27 outubro 2011

Pesquisadora e Graduada em História pela URCA questiona não existir vagas para Professor de História no Edital de Concurso em Crato


É questionavél não existirem "vagas" para professor de história no edital do concurso público do município do Crato, haja vista o vereador George Macário juntamente com os demais representantes do Poder Legislativo aprovaram recetemente a obrigatoriedade do ensino de História Regional, particularmente da História do Crato no ensino básico e/ou fundamental I e II. Não obstante, fica a indagação quem ensinará essa disciplina,senão os graduados em história?!

Ora, pelo que consta no tão esperado edital não terão vez os vários jovens que concluiram o curso de licenciatura em história. Afinal, é insignificante o número existente de cinco vagas para uma disputa entre os graduados em história, geografia e pasmem educação física e, isso para lecionarem uma tal disciplina (não sei se assim posso me referir), a qual é denominada no edital de sociedade e cultura.

Ocorre de fato um descaso para com os professores de história, sobretudo, há uma falta de sensibilidade da parte da administração para com as crianças e jovens cratenses. Quem as ensinará história? É correto colocar outros profissionais lecionando essa disciplina? Agindo dessa maneira o governo municipal está em consonância com as leis educacionais vigentes em nosso país? Estranho não haver vagas para professores de história quando sabemos que há enorme quadro de temporários na cidade do Crato. Lamentavelmente, o clientelismo prática vergonhosa ainda impera com bastante intesidade naquela que foi um dia considera "Cidade da Cultura", da intelectualidade.

Em pleno século XXI é imoral a utilização de práticas que fizeram parte da história da chamada República Velha ou Dos Governadores. O professor de história particularmente têm a responsabilidade de fazer com seus alunos pensem criticamente, tornem-se cidadãos participativos e, isso não é bom para os políticos neoliberais que governam o município do Crato, pois estes preferem massa de homens e mulheres iletrados, para dessa maneira continuarem o processo de alienação para com o povo.

Ana Paula Monteiro Martins
Graduada em História Urca
Especialista em História do Brasil / URCA
Pesquisadora da república velha em
Crato e Juazeiro do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.