xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 21/07/2010 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

21 julho 2010

CRATO - Notícias do dia 22 de Julho de 2010


Infraestrutura continua com trabalho de recuperação e limpeza das ruas

A Prefeitura Municipal do Crato, por meio da Secretaria de Infraestrutura, continua realizando o trabalho de recuperação das vias do município, com melhoria da malha asfáltica da cidade. No centro, várias ruas já foram recuperadas, inclusive da parte central da cidade. Alguns bairros também serão atendidos. E também está sendo desenvolvido nos bairro da cidade, o projeto cidade limpa, com o intuito não apenas de limpar, mas de promover um trabalho de pintura do meio fio, capinação e retirada do lixo dos terrenos baldios, prevenindo contra a dengue nas diversas localidades do município.

Equipe da Agricultura passa por capacitação do Seguro Safra

Uma equipe da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Recursos Hídricos do Crato estará participando de um treinamento do Programa Seguro Safra. A capacitação começa hoje e será realizada na escola Agrotécnica Federal, em Crato. Segundo o Secretário de Agricultura, Erasmo Ferreira, os técnicos estão sendo capacitados para atuar no novo cadastramento do Seguro Safra. Os primeiros beneficiários inscritos no programa receberão a primeira parcela do seguro na primeira semana do mês de agosto. Em Crato, estão cadastrados mais de 3 mil pequenos agricultores.

Comunicados da Secretaria Municipal de Assistência Social do Crato

- A Prefeitura Municipal do Crato comunica a todos que foi aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo Governo Municipal a lei de número 2.625/2010 de 30 de junho de 2010 que altera a denominação Secretaria de Ação Social para Secretaria Municipal de Assistência Social-SEMAS.

- A Secretária Municipal de Assistência Social Liduina Andrade comunica aos idosos dos bairros São Miguel e Pinto Madeira que as atividades da Secretaria Municipal de Assistência Social-SEMAS retornarão no próximo dia 4 de agosto as 13 horas e 30 minutos.

Secretaria de Meio Ambiente do Crato já é participante do Selo Município Verde 2010

O Selo Município Verde é um programa de certificação pública do Governo do Estado do Ceará que classifica, anualmente, os municípios cearenses que atendem a critérios pré-estabelecidos de conservação e uso sustentável dos recursos naturais, promovendo melhor qualidade de vida para presentes e futuras gerações. Nos anos de 2007, 2008 e 2009 o Crato foi premiado com o Selo Município Verde. A Secretaria de Meio Ambiente e Controle Urbano do Crato informa que o município já respondeu e enviou os dois questionários que são disponibilizados anualmente pelo Comitê Gestor do Programa Selo Município Verde - PSMV que são respectivamente, o Questionário de Avaliação da Gestão Ambiental e o Questionário de Avaliação da Mobilização Ambiental juntamente com o Termo de Responsabilidade assinado pelo Prefeito Samuel Araripe e a documentação comprobatória. Até o final de 2010 o Comitê Gestor emitirá o Certificado que prevê uma premiação àquele município que atingir o melhor desempenho no atendimento aos critérios de qualidade ambiental: “O Prêmio Sustentabilidade Ambiental”.

Com Informações da ASCOM - PMC

É HOJE - Não Percam ! - Grande Evento no Teatro Raquel de Queiroz a partir das 19 horas

***

Hoje VOCÊ é nosso convidado !

Dia 22.07, no Teatro Rachel de Queiroz a partir de 19 h

Lançamento do livro "Poeiras na réstia" do escritor cratense Everardo Norões

Amostra da exposição "Cascas do Crato" pela artista plástica Sônia Lessa Norões

Recital de piano " O Dom da Música" por Dihelson Mendonça - 20h

- Entrada Franca! -

Concerto de Piano 400 - Dihelson Mendonça

Em uma carreira musical de mais de 30 anos devotada à música, e considerado um dos grandes pianistas Brasileiros, o tecladista/arranjador/compositor Dihelson Mendonca, nascido em Crato-CE em 1966, já demonstrou o seu talento, tocando lado a lado com os maiores nomes da música Instrumental brasileira, tais como: Hermeto Pascoal, Gilson Peranzzetta, Mauro Senise, Arismar do Espírito Santo, Luciano Franco, Toninho Horta, Vinícius Dorin (Saxofonista), André Marques, Itiberê Swarg (Baixista) , Márcio Bahia (Baterista), Beto Batera ( Irmão do Carlos Bala - baterista ), Carlinhos Patriolino, Márcio Resende, Nenê (Baterista), Fátima Santos (cantora), Lia Chaves (cantora), João Senna ( Sax ), Ricardo Júnior (Pianista e Arranjador da cantora Dóris Monteiro), Cleivan Paiva (Guitarrista com quem mantém um dueto de Jazz), dentre muitos outros. Enormemente aclamado por onde tem passado, Dihelson Mendonca possui um estilo eclético e virtuoso, que de imediato cativa a platéia. Compositor de cunho erudito e profundo pesquisador da música pianística, considera-se principalmente um pianista de Jazz, embora em seus concertos, execute frequentemente obras eruditas, de Bach à Stravinsky, e em especial, Frederic Chopin.

SERVIÇO: O Concerto para Piano "O Dom da Música", de Dihelson Mendonça, faz parte das comemorações do lançamento do Livro "Cariricaturas em Verso e Prosa", da revista eletrônica Cariricaturas, que se estende do dia 22 ao dia 24 de Julho em Crato.

No Repertório, peças de Bach, Mozart, Chopin, Beethoven, Pixinguinha, Zequinha de Abreu, além de Composições e Arranjos do próprio artista sobre temas populares, consagrados pelo público.

Local do Concerto: Teatro Rachel de Queiroz - Crato - CE
Data: 22 de Julho, Quinta-Feira, 20 horas
Entrada Franca

COMPOSITORES DO BRASIL


Quando eu canto seu coração se abala
Pois eu sou porta-voz da incoerência
Desprezando seu gesto de clemência
Eu sei que o meu pensamento lhe atrapalha...

(Agalopado)

ALCEU VALENÇA

Por Zé Nilton

O bonito em Alceu Paiva Valença, nascido em 1º. de julho de 1946, é essa dupla proximidade dele com sua música e deles com a terra que os originou. O Nordeste e o mundo, eis sua terra. Mas uma vez no mundo, não perde o sentimento e o aconchego telúricos. Quer encontrá-lo quando está em casa? Vá a Recife. A imagem sempre se repete a cada carnaval pernambucano. Aquele homem com cara de louco quedo atrás de um janelão de primeiro andar abençoando a turba de foliões num vai e vem, embevecida pelo autentico som carnavalesco, o frevo.

No memorial de sua arte um dia ele disse:

“No dia em que eu nasci três vezes um galo cantou, Satanás bateu num sino e uma estrela alumiou. Ficou tudo escuro no dia em que nasci. Era meio-dia. E fez um escuro medonho. Em São Bento do Una. Nasceu um bendito.

Um bendito. Mas que acabaria à `profissão de maldito´, já que a música era seu dom.
Sou bendito, isto sim, porque reinvento a MPB e, por outro lado, não sou mais novo. Sou um balzaquiano da música popular brasileira. A base da minha música é praticamente o cordel. Vem das coisas que ouvi diretamente dos cantores da minha terra.

Vem da infância, das histórias contadas pela negra Loló, vem do aboio na voz do vaqueiro ao anoitecer. E tinha lua na caatinga, o menino na garupa, com medo de lobisomem.

Depois, vem dos elementos urbanos que absorvi e misturei a essa base, e tirei meu produto. Um produto novo.

No Recife, comecei a me urbanizar na marra, comecei a ter vergonha do meu sotaque, porque eu era de São Bento e os meninos mangavam muito de mim. Porque eu era matuto. Convivi com a classe média alta, mas meu pai não queria luxo em casa. Mesada pequena, cabresto curto para evitar que seu `gado´ desgarrasse pelo mundo afora. E a vontade de ter roupa bonita. Eu vivia um dilema: morava num bairro bom, mas não tinha dinheiro no bolso. Enfim, um cara diferente no sotaque, no bolso e no gosto. Nunca virei recifense, mas São Bento do Una ia ficando para trás”.
(História da Música Popular Brasileira- Grandes compositores. S. Paulo: Ed. Abril, 1982).

Alceu Valença, diz a crítica, constrói o alicerce da futura música de consumo do Brasil, contudo, digo eu, o invólucro daquela música passou, ou melhor, desmanchou-se no ar. Se a música de Alceu é de consumo, viva a música de consumo de Alceu! E morra a música de consumo de certos “compositores” de hoje e de certos jovens a vista.

Aliás, ele já antecipava tudo isto, se quisermos entender sua crítica para o lado da música, quando disse:

Além de tudo sou moleque mal-ouvido
Sou atrevido, já joguei tudo pro ar
Vai longe a noite do meu sonho colorido
Duvidar? Duvido e insisto em duvidar
Creio na perua
O povo tá comendo vidro
Creio na perua
E o baião vai pipocar
Creio na perua
O que tá pior vai piorar
É como a história da cantiga da perua
Seu Elias fez a sua profecia popular
E Ary Lobo resolveu morar na lua
Partindo do Sputinik do campo do Jequiá...
(Fé na Perua).

COMPOSISTORES DO BRASIL, programa musical da Rádio Educadora do Cariri, nesta quinta-feira, a partir das 14 horas, faz uma retrospectiva musical desse excelente compositor brasileiro.

Na sequencia:

PUNHAL DE PRATA, com Alceu Valença
CARAVANA, de Alceu Valença e Geraldo Azevedo com Elba Ramalho, Zé ramalho e Geraldo Azevedo
A DANÇA DAS BORBOLETAS, de Alceu Valença e Zé Ramalho com Zé Ramalho
AGALOPADO, com Alceu Valença
TÁXI LUNAR, de Alceu Valença, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo com Geraldo Azevedo
POR TODA LÃ, com Alceu Valença
CORAÇÃO BOBO, com Alceu Valença
FÉ NA PERUA, de Alceu Valença e Zé da Flauta com Alceu Valença
CHEGO JÁ, de Alceu Valença com Claudionor Germano
COMO DOIS ANIMAIS, com Alceu Valença
CABELO NO PENTE, de Alceu Valença e Vicente Barreto com Alceu Valença
PLANO PILOTO, de Alceu Valença e Carlos Fernando com Luiz Gonzaga e Alceu Valença.

Quem ouvir verá.

COMPOSITORES DO BRASIL
Pesquisa, produção e apresentação de Zé Nilton
Rádio Educadora do Cariri – 1020
Quintas-feiras, de 14 às 15 horas
Retransmissão: www.cratinho.blogspot.com

Uma crônica de desagravo – por Pedro Esmeraldo


Pensei em abandonar a escrita. Tive grande pressentimento de que fui subestimado pela mídia da crônica cratense. Quero lembrar de que, desde há muito tempo, venho alertando os políticos que o meu único objetivo é defender a minha terra, a fim de vê-la sair do caminho da discórdia e da negligência política.
Há mais ou menos três anos, dei o primeiro grito contrário a separação da Ponta da Serra. Fui um fiel escudeiro em defesa da permanência do Parque de Exposição desta cidade. Fui e continuarei contrário a sua retirada do centro da cidade e venho manifestar sentimento de oposição a esse movimento, de que tenho como intuito evitar quebra da relação que há entre esses políticos que só desejam marchar em direção oposta aos interesses do povo.
Luto com muita veemência contra a penetração de canditados de fora e que só desejam permanecer nesta cidade com o interesse de açambarcar o voto do povo cratense e nada mais. Noto, com isso, que há má vontade desse povo em trabalhar por esta terra, já que apenas visam o interesse de levar o que tem de bom nesta terra. Por isso, alerto o povo que não caia nessa armadilha e satisfaça sua vontade de escolher com sabedoria seu canditado. Evite que o Crato caia no esquecimento. Não seja omisso e tenha o comportamento patriótico evitando a permanência deles aqui na terrinha.
Temos por obrigação escolher os candidato do Crato ( quer sejam filhos legítimos ou adotivos) e não dêem apoio a essa massa repelente que só vem tirar proveito e conseguir prestígio. Procure escolher com muito cuidado os candidatos idôneos, pois como sempre costumo dizer, empregando o ditado popular: "ruim com eles, pior sem eles".
Agora recordo com a humildade de um simples cronista --mesmo sem ser reconhecido pela mídia -- lembrando a todos e solicitando que se afastem dos canditados aventureiros. Tenham sempre em mente que deve votar em filho da terra. Este será o melhor remédio para Crato. Exija a sua retirada imediata desta praça, já que a cidade não precisa dessa ajuda desagradável.
Lembro ainda que no pleito passado apareceu aqui um algoz que arrematou do Crato mais de 10 mil votos, para depois abandonar-nos e nunca mais pisar nesta terra. Considero esse cidadão um eterno ingrato para com Crato. Creio que esses erros não devem ser mais cometidos, pois tenho como pensamento que só se deve errar uma vez e da outra vez é preciso consertar o erro com precisão.
Ambiciosamente, serei um criado fiel e lutarei em defesa da minha terra, já que tenho como objetivo estimular os políticos que deixem de lado o comodismo e lutem com ansiedade pela conquista do desenvolvimento equilibrado e com trabalhos insanos, propondo a igualdade e acelerando o crescimento, a fim de facilitar a criação de empregos e rendas.
Isso não vem ocorrendo porque não há uniformidade política, visto que todos puxam brasa para sua sardinha e não facilitam o melhor trabalho na construção de um novo Crato.
Ultimamente, os lideres cratenses não utilizam a seriedade e contorcem-se com medo de estruturar com o pensamento nobre e com intuito de partir para a construção de um novo Crato.
Tenho como pensamento, ver Crato atingir a sua glória, procuro penetrar no seio da massa popular que o único desejo é orientar a esse povo que saiba escolher, na hora de votar, um candidato sério e honesto.Cuidado com as conversas dilacerantes como o movimento pela separação da Ponta da Serra; pela não aceitação de canditados de fora que só vêm prejudicar o Crato. Se assim agirmos poderemos cobrar desses políticos as suas promessas eleitorais.

Escrito por Pedro Esmeraldo
.

ECAD É PROCESSADO


informe :

Ecad é processado por monopolizar preços dos direitos autorais

17/07/2010 |
Redação*
Portal Vermelho

A Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça instaurou, nesta sexta-feira (16), processo administrativo por formação de cartel contra o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), órgão responsável pelo recolhimento e repasse dos direitos autorais de músicas no Brasil.

A Lei 9.610/98, conhecida como Lei do Direito Autoral, confere ao Ecad o monopólio para arrecadação e distribuição dos valores relativos à execução pública dos direitos autorais. Os titulares dos direitos autorais podem fixar os valores para a execução pública de suas obras individualmente ou por meio de associações. No modelo vigente hoje, as associações fixam os valores dos direitos em conjunto, e não de forma individual.

Para a secretária de Direito Econômico, Mariana Tavares, o modelo de gestão coletiva dos direitos autorais conferiu ao Ecad o monopólio legal sobre as atividades de arrecadação e distribuição de valores, mas não sobre a atividade de fixação desses valores. “Deve haver livre concorrência na formação desses preços. A sociedade brasileira está pagando muito caro pela execução de músicas e isso prejudica a difusão da cultura”, frisou.

O processo foi instaurado a partir de denúncia apresentada pela Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA) contra o Ecad. Segundo a denúncia, a fixação conjunta dos valores a serem cobrados pela execução pública das obras tem como resultado a cobrança de valores indiscriminados e abusivos, o que deixa os devedores desses direitos (as operadoras de televisão aberta e por assinatura, rádios, consumidores que organizam festas de casamento), sem opção.

Outro problema denunciado pela ABTA é a criação de mecanismos para impedir e dificultar a entrada de novas associações, mantendo desta forma, o suposto “cartel” em funcionamento.

De acordo com a SDE, a atividade de fixação dos valores dos direitos autorais é potencialmente competitiva e a concorrência entre as associações para a definição de preços diferenciados deve ser estimulada.

Consultado pela SDE sobre o tema, o Ministério da Cultura afirmou que o fato de a lei estabelecer que a arrecadação tenha que ser única, não significa que os valores cobrados por repertório tenham que ser os mesmos. Por exemplo: uma das associações poderia requerer ao Ecad que fizesse a cobrança de seu repertório com valores diferentes do das outras associações, ainda que realizada de forma conjunta, de forma que os usuários dessem preferência ao seu repertório, ao invés do repertório das outras associações, iniciando-se a competição por preços.

Seminário - Na próxima segunda-feira (19), a Lei de Direitos Autorais será tema do seminário “Direito Autoral: um debate com toda a sociedade”, promovido em São Paulo pelo Idec. O evento que terá a presença da diretora do Departamento de Proteção e Defesa Econômica, Ana Paula Martinez, acontece das 9h às 19h30, no Tucarena - Teatro Arena da PUC.

Mais informações no site do Idec.

"CAMARÃO QUE DORME A ONDA LEVA"
O BARATO DA VIDA É VIVER

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30