16 setembro 2011

Prefeito aborda ações administrativas durante palestra no Rotary Clube do Crato


Para empresários, médicos, odontólogos, bancários, rotarianos e representantes da sociedade civil organizada, o prefeito Samuel Araripe proferiu palestra na sede do Rotary Clube do Crato, abordando relevantes temas sobre o passado, o presente e o futuro do município cratense. Desde que assumiu a prefeitura em 2005, Samuel Araripe disse que encontrou o município com vários complicadores, dentre eles a falta de créditos, ausência no cumprimento das obrigações legais, endividamento superior a R$ 5 milhões, ausência de credibilidade junto a fornecedores, baixa estima dos servidores públicos, inexistência de projetos em andamento e estrutura administrativa incompatível com a realidade.

Segundo Samuel, a primeira a sua primeira ação foi providenciar uma reforma administrativa. Foram criadas as secretarias de Agricultura e Cultura, a de Meio Ambiente e Controle Urbano. Depois promoveu o controle do orçamento público para que o município ganhasse a condição de oferecer a contrapartida de projeto, vindo dos governos estadual e federal. A administração construiu um plano diretor para disciplinar ações para o governo.

O prefeito Samuel Araripe disse também que uma de suas primeiras prioridades foi a elaboração do Plano de Requalificação Urbana, planejando o Crato para os próximos 20 anos com mais de R$ 700 milhões em projetos discutidos e aprovados pela população cratense. “Esse documento contém as bases estruturantes como preservação do ambiente e da paisagem, melhorias e ampliação do sistema viário, habitação social, integração regional, além de saneamento ambiental”, disse Samuel Araripe, mostrando em datashow as fotos do antes e depois, a exemplo daantiga estação da Rede Ferroviária, mercado central de abastecimento, Avenida Perimetral Dom Francisco e de diversas ruas pavimentadas em pedra tosca. E, finalmente, o Plano Municipal de Saneamento Ambiental, em discussão com as comunidades, envolvendo esgotamento sanitário e drenagem.

Orçamento passou para 150 milhões de Reais

Samuel Araripe, explicou que em 2004 o orçamento do Crato era de R$ 58 milhões de reais e em 2011 passou a R$ 150 milhõe. Falou sobre o andamento de projetos como a encosta do seminário e construção dos cinco pequenos açudes urbanos, como solução definitiva para os alagamentos no centro da cidade. Mostrou a infraestrutura feita em apoio ao esporte, destacando a revitalização da quadra bi-centenário e do estádio do Mirandão e a construção de 18 quadras cobertas.

Na área da cultura popular e em projetos de assistência social foram feitos investimentos em todas as modalidades, criando ocupações e qualificações para mais de 15 mil jovens e adultos. Samuel Araripe mostrou também os investimentos feitos na frota de veículos do município, inclusive para a coleta do lixo e ambulâncias. Destacou a auto-suficiência da Sociedade Anônima de Água e Esgotos do Crato (SAAEC), dizendo que quando assumiu a gestão a empresa tinha faturamento de 120 mil reais e hoje fatura meio milhão de reais, sem encarecer a conta de água e com o abastecimento normalizado em todo o município a partir da perfuração de 12 poços profundos.

O que mais chamou a atenção dos presentes na palestra do prefeito foi a sua posição contrária a implantação em Crato do Aterro Sanitário e da mudança de local da EXPO CRATO. Samuel Araripe foi aplaudido de pé e recebeu o apoio unânime dos expectadores.

Fonte: PMC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.