xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 06/02/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

06 fevereiro 2011

O Pilão Lavrou - Por: José Flávio Vieira


O velho Frazão, lá do Belmonte, observou espantado o pilão( o pluviômetro do matuto) transbordando no terreiro, de manhãzinha e concluiu: “ --A chuva foi de lascar, dessas de fazer Noé se benzer em cruz!” Sensação não muito diferente teve o seu Neco Moreno ali nas proximidades do Palmeiral, fitando o estrondo da água rio abaixo: --A chuva foi de fazer cururu gritar “Maria Valei-me!” em cabeça de estaca. O certo é que , sexta-feira passada, boa parte dos cratenses teve a clara certeza de que a Pedra da Batateira tinha, por fim, explodido. As ruas viraram córregos, as casas lagos, o comércio cratense passou a ser submarino.

Até os defuntos, no cemitério local, despertaram do descanso eterno, e alguns saíram surfando no topo da onda. Enquanto isso, os cratenses meio abismados, computavam as perdas e os rastros da destruição. Enquanto alguns outros, insensíveis à tragédia, saqueavam casas e lojas com o mesmo apetite dos corvos e urubus. O que havia despertado tanta fúria no sempre cordato e quietinho rio Grangeiro? Ele que, aparentemente, agüentara sempre resignado a invasão seguida das suas margens; a opressão do seu leito por canais ; a transformação das suas águas translúcidas num esgoto pútrido; o desmatamento criminoso da sua mata ciliar. O que havia despertado a fúria do gigante há tanto tempo adormecido?

Como dizia Brecht : “Criticamos a Violência do Rio e esquecemos a violência das margens que o oprimem”. Aos poucos, à medida que as águas foram baixando, a população começou a digerir a hecatombe. Alguns puseram a culpa em fenômenos naturais episódicos; outros no aquecimento global ; alguns viram até a mão de Deus amparando os cratenses em meio à enxurrada. Como se uma força superior, brincando de fazer tragediazinha, preparasse a calamidade e, depois, se pusesse a proteger os munícipes, meio arrependida. Esta semana, a prefeitura de Crato apresentou a primeira avaliação do prejuízo público, na brincadeirinha celeste, excluídas, claro, as enormes perdas particulares : quase 90 milhões. Quem paga o pato ?

Antes de quebrar os porquinhos e reiniciar a reconstrução é bom pensar nas causas da calamidade que era previsível e anunciada. Anos e anos de impermeabilização do solo por asfaltos, loteamentos sem autorização, desmatamento nas nascentes, ocupação desordenada nas encostas apenas montavam o cenário para a tragédia que seria encenada e mais : em muitos e muitos atos. O Canal do rio já se fazia uma agressão à natureza nos anos 50 quando não existiam bairros populosos como o Pimenta, o Sossego, o Grangeiro, o Lameiro. Desde então a cidade explodiu populacionalmente, na mesma velocidade com que destruía seus recursos naturais da encosta da serra em nome do progresso. Agora que pensamos em começar os reparos é preciso, mais que nunca, discutir amplamente com a população o problema, buscar embasamentos técnico e ambiental e mais: começar ,ainda que tardiamente, a tratar com mão de ferro os abusos e desvios. Simploriamente remendar os estragos feitos, sem mexer nas profundas estruturas que os causaram é como tentar fechar com areia a boca do vulcão em plena erupção.

O Rio Grangeiro , na sexta-feira passada, apenas executou uma promissória há muitos e muitos anos vencida. Existem ainda milhares outras esperando a oportunidade de cobrança, com juros e correção monetária. A violência das suas águas é bem menor que a violência reiterada a que vem se submetendo por muitos e muitos anos.

J. Flávio Vieira

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Comissão Parlamentar vem ao Crato verificar áreas afetadas pela enchente


Nesta sexta-feira, dia 4, o presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, deputado Roberto Claúdio, anunciou oficialmente a Comissão Parlamentar que vai ao Cariri, especialmente à cidade do Crato, para verificar " in loco " os efeitos causados pelas fortes chuvas. As cidades a serem visitadas são: Crato, Juazeiro do Norte, Icó e Lavras da Mangabeira. A comissão terá como Presidente o deputado Ely Aguiar e como Relator o Deputado Professo Pinheiro, ex-vice Governador e mais os seguintes membros; deputados Neto Nunes, Welington Landim, Sineval Roque, Mirian Sobreira e Daniel Oliveira.

O deputado Ely Aguiar quer pressa no atendimento as àreas atingidas, e a comissão estará no Crato na próxima quarta-feira. Prefeitos e autoridades dos municípios serão informados para que a comissão possa ter melhores informações sobre as necessidades mais urgentes. Espera-se que em 10 dias o relatório final já possa ser entregue ao Governo do Estado e as autoridades de Brasilia, uma vez que o Presidente da Comissão, dep. Ely Aguiar e o Reletor Dep. Professor Pinheiro, terão uma audiência com o Ministro das Cidades para tratar do assunto. O Governador em exercício, Domingos Filho já anunciou que receberá a Comissão em audiência. Maiores informações sobre a sessão de hoje na Assembléia, no próprio site da Assembléia Legislativa do Ceará.

Edição: Dihelson Mendonça

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Brasil negocia venda de urânio enriquecido


Primeiros compradores seriam China, Coreia do Sul e França; alguns países só querem o urânio, mas País rejeita exportar só a matéria-prima.

BRASÍLIA - O governo brasileiro já negocia a venda de combustível para usinas nucleares da China, da Coreia do Sul e da França. As negociações têm por base a perspectiva de aumento do número de usinas nucleares no mundo e o alto preço alcançado pelo combustível no mercado internacional. Apesar das negociações, ainda não há uma decisão oficial sobre a produção de urânio enriquecido para a exportação.

O Brasil tem uma das maiores reservas de urânio do mundo e domina a tecnologia de produção do combustível, ainda em pequena escala. Os contatos com autoridades e empresários da área de energia da China, Coreia do Sul e França aconteceram no final do mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo relatório de viagem a que o Estado teve acesso.

O país apresentou a proposta de venda de elementos combustíveis para as 30 novas usinas em construção na China e para os clientes da multinacional francesa Areva, maior produtora de urânio enriquecido do mundo e parceira na construção de Angra 3.

Os contatos coincidiram com a conclusão de estudo sobre a viabilidade do enriquecimento de urânio no Brasil, feito pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE) e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O estudo, ainda inédito, recomenda fortemente a produção de excedentes de urânio enriquecido para a exportação e estima que o país poderia faturar US$ 1,5 bilhão por ano nesse mercado, uma alternativa não admitida até aqui oficialmente pela cúpula do governo.

As conclusões apontam a oportunidade de aliar as grandes reservas brasileiras ao domínio da tecnologia de enriquecimento, de olho no mercado externo. "A queda de braço entre fornecedores de urânio natural e fornecedores de serviços de enriquecimento favorece o segundo grupo, mas beneficia ainda mais aqueles que puderem operar integrados", afirma o texto. O estudo defende pressa para que o país entre no mercado internacional em quatro anos.

O enriquecimento

O produto que o País quer exportar é para uso pacífico, não militar. A diferença está na concentração de urânio U-235, que ocorre quando o produto é enriquecido. O urânio pouco enriquecido, com 2% a 4% de U-235, é suficiente para mover usinas nucleares. Nestes tipos de geradores, a energia criada pela fissão dos átomos é usada para ferver água. O vapor move as turbinas da usina , gerando eletricidade. Esse mesmo nível de enriquecimento de urânio, entre 2% e 4%, também é usado para mover porta-aviões e submarinos que usam reatores nucleares .Já o metal altamente enriquecido tem entre 90% e 99% de U-235. Como essa concentração é muito grande, o produto gera uma energia absurda em frações de segundo. Esse é o urânio enriquecido usado na fabricação de bombas atômicas.

Marta Salomon, de O Estado de S. Paulo

800.000 Reais por Cabeça... Quem dá mais ? - Por: Cacá Araújo

Foto: Cacá Araújo (2009)


Não me causa admiração a Assembléia Legislativa do Ceará ser quase 100% (cem porcento) submissa ao governador. Além da partilha de cargos e favores menores aos parlamentares, cada um dos 47 (quarenta e sete) deputados estaduais tem direito a indicar aplicação de verbas públicas no valor de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) como se membro do executivo fosse.

Se é assim mesmo que está se dando a relação entre esses dois poderes, com a confusão de funções, pouco ou nada se legisla, menos se fiscaliza, e ficam todos irmanados numa sodomia administrativa que parece democratização, mas que na verdade amarra nossos "fiscais" e "legisladores" no pé do mourão com a cancela bem trancada.

A política se apequena numa insossa discussão acerca dos valores destinados por este ou aquele deputado para uma ou outra obra aqui ou acolá. O executivo estadual legisla e executa sem qualquer obstáculo ou discussão, em um regime quase imperial.

Em recente análise divulgada pela imprensa local, os cientistas políticos André Haguete e Regina Serqueira, da UFC e UECE, afirmaram que o legislativo do Ceará não existe, dada a carência de oposição e a subserviência dos parlamentares às vontades e humores do executivo.

Haguete declarou que "o jogo democrático foi criado necessitando de oposição. Em um governo sem oposição, não existe possibilidade de isso ser positivo para a sociedade, que fica enfraquecida".

Serqueira, em sua colocação, disse que “a oposição é muito importante para que se tenha um debate. O Legislativo é uma via, que a meu ver está quase que totalmente de braços atados. É preciso um exercício muito profundo de Filosofia para que se possa mudar essa situação, pois a sociedade sofre e a Democracia só tende a perder com um governo que usa a ferramenta de poder que une tudo, causando assim, a letra morta, a fala morta”.

Digo eu que o modelo político-gerencial adotado pelos Ferreira Gomes de Sobral é retrógrado e monárquico, não admitindo o contraditório da oposição, cooptando os pensamentos contrários e os depositando todos numa espécie de vala comum de comportamento único, artificial, de aplauso fácil e joelhos dobrados.

Tivessem eles intenções verdadeiramente democráticas, penso que recursos como os ditos R$ 37.600.000,00 (trinta e sete milhões e seiscentos mil reais) distribuídos para a farra executiva dos 47 (quarenta e sete) legisladores estaduais seriam destinados proporcionalmente aos 184 (cento e oitenta e quatro) municípios cearenses. Até mesmo porque esse dinheiro é arrecadado nos municípios através do eficiente sistema fazendário do Estado.

Tenho notícia da existência de apenas 01 (um) deputado estadual de oposição. Louvo sua índole. Entretanto, não desejo que interpretem minhas palavras como típicas de rancorosos oposicionistas, mas como de um cidadão que deseja contribuir no debate quase inexistente acerca de políticas governamentais e ações de fortalecimento da democracia.

Sou do Crato... Sou do Cariri!

Foto: Lucas Carvalho
Cacá Araújo
Professor, Folclorista e Dramaturgo
Diretor da Cia. Cearense de Teatro Brincante
06 de fevereiro do ano 2011.

Ilusões de um cachorro - Por Emerson Monteiro


Indagado qual a razão de o cachorro ser o melhor amigo do homem, com propriedade um sábio respondeu: - Porque ainda não conhece o dinheiro. Ah! Os bens materiais, quantas cogitações equivocadas podem ocasionar no bloco das vaidades humanas. Tal vê, também, os comportamentos animais, acho que nas fases de preparação de outras vivências da natureza. Sei não, pois há tantos mistérios a desvendar, da terra ao céu, que causa ânsias e vertigem. O cachorro da minha casa, por exemplo, este apresenta manias bem típicas dos bichos da espécie, com o agravante das arrogâncias dos cachorros de raça, valentões, pretensiosos, dos que olham de cima as pessoas. Sempre que abro a porta para sair na varanda, ali está ele, o verdadeiro dono do pedaço. A segunda coisa que faz depois de balançar o toco do rabo, trazido assim mutilado, segundo explicaram, para manter o padrão da raça, a segunda coisa, mostrar a língua e lamber o focinho, tomando gosto, qual abríssemos a porta toda vez só para lhe levar alimento.

Acha-se o dono absoluto de toda a extensão territorial da casa e do muro que a cerca. Mija por todo canto, costume estudado pelos especialistas caninos que adotam para demarcar o espaço das suas pertenças. Nesse ponto, mora o título deste comentário, o motivo das ilusões dos cachorros, por pensarem possuir o mundo inteiro onde mijam descaradamente. Caso consiga escapar até a rua, sai mijando tudo que aparece à frente, semelhante ao que providencia cada vez que chego com o carro, renovando mijadas nos pneus, parachoques, lataria, reforçando o instinto que alimenta de proprietário exclusivo do transporte que adquirimos com relativa dificuldade. Ele nem de longe imagina o que de antipatia isso acarreta no dono, essa pretensão de garantir só para si um direito que corresponde à família inteira.

Os passarinhos que pastam pelas imediações em volta da casa, a seu modo, sofrem na pele essa inclinação possessiva do cão alienado em constante vigilância. Corre e late desesperado quando sanhaços, sabiás, anuns, garrinchas, griguilins, pardais, vinvins, lavandeiras, aventuram catar insetos e sementes no chão. Vez em quando aparece pássaro morto na varanda, prática parecida com a dos humanos, únicos animais que matam e abandonam a vítima. Os outros assassinam apenas no propósito da sobrevivência. As ilusões do cachorro chegam ao domínio de causar mais constrangimento aos seus donos. Caso saia a telefonar na varanda, quem aparece, ele, atento na escuta de toda a conversar, quebrando qualquer sigilo, semelhante aos agentes secretos deste mundo. Até hoje, porém, não descobrir de como se beneficia da escuta privilegiada.

Sua agressividade patrimonial, no entanto, restringe as visitas que de raro recebemos, seleção prévia que ele mesmo estabelece. Resultado, alguém bate no portão e eu corro apressado a prender dito chefe provincial, o que deixa a impressão do tanto de analogia dos bichos com os humanos, tão cheios de ilusões de honras e posses, durante a curta jornada desta vida, surpreendidos, inevitáveis, nas folhas que, secas, voam dos calendários.

Por: Emerson Monteiro

Por que não falar de futebol? - Por José de Arimatéa dos Santos


Futebol é a paixão do brasileiro e de muita gente no mundo a fora. E essa paixão começa já na infância quando já ganhamos a nossa primeira bola. A maioria das vezes a escolha do time que vamos torcer para a vida toda depende da fase de determinado clube. Hoje as coisas no futebol estão muito diferentes de quando comecei a a entender de futebol. Naquela época tínhamos os ídolos futebolísticos caracterizados no camisa 10. Todo mundo queria ser o camisa 10, pois representava o craque, ídolo ou melhor jogador. Sou de um tempo de Rivelino, Zico, Roberto Dinamite, ... Só grandes jogadores e jogos com estádios lotados e grandiosos espetáculos. O futebol brasileiro era o único que víamos. Não existia essa coisa de camisa de Barcelona, Inter de Milão ou Milan. As camisas eram de clubes brasileiros e os jogadores jogavam aqui e faziam carreira praticamente num único clube. Ai daquele que se transferisse para o time rival!
Interessante que as torcidas rivais se respeitavam e a violência entre torcedores era mínima. Futebol é um esporte mágico e como tal a torcida deve ser de respeito e brincadeira. Nada de violência. Noventa minutos de espetáculo tanto no campo de futebol e na arquibacanda. Aplauso e reclamação, mas tudo dentro da civilidade e ao final do jogo a confraternização pelo futebol jogado. O futebol é mágico e cheio de lugares comuns como: "o futebol é uma caixinha de surpresa", "a bola pune", "são onze contra onze" e outras maravilhosas pérolas. O futebol une toda uma nação e transforma cada brasileiro num treinador que discute e arma seu time no melhor esquema tático. E todo final de semana ao fim do domingo vai deitar com a alegria da vitória de seu time do coração ou com a cabeça inchada por mais uma derrota. Futebol é vida. Futebol significa empate, derrota ou vitória. Isso é a vida.
Foto: José de Arimatéa dos Santos

Afinal, quanto é que o Deputado Sineval Roque vai liberar em Verbas para recuperar o CRATO, já que foi bem votado pelos Cratenses ?


O Povo quer saber !


O Prefeito Samuel Araripe disse em entrevista que está circulando 3 vezes por dia aqui no Blog do Crato, que a sociedade precisa cobrar dos deputados eleitos com o voto dos Cratenses, a ajuda nesses momentos difíceis porque passa o município, já que a prefeitura não dispõe de recursos suficientes para reconstruir todo o Canal do Rio Grangeiro. O prefeito está em Brasília, tentando conseguir verbas para o Crato, em audiência com o ministro da Integração nacional, mas está convocando todos os deputados a contribuirem para o município, porque afinal de contas, receberam votos dos cratenses.

Ora, o Deputado Ely Aguiar já liberou 100.000 reais da sua emenda parlamentar para ajudar o Crato. E até agora o nobre Deputado Sineval Roque, que foi expressivamente votado aqui, ainda não disse quanto nem quando vai liberar da sua própria emenda parlamentar para o Crato ! - Apesar de sabermos que estes valores de 100, 200 ou mesmo 500 mil reais são poucos para resolver todos os problemas, mas amenizam, porque por exemplo, com essas verbas já dá pra recuperar uma ponte, como a da integração, que faz o acesso do centro ao bairro seminário. Com 100.000 reais, já dá pra consertar os maiores estragos, e assim sucessivamente. Agora, ficar sem dar nada, é que não é possível, não é, companheiro Sineval Roque ?

O CRATO ESPERA A RESPOSTA DO SINEVAL ROQUE

Afinal de contas, ele foi bem votado aqui, e em toda a história do Crato, esse é o momento talvez em que os Cratenses mais necessitam de Ajuda. E esse apelo vale não só para o Deputado Sineval Roque, como também para TODOS aqueles que foram votados pelos cratenses.

Por: Dihelson Mendonça
BLOG DO CRATO
O Crato na Internet - 6 anos no ar
www.blogdocrato.com

Cadê os 30 milhões prometidos pelo Governador Cid Gomes ao Crato ?


Agora é quando o Crato mais precisa !


O Governador Cid Gomes disse que tinha 30 milhões para GASTAR com a Exposição do Crato. Fez-se o projeto, entregou-se 5 ( CINCO ) vezes, e ele deu o silêncio como resposta. Aparentemente ele se arrependeu de ter feito essa promessa aos Cratenses, ou pensou melhor e resolveu esperar que seu "pupilo" se candidate, para que isso seja alguma ferramenta de campanha eleitoral, quem sabe ?

Mas já que o Crato está aí precisando de 50 milhões para refazer o canal destruído com as chuvas, porque o nobre Governador não destina esses 30 milhões para a recuperação do Canal ? E deixa a Expocrato para depois ? Afinal de contas, o caso agora é SALVAR VIDAS. Depois é que vem a diversão, não é verdade, governador ?

Por: Dihelson Mendonça

Festival de Decibéis! - Por Pachelly Jamacaru


É, Sr. Nivaldo, eu gostaria muito de poder ver o que o Dihelson ver que eu não vejo. Uma SEMAC imparcial, que não privilegiasse nem a A, nem a B e nem a C! Que tanto o Sr. Prefeito, como qualquer morador da cidade, tivesse seus direitos assegurados a um sono sossegado.

Desde aquela reunião Teatral para discutir os problemas da poluição sonora e eu estive lá, nada nada mudou! Pelo contrário, os decibéis fazem a Festa por aqui no Lameiro/Belmont. Não obstante pergunto: E se o Sr. Prefeito, e se o Senhor; Dr. Nivaldo, fosse acordado dia sim dia não por baterias de fogos entre 1h., 1.30h, meia noite, noite e meia, anunciando o Festival dos Decibéis, será que a SEMAC faria o que faz, que é não fazer nada absolutamente!?

Vocês fecharam ao Buffet: Aquários, a casa de Show no Bairro São Miguel, e aqui não consegue o mínimo, um patamar aceitável? Me responda, Dr. Nivaldo, porque? Porque essa cumplicidade!!!

Dihelson, por favor, permita que o Dr. Nivaldo responda, sim!

Pachelly Jamacaru

O RIO GRANGEIRO QUER SEU ESPAÇO DE VOLTA... Por Maria Otilia


Nestes últimos dias vimos e ouvimos lamentações,muito sofrimento e busca de culpados pela grande enchente do rio grangeiro e adjacencias. Inclusive depoimentos dizendo que foi " vontade de Deus". Sabemos que nenhuma catástrofe nos dias atuais é por obra divina. Compreedemos que o nosso meio ambiente é o bem mais precioso para nós seres humanos, e que fazemos parte dele. Por isso Deus quer que vivamos felizes desfrutando desta sua criação.
Ressaltamos que os idealizadores de transformar um rio em canal, não pensaram nas consequencias futuras. Isto também acontece com obras faraõnicas, grandes projetos que só servem para dar "ibope" aos seus idealizadores, presentes nos dias atuais. E que não tem nenhuma função social para a população.
Fazendo uma análise diante dos fatos, percebe-se que o rio grangeiro simplesmente clama por seu espaço de volta. Ora, se nós invadimos o seu espaço, cabe agora revitaliza-lo de forma sábia, inteligente. E que possa viver em completa harmonia, o rio e a população do seu entorno. Para isto faz-se necessário a elaboração de propostas de reconstrução, junto aos representantes políticos que representam o cariri. Lembrando ainda que deve existir orçamento até porque quando é de interesse da Assembleia como o aumento dos salários do legislativo , rapidamente aparece recursos e a votação se dá de forma "vapt-vup".
Foto extraída do blog do Crato
Texto postado por Maria Otilia
i

Campanha de arrecadação de donativos continua sendo realizada em Crato


A
campanha para arrecadar donativos para famílias vítimas das enchentes na cidade do Crato continua sendo realizada. O material doado fica na sede do Corpo de Bombeiros, do município. A Defesa Civil do estado disponibilizou 150 cestas básicas que estarão sendo distribuídas para as famílias vitimadas pela enchente do Canal do Rio Grangeiro, durante esta semana. A Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria de Assistência Social, está à frente da campanha. Foram disponibilizadas pela municipalidade mais 75 cestas básicas. Empresários do Crato e a população tem se engajado. Já foram feitas doações de colchões, lençóis e agasalhos, que estão sendo repassados para os necessitados. As equipes da Assistência Social, coordenadas pela secretária de Ação Social, Liduína Andrade, se encontram em visitas nas residências, verificando as condições das famílias e das moradias. Caso haja necessidade de transferência, esse trabalho é feito junto à população.



Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30