xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 14/03/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

14 março 2011

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Comitê da FIFA realiza vistorias aos campos de treinamento


Para finalizar a maratona de vistorias aos locais que poderão ser potenciais Campos Oficiais de Treinamento (COT) das seleções na Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, o secretário Especial da Copa, Ferruccio Feitosa, recebe, nestas terça e quarta-feiras (15 e 16), integrantes do Comitê Organizador Local (COL). A comitiva será formada por Frederico Nantes, gerente de Competição e Serviços às Equipes, pelos consultores de estádios do COL, Carlos de La Corte, e João Pedro Caetano, pela agrônoma Maristela Kuhn, consultora de gramados, e por Renato Rolim, do escritório de acomodações da FIFA.

As visitas terão início na terça-feira (15) nos Centros de Treinamento Alcides Santos (Fortaleza Esporte Clube), Alencar Pinto (Ceará Sporting Club), Elzir Cabral (Ferroviário Atlético Clube) e Presidente Vargas. Na quarta-feira, dia 16, as vistorias serão no Centro de Treinamento Esportivo do Nordeste (Ceten), em Itaitinga, na Universidade de Fortaleza (Unifor) e no Antônio Cruz (Uniclinic). “Essa escolha foi feita com base nas exigências do Comitê que pede que os Centros fiquem, no máximo, a 20 minutos da Rede Hoteleira e a 60 minutos do Aeroporto” explica o Secretário Especial Da Copa 2014, Ferruccio Feitosa.

Conforme protocolo da COL/FIFA, as vistorias não serão abertas à imprensa, com exceção de imagens feitas à distância mediante indicação prévia do local pela Assessoria de Comunicação. Restritas aos técnicos e coordenadores do Estado e Prefeitura Municipal serão analisados os gramados e instalações dos locais, como vestiários e salas de musculação. “Acreditamos que todos os sete indicados cumprem tais exigências", reforça Ferruccio Feitosa.

Fortaleza é a última das 12 cidades-sede do Mundial de 2014 no Brasil a receber a comitiva do COL/FIFA. Ao final das visitas, será produzido um relatório que definirá os locais indicados para serem Campos Oficiais de Treinamento (COTs) que serão utilizados pelas seleções antes dos jogos oficiais para um treino na cidade.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Japão pede ajuda para evitar desastre nuclear em Fukushima


R
isco de contaminação fez 80 mil pessoas que moram a até 20 quilômetros de usina deixarem casas. A Marinha americana diz que detectou elevação mínima dos níveis de radiação, a 160 quilômetros da costa japonesa. O governo do Japão pediu, nesta segunda (14), ajuda aos Estados Unidos e à Agência Internacional de Energia Atômica para evitar um desastre nuclear na usina de Fukushima, atingida pelo terremoto da semana passada. O número oficial de mortos é de quase 1,9 mil, mas as autoridades dizem que pode chegar a 10 mil, principalmente por causa das ondas gigantes, que arrasaram cidades costeiras.

A toda hora surgem novas imagens de como foi o tsunami devastador de sexta-feira (11). Uma equipe de reportagem japonesa registrou o momento em que o asfalto começou a ceder, em Miyagi. As sirenes deram o alerta para as ondas gigantes. A equipe correu para um lugar seguro e mostrou como a água invadiu a cidade. Casas inteiras foram levadas pela correnteza.

Nesta segunda, as autoridades disseram que 2 mil corpos foram encontrados na região.

Fonte: G1

Chernobyl se torna uma cidade fantasma 25 anos após desastre nuclear


O Perigo sempre constante da energia Atômica


NE - Quem nao se lembra do acidente nuclear na cidade de Chernobyl, na Ucrânia em 1986 ? Nesta excelente reportagem do G1, a lembrança de fatos que poderão se repetir, enquanto a ameaça atômica estiver sempre presente. Com os recentes acidentes de reatores nucleares no Japão, talvez seja tempo de revermos nossas posições acerca da exploraçao e uso da energia atômica, e buscar soluções alternativas não poluentes ao meio ambiente.

Perto da usina, o cenário é desolador: não há vegetação, não há vida. O então governo soviético admitiu 15 mil mortes, mas, pelas contas de organizações não governamentais foram pelo menos 80 mil vítimas. O desastre em Chernobyl, na Ucrânia, foi o mais grave da história. O enviado especial Marcos Losekann visitou a área da usina 25 anos depois. A velha placa permanece intacta: “Bem vindos a Chernobyl”, ou Chernóbyl, como os ucranianos falam. Independentemente da pronúncia, essa palavra virou sinônimo de desastre atômico.

Foi no dia 26 de abril de 1986. Uma falha no resfriamento causou a explosão do reator, mas as autoridades levaram 30 horas para orientar a população a sair, tarde demais: o então governo soviético admitiu 15 mil mortes, mas, pelas contas de organizações não governamentais foram pelo menos 80 mil vítimas. Um exército de operários, sem equipamento apropriado, passou seis meses construindo uma estrutura de isolamento sobre o reator. Nenhum trabalhador sobreviveu.

Após 25 anos, os níveis de radiação baixaram e o governo da Ucrânia abriu a área para a visitação. Na cidade abandonada, a cena é fantasmagórica: as construções ainda guardam os símbolos do regime soviético, que controlava a vida e a morte das pessoas.

“Há muito o que aprender aqui”, diz um turista americano. Um parque de diversões nem chegou a ser inaugurado e nenhuma criança jamais brincou nele. As crianças que tiveram a sorte de escapar com vida foram embora, deixando tudo para trás, inclusive as máscaras contra gases. Perto da usina, o cenário é desolador: não há vegetação, não há vida.

O posto mais próximo da velha usina que civis são autorizados a chegar desde 1986 fica a apenas 200 metros do chamado sarcófago, uma gigantesca cobertura de pedra e concreto que selou o reator número quatro de Chernobyl para sempre. Após 25 anos, a radiação no local está acima de 250 microrroentgens, o sistema que mede a radioatividade nuclear: 10 vezes mais do que o normal para os seres vivos. Por isso, só é possível ficar no local, no máximo, por 15 minutos.

Tempo suficiente para reflexão: “É triste ver tudo isso, mas necessário”, diz o turista. “Temos que ter consciência de que as invenções humanas podem dar errado às vezes”. Antes de deixar a região onde fica a usina de Chernobyl, os visitantes devem passar por uma máquina detectora de radiação. É o momento crucial da visita. A máquina percebe, analisa o corpo. Se está tudo bem, o portão abre e o visitante está livre para seguir tranquilo.

A usina fica para trás. No trajeto para fora do complexo contaminado, surgem imagens de esperança. Apesar da alta contaminação a que foi exposta no último quarto de século, a vida em Chernobyl insiste em ser mais forte.

Fonte: G1

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Na capital líbia, moradores se conformam com vitória de Gaddafi


Os negócios nunca estiveram tão bons para Abdul Basit Sawaan, gerente de uma loja que vende fardas para apoiadores do ditador líbio, Muammar Gaddafi. Se no leste do país os rebeldes enfrentam ferozmente as tropas governamentais, em Trípoli, a capital, muita gente como Sawaan já aposta numa vitória do veterano governante, no poder desde 1969. Falando sob um grande retrato do líder, Sawaan disse que sua empresa recebeu um impulso inesperado no mês passado, quando apoiadores de Gaddafi se reuniram na sua loja para comprar equipamentos do Exército.

"Há muitos voluntários querendo lutar contra os terroristas", disse Sawaan, enquanto assistentes levavam coturnos e fardas cáqui para dentro da loja. "Tenho certeza de que Gaddafi vai vencer." Depois de perder para os rebeldes o controle sobre partes da Líbia, o Exército de Gaddafi, com ajuda de milicianos e civis armados, faz nos últimos dias rápidos progressos nos territórios dos insurgentes.

Em Trípoli, as ruas são patrulhadas por temíveis milícias, e muitos parecem estar silenciosamente resignados com a permanência de Gaddafi. E, como muitas empresas dependem do sistema vigente, o conceito de invencibilidade de Gaddafi, cultivado ao longo das décadas, parece estar bem vivo. A vasta máquina líbia da propaganda estatal atrai multidões às ruas de Trípoli para criar uma impressão de apoio esmagador ao dirigente. A praça Verde, no centro da capital, parece agora receber uma interminável manifestação de apoio a ele, com frequente presença de bandas de música, fogos de artifício e pessoas com bandeiras.

"Só queremos Gaddafi", disse Fatima Abu Humeida, que se dirigia a uma manifestação na companhia de duas amigas que levavam retratos do líder. As tentativas de jovens líbios de realizar protestos em Trípoli, seguindo o modelo de bem sucedidos levantes populares nos vizinhos Egito e Tunísia, foram violentamente reprimidas. Bairros inteiros, como o de Tajoura, tentaram desafiar o regime, montando barricadas e realizando protestos. Agora, no entanto, sua determinação parece ter sido esmagada.

"Gaddafi vai tomar Benghazi [principal reduto rebelde, no leste] em uma, talvez duas semanas. Não é como antes. Olhamos para o Egito. Foi emocionante", disse o universitário Ferat. "Agora mudou, e todos estão em casa." Trípoli, onde vivem 2 dos 7 milhões de habitantes da Líbia, parou no mês passado, quando os rebeldes avançavam rapidamente no leste. Agora, a cidade voltou ao seu burburinho habitual nas ruas e cafés. Mas a produção de petróleo do país continua reduzida, e relatos de escassez de comida e remédios em outras regiões deixam no ar um clima palpável de nervosismo e insegurança. Muitos acreditam que os distúrbios ainda poderão voltar a qualquer momento. "O problema é a economia. Eles estão derrotando as pessoas, mas isso não significa realmente que haverá paz", disse Mohammed Ibrahim, gerente de um restaurante em Trípoli. "Se Gaddafi não criar empregos e gerar investimentos, a Líbia não ficará estável. Haverá uma grande quantidade de jovens com raiva e que podem aderir a grupos como a Al Qaeda."

DA REUTERS, EM TRÍPOLI

Brasil na Contramão do Mundo - Continua programa para explorar energia Atômica


Nota do Editor - Nossos cientistas são os mais inteligentes do planeta. Enquanto as nações desenvolvidas agora, em face dos recentes acidentes atômicos no Japão pensam seriamente em parar seus programas nucleares, o Brasil segue na contramão do mundo, e deseja continuar.

Tragédia do Japão - Apesar das tragédias envolvendo usinas nucleares no Japão, precipitadas por conta do terremoto e do tsunami que atingiram o país na última semana, o Brasil irá manter sem alterações o seu programa nuclear, afirmou nesta segunda-feira o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.

"Não. Nós temos nenhuma necessidade, penso eu, de revisão, a não ser aprender com o que aconteceu lá, alguns procedimentos que possam ser aprendidos para serem utilizados no futuro. As dificuldades que as usinas lá tiveram as nossas não terão, pois têm uma proteção maior", afirmou Lobão. Segundo o ministro, quando foram construídas as usinas nucleares em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, já houve uma grande preocupação com a atividade das marés. "Quando foram construídas as usinas em Angra, houve uma avaliação do comportamento das marés sobre o que podia acontecer num período de mil anos. Ergueu-se uma barreira no mar, um anteparo, para essa possibilidade", afirmou.

"Portanto, não temos razão e motivação nenhuma para preocupação maior. Vamos prosseguir com nosso programa. As nossas usinas foram construídas dentro da melhor tecnologia existente, ainda é muito boa. Os próprios técnicos dizem que as usinas japonesas estavam sujeitas a algumas vulnerabilidades que as nossas não estão. Não temos nenhuma razão para duvidar da excelência das usinas nucleares", afirmou. Lobão disse ainda que acidentes sempre são possíveis, relembrando os ocorridos em Chernobyl, na Ucrânia (abril de 1986), e Three Mile Island, nos Estados Unidos (março de 1979). "Acidentes existem em todos os setores da vida", minimizou Lobão. 'O que aconteceu no Japão também foi uma tragédia", disse.

MÁRIO SÉRGIO LIMA DE BRASÍLIA ( folha.com )

Polícia interrompe perseguição a assaltantes por falta de combustível


P
oliciais do município de Senador Pompeu, no Sertão Cearense, a 273 quilômetros de Fortaleza, interromperam na madrugada desta segunda-feira (14) uma perseguição a dois suspeitos de assalto por falta de combustível no veículo da Polícia Civil. De acordo com o relatório enviado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), uma mulher e um homem invadiram a residência de um mototaxista de 67 anos de idade, no bairro Alto do Cruzeiro, e levaram aparelhos celulares e roupas. Segundo ainda o relatório, o veículo VTR1452 iniciou a perseguição, mas “foi baixado por falta de combustível”. Os assaltantes, claro, conseguiram fugir.

VAMOS NÓS – Policiais das companhias do Interior têm denunciado na mídia a falta de condições para investigações e prisões de bandidos.

Via Eliomar de Lima

Espaço do Leitor - Porque as Obras no Crato estão Paralisadas ? - Por Duda Telles


Cobranças ao Governo do Estado - Obras Paralisadas no Crato

Dihelson, o senhor poderia postar essas indagações que tenho???

A população do Crato precisa saber o que está acontecendo com as obras de responsabilidade do Governo do Estado no nosso Município:

1.) CENTRO DE CONVENÇÕES: Paralisada em setembro de 2010
2.) GINÁSIO COBERTO DA URCA: Paralisada em novembro de 2010.
3:) ESCOLA PROFISSIONALIZANTE: Deveria ser Inaugurada em novembro de 2010, Encontra-se sem data para a inauguração
4) PRAÇAS CENTRAIS DO CRATO, Projeto em analise dede 2005
5) ENCOSTA DO SEMINÁRIO. Projeto em analise desde de 2005
6) ESTRADA DA SANTA FÉ. Projeto em analise dede fevereiro de 2009
7)OBRAS EMERGENCIAIS DO CANAL DO RIO GRANJEIRO. em 18 de fevereiro o ministério da integração nacional autorizou o credito de R$ 4.000.000,00 na conta da Prefeitura. Em 21 b de fevereiro o mesmo Ministério anulou o crédito da conta da Prefeitura e mandou creditar o mesmo valor na conta do Governo do Estado, conforme publicações no diário oficial da união. Até a presente data nada foi construído.
8) POLICLÍNICA A que seria construída no Crato foi transferida para o Município de Campos Sales
9)EXPÔ-. Em 14 de julho de 2009 conforme audiência pública presidida pelo representante do Ministério Públicoi entregue ao representante do Governo do Estado, pela Prefeitura estudos para construção do novo parque no valor de R$ 25.000,000,00- até hoje o Governo do Estado não se manifestou.
10) ATERRO SANITÁRIO. Os Prefeitos dos Municípios de Farias Brito e Caririaçu, aceitam a construção dessa obra naqueles municípios. O Governo do Estado insiste em construir o referido aterro no Município do Crato, mesmo os tecnos da prefeitura provando que o solo do nosso município é improprio para a construção de aterro sanitário.

Pergunta-se: porque o Governo do Estado está agindo dessa forma. A quem interessa essa situação? cabe ao povo do Crato refletir e tirar a sua conclusão.

Por: Duda Telles

O Texto mais verdadeiro sobre o Carnaval - Rachel Sherazade


"Os policiais estão em peso nas festas para garantir a ordem durante o carnaval, e, no dia a dia, falta segurança para o cidadão de bem exercitar o simples direito de ir e vir. Alguém já parou para calcular o quanto o estado gasta para socorrer vítimas de acidentes causados por foliões embriagados? Quantos milhões são pagos em indenizações por morte ou invalidez decorrentes desses acidentes? Quanto o poder público desembolsa com os procedimentos de curetagem que muitas jovens se submetem depois de um carnaval sem proteção que gerou uma gravidez indesejada?" - Rachel Sherazade

Nota do Editor
- A Jornalista paraibana Rachel Sherazade, que trabalha num canal de TV da Paraíba, falou de forma contundente e verdadeira sobre a realidade do carnaval. Um ótimo texto que revela as facetas sobre o carnaval ( O vale da carne ) que muitos tentam encobrir. Uma bela crônica.

"Hoje é quarta-feira de fogo, mas eu não vejo a hora de chegar a quarta-feira de cinzas. Não, não é que eu seja inimiga do carnaval. Inclusive já brinquei muito: em clubes, nas prévias, nos blocos.... fui até a Olinda em plena terça-feira de carnaval... Portanto, vou falar com conhecimento de causa. E, como um véu que se descortina, como uma máscara que cai, gostaria de revelar algumas verdades que encontrei por trás da fantasia do carnaval.


Primeira falsa verdade: o carnaval é uma festa genuinamente brasileira.

Não, não é. O carnaval, tal como o conhecemos, surgiu na Europa, durante a era vitoriana, e se espalhou pelo mundo afora, adaptando-se a outras culturas.

Segunda falsa verdade: É uma festa popular.

Balela! O carnaval virou negócio – dos ricos. Que o digam os camarotes VIP, as festas privadas e os abadás caríssimos, chamados "passaportes da alegria". E quem não tem dinheiro para comprar aquele roupinha colorida não tem, também, o direito de ser feliz??? Tem não. E aqui, na Paraíba, onde se comemoram as prévias não é muito diferente. A maioria dos blocos vive às custas do poder público e nenhuma atração sobe em um trio elétrico para divertir o povo só por ser, o carnaval, uma festa democrática. Milhões de reais são pagos a artistas da terra e fora dela para garantir o circo a uma população miserável que não tem sequer o pão na mesa.

Muitas coisas, hoje, me revoltam no carnaval. Uma delas é ouvir a boa música ser calada à força por "hits" do momento como o "Melô da Mulher Maravilha", e similares que eu nem ouso citar. Fico indignada quando vejo a quantidade de ambulâncias disponibilizadas num desfile de carnaval para atender aos bêbados de plantão e valentões que se metem em brigas e quebra quebra. Onde estão essas mesmas ambulâncias quando uma mãe de família precisa socorrer um filho doente? Quando um trabalhador está infartando? Quando um idoso no interior precisa se deslocar de cidade para se submeter a um exame? Me revolto em ver que os policiais estão em peso nas festas para garantir a ordem durante o carnaval, e, no dia a dia, falta segurança para o cidadão de bem exercitar o simples direito de ir e vir.

Mas o carnaval é uma festa maravilhosa! Dizem até que faz girar a economia. Que os pequenos comerciantes conseguem vender suas latinhas, seu churrasquinho.... Se esses pais de família dependessem do carnaval para vender e viver, passariam o resto do ano à míngua.

Carnaval só dá lucro para donos de cervejaria, para proprietários de trios elétricos e uns poucos artistas baianos. No mais, é só prejuízo. Alguém já parou para calcular o quanto o estado gasta para socorrer vítimas de acidentes causados por foliões embriagados? Quantos milhões são pagos em indenizações por morte ou invalidez decorrentes desses acidentes? Quanto o poder público desembolsa com os procedimentos de curetagem que muitas jovens se submetem depois de um carnaval sem proteção que gerou uma gravidez indesejada?

Isso sem falar na quantidade de DST’s que são transmitidas durante a festa em que tudo é permitido! Eu até acho que o carnaval já foi bom... Mas, isso foi nos tempos de outrora."

Por: Rachel Sherazade

Que a catástrofe do Japão nos sirva de exemplo... - Por: José Cícero


Para os que sempre acharam que a iminência de um caos ambiental não passava de agouros ou fatalismo dos chamados ecochatos. Agora já começam a repensar seus conceitos e posicionamento mesquinhos em relação a tudo o que diz respeito à natureza. Posto que agora estão sendo literalmente obrigados pelas forças das circunstâncias a pensar um pouco diferente. A sentir que nem tudo na vida gira em torno do poder e do dinheiro. Uma nova realidade planetária está gritando em seus ouvidos de mercadores, em cujo contexto, ora se desenha diante dos seus olhos, todo o panorama das mudanças climáticas.

Desde então, ninguém poderá ser tão insensível ao ponto de desconsiderar as sucessivas ondas de trágicas ocorrências... Fenômenos naturais de magnitudes das mais destrutivas e mortíferas. Uma série de catástrofes impiedosas que vêem solapando populações inteiras pelas mais diversas partes do planeta. De modo que, não será preciso sermos especialistas para perceber que tal realidade dos fenômenos naturais a acontecer pelo globo tem muito a ver com o tipo de tratamento que temos dispensado a mãe natureza há séculos.

E, mais: os intervalos cada vez mais curtos entre um acontecimento e outro nos força a pensar num futuro ainda mais trágico. Uma evidência de que algo está descontrolado no que tange a velha dinâmica ambiental da Terra. Resultante das nossas mais absurdas e mirabolantes atividades antrópicas. Que inclusive, a cada ano que passa se acentua ainda mais. E não se diga que estas observações preocupantes são coisas novas. Posto que isso não é verdade. Há muito que especialistas nos estudos ambientais e outras figuras humanas de visão aguçadas clamam por mudanças no tocante a maneira com que a humanidade tem se comportado em relação a natureza e os recursos naturais.

Infelizmente, até mesmos cientistas há muito havia se posicionado de forma renitente quanto a este temática. Os políticos e os grandes industriais do mundo, desde o princípio da revolução industrial também não têm dedicado a atenção necessária que o problema requer. O resultado, como se percebe não poderia ser outro; senão o da iminência de um caos anunciado. Ainda assim, há que se notar um estado de completa leniência... Como se o problema não fosse com eles. Um equívoco que não tem preço, pois dele dependerá a vida de todas as espécies biológicas. O colapso dos recursos ambientais, assim como a situação de caráter catastrófico nunca foi tão grave e provável como agora. E a humanidade não pode esperar pelo pior. É preciso que a inteligência humana seja utilizada desde já, em favor da vida, bem como em defesa do planeta e na preservação da natureza.

O terremoto e o Tsunami recentemente ocorridos no Japão não constituem um fato isolado, como nos querem fazer crer algumas dos chamados experts no assunto e os grandes líderes mundiais. Simplesmente, porque isso não é verdade. Eles mentem na esperança de manter o status quo de grandes e implacáveis exploradores dos recursos naturais do planeta. Pois são eles os verdadeiros responsáveis pela situação calamitosa do meio ambiente terrestre. São eles os grandes poluidores da Terra, os maiores degradadores dos ecossistemas da biosfera.

É curioso que foi justamente o Japão que, ao lado dos EUA, por reiteradas vezes, se recusou terminantemente a assinar os acordos internacionais, a exemplo do protocolo de Kioto, que visavam diminuir os atuais níveis de emissões de gases poluentes na atmosfera. A lembrança do Furacão Catrina em Nova Orleans ainda não saira da mente dos norte-americanos e agora, o que ocorrera no Japão deve servir com alerta para todas as nações do mundo, notadamente aquelas que se autodenominavam proprietárias das riquezas ambientais do globo.

É preciso saber que a Terra é a única morada que temos. Que a natureza é uma só. E que para tanto, não existe fronteira. Ou o mundo se une para defendê-la, enquanto há tempo. Ou mesmo separados por nossas absurdas ideologias e interesses mesquinhos, juntos haveremos de sucumbir. Do contrário, cabe a pergunta: afinal de contas, que tipo de planeta haveremos de deixar para à posteridade, assim como para nossos filhos e netos?

A defesa do meio ambiente e dos recursos naturais precisa virar com urgência, uma prioridade mundial. A pauta número um de todas as agendas das nações da Terra. Do contrário, seremos fatalmente engolidos pelos efeitos da nossa própria ignorância, prepotência e arrogância. Haveremos, quem sabe de conhecer e vivenciar tragicamente o mesmo destino, o mesmo fim que um dia tiveram os dinossauros a cerca de 65 milhões de anos... A situação por que passa o planeta é muito mais grave do que podemos imaginar. Em breve o mundo irá conhecer as primeiras levas de milhares de refugiados ecológicos. Um fato nunca dantes experimentado em toda a história humana.

Países inteiros desaparecerão engolidos pelos oceanos em face dos efeitos provocados pelo aquecimento global. As chamadas nações insulares da terra serão as primeiras vítimas do mau que os grandes fizeram contra a natureza. Os povos dos países-ilhas principalmente da Polinésia, a exemplo de Tuvalu, Maldivas, Ilhas Fiji, Kiribati e muitos outros como Granadas no Caribe já estão se preparando para o pior. A evacuação em massa será a única saída possível para estas nações que quase nada fizeram de ruim para a natureza. No entanto, estão sendo obrigadas a pagar o maior preço. Muitas destas nações já estão vivenciando o principio do fim. Já provam do sabor amargo que tem o caos. O mar já avançou consideravelmente sobre suas terras férteis. As águas salgadas já poluem seus lençóis freáticos, comprometendo suas poucas fontes de água doce. Sua flora e sua fauna já começam a sucumbir diante da saturação do sal no solo. A agricultura começa a se tornar uma prática impossível. A situação é insustentável.

Contudo, a mídia mundial sustentada que é pelos poderosos tenta esconder de todos nós esta verdade deveras incoveniente. Como se nada de grave estivesse a acontecer com estes povos. Ou mudamos agora sem demora, ou a vida se tornará de vez inviável no planeta. O mundo precisa de um novo paradigma. De uma nova forma de convivência holística, harmoniosa e respeitosa baseada essencialmente no princípio da tolerância, da coexistência pacífica entre os povos e da sustentabilidade ambiental.

Ou mudamos para melhor ou avançaremos para o fim. Daqui a pouco tudo isso será um caminho sem volta. Visto que já estamos adentramos a passos largos o ponto limite desta caminhada destrutiva e calamitosa. A hora é já. Que as catástrofes naturais do Japão nos sirvam de exemplo, uma vez que tantos outras ao logo da história recente, ao que parece nada valeram.

Por: José Cícero
Prof. de Biologia
Secretário de Cultura - Aurora/CE.

URCA comunica início das aulas

NOTA

O Prof. Dr. Roberto Siebra, O Diretor do Campus da URCA que funciona no município de Campos Sales, avisa a todos os alunos desta instituição de ensino superior, que o inicio do período letivo 2011.1, acontecerá hoje dia 14 de março, conforme determinação do calendário letivo, obedecendo às seguintes orientações:

Os alunos VETERANOS deverão se dirigir,no periodo da noite, até a sede do Campus da URCA onde a programação das aulas transcorrerá normalmente com professores ministrando aulas; A novidade deste novo semestre letivo é à entrada de 108 novos alunos oriundos do ultimo vestibular promovido pela URCA, oriundos de toda região do Cariri Oeste que está de parabéns com esta nova conquista. Maiores informações os alunos devem se dirigir a direção da Unidade e ou procurar os seus funcionários, momento em que receberam maiores informações.

Divulgado pela URCA - Universidade Regional do Cariri ( Campos Sales )

COMDEMA convoca conselheiros para reunião no dia 16 de Março


Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente convoca conselheiros para reunião na próxima quarta-feira dia 16 de Março.


CONVOCAÇÃO

Prezado(a) Conselheiro(a),

Em virtude da coincidência da data da próxima reunião do COMDEMA com o período carnavalesco comunicamos ao Senhor(a) que a 3a Reunião Ordinária do COMDEMA do ano de 2011 acontecerá no dia 16/03/2011 às 8h30min, no Auditório da Secretaria de Saúde no Centro Administrativo da Prefeitura Municipal do Crato, seguindo a pauta abaixo descrita.

Nivaldo Soares de Almeida
Presidente do COMDEMA

Data: 16 de março de 2011(quarta feira)
Horário: 8h30min
Local: Auditório da Secretaria de Saúde
Centro Administrativo da Prefeitura Municipal do Crato
Rua 7 de Setembro, 150
São Miguel - Crato - Ceará

PAUTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO COMDEMA

08h30min
Abertura e informes
09h00min

Palestra Técnica Sobre Linhas de Pesquisa do Curso de Engenharia Civil (Geotecnia) da UFC Cariri - Levantamento Preliminar de Áreas de Risco de Erosão na Região Metropolitana do Cariri
Dra. Ana Patrícia Nunes Bandeira (UFC Cariri)

10h00min

Constituição de Comissão Especial para estudar e expedir parecer sobre requerimento de Anuência Ambiental e Licença para Extração de Substância Mineral em parte do leito do Rio Saco Lobo.

11h00min

Encaminhamentos e encerramento

BlogARTE - A Arte Fotográfica de Pachelly Jamacaru - Por: Dihelson Mendonça


pachelly violao dihelson PB


Porque o Pachelly é Genial ? - "O Gênio é inimigo do ÓBVIO"

"Os grandes talentos são figuras simples" - Essa frase costuma ser verdadeira. E mais ainda em se tratando de um verdadeiro "fenômeno" da fotografia, que eu tenho o prazer de que ele tenha sido o meu mentor no processo fotográfico, e uma pessoa que sempre nos inspira e nos ensina.

Pachelly nos ensina que fotografia é inimiga do ÓBVIO. Tudo, menos o óbvio! - Nos ensina a fugir das fotos banais do cotidiano, que qualquer um pode fazer. Nos ensina que sempre é possível fotografar algo através de um ângulo inusitado. Nos ensina que fotografia pode vir a ser arte, se existir alguma arte dentro de nós, e que não é "forçando a barra para parecer artista" que se vai conseguir algo de artístico. Pachelly possui antes de tudo, um dom natural para essa forma de expressão, e a revela em cada click. Nunca vi uma foto dele que fosse medíocre, e que mesmo em fotos simples, não predominasse o seu traço característico. É como o Tom Jobim dizia: "Faça o simples, mas não faça o óbvio!" - Portanto, coincidindo com as lições ensinadas por outros grandes mestres da arte fotográfica mundial, os ensinamentos do Pachelly hão de guiar todos aqueles que procuram se aperfeiçoar nessa arte.

E quer alguns admitam ou não, seja por mera "inveja, despeito ou horror", a verdade é que o olho fotográfico deste cratense ilustre chamado Pachelly Jamacaru não deixa a desejar em absolutamente nada, quando comparado aos mais afamados, ricos e pomposos fotógrafos do Brasil e do mundo. O mal do Pachelly e de muitos artistas que não são reconhecidos no Brasil, é apenas um: O de ter nascido abaixo da linha do equador.

Por: Dihelson Mendonça

62 sombra e pião


140 anciania


PJ. 044



PJ. 032



PJ. 030



PJ. 014



PJ. 010

E aqui eu faço uma ressalva aos imitadores ( entendendo como uma forma positiva ):

"Imitem o Bem! - Pois imitar, é antes de tudo, admirar !"

Por: Dihelson Mendonça
Fotos: 1a foto de Dihelson mendonça - Demais fotos de Pachelly Jamacaru
Todos os direitos reservados - proibida qualquer tipo de cópia ou reprodução sem autorização.

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30