xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 20/07/2010 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

20 julho 2010

CRATO - Notícias do dia 21 de Julho de 2010


Secretaria de Saúde do Crato disponibiliza informações sobre sexualidade e dengue para jovens do Alto da Penha

A Prefeitura Municipal do Crato, por meio da Secretaria de Saúde atrás do Programa de Saúde da Família e agentes comunitários de saúde do bairro Alto da Penha promoverão no próximo dia 27 na sede do projeto ABC do Alto da Penha um encontro com adolescentes na faixa etária de 10 a 16 anos onde será feita a apresentação de dois temas: Sexualidade na adolescência e Dengue: Responsabilidade de todos. Os temas serão facilitados pela enfermeira Alessandra Bezerra de Brito. Segundo a coordenadora do setor de Mobilização Social da Secretaria de Saúde do Crato, Luciana Callou após a apresentação de cada tema será realizada uma roda de conversa dos profissionais de saúde com os adolescentes. O Governo Municipal do Crato vem desenvolvendo ações de saúde, disponibilizando informações de combate e prevenção a doenças, bem como promovendo atividades de controle. A participação da população é extremamente importante. Portanto não esqueçam:

Próximo dia 27 de julho na sede do projeto ABC do Alto da Penha, apresentação de dois temas:

8 horas e 30 minutos -Sexualidade na adolescência e
10 horas e 30 minutos -Dengue: Responsabilidade de todos.

Participem!

Inscrições dos Festivais Cariri da Canção Estudantil e Cariri da Canção Nacional estão abertas em Crato

A Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude abriu inscrições para o Festival Cariri da Canção Estudantil 2010 a se realizar nos dias 14, 15 e 16 de Outubro de 2010 e o Festival Cariri da Canção Nacional 2010 que acontecerá nos dias e 28, 29. e 30 de outubro de 2010. As fichas de inscrições e o Edital serão disponibilizados no site da Prefeitura do Crato, www.crato.ce.gov.br e na sede da Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude a rua Teopisto Abath no Centro Cultural do Araripe, no Largo da RRFSA. Poderão participar do Festival Cariri da Canção Estudantil 2010: estudantes do Ensino Médio, Cursinhos Pré-vestibulares, Cursos Técnicos e Universitários regularmente matriculados na rede de ensino da região Metropolitana do Cariri (Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Caririaçu, Farias Brito, Jardim, Nova Olinda, Missão Velha e Santana do Cariri). Poderão participar do Festival Cariri da Canção Nacional 2010: Todos os compositores e intérpretes de todo território nacional. As inscrições irão até o dia 17 de setembro. Participe! Faça já sua inscrição!Mais informações 88 3523.23.65.

I Balaio do Patrimônio do Ceará será realizado em Crato

A Superintendência do Instituto do Patrimônio e Artístico Nacional - IPHAN do Estado do Ceará estará realizando, de 25 a 27 de agosto, em parceria com a Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude, o I Balaio Patrimônio do Ceará em Crato. O Balaio do Patrimônio é uma das principais ações de promoção do Programa Nacional de Patrimônio Imaterial – INPI, promovido pelo Departamento de Patrimônio Imaterial - INPI-IPHAN. O evento consiste em seminários para gestores públicos da área cultural, principalmente secretários e técnicos municipais responsáveis pela pasta da Cultura, com o objetivo de promover, através de palestras e distribuição de material bibliográfico e audiovisual de referência, a Política Nacional de Patrimônio Imaterial do IPHAN, fomentando a salvaguarda do patrimônio imaterial pelos municípios brasileiros. Em sua primeira realização no Estado do Ceará, o Balaio irá contemplar os gestores dos municípios localizados na Mesorregião Sul Cearense, dos municípios pleiteantes ao PAC das Cidades Históricas e com bens protegidos pelo IPHAN-CE.

No dia 25 de agosto, a partir das 20 horas, no Teatro Municipal Salviano Arraes, haverá a abertura oficial do evento e contará com as presenças de: Clodoveu Arruda, superintendente do IPHAN no Ceará; Márcia Sant’Anna, Diretora do Departamento de Patrimônio Imaterial -IPHAN; Francisco Auto Filho, Secretário de Cultura do Estado do Ceará; Samuel Araripe, prefeito do Crato; Danielle Esmeraldo, Secretária de Cultura do Crato; e os prefeitos e secretários de Cultura das cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. O evento terá apresentação, em sua abertura, dos Irmãos Aniceto.

Com informações da ASCOM - PMC

JOÃO NICODEMOS:Tive o Prazer de Fotografar o Filho Encantado do Rabequeiro Cariri Encantado-Por Wilson Bernardo.

QUANDO O PEIXE NÃO MORDE A ISCA.
Um olho dentro do olho
Que na verdade
O peixe rir
A fome que os homens passam.
O que lhe alimenta
De iscas...A fome!

OS ENCANTADORES DE MAGIAS.
Na estradas seguidas de penitencias
Saborear folhas de Imburanas
Suco de Macambiras
Estratos de Cactos

Santificados espinhos retirantes
Acalantos mágicos de toadas
Cantos
Ladainhas
E penurias
Promessas invernadas rabecas
Flores de Arbustos na beleza
Santificada na música penitente.
Wilson Bernardo(Poemas & Fotografias)

RESPOSTA À REVISTA PROVÍNCIA - POR: Antonio Correia Lima

“VOTE NÃO NO PLEBISCITO. DIVIDIR É ENFRAQUECER”.

Antes de tecer qualquer comentário a respeito da matéria em epígrafe, quero registrar a minha admiração pelo professor e jornalista Jurandy Temóteo.Dizer da minha gratidão pelo mesmo ter colocado à disposição de Ponta da Serra, na edição de N 25, de janeiro de 2007, um espaço de 9 páginas para que pudéssemos publicar “A origens e Povoamento de Ponta da Serra”, como

também a letra do nosso Hino. Hoje nossos alunos contam com um excelente material para realizarem suas pesquisas históricas

Em tempos passados, o professor Jurandy dedicou, também, seu prestimoso tempo em escrever alguns artigos a respeito do distrito de Ponta da Serra

Sabemos do forte laço que lhe une a nossa comunidade, através do seu cunhado Rocélio Brito, um grande apaixonado por sua terra natal, e certamente está torcendo pela nossa emancipação política. Acredito que o mesmo não vá levar à frente uma campanha ferrenha contra o nosso movimento, e até acho que ele não poderia deixar de expor seu pensamento através da sua revista, sobre o tema.

Quero dizer que não me causou surpresa essa matéria, pois, o Professor Jurandy já me havia dito que era contrário a nossa emancipação política, e perguntado se iria fazer campanha contra ele respondeu que não, mas “deste banquete não iria participar”.

Com certeza não haverá nenhum banquete, e serei o primeiro a sugerir convite ao prezado amigo para a festa da vitória do nosso Plebiscito, por acreditar que ele deu uma grande contribuição para a construção da nossa historiografia.

Com todo respeito à Revista Província e ao seu editor, gostaria de discordar de parte do importante artigo, que serviu de editorial da conceituada revista.

Como se ver, o amigo se apegou, para justificar que o Crato perderá com a nossa emancipação, aos nossos argumentos, quanto ao nosso potencial, no Perfil Distrital, uma das peças do Projeto de Emancipação de Ponta da Serra. Lá nós indicamos todo o potencial do referido distrito, fato esse, que foi confirmado pelos órgãos municipais, estaduais e federais, tais como, Prefeitura Municipal do Crato, IBGE, IPECE, TRE, Receita Federal e Estadual, como também, por um auditor da Assembléia Legislativa, que esteve em nossa sede, checando toda a infra-instrutora exigida pela Lei de Criação de Novos Municípios.

Há anos venho acompanhando esse assunto, tanto a nível de AL - CE como de Congresso Nacional.

Sobre os argumentos do Deputado Heitor Férrer, é importante dizer que ele votou contra a Lei de Criação dos novos municípios, pelos motivos relatados na matéria, mas votou a favor dos Decretos Legislativos que autorizam o TRE a realizar o Plebiscito nos distritos que tiveram seus projetos aprovados pela AL, recentemente.

Quando afirmamos que Crato não perderá com emancipação de Ponta da Serra é porque temos dados que provam o que afirmamos, pois, Crato continuará com o mesmo coeficiente do cáculo do FPM, que é de 3.2. Isso porque, sua população, baseada na contagem de 2007 é de 111.198 habitantes (faixa de 101.881 a 115.464). Com o desmembramento de Ponta da Serra, o Crato terá uma diminuição populacional de 8.611 habitantes, ficando, portanto, com uma população de 102, 585.

Matematicamente falando, Crato lucrará, pois, continuará recebendo o mesmo repasse do FPM, sem mais arcar com os gastos do referido distrito.

A respeito da suposta perca no número de vereadores do Crato, utilizamos a mesma lógica anterior. Segundo a Resolução 21.702/04, do TSE, o Crato se enquadra, atualmente, na faixa entre 95.239 habitantes até 142.857, com direito a 11 cadeiras no Legislativo, portanto, continuará com a mesma quantidade de vereadores, de acordo com a resolução citada acima.

Não é verdade que estamos omitindo que o plebiscito deverá envolver todo o eleitorado do Crato, é só ver as matérias publicadas no Jornal e no Blog da Ponta da Serra, como também no Blog do Crato. A nossa Amplificadora está diariamente reproduzindo áudios da FM- AL, com todas as informações a esse respeito.

Estamos aguardando a confirmação da data do nosso Plebiscito para iniciarmos uma campanha de esclarecimento a população em todo o município do Crato.

Lembramos ao amigo Jurandy, que assim como o então distrito de Crato, pleiteou sua emancipação política, se desligando de Missão Velha, hoje, o distrito Ponta da Serra, também almeja sua emancipação, o que é justo e de direito.

Lembramos, também, que muito lutamos para a não inclusão dos distritos Monte Alverne e Dom Quintino, no nosso projeto, defendido por alguns, quando, aí então, o Crato iria perder

Finalmente, ressaltamos não existir nenhum ressentimento contra o amigo professor Jurandy por sua firme convicção, contrário ao nosso movimento, pelos motivos que relatamos no início deste texto.

DIA DO AMIGO - Por Maria Otilia


Poema do Amigo Aprendiz

Padre Zezinho

Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Foto extraída do site: o melhor da web
Postado por Maria Otilia

ATENÇÃO - Não Perca !!! - Quinta-Feira dia 22 de Julho - CONCERTO - Dihelson Mendonça - O Dom da Música - Teatro Rachel de Queiroz - Crato - CE



Concerto de Piano 400 - Dihelson Mendonça

Em uma carreira musical de mais de 30 anos devotada à música, e considerado um dos grandes pianistas Brasileiros, o tecladista/arranjador/compositor Dihelson Mendonca, nascido em Crato-CE em 1966, já demonstrou o seu talento, tocando lado a lado com os maiores nomes da música Instrumental brasileira, tais como: Hermeto Pascoal, Gilson Peranzzetta, Mauro Senise, Arismar do Espírito Santo, Luciano Franco, Toninho Horta, Vinícius Dorin (Saxofonista), André Marques, Itiberê Swarg (Baixista) , Márcio Bahia (Baterista), Beto Batera ( Irmão do Carlos Bala - baterista ), Carlinhos Patriolino, Márcio Resende, Nenê (Baterista), Fátima Santos (cantora), Lia Chaves (cantora), João Senna ( Sax ), Ricardo Júnior (Pianista e Arranjador da cantora Dóris Monteiro), Cleivan Paiva (Guitarrista com quem mantém um dueto de Jazz), dentre muitos outros. Enormemente aclamado por onde tem passado, Dihelson Mendonca possui um estilo eclético e virtuoso, que de imediato cativa a platéia. Compositor de cunho erudito e profundo pesquisador da música pianística, considera-se principalmente um pianista de Jazz, embora em seus concertos, execute frequentemente obras eruditas, de Bach à Stravinsky, e em especial, Frederic Chopin.

FORMAÇÃO MUSICAL

Dihelson Mendonça iniciou seus estudos de piano clássico na Sociedade de Cultura Artística de Crato-CE ( SCAC ), com a professora Diana Pierre no início dos anos 80. Com raro talento, dsenvolveu rapidamente, e aprendeu a tocar em apenas 3 anos de estudo, peças de enorme dificuldade técnica. Concentrou-se nos românticos, principalmente Chopin. A descoberta do Jazz deu-se por essa época, (1982) ao descobrir por um acaso, um disco do pianista Oscar Peterson, gravado pela “Rádio Canadá Internacional”. “Depois disso nada foi como antes!”, afirma o músico. Em seguida iniciou-se uma grande peregrinação para compreender a sua nova paixão: O JAZZ ! Pelo fato de em sua cidade natal as possibilidades de estudo de Jazz eram escassas, resolveu estudar por conta própria todo o tipo de material relacionado ao estilo, desde trascrições que fazia à partir de discos e fitas, a livros variados e revistas sobre Jazz, como a DownBeat.

Por volta de 1984, chegou a cursar a Universidade Federal da Paraíba, no curso de Engenharia Eletrônica em Campina Grande, mas, o seu amor pela música tocou mais alto, e Dihelson abandonou sua futura carreira de Engenheiro Eletrônico para se dedicar exclusivamente ao Piano. Nessa época, já com sólido embasamento musical e sob influência de músicos modernos como Chick Corea, Bill Evans e Keith Jarrett, formou com o guitarrista paraibano Jocel Fechine e mais quatro integrantes, o seu primeiro sexteto, do qual participaram alguns dos maiores nomes do Jazz do nordeste: Jocel Fechine à guitarra, Fernando Rangel baixista ( músico renomado, e hoje, integrante do grupo Contrabanda do Recife), Fernando trompete, Sérgio Manfredo ao Saxofone, e o grande baterista Giovanni. Esse grupo foi a "sensação" do departamento de Artes DART da UFPB em Campina Grande em 1985/86 onde realizava seus periódicos concertos.

Ainda por essa época, assombrou os alunos da Universidade Federal da Paraíba em João Pessoa, ao se apresentar com o guitarrista Jocel Fechine num concerto-surpresa. Em Campina Grande, estudou com diversos professores, dentre eles, o Prof. Otávio, que havia sido aluno do grande gênio francês Pierre Boulez, considerado um dos pilares da música moderna do século XX.

À partir de 1986 , abandonou de vez a Universidade e tornou-se autodidata, por achar que as universidades brasileiras não continham o estudo musical de que necessitava. Tratou de continuar a sua peregrinacão intensa por livros, discos, e toda espécie de material de pesquisa de Jazz e música contemporânea que persiste até os dias de hoje. Ainda em 1986, firmou seu “Quartel-General” em Crato, sua terra natal, onde formou o primeiro grupo da região especialmente dedicado ao Jazz: O "Cariri Samba-Jazz Quartet" que foi motivo de várias entrevistas em diversos jornais e revistas cearenses. Após o "CSJQ", Dihelson Mendonça se concentrou em seu aperfeiçoamento musical, como professor de Piano, Harmonia de Jazz e improvisação na “Sociedade de Cultura artística de Crato” (SCAC), em 1987, além de gravações em estúdio. No entanto, nunca interrompeu as suas apresentações para convidados seletos que apreciam a música clássica, ou em festivais de MPB, desde Manaus, a Porto Alegre, onde, em 1991, por ocasião do Festival Nacional dos Economiários, participando como arranjador numa música da autoria de Pachelly Jamacaru, o fez ganhar o prêmio de melhor arranjo do festival. Em Porto Alegre, se apresentou informalmente na conceituada sala Tom Jobim, para um público seleto, que o aplaudiu veementemente, então com 24 anos de idade. Em 1989, apresentou-se em Fortaleza com os excelentes músicos Brasileiros Gilson Peranzzetta, e Mauro Senise, que já lhe advertiam de que deveria deixar o Ceará o quanto antes e fazer vôos mais altos, coisa que sempre recusou a fazer.

INFLUÊNCIAS

Dihelson Mendonça diz que tudo lhe serve de influência, de Bach à Hermeto Pascoal, passando até pelos “Irmãos Aniceto” (grupo de pífaros local), mas, é inegável que se ouve em sua música um forte sotaque de Chopin, Liszt, Ernesto Nazareth e até Stravinsky. Ainda devem ser mencionados como principais influências os músicos: Chick Corea, Bill Evans, Herbie Hancock, Keith Jarrett, Claire Fischer, Hermeto Pascoal e Debussy, dentre muitos outros.

O ARRANJADOR:

À partir de 1986 começou a se dedicar ao trabalho de arranjador, tendo trabalhado em dezenas de CDs. Produziu e dirigiu todos os CDs do também artista cratense Pachelly Jamacaru. Foi o diretor musical de inúmeros shows locais, tais como "Soy Loco por Ti América Latina" de Luiz Carlos Salatiel, que teve grande impacto de público e de crítica. Em 1997 foi a Nova York, numa espécie de peregrinação musical, onde tratou de contactar grandes nomes do Jazz, e chegou a fazer amizade com o grande pianista da República Dominicana, Michel Camilo, considerado um dos maiores pianistas de Latin-Jazz da atualidade, além de contactar o grande saxofonista Joe Henderson, e o legendário pianista de Jazz Mccoy Tyner. Ainda em 1997, formou um grupo de Jazz com o baterista fortalezense Denilson Lopes, e o contrabaixista Jerônimo Neto.

Dihelson Mendonça já integrou por diversas vezes grupos que se apresentaram no projeto "BEC - Seis e Meia" em Fortaleza, bem como promoveu WorkShop de Piano-Jazz realizado na UECE (Universidade Estadual do Ceará) em 1998. Em 1999, montou seu próprio estúdio de gravações profissionais na região do Cariri cearense, o DMSTUDIO, que é ponto de referência nas gravações de teor cultural da região. Também como arranjador, trabalhou como diretor musical e arranjador do segundo CD do compositor Pachelly Jamacaru em 1999.

GUARAMIRANGA & CIA

Participou por diversas vezes do “FESTIVAL DE JAZZ & BLUES de GUARAMIRANGA”, muitas vezes com seu próprio grupo, do qual figuraram nomes como: Luizinho Duarte (baterista do grupo Marimbanda), “David Alexander Krebs” o “Alemão”, Ricardo Leite (baixista), Denilson Lopes, Jerônimo Neto, e também como integrante de grupos de diversos artistas locais de renome, tais como Márcio Resende (Sax), e Luciano Franco (baixista, e compositor). Também, no mesmo festival, tocou no show de Toninho Horta e Arismar do Espírito Santo, onde fez uma das mais aclamadas apresentações na história do festival. Em 2001/2002 Dihelson trabalhou em diversos projetos de CDs de outros artistas, inúmeras apresentações com os novos duetos com o saxofonista Márcio Resende, o grande bandolinista Carlinhos Patriolino, e o promissor saxofonista Felipe Oliveira, além de trabalhar em suas próprias composições e projetos.

Em 2003, entrou num processo de reclusão e pesquisa, para se dedicar exclusivamente à composição e ao aperfeiçoamento pianístico. Adquiriu grande quantidade de partituras da literatura pianística universal e se dedicou à pesquisa, ao estudo, e à escrita musical. Em setembro de 2003 realizou um grande projeto: voltou ao palco e se apresentou no CCBN (Centro cultural Banco do Nordeste) , em Fortaleza - CE, executando exclusivamente obras de FREDERIC CHOPIN. No Ano Anterior, havia se apresentado no mesmo local, com um tributo ao gênio Hermeto Pascoal, e ainda no mesmo local, em Setembro de 2004 fez grande apresentação com seu "Tributo à BILL EVANS", apresentando os grandes "hits" do grande gênio do Jazz Piano. Ainda em Fevereiro de 2004 se Apresentou pela 5a vez no Festival de Jazz de Guaramiranga, desta feita com uma superbanda em "Tributo à Chick Corea". Ganhou o prêmio Nelson's em 2003 de Melhor Tecladista do Ano! - Tem se apresentado regularmente pelo Centro Cultural Banco do Nordeste em numerosos concertos, bem como do SESC.

O COMPOSITOR

Como compositor, Dihelson Mendonça é bastante eclético: possui mais de 150 composições Jazzísticas e populares (Sambas, Choros, Bossas, Baiões, Frevos ), e muitas parcerias com outros compositores, tais como Haroldo Ribeiro, e Luciano Franco, e tem se dedicado também ao campo erudito, tendo já composto várias peças nesse sentido, que vão desde estudos para piano, prelúdios, valsas, choros, e peças de caráter improvisatório a serem publicados. Neste específico setor, suas influências principais são: Bach, Bartok, Liszt, Stravinsky, Beethoven, Chopin,e Debussy. Também tem se dedicado a um enorme projeto chamado "Projeto Chopin", já em andamento , que consiste numa série de Concertos apresentando diversas das principais peças do compositor polonês juntamente com suas próprias composições e “paráfrases” , ao final da qual, pretende registrar em CD; Nas suas próprias palavras, “Sou pianista de Jazz por opção, mas também, sou um músico erudito de coração, e creio que os dois estilos para mim, se complementam. O músico nunca será completo sem conhecer e compreender as raízes da música e/ou as suas vertentes”.

2009 – Dihelson Mendonça acaba de gravar com patrocínio exclusivo do Banco do Nordeste, o seu primeiro CD Autoral intitulado “A Busca da Perfeição”.

REFERÊNCIAS:

“O Dihelson, é um “cabra danado”, improvisa pra “danar”, é o repentista dos Teclados!”

Hermeto Pascoal

“O Dihelson Mendonça está entre os 10 (ou 5) melhores pianistas do Brasil. Sou seu fã.”

Vinícius Dorin – Saxofonista. Hermeto pascoal

“Ele (Dihelson) , está pronto pra tocar em qualquer lugar do Mundo!! “

Wilson Curia – Pianista e Prof. Música. ( considerado Um mestre dos Pianistas Brasileiros )

“Um dos maiores músicos do mundo”

Cleivan Paiva

“Um dos maiores músicos com quem já toquei”

Márcio Resende - Saxofonista

“O Dihelson toca legal pra caramba!”

Arismar do Espírito Santo – Músico.

“Ele toca Jazz como os nativos tocam...”

Edison Távora – Tecladista

“O maior músico do Ceará”

Haroldo Ribeiro - Compositor

CONTATOS:
Visite os websites oficiais:
www.dihelson.com
www.dihelson.blogspot.com

SERVIÇO: O Concerto para Piano "O Dom da Música", de Dihelson Mendonça, faz parte das comemorações do lançamento do Livro "Cariricaturas em Verso e Prosa", da revista eletrônica Cariricaturas, que se estende do dia 22 ao dia 24 de Julho em Crato.

No Repertório, peças de Bach, Mozart, Chopin, Beethoven, Pixinguinha, Zequinha de Abreu, além de Composições e Arranjos do próprio artista sobre temas populares, consagrados pelo público.

Local do Concerto: Teatro Rachel de Queiroz - Crato - CE
Data: 22 de Julho, Quinta-Feira, 20 horas
Entrada Franca

Porque a População Elege Sempre os Mesmos Políticos ?


Políticos Múmias

"Porque as pessoas elegem sempre os mesmos políticos ? Há verdadeiras "Múmias" em todo o Brasil, pessoas que se perpetuam no poder, que só se vê e ouve falar de 4 em 4 anos, mas muitos têm medo de escolher pessoas novas, diferentes, mesmo sabendo que o seu tradicional não irá fazer nada. O que impede a população de tentar pessoas diferentes, renovar os quadros ?"

DM

Centro Cultural Banco do Nordeste Informa: Teatro: Loucuras de Amor

loucuras de amor

A Importância de se debater o Futuro da Expocrato - Por: Dihelson Mendonça

Esta postagem não é nenhuma crônica maravilhosa e bem escrita daquelas que escrevem os grandes mestres, como Carlos Eduardo Esmeraldo ou o Emerson Monteiro. É apenas um comentário rápido sobre a importância de debatermos o que queremos para a nossa cidade. O que o povo quer, e o que o povo vai ter. É verdade que parece que no Crato, apoderaram-se da EXPOCRATO. Olhando de longe, temos a impressão que um grupo chegou, fincou bandeira, manda e desmanda na expocrato e o povo tem que aceitar tudo caladinho engolindo tudo e nenhuma opinião dos cratenses é levada em consideração. É como se o negócio fosse todo particular, privado, controlado por cartolas. Neste ano, assim como todos os anos, a festa bate recordes de público. É claro! A população do planeta só tende a aumentar. Seria muito muito estranho se a festa diminuísse a cada ano. Ao ver tantas postagens no Blog nessa semana relacionadas com o tema expocrato, temos a certeza de que as pessoas andam preocupadas com tudo isso. A verdade é que o parque da maneira atual não tem mais condições de comportar a festa. No centro da cidade, o acesso é precário. Milhares de automóveis tentando chegar lá sem conseguir, sem estacionamento. Insegurança, barulho.

O som altíssimo perturba a cidade inteira. Misturou-se uma exposição com uma produção particular de shows, tudo visando o DINHEIRO de um grupo, sem fornecer espaços relevantes para as manifestações culturais e artísticas no evento, que deveria ser prioridade. Todo ano os artistas locais da música são obrigados a mendigar um pequeno espaço no palco da URCA a fim de mostrar um pouco da sua arte para os visitantes. Isso é correto ?

Por isso: Temos que Repensar o Futuro da Exposição do Crato, da forma que os cratenses entenderem que deve ser, e não como os "Cartolas" querem que seja. Talvez seja tempo de aparecer algum HOMEM nesta cidade capaz de trazer de volta aquilo que só deveria pertencer única e exclusivamente aos Cratenses: A Tradicional Exposição do Crato.

Dihelson Mendonça

Quarenta e Hum anos que o homem pisou na lua, e décadas que ele vive no mundo da lua - Por: Maciel Brognoli


Apollo 11 foi a quinta missão tripulada do programa Apollo. Tripulada pelos astronautas Neil Armstrong, Edwin "Buzz" Aldrin e Michael Collins, alcançaram supostamente seu objetivo no dia 20 de julho de 1969. Portanto, no último dia vinte, fez quarenta anos que o homem pisou pela primeira vez em solo lunar.

Passados tantos anos do fato histórico, ainda existem muitas pessoas que duvidam que o homem tenha chegado à lua. Os incrédulos alegam que, na época, era impossível a comunicação da lua com a NASA na terra em tempo real, como foi feito na ocasião. Também alegam que os filmes fotográficos não resistiriam à enormes variação de temperatura que oscilada entre -153ºC a +107ºC, nem mesmo hoje existem filmes que resistam a esta mudança de tempo. E ainda outros fatores que colocam em dúvida a conquista Norte Americana. Em contrapartida, algumas pessoas acreditam piamente que o fato ocorreu realmente. Quem não acredita, diz que quem acredita é maluco. Quem acredita, diz que quem não acredita é retardado. Sinceramente, para mim não faz a menor diferença se o homem pisou ou não no no satélite natural da terra. A única coisa que tenho certeza é que depois deste fato, os Estados Unidos da América firmaram-se como o país mais evoluído tecnologicamente do mundo. Sendo assim, atraíram investidores do planeta (terra) inteiro, gerando lucro e poder, e hoje são os “donos do mundo”( Inclusive da lua). É indiferente se este fato histórico, ou mentira histórica, realmente ocorreu. Nem fico investigando ou procurando indícios do ocorrido, seria uma preocupação desnecessária para minha cabeça. Tenho coisas mais importantes a fazer. Se foi um golpe dos americanos para se tornar uma potência mundial eu não sei, tire suas próprias conclusões. O que me preocupa realmente é o planeta onde vivemos e firmamos nossos pés.

Há tempos sofremos com a degradação ambiental tais como queimadas, poluição dos mananciais, destruição da Amazônia. Grandes indústrias lançam no ar fumaça tóxica e no solo despejam produtos químicos que poluem nosso rico solo. Crimes contra a fauna e a flora de forma geral. Além da falta de consideração com o meio ambiente, o homem não respeita nem ao menos o seu semelhante. Enquanto uns estão fartos de luxo dentro de seus carrões importados, outros passam fome nas esquinas, embaixo de viadutos, passando necessidade, frio e humilhação. A violência contra as crianças, corrupção de quem devia nos proteger a falta de ética de nossos representantes políticos, que a cada dia se descobre uma nova falcatrua, e eles se defendem dizendo que não sabiam de nada, escondidos atrás de uma rançosa imunidade parlamentar. Bons projetos que poderiam beneficiar a população em tempo integral ficam engavetados para serem lançados na hora certa (época de eleição), tempo em que parece que eles têm uma ‘vara de condão’, pois ‘chove’ obra. E o pior é que nós vivemos ludibriados com coisas inúteis e esquecemos do que realmente é importante. Não sei se o homem pisou ou não na lua, o que importa isso? Mas uma coisa eu tenho certeza: Faz tempo que vivemos no ‘mundo da lua’.

Sobre o Autor: Maciel Brognoli

Guarda municipal na cidade de Tubarão em SC. Graduando em Administração Pública pela Unisul. Além de diversos cursos pelo Senasp.

Novo Instumento - Por: João Nicodemos


Caros amigos, esta é minha mais recente criação, em Cedro, Imburana, Pau D'arco, Imbuia e Amarelo. Foram doze dias de trabalho, de manhã, tarde e noite, e mesmo dormindo, quando sonhava as ações do dia seguinte. Grato a todos que colaboraram com este feito... O som é muito bom também... Aguardem por novidades!! Um grande abraço Dihelson, e grato por seu apoio, sempre!!!

E o Crato virou Fortaleza – Por Carlos Eduardo Esmeraldo


Não cheguei a conhecer seu Juquinha, um comerciante do Crato, cuja mercearia na Praça da Estação, além de muito sortida, era muito freqüentada. Conheci seu filho mais velho, Edísio, rapaz muito estudioso, a quem o diretor do Colégio Diocesano, Monsenhor Montenegro, sempre recorria na falta temporária de qualquer professor de matemática. Na quarta série do ginasial, Edísio foi nosso professor por mais de quinze dias.
De Juquinha, rolavam pelas ruas, bares e praças do Crato, histórias muito engraçadas. Uma delas dizia respeito a Edísio, esse seu filho dublê de professor de Matemática. Naquela época, era costume do povo simples da roça dizer que o filho tinha terminado o primeiro livro, em vez de concluído o primeiro ano primário. Edísio tinha ido estudar em Recife, onde se preparava para fazer o vestibular em engenharia. Dizem que por este tempo, alguém entrara na mercearia de seu Juquinha e lhe perguntara:
– Seu Juquinha, cadê aquele seu filho mais velho, que eu nunca mais vi?
– Homem, Edísio já leu os livros daqui do Crato todos e agora foi ler os livros do Recife.
Contava-se também que um dos maiores sonhos de seu Juquinha era conhecer Fortaleza. Depois de juntar algumas economias, decidiu embarcar sozinho, pois o dinheiro não dava para levar a mulher ou um dos filhos. Então, numa tarde de domingo, tomou o trem, tendo antes o cuidado de comprar o bilhete de segunda classe, por ser mais barato. Acomodou-se na dura cadeira, apoiando o braço na janela, quando da plataforma um freguês da sua mercearia o avista no carro de segunda e indaga- lhe, admirado:
– Mas, Juquinha, você vai viajar na segunda classe?
– E tem de terceira? – perguntou, muito interessado, o econômico Juquinha.
A viagem transcorreu sem nenhum problema até a cidade do Iguatu, onde o trem pernoitava. O mesmo ocorria com o trem que saía de Fortaleza, que também parava no Iguatu e todos os passageiros se alojavam no Hotel Ferroviário, para de madrugada prosseguirem a viagem.
Às quatro da madrugada em ponto, o porteiro do hotel despertava os hóspedes mais dorminhocos, porque, quinze minutos depois, os dois comboios partiriam em sentidos contrários.
Juquinha foi um dos passageiros que fora surpreendido pelo sono e saiu atarantado, à procura do seu trem. Na pressa, não olhou direito qual era dos dois trens que deveria entrar. Aliás, acho que Juquinha nem percebera que havia dois trens parados na estação. Entrou no trem que ia de Fortaleza ao Crato. E seguiu viagem, sem nada desconfiar. Nem a paisagem nem as cidades pelas quais passara no dia anterior fizeram-lhe notar que havia entrado no tem errado.
Finalmente, o trem começa a chegar ao Crato, e Juquinha exclama para o companheiro do assento ao lado, que, para seu maior azar, era um surdo-mudo:
– Como Fortaleza é parecida com o Crato! Até agora não vi diferença alguma nessa tal de capital. Até a ponta de rua é parecida com ao entrada do Crato. Tem até aquela porção de pedra de gesso amontoada à beira da linha.
Quando o trem parou na estação do Crato, Juquinha desceu falando sozinho, para espanto de quantos que o conheciam:
– Vôte, Fortaleza é igualzinha ao Crato. Até a Praça da Estação parece ser a mesma, com estátua do Cristo Rei e tudo o mais. As mesmas árvores, as pessoas parecem que têm a mesma cara dos meus conhecidos lá do Crato.
E Juquinha seguiu pela praça, a esta altura, com um grupo considerável de pessoas no seu encalce, curioso para saber o que se passava com o velho Juca. Finalmente, Juquinha diz outra frase em voz alta, que foi o estopim para o veredicto popular:
– Arre égua, até uma filial da minha mercearia eu tenho aqui em Fortaleza e não sabia. E aquela vendedora que tá lá dentro é vê a minha mulher! – exclamou Juquinha, ao ler a placa do seu estabelecimento comercial: "Mercearia o Juquinha”.
– Juquinha pirou de vez! – diziam uns.
– Ele tá tergiversando. Não diz coisa com coisa – exclamavam outros.
– Ele tá é doidinho da silva – concluía alguém que fora chamar-lhe a família.
Os familiares, ao verem Juquinha, ainda crente que estava em Fortaleza, levaram-no ao posto de saúde mais próximo.
Ao ser medicado por um médico conhecido, teve tempo de dizer, antes que o sedativo que lhe fora aplicado fizesse o efeito esperado:
– Os doutores daqui de Fortaleza são iguaizinhos aos do Crato. Não sabem de nada também!

Extraído do livro “Histórias que vi, ouvi e contei” de Carlos Eduardo Esmeraldo
(Aos interessados em adquirir o livro acima, solicitar ao Dihelson Mendonça - Destinado à manutençao do Blog do Crato)

Expocrato? Estou fora! – Por Carlos Eduardo Esmeraldo


Não gosto do Crato no período da exposição. Barulho ensurdecedor até o raiar do dia, ruas estreitas entupidas de automóveis, motoqueiros transitando pelas calçadas, gente em demasia que nos faz sentir-se num outro lugar que não a nossa bucólica e pacata terra. E o que é pior, nos tornamos forasteiros em nossa própria casa. Nas estradas o movimento é intenso. Constantes blitz’s fazem parar nosso carro duas ou três vezes. Nada mal, pois ela surpreende os irresponsáveis motoristas alcoolizados, evitando deste modo que o número de acidentes cresça mais ainda. O pior mesmo são as bandas de forrós que fazem um barulho tão grande que ecoa por toda área urbana do Crato e roubam o sono de muitas pessoas, que não estando de férias, trabalham no dia seguinte.

Soube que a URCA suspende suas aulas no período da Expocrato? Pode um negócio desses? E o Hospital São Francisco que fica tão próximo? Que é feito dos doentes? Onde estão o silêncio e a paz tão necessários para a cura das enfermidades?

Sou favorável que a Exposição volte às suas origens. Imaginem que eu alcancei nos distantes anos de 1954/1955 duas exposições tendo como local a atual Praça Alexandre Arraes, naquela época denominada "Bosque Municipal", depois Parque Municipal, bem defronte da Maternidade e muito próximo do Hospital São Francisco. Ao redor do local já existiam as residências que por lá permanecem até hoje. E não houve incômodo algum para os moradores, a não ser o grande “mosqueiro” que vem após. Afinal, a Expocrato é uma exposição de gado, de produtos agrícolas, agro-industriais, cultura regional e não de swhos musicais com estridentes bandas de forrós e de extremado mau gosto. Para que esse som tão ensurdecedor? Por ventura são surdos? Esquecem também que os animais que ali estão expostos sofrem dez dias de estresse que lhes são prejudiciais à saúde? Então que se volte a fazer a Exposição como ela era até meados de 1960. Sem música estridente, sem bandas de forró. Até então tínhamos festas em todas as noites da exposição que eram realizadas no Crato Tênis Clube. Época em que íamos às festas e além de dançar, podíamos bater um agradável papo. Todos ouviam a música num tom normal, ninguém era surdo. Por que então, em vez de transferir o parque para outro local não fazer esses shows em cima da Serra do Araripe, no antigo Aeroporto? Será que o IBAMA deixaria? Tenho certeza que não, pois seria prejudicial à fauna e também à flora. E nós, o bicho homem, podemos suportar tudo isso?

Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Perigos em amizades virtuais Por Alessandra Bandeira


A internet surgiu em nossas vidas e ainda estamos engatinhando no uso dela, cada dia novas ferramentas e novos golpes são criados, e muitos não são divulgados porque as vitimas sentem se envergonhadas, mas em alguns casos temos que tornar publico para que outras pessoas não venham a ser mais uma vitima de tais pessoas.
Ha alguns meses atras nosso querido Dihelson inaugurou a sala de bate papo, eu como grande fã de tudo que ele faz, atendi prontamente seu pedido e comecei a frequentar tal espaço, achando bom, pois assim conheceríamos mais os que aqui escreviam e também os que apenas liam mas teriam ali um espaço para uma conversa descontraida , e assim foi todos os dias um grupo de amigos ja tinham encontro marcado lá, a conversa boa e tudo indo bem , ate conhecer uma pessoa que aqui vou chamar de "Flor Psicopata" , essa pessoa sempre tão solicita grande fã do blog e de todos nos, pareceu ser uma pessoa de bem, adicionei em meu msn e no meu orkut,porem há duas semanas atras eu me surpreendi com a maldade e perversidade dessa pessoa , ao chegar de um dia de muito trabalho entrei em meu msn e ela logo veio falar comigo, dizendo que uma determinada pessoa estava me denegrindo, falando coisas de baixo nivel, eu logo me assustei pois essa pessoa era um amigo de longa data e que jamais esperaria isso dele, mas realmente tinha algo estranho pois meu amigo estava mudado comigo estava indiferente , não mais falava comigo, e como sou uma pessoa que vou atras dos fatos fui investigar o motivo de tanta raiva, para minha surpresa ao ir de encontro a esse amigo descubro que essa "FlorPsicopata" estava colocando um contra o outro, fazendo uma rede de intrigas, quando ela soube que sua mascara havia caido ela prontamente excluiu todo mundo de seu orkut e mudou o nome para Pathi Gonçalves e excluiu seu msn e fez um novo.

Graças a Deus essa historia não teve um fim mais trágico, pois pelo que ela me relatou sobre esse amigo poderia ter rendido um processo judicial e tudo se encaminhava para isso, ate porque ela havia envolvido nomes de pessoas importantes da cidade , ate mesmo do amigo Dihelson como pessoas que me denegriam.Depois fui analisar friamente toda essa situação e se desde o começo tivesse me atentado a pequenos detalhes jamais teria sido amiga dessa pessoa, como o fato de suas fotos no album do orkut serem fotos antigas, nenhuma recente e o fato dessa pessoa passar o dia todo num msn e numa sala de bate papo, o que denota que é uma pessoa que não possui amigos reais ou vida social. Estou trazendo esse caso a publico para alertar as pessoas de bem sobre essa Psicopata que se faz de boa moça, de uma sofredora que cuida de uma tia doente, foi abandonada pela mãe mas que não tem um pingo de piedade na hora de transformar sua vida num inferno.

Hoje é dia do amigo agradeça aos amigos que você tem e muito cuidado com os amigos virtuais que se apresentam em pele de cordeiro mais são verdadeiros lobos.

Por Alessandra Bandeira

Os sinais de enfraquecimento do regime cubano – por João Bosco Monte

Algumas ditaduras do século XX foram destruídas pela derrota militar ou pela ação de grupos militares que atuaram desde fora com cumplicidades internas. A Alemanha nazista, por exemplo, foi derrotada através das armas. Mas o mais freqüente é que os críticos e dissidentes da resistência interna sejam os que minam a aparente invulnerabilidade de regimes autoritários. A desobediência civil, as greves de fome, a resistência passiva e pacífica, fizeram cambalear-se muitas ditaduras que se consideravam imutáveis.

Esta situação está acontecendo agora em Cuba, onde depois de mais de meio século sob o regime autoritário dos irmãos Castro, alguns cidadãos apelam para sua auto-condenação como forma de chamar a atenção da Comunidade Internacional. Exemplos como os de Orlando Zapata Tamayo, que morreu após 85 dias de greve de fome, e Guillermo Fariñas, um jornalista e psicólogo de 48 anos, que iniciou seu jejum no dia 24 de fevereiro -um dia depois da morte de Zapata- para exigir a libertação de 52 presos políticos.

A imprensa internacional noticia que o povo cubano está submetido a grandes carências alimentarias e impossibilidade de cobrir suas necessidades básicas, inclusive contar com uma moradia digna, quando o salário médio não chega a 20 dólares mensais. A crise econômica, política e social é tão profunda que o Presidente Raúl Castro reconheceu em julho de 2007 a necessidade de mudanças profundas.
O caos interno e o desprestigio internacional propiciaram que pela primeira vez o governo inicie negociações com a Igreja Católica de Cuba. Ainda que Havana não queira admitir sua fragilidade ao tentar uma aproximação o clero é possível identificar alguns resultados promissores, à luz das recentes reuniões entre Raúl Castro e o Cardeal Jaime Ortega. Entretanto, questões importantes como o respeito aos direitos humanos ainda continua sendo uma questão delicada entre as duas partes.
Não podemos deixar de enxergar que os esforços dos dissidentes citados anteriormente, a mediação da Igreja, as pressões internacionais e a fugaz intervenção do ministro de Relações Exteriores da Espanha, Miguel Angel Moratinos estão vencendo, ainda que de forma lenta, a luta contra as últimas ditaduras.
Mas o lógico muitas vezes não ocorre. De forma paradoxal o governo cubano, um dos mais contumazes infratores dos direitos humanos, no mundo, foi eleito, em junho passado para ocupar uma das Vice Presidência no Conselho de Direitos Humanos (CDH) da Organização das Nações Unidas.
È no mínimo embaraçoso que um grupo de nações latino americanas, (podemos incluir Brasil, Argentina, El Salvador, Chile e Paraguai) que sofreram as mesmas experiências cubanas, seja hoje as que apóiem uma ditadura que foi condenada opinião pública.
O povo cubano merece dias melhores!
Publicado no jornal O POVO, 20-07-2010
Postado por Armando Lopes Rafael

Restaurante da URCA em Funcionamento - Reportagem Fotográfica - Elizângela Santos


1200 refeições por dia a 80 centavos...

As fotos mostram o primeiro dia de funcionamento do novo restaurante universitário, na reportagem de Elizângela Santos.



O primeiro dia de funcionamento do tão sonhado espaço dos estudantes da Universidade Regional do Cariri (URCA), teve início ontem, no Campus do Pimenta II, em Crato. 1.200 refeições diárias são servidas aos estudantes, professores e funcionários da Instituição. O estudante paga pelas refeições R$ 0,80. Serão servidas por semana 6 mil refeições. A aluna Maria Linamara de Sousa Plácido foi a primeira beneficiada com o restaurante. A estudante de Pedagogia aprova a refeição, que considera leve e de muita importância para os alunos, principalmente os mais carentes. “Esse restaurante é muito bem vindo para todos nós. Moro um pouco distante e agora fica mais fácil para eu me desenvolver melhor nas atividades da universidade, sem tantos sacrifícios”, diz ela, ao destacar que realmente esse é um sonho realizado para todos os estudantes que chegam a uma universidade pública.

Já a bolsista Amanda Oliveira, tem que passar o dia inteiro na Universidade. O seu trabalho é dividido com os estudos e por isso tem de permanecer no campus do Pimenta II. “Se não fosse esse restaurante, teria que percorrer cerca de quatro quilômetros a pé só para ir almoçar, como tenho feito ultimamente e isso é muito cansativo”, diz. Para a bolsista, essa é uma das maiores conquistas dos últimos anos para os estudantes de toda a região. “Não imaginava que a gente fosse ter esse benefício logo, mas devemos comemorar”, ressalta.

O funcionário da Universidade, Antônio Bezerra Brito, também comemora a conquista, já que todo o público da URCA será beneficiado. Ele é o primeiro funcionário a receber o 'bandejão'. “Uma das coisas importantes é saber que estamos nos alimentando com uma comida saudável e balanceada, sem medo de fazer nenhum mal a nossa saúde”, destaca. O reitor Plácido Cidade Nuvens, e a vice-reitora, Otonite Cortez, acompanharam de perto o primeiro dia de funcionamento do restaurante e também almoçaram no local, com os estudantes e funcionários. O reitor destacou a importância da conquista do RU, que vem atender as necessidades básicas dos estudantes.

A alimentação completa e balanceada, com acompanhamento de técnicos e nutricionistas, será servida de segunda à sexta-feira e os alunos deverão estar munidos de identidade estudantil, cedida pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PROAE). Serão 400 refeições pela manhã e 800 à noite. O RU foi inaugurado na última sexta-feira, 9, com uma presença significativa de estudantes da URCA, o Reitor Plácido Cidade Nuvens, a Vice-Reitora, Otonite Cortez, o Secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, René Barreira, Pró-Reitores e comunidade local. Na ocasião foi servido um coquetel aos participantes.

Elizângela Santos
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora do Blog do Crato

CRATO - Notícias do dia 20 de Julho de 2010


Prefeito Samuel Araripe participa de manifesto pacífico com prol de melhorias no Aeroporto regional

O prefeito do Crato, Samuel Araripe, participou na última sexta-feira, em Juazeiro do Norte, do manifesto em prol das melhorias no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. Ele destaca a importância do aeroporto para o desenvolvimento regional. O prefeito fortaleceu a manifestação, ocorrida em Juazeiro do Norte, que contou com a organização de entidades como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial local, Cariri Shopping, além da Frente Municipalista de Prefeitos da Frente Sul do Ceará, que tem como atual presidente o prefeito de Várzea Alegre, José Elder.

Segundo Samuel Araripe, numa região com uma população em torno de 1 milhão de habitantes um equipamento de porte para essa finalidade é de grande importância para todos os setores do desenvolvimento econômico. Ele afirma que o impasse entre governo do estado e Infraero deve ser sanado, para que se possam resolver as questões pendentes que ainda são empecilhos para que as reformas sejam encaminhadas, principalmente estruturais, com grande aporte de investimento previsto em orçamento. O prefeito propõe, a exemplo do que ocorreu em Fortaleza, com o Aeroporto Pinto Martins, que seja construído um novo aeroporto na região e atual seja destinado para vôos domésticos.

Samuel Araripe frisa que há espaço suficiente para que seja feito esse trabalho, proporcionando um aeroporto aos moldes dos mais modernos do Brasil, ou então uma boa reforma no atual, para que o Cariri continue se desenvolvendo. “Não podemos discutir turismo e desenvolvimento econômico para a região, se não tivermos uma boa estrutura, que começa com a construção do aeroporto”, afirma.

Saúde previne contra as DSTs e Aids durante a ExpoCrato

A Secretaria de Saúde de Crato está realizando levantamento do trabalho desenvolvido durante a semana, na Exposição Centro Nordestina de Animais e Produtos Derivados. Várias ações educativas e de prevenção foram desenvolvidas na ExpoCrato. Uma caminhada no início da semana ocorreu dentro do Parque Pedro Felício Cavalcante, com agentes de saúde e técnicos da secretaria, com o lançamento de uma campanha de prevenção das DSTs e Aids, com a distribuição de preservativos masculinos e demonstração de preservativos femininos. Panfletos explicativos foram distribuídos aos visitantes da ExpoCrato.

Vigilância atuou com inspeções nas barracas

O Setor de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Crato, esteve durante toda a semana, com estande na ExpoCrato, realizando atendimento, recebendo denúncias e inspeção em barracas dentro do Parque, além de trabalho educativo. O coordenador da Vigilância, Assilon Freitas, afirma que os levantamentos das ações estão sendo realizados para serem apresentados ainda durante a semana. Ano passado, o trabalho dos técnicos foi desenvolvido em cerca de 400 barracas instaladas no Parque.

Com Informações da ASCOM - PMC

CRATO - Notícias da URCA - Universidade Regional do Cariri - Dia 20 de Julho de 2010



PROEX abre inscrições para curso pré-vestibular da URCA

Estão abertas inscrições para o Curso Pré-Vestibular da URCA – PREVEST, na Pró-Reitoria de Extensão – Proex. O curso é gratuito e tem vagas limitadas. O curso iniciou a primeira turma de 50 alunos em abril deste ano. A proposta de trabalho traz uma dinâmica diferenciada. Os professores do curso são alunos da própria instituição, dos cursos de Letras, Geografia, História, Matemática, Biologia, dentre outros. Segundo a Pró-reitora de Extensão da Universidade, Professora Arlene Pessoa, as aulas ministradas têm conteúdos teóricos e práticas temáticas que contemplem o programa do Vestibular da URCA. Ela afirma que a dinâmica do curso, com atividades voltadas para o ecossistema local, tem feito a diferença nos trabalhos desenvolvidos. A perspectiva é dar espaço para novos alunos, promovendo a inclusão de estudantes e o acesso ao ensino superior.

Técnicos do Ministério da Integração visitam obras da sede administrativa do Geopark Araripe
Técnicos do Ministério da Integração Nacional, secretarias de Desenvolvimento e das Cidades, do Estado, estarão, nesta quinta-feira, às 8h30, no Cariri, para visita técnica de acompanhamento das obras de sede administrativa do Geopark Araripe, no campus do Pimenta II, da Universidade Regional do Cariri (URCA). A equipe do Governo Federal estará sendo acompanhada pela equipe gestora do Geopark. A sede começou a ser construída em março deste ano e já está em estágio bastante avançado. O investimento aplicado é de R$ 386.007,53, com recursos do Governo do Estado e do Governo Federal, por meio do Ministério da Integração Nacional. Além da construção do prédio, nas dependências da URCA, o convênio com o Ministério da Integração Nacional prevê aquisição de mobiliário, equipamentos e veículo, bem como a produção de material promocional. No total, o investimento na sede administrativa do Geopark Araripe será na ordem de R$ 778.000,00. Esta representa uma das etapas importantes de desenvolvimento dos projetos de infraestrutura do Geopark Araripe, que tem área de abrangência em seis cidades e dez geossítios nas localidades.

Lira Nordestina recebe visitação de técnicos do Ministério e Secretarias das Cidades e Desenvolvimento

A Coordenadora da Lira Nordestina, Professora Dra. Anna Christina Farias de Carvalho, recebe nesta quarta-feira, dia 21, representantes do Ministério da Integração Nacional, Secretaria do Desenvolvimento, Secretaria das Cidades, SECITECE e Geopark, na sede do Ponto de Cultura Lira Nordestina, em Juazeiro do Norte. A visita tem por objetivo conhecer o trabalho desenvolvido pelo Ponto de Cultura, conhecer o espaço e participação numa apresentação sobre confecção de xilogravura, que será ministrada pelo artesão Cícero Lourenço Gonzaga, integrante do quadro de artistas da Lira Nordestina.

Assessoria de Comunicação Universidade Regional do Cariri - URCA (88) 3102-1212 ramal 2617 www.urca.br - Crato, 20 de julho de 2010.

Monsenhor Ágio Moreira recebe honraria do ICVC


A sessão foi aberta com a apresentação da pianista paulista, Marilena de Oliveira.

Na última sexta-feira (16), no auditório Cristina Prata, na Sociedade Lírica do Belmonte (SOLIBEL), o Instituto Cultural do Vale Caririense (ICVC) realizou a Sessão Solene de Outorga da Comenda de Sócio Honorário – 2010 ao Monsenhor Ágio Augusto Moreira. A sessão foi aberta com a apresentação da pianista paulista, Marilena de Oliveira. Após a composição da mesa presidida pelo professor Hugo Rodrigues, presidente do ICVC e pelo Dr. José Vanderlei Landim, presidente do Conselho Superior da Solibel, foram proferidos os discursos destacando a relevância dos trabalhos desenvolvidos pela Solibel, pela Escola de Educação Artística Heitor Villa Lobos, ao longo dos seus 43 anos de existência ao monsenhor Ágio e padre David Augusto Moreira, idealizador da obra Solibel, no ano do seu centenário. Houve ainda a apresentação da Orquestra Ensemble, formada por alunos da Sociedade Lírica.

Fonte: Instituto Cultural do Vale Caririense ICVC

Até que enfim a Assessoria de Imprensa da PMC voltou a funcionar !

Uma crítica construtiva aos que sabem ouvir críticas...

Até que enfim, a assessoria de imprensa da prefeitura do Crato voltou a funcionar. Há quase uma semana nós não recebíamos nenhuma notícia da assessoria. Pelo menos, no tempo em que eu estava lá uma coisa dessas era inadmissível. Não tinha Natal, nem Ano novo, Dia Santo, Feriado, Carnaval ou Expocrato que fizesse as notícias pararem de ir até os meios de comunicação. Mas...fazer o quê, né ? Na minha concepção, não existe feriado pra notícia. Interessante observar que do Domingo pra Segunda-feira, quando as estações de Rádio mais precisam de notícias, elas não são enviadas. Aqui no Blog do Crato, nunca paramos desde 2006, quando começamos. É difícil, mas não é impossível. Quando a gente se dedica mesmo a uma atividade, aquilo tem total prioridade.

Dihelson Mendonça

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30