01 outubro 2011

Bovespa perde 7,4% em setembro e cai 16,2% no 3o tri


SÃO PAULO (Reuters) - A crise de dívida soberana na Europa e as incertezas sobre o crescimento econômico global fizeram a bolsa paulista recuar 2 por cento nesta sexta-feira, acumulando baixa de 7,4 por cento em setembro.

De julho a setembro, a desvalorização do Ibovespa --principal índice de ações brasileiras-- foi de 16,2 por cento. É o pior desempenho trimestral desde o final de 2008, quando o mercado ressentia a quebra do banco norte-americano Lehman Brothers. No exterior não foi diferente. Os principais índices acionários de Nova York e na Europa também amargaram no trimestre as piores perdas em três anos. Nesta sessão, o Ibovespa caiu 1,99 por cento, a 52.324 pontos. O giro financeiro foi de 6,43 bilhões de reais. Depois de cair nos seis últimos meses, o mercado local pode subir em outubro e até dezembro, segundo profissionais ouvidos pela Reuters. A cautela, contudo, ainda é palavra de ordem.

"Esse último trimestre deve ser mais positivo para a bolsa. Os governos e os bancos centrais do mundo vão ter que agir mais do que fizeram até agora, e o mercado pode melhorar", afirmou o diretor da Ativa Corretora, Álvaro Bandeira. Uma pesquisa da Reuters, com 17 analistas, indicou que a expectativa é de que o Ibovespa atinja os 62 mil pontos no fim do ano, o que representa um ganho de 18,5 por cento em relação ao nível atual. As projeções variaram de 50 mil a 71 mil pontos. Em junho, uma pesquisa da Reuters previa fechamento no ano a 71.650 pontos.

Com informações do Yahoo Notícias/Reuters


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.