xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 27/01/2010 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

27 janeiro 2010

Amigos para sempre

ACM Neto afirma que DEM só abre mão de indicar vice de Serra se Aécio for o nome para a vaga

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte
Atualizada às 20h31

Após encontro reservado nesta quarta-feira (27) com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), o deputado federal ACM Neto (DEM-BA) afirmou que o partido só vai abrir mão de indicar o vice na chapa encabeçada pelo governador tucano de São Paulo, José Serra, se o governador mineiro for o escolhido.
“Se o governador Aécio Neves não aceitar ser o vice, o Democratas não abrirá mão da indicação. O Democratas procurará discutir com o PSDB, vai analisar nomes. Internamente no partido existem diversos nomes que podem ocupar essa posição”, disse o parlamentar.
No entanto, o deputado se esquivou de indicar um nome da sigla para a composição com Serra. “Eu não gosto de fulanizar, porque quando você fala de dois ou três, você exclui vinte ou trinta. Nós somos um partido nacional, temos uma grande bancada na Câmara e no Senado, então eu acho que é possível discutir um nome que represente bem a chapa e é claro que isso vai ser feito no momento certo”, afirmou.
De acordo com ele, a prerrogativa será sempre do governador mineiro, que terá apoio do DEM, caso venha a mudar de ideia. Em dezembro de 2009, Aécio Neves abriu mão de disputar a indicação tucana.
“É evidente que se o governador Aécio Neves aceitar ser o vice do governador José Serra, o Democratas dará todo o apoio. O nome do governador Aécio Neves é inquestionável e é unanimidade em todo o campo da oposição” complementou.
De acordo com ACM Neto, o DEM ainda alimenta esperança de que o governador mineiro reverta a decisão tomada no fim do ano passado e componha a chapa com o colega paulista. No entanto, por ora, ele revelou que Aécio Neves continua irredutível.
“A manifestação dele, no presente, de não aceitar tem sido respeitada por todos nós. Agora, eu acho que a política pode levar as pessoas a tomar certos rumos. Hoje ele não admite compor a chapa nacional, mas isso não impede a gente de continuar torcendo para, quem sabe, isso possa um dia acontecer” avaliou.
O parlamentar condicionou o sucesso da oposição nessas eleições ao fato de que o presidente Lula não será o candidato. “Não é Lula o candidato e, pela primeira vez, ele não disputará a eleição. A candidata é Dilma (Rousseff, ministra da Casa Civil). Eu venho de uma região onde o Lula tem muita popularidade, que é o Nordeste. E a gente percebe que as pessoas sabem diferenciar. Uma coisa é Lula, outra coisa é ele ter uma candidata que vai ser julgada, que não é ele”, teorizou.
Sobre o escândalo do suposto esquema de propinas no DF, denominado “mensalão do DEM”, ACM Neto procurou minimizar o prejuízo político ao afirmar que as denúncias contra o governador José Roberto Arruda (sem partido) são localizadas, restritas ao DEM da capital federal e não envolvem nomes da sigla em outros Estados.
O deputado ainda revelou que o partido irá trabalhar para entrar na chapa do vice-governador Antônio Anastasia, pré-candidato do PSDB à sucessão de Minas e fortemente apoiado por Aécio Neves.
Roberto Freire minimiza mal-estar com Itamar O governador Aécio Neves também se encontrou, na tarde de hoje, com o presidente nacional do PPS, Roberto Freire. Após o encontro, no Palácio da Liberdade, sede oficial do governo, Freire procurou minimizar o mal-estar criado com o ex-presidente Itamar Franco. Recentemente filiado ao PPS, Itamar Franco se queixou de ter sido considerado "plano B" como alternativa a ser considerada no caso de Aécio não ser convencido a sair de vice de José Serra.
"Não tem plano A ou plano B. O nosso presidente Itamar Franco ficou um pouco preocupado, como se ele fosse um plano B" disse Freire.
Ao ser indagado sobre qual seria o rumo político de Itamar Franco, o presidente se esquivou e fez uma analogia ao futebol para explicar o papel do ex-presidente em 2010. "O craque não fica subordinado ao técnico. Ele não vai fazer funcões predeterminadas. Eu estou d izendo, na linguaguem futebolística, que ele calça as chuteiras e escolhe o lugar", afirmou.
Amanhã haverá um encontro entre Itamar Franco e lideranças do PPS, em Belo Horizonte. Freire não revelou se irá ao evento.

COMPOSITORES DO BRASIL



NOEL ROSA
Parte I
“O amor vem por princípio, a ordem por base
O progresso é que deve vir por fim
Desprezastes esta lei de Augusto Comte
E fostes ser feliz longe de mim”.

positivismo, Noel Rosa, 1933.

Por Zé Nilton

Muito já se falou e se fala como igualmente se cantou e se canta Noel Rosa.
A atualidade de sua música se deve, a meu ver, pela expressividade das letras e seu perfeito encaixamento melódico, formando um todo bem arrumado, seja nas músicas de gozação, nas paródias ou nas de puro lirismo e seriedade. Tudo muito bem ao gosto do povo e aos ouvidos mais requintados.

Diz-se que a permanência por gerações ad eternum das músicas dos Beatles se deve ao estilo pop, letras simples e harmonia de fácil execução, embora prazerosa a todos os gostos. Em Noel é tudo isto e, por ser coisas nossas, o estilo é samba, ritmo culturalmente assimilado pelo povo.

Noel Rosa viveu pouco, mas viveu intensamente o universo musical de seu tempo. Suas raízes musicais vieram do Nordeste, com João Pernambuco e Catulo da Paixão Cearense e demais músicos chegados à Capital Federal, nos começos da década de 1920.

Suas primeiras composições estão de acordo com essa premissa, e vamos encontrar o poeta da Vila criando emboladas, cateretês e outros ritmos sertanejos, tão em voga naqueles tempos de uma cidade com profundas feições rurais.

O samba havia assumido o status de música urbana, como resultado de uma mistura de ritmos que vinha se processando deste os fins do século 19, havia pouco tempo, e a área cultural de seu domínio ficava longe, mais para o centro da cidade.

Paulatinamente Noel vai palmilhando o caminho do samba e, para tanto, muito contribuiu o Bando de Tangarás, grupo do qual fez parte, formado por músicos de outros lugares do Rio, como Almirante (Henrique Foreis Domingues), Carlos Braga (Braguinha), Henrique Brito (inventor do violão elétrico), e outros.

A partir de 1908, até a década de 1930, vários grupos musicais vão alicerçar a MPB, agregando-a valores de todas as tendências, resultando num complexo cultural de corpo e alma bem brasileiros. Um dos mais antigos era os Oito Batutas, à frente o grande Pixinguinha e seu irmão; Os Turunas Pernambucanos (comandados por Jararaca e Ratinho); os Turunas da Mauricéia (a frente Augusto Calheiros), entre outros. Os grupos iram se refazendo e muitos músicos passaram por vários deles como Donga, Pixinguinha, Heitor dos Prazeres, Caninha...

Em apenas 10 anos de total dedicação à música, à bebida, à boêmia e à falta de cuidados com sua saúde debilitada desde a infância, Noel constrói uma obra exemplar na História da Música Popular Brasileira.

Em Compositores do Brasil desta quinta, 28, no primeiro programa de uma série de três, vamos falar e ouvir Noel Rosa. No primeiro e no segundo apresentaremos suas canções e os motivos de sua inspiração; no terceiro, as músicas que ele fez para seus amores correspondidos ou não, os que lhe trouxeram alegria e sofrimento.

Abriremos a primeira sequencia com:

Minha viola – de Noel Rosa, com o Bando de Tangarás.
Nega, de Noel e João de Barro (Braguinha), com o Bando de Tangarás
Lataria – de Noel, Almirante, com o Bando de Tangarás
Com Que Roupa , de Noel Rosa, com Doris Monteiro
Malandro medroso, de Noel Rosa, com Roberto Paiava
Eu vou pra Vila, de Noel Rosa com Roberto Paiva
Gago Apaixonado - João Nogueira, de Noel Rosa
Cordiais saudações, de Noel Rosa, com Noel Rosa e o Bando de Tangarás
Até amanhã, de Noel Rosa, com Almirante
Vitória, de Noel Rosa, com Roberto Paiva
Cem mil Réis, de Noel Rosa e Vadico, Chico Buarque e Luiza Buarque
Qual foi o mal que eu te fiz, de Noel Rosa e Cartola, com Chico Alves
Positivismo, de Noel Rosa, com Noel Rosa
Filosofia, de Noel Rosa, com Chico Buarque

Quem ouvir, verá!

Programa Compositores do Brasil
Pesquisa, produção e apresentação de Zé Nilton
Todas as quintas-feiras, às 14 horas
Rádio Educadora do Cariri
Apoio. CCBN

Dr. Raimundo de Oliveira Borges


Raimundo de Oliveira Borges (Caririaçu, 2 de julho de 1907), é um jurista e escritor brasileiro. Filho de Clemente Ferreira Borges e Maria José de Oliveira Borges. Realizou o curso primário na sua terra natal e o curso secundário no Colégio São José do Crato, Instituto Araripe Júnior, Instituto Menezes Pimentel, Liceu do Ceará, em Fortaleza e Ginásio da Bahia, em Salvador. Foi aprovado e ingressou na Faculdade de Medicina da Bahia em 1928, depois transferiu seus estudos para a Faculdade de Medicina de Pernambuco, sem concluí-los. Direcionou sua atenção para a Faculdade de Direito do Ceará em 1933, tendo sido o orador da turma que colou grau em 1937. Iniciou sua carreira profissional na função de promotor de justiça nas comarcas de Tauá, Missão Velha e Crato. Depois se afastou do Ministério Público e começou a exercer a advocacia.

Na Câmara do Crato foi vereador e alcançou a suplência de deputado estadual pelo antigo PSP. É cidadão honorário do Crato desde 1975. Faleceu em Crato, no dia 27 de Janeiro de 2010.

Obras

* Crime de Injúria verbal (1945)
* Interdito Probitório (1963)
* A Eloqüência e o Direito (1963)
* A Cidade do Crato (1980)
* Monsenhor Doutor Eugênio Veiga (1974)
* Serra de São Pedro, esboço histórico (1983)
* Memórias, fragmentos de minha vida (1988)
* A presença de Euclides da Cunha na nossa história (1962)
* Visita de Nossa Senhora de Fátima a Caririaçu
* A Árvore Amiga (1995)
* Euclides da Cunha e a Unidade Nacional
* O Coronel Belém do Crato, um injustiçado
* Eles e Eu, mensagens gratificantes
* O Engenho Taquari
* Síntese Histórica da Câmara Municipal de Caririaçu
* O Crato Intelectual
* Memória Histórica da Comarca do Crato
* O Padre Cícero e a Educação em Juazeiro
* Clemente Ferreira Borges, Meu Pai
* Discursos Acadêmicos
* Árvore Genealógica da Família Borges
* Os Bispos do Crato, Relembranças Inesquecíveis
* Meditações e Saudades
* Reminiscências, o Meu Itinerário (2007)

Bibliografia

* BORGES, Raimundo de Oliveira. Eles e Eu. Crato: Gráfica Universitária, 1995. pp. 65. 1 v.

Fonte: Wikipedia
Foto: Dihelson Mendonça

EXTRA: Acaba de falecer Dr. Raimundo de Oliveira Borges !

dr borges

É com bastante pesar que informamos que recebemos um telefonema de um amigo que conversou com o prof. Jurandir Temóteo, e este assegurou que no Crato acabara de falecer o emérito jurista Dr. Raimundo de oliveira Borges, 102 anos de idade, uma das maiores personalidades do Cariri. Mais informações logo mais aqui mesmo no Blog do Crato.

Dihelson Mendonça

Comunicado da Fundação J de Figueiredo Filho sobre a Assembléia de Museus- Por Alessandra Bandeira

Comunicamos que amanhã as 14 h , no Museu do Ceará , será realizada a Assembléia Estadual de Museus do Ceará, lamentavelmente a regiaõ do Cariri terá apenas a representação do município do Crato , pois, os outros municipios ou não podem enviar representantes ou não foram comunicados a tempo.
Vamos com a certeza de lutar pela interiorização de políticas publicas para este setor, que vinha muito desprezado, mas nesses últimos anos vem recebendo atenção devida da União.
A Fundação J de Figueiredo Filho pretende retomar as Redes de Museus, e assim facilitar o intercâmbio de informações.
Esperamos trazer na bagagem muitas novidades e a certeza de que os museus e memoriais do Cariri serão lembrados e representados.
Pois todos nós lutamos em defesa e pela preservação da história, cultura e da arte deste povo, para que as gerações futuras conheçam a história do seu povo.


Alessandra Bandeira

Historiadora da Fundação J de Figueiredo Filho

PT e PSB retomam negociações sobre destino de Ciro


Paralisadas desde o fim do ano passado, as negociações entre o Palácio do Planalto e o PSB para a eleição presidencial serão retomadas hoje em clima tenso. Dizendo-se irritados com a pressão petista para retirar o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) da disputa, líderes do PSB já difundem a ideia de que os aliados estão sendo desleais. Já os colegas de legenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva se queixam da demora de Ciro em definir seu futuro político, amarrando a montagem do palanque da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, no maior colégio eleitoral do País.

A tentativa de buscar uma solução para o imbróglio vai dominar o cardápio do jantar marcado para hoje no Palácio do Campo das Princesas, em Recife, entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente do PSB. Também participam o vice-presidente do PSB, ex-ministro da Ciência e Tecnologia Roberto Amaral, e o presidente eleito do PT, José Eduardo Dutra.

O PSB insistirá no discurso de que o melhor é que a base aliada lance dois nomes da base. "A ministra Dilma Rousseff pode estar na frente hoje, mas em abril quem diz que não será o Ciro Gomes? Por isso apostamos na nossa candidatura", disse Campos, após conversa que teve com o presidente. Aliados avisam que Lula entrará em cena com o discurso de que a derrota de Michelle Bachelet, no Chile, prova que essa estratégia poderá custar a Presidência.

Abertamente, petistas optaram por manter o tom ameno na véspera do encontro. "Vamos aguardar com tranquilidade o desenrolar do jantar", disse Dutra. Nos bastidores, o sentimento que circula no PT é o de que não há mais tempo a perder esperando por Ciro, enquanto ele "passeia no exterior". O deputado esticou a folga de fim de ano e só retornou das férias esta semana.

O Planalto já dá como praticamente enterrada a tese de que Ciro poderia concorrer em São Paulo. Por enquanto, a ordem é não fazer nenhuma outra proposta, até que ele responda ao convite. Mas já circulam no PT fórmulas alternativas para buscar uma eleição plebiscitária entre Dilma e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB).

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Prefeito Samuel Araripe recebe Cariri Cangaço Por:Manoel Severo

Manoel Severo, Plínio Bortolotti e Prefeito Samuel Araripe

O prefeito do município de Crato, Samuel Araripe recebeu na última semana a visita dos Organizadores do Cariri Cangaço; numa demonstração de cordialidade o Curador do Evento Manoel Severo, juntamente com a secretária de cultura Danielle Esmeraldo, acompanhados pelo jornalista Plínio Bortolotti, estiveram com o chefe da municipalidade.

Na oportunidade o prefeito Samuel Araripe apresentou o Plano de Trabalho e de Governo, construido por sua equipe, pensando o Crato para os próximos 20 anos; segundo o prefeito "esse não é um Projeto ou Plano de um prefeito ou de uma administração, é um plano do município, que está preocupado na construção de uma cidade cada vez mais saudável, justa e gostosa de se morar".O Plano dentre inúmeras ações, contempla a requalificação do espaço urbano e ambiental, o saneamento básico total do município, a oferta de água e energia em 100% das residencias do Crato, o apoio à cultura, esporte e turismo, e obras de infraestrutura que preparam o município para as próximas décadas.

O Coordenador do Cariri Cangaço, Manoel Severo ressaltou e agradeceu o apoio prestado pela prefeitura de Crato, juntamente com a URCA e as outras municipalidades, ao evento; já o prefeito Samuel Araripe confirmou a importância da iniciativa de sua segunda edição em 2010: "uma vez que o Cariri Cangaço reune no cariri do Ceará, as mais renomadas autoridades da temática no Brasil, e para nós é uma honra muito grande, Crato com certeza mais uma vez estará fortemente apoiando a iniciativa".

O Cariri Cangaço 2010, acontecerá entre os dias 17 e 22 de agosto, com atividades nos municípios de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Aurora, Jati e Porteiras.

Manoel Severo

CRATO - Notícias do dia 27 de Janeiro de 2010



Equipe do Banco Mundial estará na próxima semana na região

Uma equipe do Banco Mundial estará na região do Cariri, juntamente com técnicos da Secretaria das Cidades, para apresentação do Projeto Cidades do Ceará – Cariri Central, a partir da próxima segunda-feira. Todos os procedimentos e quesitos necessários para o desenvolvimento dos projetos, com investimentos do Banco Mundial, serão repassados. O evento acontece de 1 a 5 de fevereiro e haverá a participação dos gestores da região. O prefeito do Crato, Samuel Araripe, recentemente recebeu em seu gabinete, acompanhado de secretários, técnicos e assessores, equipe da Secretaria das Cidades. Ele validou os programas de capacitação que vem sendo feito junto ao corpo técnico da administração, no intuito de promover o fortalecimento institucional. Os locais onde vão ser desenvolvidas obras como a Encosta do Seminário, entre outros projetos, receberão a visita da equipe. Os técnicos também farão uma reunião no dia 4 de fevereiro, no Hotel Verdes Vales, em Juazeiro, com a presença dos representantes do Banco Mundial, onde acontecerá o workshop de lançamento do projeto que será divulgado entre os parceiros e principais beneficiários.

Agricultura apóia pequeno produtor com aragem de terra

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Recursos Hídricos do município do Crato, realiza, desde o mês de dezembro, a aragem de terras em várias localidades do município. O intuito, através de parceria com os pequenos agricultores, é possibilitar que o maior número de produtores seja beneficiado. Segundo o secretário Erasmo Ferreira, a idéia é que pelo menos 400 famílias recebam as máquinas para poder preparar as terras. Na parceria, 60% dos serviços são bancados pela Prefeitura e 40% pelo pequeno produtor.

Abertas inscrições do Ciclo do Projovem

Estão abertas as inscrições para o novo ciclo do Projovem Adolescente. As inscrições podem ser feitas nos Centros de Referência em Assistência Social - CRAS, dos bairros Muriti, Alto da Penha, Vila Alta e Batateira, das 8 às 14 horas. Os projetos são executados por meio da Secretaria de Ação Social do Município do Crato. Poderão participar todos adolescentes que tiverem a idade entre 15 e 17 anos, inscritos no Cadastro Único para ter o número de Identificação Social - NIS, no Programa Bolsa Família, levando xerox do documento do adolescente, comprovante de residência, cartão do Bolsa Família (caso já tenha) e documentos originais do acompanhante ou responsável legal. O ProJovem Adolescente integra serviço e transferência de renda, exigindo esforço de integração de todos os gestores (municipais, estaduais e federal). O programa tem como objetivos o fortalecimento da família e promover a inserção e integração social. A coordenação do ProJovem convoca os jovens cratenses interessados em participar do projeto, lembrando que as vagas são limitadas.

Prazo de matrículas para o AABB comunidade prorrogado até o dia 29

A Coordenação do Projeto AABB Comunidade, ligada a Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude do Crato, comunica que o prazo de matrículas para os alunos veteranos do projeto foi prorrogado para o dia 29 de janeiro. As matrículas serão realizadas no período da manhã de 8 horas às 12 horas, na AABB. Os documentos necessários são xerox do registro do aluno, xerox da identidade do responsável, declaração da escola e uma foto 3x4 do aluno.

Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.9960
Mais informações:
http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

CRATO - Previsão do Tempo para o dia 27 de Janeiro de 2010


Fonte: Climatempo

Páginas da História do Cariri - por Armando Lopes Rafael


Pinto Madeira


O Cariri esteve – durante alguns anos do século XIX – dividido entre simpatizantes da ideologia republicana e adeptos da Monarquia. O confronto dessas idéias foi motivo de contendas as mais variadas.

Joaquim Pinto Madeira era o que poderíamos chamar de caudilho. Rico proprietário rural e chefe político da Vila de Jardim, era por índole um afeiçoado às coisas da Monarquia. Foi fundador da sociedade secreta “Trono do Altar”, que defendia a monarquia absoluta. Lutou ele, ativamente, contra os promotores dos movimentos libertário-republicanos da Revolução Pernambucana de 1817 e da Confederação do Equador de 1824.

Após a derrota da família Alencar, em 1817, coube a Pinto Madeira, à época ocupando o posto de Capitão de Ordenança, conduzir até a cidade de Icó os 20 malogrados presos políticos - do clã dos Alencar e alguns agregados a essa família - da sedição de Crato. Provavelmente, durante o percurso, esses prisioneiros sofreram humilhações por parte do caudilho. O que era esperado, face ao temperamento belicoso de Pinto Madeira.

Em 1831 o imperador Dom Pedro I abdicou do trono brasileiro e voltou para Portugal, onde tomou o nome de Dom Pedro IV. Os adversários de Pinto Madeira aproveitaram esse acontecimento para dele se vingar. Acuado, o caudilho, com a ajuda do vigário de Jardim, Padre Antônio Manuel de Sousa, armou cerca de dois mil homens, a maioria com rudimentares espingardas, e invadiu o Crato, em 1832, para dar caça aos seus inimigos liberais. Dizem que de tanto abençoar as espingardas dos jagunços e, na falta destas, dar bênçãos a cacetes (pequenos bastões de madeira) o Padre Antônio Manuel de Sousa ficou conhecido como "Padre Benze - Cacetes".

Pinto Madeira e o Vigário Manuel foram vitoriosos no Crato, mas logo começaram a sofrer reveses. Terminaram por se render ao General Pedro Labatut, um mercenário francês que atuava no Brasil, desde as lutas pela independência. Presos, ambos foram enviados para Recife e depois para o Maranhão. Pinto Madeira retornou preso ao Crato, em 1834, onde, num júri parcial – composto por antigos inimigos seus – foi condenado à forca, sentença posteriormente comutada para fuzilamento, em face de o réu ter alegado sua patente militar de Coronel.

“Morreu virilmente Pinto Madeira. Conta a tradição, ouvida por mim desde menino, que momentos antes do fuzilamento, ofereceu-lhe um lenço, para que vedasse os olhos, um dos seus mais implacáveis inimigos. Recusou o condenado a oferta (...) Durante anos a fio, fez-lhe promessas o rude povo do sertão, considerando-o um mártir, isto é um santo”. (Cfe. Irineu Pinheiro, na monografia: “Joaquim Pinto Madeira”, Imprensa Oficial do Ceará. Fortaleza, 1946, página 21).

Texto de Armando Lopes Rafael

CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA:Secretaria de Cultura de Crato-Por Wilson Bernardo.

Nesta Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2010, o Conselho Municipal de Cultura de Crato, se reuniu no Auditório do Centro Cultural do Araripe para definição de metas e Ações a serem executas no ano de 2010, definindo assim um calendário de eventos culturais destinado a multiplicidade e a diversidade cultural do Município de Crato. Segue a Pauta da reunião onde foi amplamente discutida e definida pelos conselheireiros culturais instituídos pela Secretária de Cultura do Município de Crato.

1-Calendário anual da Secretaria da Cultura,Esporte e Juventude;
2-Plano Municipal de Cultura;
3-Regimento Interno do Conselho Municipal de Cultura de Crato;
4-Calendário anual de reuniões do Conselho.






Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude
Centro Cultural do Araripe-Rua Teopisto Abath, S/N-Centro
Crato-Ce- Fone/Fax (88)3523-2365

Wilson Bernardo (Texto & Fotografia)

BlogHumor: O último pedido de um condenado à morte


Dois homens condenados à cadeira elétrica são levados para a mesma ante-sala no dia da execução. O padre lhes dá a extrema-unção, o carcereiro faz o discuso formal, e uma prece final é rezada pelos condenados. Então o carrasco pergunta ao primeiro homem:

- Você tem um último pedido?

- Tenho. Como eu adoro forró, axé, arrocha e pagode-romântico, gostaria de ouvir o CD da Calcinha Preta, Saia Rodada, Calypso, Mulheres Perdidas, Cavaleiros do Forró, Moleca 100 Vergonha, Banda Dejavú, Bonde de Maluco, Aviões do Forró, Robério e Seus Teclados, Ivete Sangalo, Cláudia Leite, Daniela Mercury, Asa de Águia, Frank Aguiar e, pra encerrar, o Belo.

- OK, seu pedido será realizado - responde o carrasco, que então se vira para o segundo condenado e pergunta:

E você, qual é seu último pedido?

- Posso morrer primeiro?

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30