xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 20/11/2010 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

20 novembro 2010

ESCOLA VIVA -Por Maria Otilia

A EEF Dom Quintino vem desenvolvendo ações de ampliação da jornada escolar tais como: recreação, letramento, dança de rua , e karaté . Essas atividades escolares são financiadas pelo MEC através do FNDE, no que se refere a aquisição de material e pagamento dos monitores. Ressalta-se que é de grande importância atividades como essas desenvolvidas principalmente para alunos com baixo desempenho ou baixa frequencia. Tendo como objetivo trazer esses educandos para dentro da sala de aula reduzindo assim o índice de abandono ,reprovação e distorção idade -série. E o mais importante que é garantir aprendizagens significativas. Para que a Escola seja sempre viva, dinâmica , o Núcleo Gestor e professsores mantém parcerias com insituições como o SESC que está desenvolvendo oficinas preservação do meio ambiente, Secretaria de Saúde e CREDE trabalhando o SPE (Saúde Preventiva na Escola), Secretaria de Cultura com vários alunos inscritos no curso de dança, teatro e Secretaria da Fazenda com o curso de Educação Fiscal, URCA através dos estagiários que desenvolvem oficinas de leituras, produções textuais, trabalhos com alunos com necessidades especiais, etc.

Neste dia 21 ( domingo) os alunos do Karaté participarão de um torneio juvenil no Poliesportivo. O professor Neto ( instrutor de Karaté ) é o responsável pelo treinamento dos nossos atletas.

O Núcleo Gestor ressalta que uma das maiores dificuldades é a falta de patrocínio para esses eventos tais como: transporte, recursos financeiros para as inscrições,hospedagem, etc. Mas com todas as dificuldades, a Escola continua sendo uma escola viva, que se preocupa com a sua função social e aberta a comunidade.
Postado por Maria Otilia

REFLEXOS...

Grávidos sonhos
- Claude Bloc -

A força da escrita é tão grande em mim que perpassa minha vontade, que resiste ao momento, toma forma, me influencia, enfim, me assume num impulso, me toma o fôlego e conduz minha mão à luz do entusiasmo criador... torna-se vital quando transparece, permanecendo viva à flor do pensamento.

Por isso, sinto-me remotamente controlada, confrontada pelas palavras, num jogo incansável... Nessa ordem de idéias, escrevo por tudo o que transcende e resiste ao tempo. Escrevo para desagravar a alma. Para aguentar os repuxos. Para sintonizar o tempo.

Assim, permito-me sentir a liberdade quando ela grita, quando me restam grávidos sonhos, aqueles que não consigo reter, aqueles que não têm ecos, ressonâncias e que se enclausurados lutam para me suster de palavras em busca do sol.

Claude Bloc
Dedico a Dihelson

AQUARELANDO FLORES...


Para ouvir o vento
- Claude Bloc -

Que todos os dias voltem
a ter novas cores,
entre flores-guardiãs.
E nessa dança vital,
possamos viver
a pacífica liberdade,
as passagens da idade
o que queremos ter.


Que nossa raça seja una,
humana
nessa transitoriedade
de vida e coragem
.
Porque calar
é mesmo coisa rara
mais ainda em pensamento:
quando a vida estanca
quando a voz se estampa
quando o silêncio se instala
quando perdemos a fala
para ouvir o vento.

Claude Bloc

O patrimônio arquitetônico de Barbalha através da câmera de Heládio Teles Duarte

A Carta Européia do Patrimônio Arquitetônico declara enfaticamente:

“O patrimônio arquitetônico é um capital espiritual, cultural, econômico e social de valores insubstituíveis. Qualquer diminuição desse capital é, portanto, mais um empobrecimento cuja perda em valores acumulados não pode ser compensada, mesmo por criações de alta qualidade. A arquitetura do passado deve ser, portanto, uma herança comum para os habitantes de uma cidade que soube conservar seus prédios antigos”.

O povo de Barbalha teve a sensibilidade de conservar seu casario, hoje tombado como “Patrimônio Histórico”.
Nas fotos acima, vemos dois prédios do casario antigo de Barbalha. Bom atentar que a segunda foto – o casarão da família Alencar – localizado próximo á Matriz de Santo Antônio, foi recentemente recuperado pela Dra. Jaqueline Sampaio.
Parabéns Barbalha!

Texto: Armando Rafael
Fotos: Heládio Teles Duarte

VIVA A GUERRILHA!!! AVANTE, GUERRILHEIROS!!!



ESPETÁCULOS DESTE SÁBADO, DIA 20.NOV.2010:

19h00min - Palco: PÁSSARO DE VOO CURTO (Livre, 60min), Cia. Entremeios de Teatro
20h30min - Arena: BODAS DE SANGUE (12 anos, 50min), Grupo Centauro de Teatro








Realização:
Sociedade Cariri das Artes
Sociedade de Cultura Artística do Crato
Cia. Cearense de Teatro Brincante
Companhias de Teatro, Dança e Circo do Cariri

Patrocínio:
Prefeitura Municipal do Crato
Secretaria de Cultura do Crato
Centro Cultural Banco do Nordeste

Quantos presidentes teve a República brasileira? – por Armando Lopes Rafael

Na poltrona”, revista de bordo distribuída entre os clientes da Itapemirim, trouxe – no seu número de novembro/dezembro-2010 – interessante matéria sobre os presidentes da República brasileira. Interessante, mas contendo alguns equívocos.

Na poltrona” afirma que a República Federativa do Brasil (nome que substituiu a antiga denominação oficial dos “Estados Unidos do Brasil”, em vigor de 1889 a 1967) teve – nesses 121 anos completados no último dia 15 de novembro – 31 presidentes. E inclui nessa lista 2 presidentes que não chegaram a tomar posse: Júlio Prestes e Tancredo Neves. Ora, se incluiu até quem não assumiu o mandato, cometeu uma injustiça, com alguns brasileiros que chegaram a exercer a Presidência da República (seja por meses, semanas ou mesmo dias).

E quem foram esses brasileiros que assumiram o mandato de Presidente da República e não foram citados pela revista “Na poltrona”?

1) Augusto Fragoso
2) Isaias de Noronha
3) Mena Barreto
(Essa “Junta Presidencial” esteve na Presidência da República entre 24 de outubro a 3 de novembro de 1930, antecedendo a posse de Getúlio Vargas como “Chefe do Governo Provisório”, que existiu de 1930 a 1934. Depois, Getúlio Vargas emendou o mandato como “Presidente Constitucional” – ele outorgou uma nova Constituição – de 1934 a 1937 e virou ditador por mais 8 anos, até 1945. Getúlio ficou 15 anos na Presidência)
4) José Linhares (cearense de Baturité, que era presidente do Supremo Tribunal Federal e exerceu a Presidência da República após a queda da ditadura Vargas, entre outubro de 1945 a janeiro de 1946).
5) Carlos Luz (era presidente da Câmara dos Deputados e foi investido como Presidente -- de 8 a 11 de novembro de 1955-- em face de um golpe militar que tirou do poder o presidente Café Filho)
6) Nereu Ramos (era presidente do Senado Federal e foi investido como Presidente -- de 11 de novembro de 1955 a 31 de janeiro de 1956 -- em face de novo golpe militar que derrubou o presidente interino Carlos Luz)
7) Rainieri Mazzilli (como Presidente da Câmara dos Deputados assumiu durante a renúncia de Jânio Quadros 25 de agosto a 7 de setembro de 1961)
8) General Aurélio de Lira Tavares
9) Brigadeiro Márcio de Sousa e Melo
10) Almirante Augusto Rademaker

(Estes ministros do Exército, da Aeronautica e da Marinha, que assumiram "o exercício temporário da Presidência da República", para o que não havia qualquer previsão constitucional. Estes ministros militares proibiram o emprego da expressão “junta militar” e em 6 de outubro de 1969, declararam "extinto" o mandato do presidente Costa e Silva).

Como se vê, a revista “Na poltrona” deixou de incluir na sua lista 10 (dez) brasileiros que efetivamente exerceram a Presidência da República. Com isso o número de Presidentes da República no Brasil sobe para 41.
O que dá uma média de cerca de 3 anos para cada mandato...
Texto e postagem de Armando Lopes Rafael

20 DE NOVEMBRO DIA DA COSNCIÊNCIA NEGRA.-- QUE COR É A SUA CONSCIÊNCIA?-Por Joao César Mousinho de Queiroz.



Esta data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Foi escolhida a data de 20 de novembro, pois foi neste dia, no ano de 1695, que morreu
Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu combatendo e defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também uma forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. ZUMBI lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo. A criação desta data foi importante, pois serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. Os negros africanos colaboraram muito, durante nossa história, nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos e religiosos de nosso país.
É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais e em outros locais, valorizando a cultura afro-brasileira, aqui em São Paulo, vamos assistir shows e debates no Ibirapuera e em vários pontos da cidade. Abolição da escravatura, de forma oficial, só veio em 1888. Porém, os negros sempre resistiram e lutaram contra a opressão e as injustiças advindas da escravidão. Vale dizer também que sempre ocorreu uma valorização dos personagens históricos de cor branca. Como se a história do Brasil tivesse sido construída somente pelos europeus e seus descendentes. Imperadores, navegadores, bandeirantes, líderes militares entre outros foram sempre considerados heróis nacionais. Agora temos a valorização de um Líder Negro em nossa história e, esperamos, que em breve outros personagens históricos de origem africana sejam valorizados por nosso povo e por nossa história. Passos importantes estão sendo tomados neste sentido, pois nas escolas brasileiras já é obrigatória a inclusão de disciplinas e conteúdos que visam estudar a história da África e a cultura afro-brasileira.
O nome Palmares foi dado pelos portugueses, devido ao grande número de palmeiras encontradas na região da Serra da Barriga, ao sul da capitania de Pernambuco, hoje estado de Alagoas. Os que lá viviam chamavam o quilombo de Angola Janga (Angola Pequena). Palmares constituiu-se como abrigo não só de negros, mas também de brancos pobres, índios e mestiços extorquidos pelo colonizador. Os quilombos, que na língua banto significam "povoação", funcionavam como núcleos habitacionais e comerciais, além de local de resistência à escravidão, já que abrigavam escravos fugidos de fazendas. No Brasil, o mais famoso deles foi Palmares.
O Quilombo dos Palmares existiu por um período de quase cem anos, entre 1600 e 1695. No Quilombo de Palmares (o maior em extensão), viviam cerca de vinte mil habitantes. Nos engenhos e senzalas, Palmares era parecido com a Terra Prometida, e Zumbi, era tido como eterno e imortal, e era reconhecido como um protetor leal e corajoso. Zumbi era um extraordinário e talentoso dirigente militar. Explorava com inteligência as peculiaridades da região. No Quilombo de Palmares plantavam-se frutas, milho, mandioca, feijão, cana, legumes, batatas. Em meados do século XVII, calculavam-se cerca de onze povoados. A capital, era Macaco, na Serra da Barriga.
Domingos Jorge Velho, um bandeirante paulista, vulto de triste lembrança da história do Brasil, foi atribuído à tarefa de destruir Palmares. Para o domínio colonial, aniquilar Palmares era mais que um imperativo atribuído, era uma questão de honra. Em 1694, com uma legião de 9.000 homens, armados com canhões, Domingos Jorge Velho começou a empreitada que levaria à derrota de Macaco, principal povoado de Palmares. Segundo Paiva de Oliveira, Zumbi foi localizado no dia 20 de novembro de 1695, vítima da traição de Antônio Soares. “O corpo perfurado por balas e punhaladas foi levado a Porto Calvo. A sua cabeça foi decepada e remetida para Recife onde, foi coberta por sal fino e espetada em um poste até ser consumida pelo tempo”.
O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos; até então, o movimento negro precisava se contentar com o dia 13 de Maio, Abolição da Escravatura – comemoração que tem sido rejeitada por enfatizar muitas vezes a "generosidade" da princesa Isabel, ou seja, ser uma celebração da atitude de uma branca.
Ponto facultativo ou feriado mais de 700 municípios comemoram neste Sábado o Dia da Consciência Negra. Homenageando ZUMBI DOS PALMARES, a mais significativa resistência negra a escravidão em nosso país. ZUMBI:“Deus da Guerra”, “Fantasma Imortal” ou Morto Vivo”.
SP20/11/10www.sosdrogasealcool.org- Lá da Vila Silvestre

BlogHumor - 39 Coisas que aprendi assistindo Sessão da Tarde - Por: Jales Botelho

39 Coisas que aprendi assistindo Sessão da Tarde

1. Não importa quais sejam os bandidos, um grupo de crianças poderá vence-los.
2. Cachorros sabem falar.
3. Gatos sabem falar.
4. Existem filmes europeus que não chegam nem a locadoras.
5. Nos EUA sempre tem valentão e ele sempre se dá mal no final.
6. Se eu tiver problemas com minha mãe ou meu pai basta dizer palavras mágicas que nos trocaremos decorpos e daremos mais valor a cada um.
7. Se bandidos enfrentam crianças eles agem como tontos.
8. Papagaios sabem falar! (Pior que sabem mesmo)
9. Um bando de fedelhos chorões podem vencer um time de valentões e trogloditas.
10. Se no meio do filme entrar a vinheta da Globo para um boletim urgente é porque alguém morreu.
11. Se um casal de crianças ficar perdidos em uma ilha tudo neles cresce, menos os pelos pubianos, das axilas, bigodes barbas e unhas.
12. Um cachorro pode jogar basquete.
13. Um cachorro pode jogar basquete e baseball.
14. Um cachorro pode jogar basquete, baseball e futebol.
15. Cachorros e gatos nos chamam de “Meu humano” quando conversam entre si.
16. A babá sempre fica com o pai milionário e solteirão.
17. Loiras são más.
18. Staypuft(homem marshmallow) pode ser mal.
19. Chimpanzés sabem andar de Skate.
20. Chimpanzés sabem jogar hockey.
21. O Tarzan no desenho não tem a Xita.
22. Se eu matar aula vou curtir a vida adoidado.
23. Príncipes africanos são humildes
24. Chuck Norris é um espírito da floresta
25. Pilotos normais precisam de anos para pilotar um avião, pessoas comuns precisam apenas estar sob uma situação de risco e ter alguém guiando pelo rádio.
26. Filmes de terror não são para os fracos que ficam a tarde em casa.
27. Quando existe um grupo de crianças elas tem as seguintes características: Um é gordinho, o outro e um CDF e usa óculos, o outro é negro e o principal é o que tem problemas com os pais em casa.
28. Americanos sabem jogar futebol.( o nosso futebol)
29. A menina anti-popular fica com o Bonitão do colégio.
30. Os Trapalhões eram os caras!
31. Se a Xuxa trabalhar em um lanchonete, ela vai limpar o suor da testa com o alface do sanduiche.
32. Nunca devo alimentar um Gremilim depois da meia noite.
33. Caso tenha um devo ficar de olho no horário de verão.
34. Mulheres peitudas podem mecher brincos em seus mamilos.
35. A historia sem fim tem fim.
36. Um hospício e uma academia de polícia não são muito diferentes.
37. Um policia é um ótimo professor para crianças do jardim.
38. Se algum valentão um dia quizer me pegar no final da aula, eu vou sair beijando todas as gostosas do colégio, e roubar o dinheiro do caixa.
39. O Vale a Pena Ver de Novo não se refere apenas as novelas, mas aos filmes também.

Por: Jales Botelho

CRATO - Notícias do Dia 20 de Novembro de 2010


Pecuaristas são convocados para a 2ª etapa da campanha contra febre aftosa

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Recursos Hídricos do Crato comunica aos pecuaristas que a 2ª etapa da campanha contra febre aftosa irá até o dia 30 de novembro. É importante adquirir a vacina na loja veterinária de sua preferência e apresentar a nota fiscal com informações do rebanho vacinado no escritório da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará ADAGRI ou Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará EMATERCE do município. Vale lembrar que é fundamental a apresentação do CPF na hora da compra da vacina e a atualização do cadastro no momento da declaração. O Secretário de Agricultura, Pecuária e Recursos Hídricos do Crato, Erasmo Ferreira ressalta que o período de declaração até 15 de dezembro de 2010.

Capacitação em Informática básica é disponibilizada para Jovens Aprendizes do Crato

A Prefeitura Municipal do Crato por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social-SEMAS em parceria com a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social -STDS iniciou na última quarta-feira, dia 17, no Projeto Primeiro Passo Jovem Aprendiz no contexto do curso de Assistente administrativo o módulo de informática Básica onde serão capacitados os 20 ( vinte) jovens participantes do respectivo projeto promovendo a inclusão digital, social e cultural. O curso que tem carga horária de 60 horas aulas acontece até o próximo dia 29 de dezembro de 14 as 17 horas e 30 minutos no Telecentro Comunitário localizado no Centro Cultural do Araripe no largo da RFFSA. Os empresários que se interessarem a contratar os jovens do referido Projeto podem procurar à Secretar ia Municipal de Assistência Social, através da responsável pela pasta Liduina Alves de Andrade e Amanda de Lavôr Bizerra Coordenadora do Projeto Primeiro Passo - Crato. Para maiores esclarecimentos. Mais informações nos telefones: (88) 3521-6425/ 8853-9103

Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal do Crato
www.crato.ce.gov.br

Mas que almoço indigesto! – Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Quando estudante em Salvador, entre os companheiros de residência, havia um jovem de Alagoinhas, Wedner Costa, um amigo que não vejo há mais de quarenta anos. Soube que hoje ele é um conceituado cardiologista na capital baiana.

Na Semana Santa de 1965, a convite de Wedner, conheci Alagoinhas. Bem depressa fiquei encantado com a beleza da cidade, pois me lembrou o nosso querido Crato. Cidade quase do mesmo tamanho da nossa, igualmente limpa, bem arborizada, repleta de praças acolhedoras com jardins bem cuidados. Além do mais, o português Agostinho Ribeiro da Silva, meu quinto avô pelo lado Esmeraldo, se fixou em Alagoinhas, tão logo chegou ao Brasil ai pelo final do século XVII. Além de tudo isso, fui distinguido com fidalguia pela hospitalidade dos pais de Wedner.

Foi uma semana inesquecível em que vivemos noitadas memoráveis. Depressa fiz amizade com dois jovens de Alagoinhas, ex-colegas de Wedner: Zenon e Homero, que posteriormente foram meus colegas na Escola Politécnica. Como a maioria dos baianos, eles tocavam violão e Homero tinha uma excelente voz. E todas as noites eu os acompanhava em serenatas pelas ruas da cidade até altas horas. Durante o dia, as moças pediam para que eles fizessem serenata na rua em que elas moravam.

No domingo pela manhã, dia do nosso retorno a Salvador, o senhor Lourival, pai do Wedner, me perguntou se eu já havia comido carne de sariguê. Perguntei a ele o que era sariguê, pois nunca ouvira tal nome. E ele me respondeu que era uma pequena caça que havia em abundância por lá e que iria ao mercado para comprá-la.

Achei o almoço delicioso. A carne preparada ao molho parecia com galinha cozida no caldo. Comi e ainda repeti.

Quando terminei o almoço, o pai do Wedner me perguntou por que no Ceará a gente não comia sariguê. Respondi que não existia essa caça em nossa terra. Ele então me disse que tinha, e que sariguê era conhecido no Ceará por “cassaco” ou “gambá”. Passei o resto da tarde contendo a reviravolta do meu estômago.

Mas sariguê não foi o único prato indigesto que degustei na minha vida. Quando trabalhava na Coelce, tinha como atribuição principal o atendimento aos políticos de todas as cores e ideologia um tanto quanto paupérrima. Então me especializei em engolir “sapos”. Por isso faço questão de passar longe de um cururu. E por segurança, não aceito comidas exóticas, pois pode ser que em algum lugar cachorro ou macaco tenham nomes que sugiram algo bem apetitoso.

Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Nonato Luiz lança CD hoje no Cariri


O violão mais doce, potente e vibrante de Nonato Luiz vai nos encher de emoção nesse final de semana em Crato. O Cariri recebe “Estudos, Peças e Arranjos”, o mais novo trabalho do internacional violonista cearense e cidadão cratense. Assim ele se apresenta hoje no Teatro Municipal Salviano Arraes Saraiva.

Indicado como um dos melhores violonistas brasileiros da atualidade, Nonato Luiz nasceu em São José, distrito de Lavras da Mangabeira e, à partir de Fortaleza ganhou o mundo.

A música de Nonato Luiz reflete o seu estilo multicultural: sobre sólidas bases musicais nordestinas, passeia pelos clássicos, eruditos e populares, emprestando-lhes brilho, suavidade e muita harmonia. O título do álbum navega pelo esmero em um trabalho cuidadoso e rico em sons e ritmos, em música de grandiosa qualidade.

Em "Estudos, Peças e Arranjos" o violão de Nonato Luiz nos acompanha através da magia, do encantamento e da alegria de estar com ele. Em uma viagem que, juntos, nos transportaremos para um distante que não importa aonde vai se chegar.

Se devesse ainda persistir qualquer dúvida sobre a magia desta noite, ouça "Estudos, Peças e Arranjos” , executado por esse artista que adotamos como filho.

SERVIÇO
Show de lançamento do CD "Estudos, Peças e Arranjos" do violonista Nonato Luiz
DATA: 20 de novembro de 2010
LOCAL: Teatro Municipal Salviano Arraes Saraiva (Antigo Cine Moderno no Calçadão)
HORA: 20h
ENTRADA FRANCA

CONTATOS: Kaika Luiz - 8816.3062/9931.2138

Urgência da reforma política - Por Emerson Monteiro

A constante abordagem dos assuntos pela mídia enfraquece o conteúdo de palavras utilizadas, motivando o desestímulo quanto a matérias que, por vezes, necessitam maiores considerações e aprofundamento. De tanto se falar em determinados itens, nas pautas jornalísticas, resulta na inércia da acomodação e do costume, isso automatizando o som e o significado desses conceitos, envernizando, empalidecendo suas potencialidades.
Uma ocorrência do tipo fica por conta do falar em demasia na tão sonhada e propalada reforma política brasileira, há muito presente nos discursos e nas notícias, sem, contudo, levantar a cabeça do papel e chegar às vias da realidade real. A cada ano de eleição, falam-se multidões na carência de que o Brasil evoluirá quase nada em termos institucionais caso permanece distante a tal reforma política eleitoral.
De tanto ouvir, os ouvidos acostumam e perdem o interesse nos conteúdos entre quem escuta e o que dizem as palavras, até chegar a indiferença e acomodação das intenções de quem fala conteúdos expostos e pouco absorvidos, dada a sua profundidade virar apenas repetição de superficialidades pouco esclarecidas.
Reforma política, portanto, quer significar, acima de tanta fumaça jogada sobre sua importância, o passo inicial e inevitável para a qualificação da política, no que diz respeito à prática da cidadania plena, ou seja, o ato de votar e ser votado. Será ação fundamental para o saneamento verdadeiro das formas arcaicas viciadas de fazer política nas terras nacionais.
Somente uma boa reforma política oferecerá condições eficientes para a boa administração pública no nosso País. Através dela, dar-se-á o disciplinamento das votações, com a localização territorial das lideranças no seu espaço de influência social, evitando o perverso paraquedismo de candidatos estranhos invadirem o campo e anular o potencial autêntico das populações. Ela adotara, dentre as propostas, o voto distrital ou voto distrital misto.
E outros elementos a comporão, quais sejam, no meio de outros: A eliminação dos privilégios dos caciques, na hora da escolha dos candidatos dentro dos partidos. Eleição também dos suplentes de Senador. Aumento da representatividade, com escolhas proporcionais a todas as regiões, no Congresso Nacional. Redução da força eleitoral dos presidentes de partidos. Exclusão do foro privilegiado de políticos no exercício do mandato. Ampliação dos efeitos da chamada ficha limpa. Cortar em definitivo as regalias e mordomias dos representantes, e retorná-los à vala comum de onde nunca deveriam ter saído. Adoção do financiamento público das campanhas, com peso igual nos custos a todos os candidatos independente das diferenças patrimoniais, com o extermínio, bem na fonte, da famigerada compra de voto, excrescência e prostituição da consciência de cidadãos desavisados e corrompidos.

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30