31 outubro 2011

Pré-candidato à Presidência dos EUA nega acusações de assédio sexual



NE - Quer ser atacado, se candidate a algum cargo público...

O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Herman Cain negou neste domingo as acusações de assédio sexual a duas mulheres quando presidia a Associação Nacional de Restauração nos anos 1990.

A página de informação política Politico cita esta noite "várias fontes" para indicar que as duas mulheres, funcionárias da Associação, se queixaram a diretores do grupo e a companheiros de trabalho do "comportamento inadequado" de Cain, um dos candidatos republicanos mais populares para obter a candidatura presidencial de seu partido. Segundo a "Politico", as mulheres se queixaram de comportamento "sexualmente sugestivo" de Cain que as fez se sentirem zangadas e incomodadas. Ambas assinaram acordos com o grupo de restauração para obter compensações econômicas em troca de deixar a associação.


Os acordos, diz a página, proíbem as mulheres de falar sobre sua saída da Associação, que Cain comandou entre 1996 e 1999. A página assegura que viu documentação que descreve as acusações e que demonstram que a associação resolveu formalmente o assunto. Segundo a publicação eletrônica, os incidentes denunciados incluem conversas cheias de insinuações ou perguntas pessoais de natureza sexualmente sugestiva, que aconteceram em hotéis durante reuniões, em atos da associação e nos escritórios do grupo. Também incluem gestos não abertamente sexuais, mas que fizeram as mulheres se sentirem incomodadas.

A página assegura que confrontou Cain sobre as acusações quando o aspirante saía de uma entrevista e o empresário se limitou a dizer: "Não vou fazer comentários sobre isso". A campanha do pré-candidato emitiu um comunicado no qual responde às acusações e as considera baseadas em fontes "pouco fundamentadas".

Cain se tornou a grande surpresa até agora da campanha prévia às primárias republicanas. O único pré-candidato de raça negra nessas primárias, Cain fez sua fortuna como empresário no mundo da alimentação, primeiro como gerente de restaurantes e depois como dono de uma marca de pizzas. Ele se apresentou às eleições como uma pessoa completamente alheia ao mundo político. Carismático, com um grande senso de humor e posições políticas muito do agrado da direita republicana representada pelo Tea Party, ganhou a simpatia dos militantes de base da legenda, o que o catapultou nas últimas semanas dos últimos lugares aos primeiros postos nas pesquisas.

DA EFE ( via Folha.com )


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.