08 outubro 2011

HORA DE JOGAR A TOALHA - Por: Haroldo Ribeiro


A política muitas vezes assume a face da crueldade para conseguir interesses de um segmento. Assim, usam e abusam da dignidade da cidadania com o objetivo de desviar atenções das circunstâncias em que se põe em cheque, e até mesmo quase a descoberto alguns comportamentos de discutível honestidade. Senhores (as) professores (as), com toda certeza parece que dias melhores virão, uma vez que, vocês sempre defenderam direitos e que têm sido apenados sobremaneira por sucessivos governos descompromissados com a valorização da Educação. Ironicamente, justo os profissionais principais responsáveis pela comprovação da maior diferença em que distinguem os seres humanos dos animais, que é a transmissão do conhecimento e da experiência.

ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO

O elemento principal de controle social é a estratégia de distração, desviando a atenção pública de questões importantes. O poder político e econômico usa a técnica para dominar as pessoas com distrações contínuas e informações de mais fácil resolução ou menos danosa para desestabilização do poder. A estratégia desvia a atenção do público para longe de problemas sociais e questões que podem culminar em punições graves, enfatizando e dramatizando sobre assuntos menos comprometedores, mas capazes de agitar a opinião pública. A idéia é manter o público muito ocupado, sem tempo para pensar sobre os princípios mais importantes e os fatos principais por trás dos verdadeiros problemas sociais ou questões graves.

Não é à toa que políticos experientes representam ostensivos flagrantes de descontrole manipulando e desviando a atenção pública para esse fato isolado, em detrimento de manter acesa a atenção em favor da devida e necessária apuração de fatos tão escandalosos denunciados, como o caso dos KITS DOS BANHEIROS e da participação do genro do Chefe da Casa Civil na comissão dos empréstimos do servidor público estadual (PROMUS), devidamente autorizado pelo Sr Governador Cid Gomes.

O que ainda se faz manter a esperança, é que existem representantes do povo mesmo sendo minoria, que dignifica a cidadania, como exemplo podem ser citados: Dep Heitor Ferrer, Dep Eliane Novais, Dep Roberto Mesquita, Dep Augustinho Moreira e agora o não menos destemido Dep Capitão Wagner.

Por: Haroldo Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.