todos os seus inúmeros crimes, a Comissão de Anistia e o Ministro da Justiça, Tarso Genro, resolveram premiá-lo com uma belíssima aposentadoria , livre de Imposto de Renda e com atrasados que lhe proporcionarão uma vida tranquila, ao contrário dos familiares de suas vítimas . Assim como Diógenes do PT, milhares de outros militantes também foram beneficiados com polpudas indenizações. Somente em 20 de agosto de 2003, por meio da lei federal nº 10.724, a família de Mário Kosel foi indenizada com uma pensão mensal de R$ 300,00 e depois aumentada para R$ 1.140,00, pela lei federal nº 11.257 de 27 de dezembro de 2005. A grande maioria da mídia dedica reportagens aos mortos da esquerda que lutaram para implantar uma ditadura leninista-marxista no país. Vejamos se lembrarão dos 40 anos desse atentado bárbaro "em nome da liberdade", como eles mentirosamente apregoam. O mesmo acontece no Congresso Nacional e nas Câmaras Municipais, que homenageiam frequentemente personagens como Marighela, Lamarca, Luiz Carlos Prestes, Olga Benário, Elza Monerat, Apolônio de Carvalho e tantos outros. Será que farão uma homenagem , por mais singela que seja, a esse jovem no Congresso, ou na Câmara Municipal de São Paulo, ou no próprio Comando Militar do Sudeste? Será que a mídia vai lembrar de fazer uma reportagem relembrando aos brasileiros esse crime bárbaro? Aos familiares dessas vítimas, esquecidas, pelas autoridades, o nosso desejo de que a sociedade brasileira lhes faça justiça e resgate aos seus familiares a certeza de que não serão esquecidas. Eles perderam a vida no confronto com seus verdugos, que embora derrotados, exibem, na prática, os galardões de uma vitória bastarda, urdida por um revanchismo odioso. A essas vítimas o reconhecimento da democracia e a garantia da nossa permanente vigilância, para que o sacrifício de suas vidas não tenha sido em vão.

Fontes: www.averdadesufocada.com
Publicado por Antonio Sávio

QUINTA DA PAIXÃO - no Pink Floyd Bar


Na Semana Santa vamos viver a paixão de uma forma diferente. Com a alegria da música e do encontro. Com a alegria de podermos viver esse momento na sua plenitude. Essa é a proposta que a produtora Sertão Pop criou, em parceria com o Pink Floyd Bar, para unir as pessoas em um evento também de união da região do Cariri através da música, com profissionais das cidades de Crato, Juazeiro e Barbalha. O evento terá a participação especial das bandas: Suzane & Lucas (POP-ROCK de Barbalha), Banda Hollywood (toca sucessos das propagandas dos cigarros Hollywood) e a Nightlife (ROCK-POP, anos 79, 80 e 90).

Kaika Luiz

Clube Recreativo Grangeiro:1º Torneio de Tiro Com Carabina de Pressão-Wilson Bernardo.


O Clube Recreativo Grangeiro promove seu primeiro torneio de tiro com carabina de pressão.
O Blog do Crato esteve lá e fez uma pequena cobertura fotográfica. O torneio teve uma participação tímida de aficionados pela arte do tiro ao alvo. Espera-se outros torneios, com um maior numero de participantes,demonstrando assim de que se pode praticar tiro com responsabilidade, repensando o papel do homem dentro de uma sociedade sem violência,mas com atitudes. A pratica do tiro é secular, esporte que tem como um dos princípios, a terapia de aliviar as pressões do dia a dia das grandes cidades.


concentração e controle da respiração


para um bom tiro bem no alvo


Sensibilidade a flor da pele e muita pressão no gatilho do disparo


Mirar e acertar o alvo principal...Não a violência banal do caos urbano


por dentro da luneta a arte de fazer do tiro um tiro mortal


Enfim...Refazer do tiro um alvo a favor da vida sem armas.


Wilson Bernardo (Texto & Fotografia)

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31