27 dezembro 2010

MOMENTO DA POESIA - Por Claude Bloc

Elegia à palavra
- Claude Bloc -


Peço a palavra
quando nas horas tardias
semeio harmonia
e devolvo canções
em novelos de luz
em cordões de alegria...

Peço a palavra
dos poetas e das musas
e o sortilégio inspirador
das mais distintas horas...
A eloquência da palavra
na rua deserta
como a palavra que me mata a sede
ao me acordar.

Peço a palavra
aos arremedos do sol
aos milagres da lua
e à sua magia
ao anoitecer .

Peço a palavra
aquela que sente
a minha própria ausência
a palavra que me chama
quando te ausentas
A palavra que grita
quando o sono
me vence...
A palavra
clandestina na leitura
de todos os dias.

Claude Bloc
Fotos do por do sol do dia 26/12/2010.
(partilho essa beleza com vocês)

4 comentários:

  1. O Momento da poesia foi uma coisa que pegou, para os Blogs que não possuem nativamente essa vocação. Aqui no Blog do Crato, por exemplo, caiu como um aluva. E até ressalta a poesia, porque diante de tantas outras matérias de notícias, a poesia acaba se sobressaindo.Vamos desenvolver essa idéia, Claude. E agora, com o Chapada do Araripe, estou precisando de uma pessoa que possa cuidar da seção de Literatura. Para divulgar a Poesia e Prosa do Cariri. Já estou editando o material publicado nesse sentido no Blog do Crato e Rede Blogs do cariri em 5 anos de existência. Quando a pessoa clicar lá no "Chapada", por exemplo, em crônicas, ele verá somente crônicas. Quando clicar em poesia, somente isso.

    É um grande upgrade na maneira como se busca a informação no Cariri.

    veja neste Link:

    http://www.crato.org/chapadadoararipe/category/geral/cronicas/

    É como se cada assunto se tornasse um Blog próprio, dentro do mesmo site. Gostaria que Edilma ficasse com a parte de Artes Plásticas, e artes correlatas. Eu ficaria com Música. E assim, por diante. Vários colunistas, trazendo notícias, reportagens, poemas que não necessariamente seriam da própria pessoa, etc... Que tal ?

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  2. E além do mais, Belas fotos e belo poema, Claude, diga-se de passagem. Mas eu sou suspeito, porque praticamente gosto de quase tudo que você escreve. É muito difícil ter algo seu que eu não elogie. E eu elogio com sinceridade. Um dia, se eu não gostar de algo, vou dizer que não gostei também, ok ?

    Abraços.
    Novamente, belas fotos.

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  3. Dihelson,

    Estava numa ligação. Um amigo de SP que trabalha nessa área de marketing. Estava falando sobre a publicação de meu livro pessoal que pretendo lançar.
    O Emerson é quem vai editar etc etc etc...

    Gostei da sua idéia quanto ao "Chapada do Araripe". Precisamos em janeiro, quando eu e Edilma estivermos por aí, nos reunirmos para definir as funções da cada um. Mas é algo muito interessante.

    Quanto aos meus textos, pode ser sincero. Besteira a gente se melindrar com algo que nos faz crescer e melhorar. Algumas vezes eu mesma não gosto do resultado do que escrevo.

    Nem sempre dona inspiração se manifesta inteira...

    Bom... vou-me...

    Qualquer coisa entra em contato.

    Abraço (ainda) natalino.

    Claude

    ResponderExcluir
  4. Ah! Claude, essa bela palavra "ispiração" que nos maltrata desde que mundo é mundo. Inspiração exige FOCO, precisão, concentração. Eu não tenho estado inspirado para quase nada, nem para viver como se deve. Vivo dividido entre muitas coisas. Que bom seria ir passar uns anos na selva de Bornéu...mas enfim, se na poesia exige inspiração, imagina na música, coisa incrivelmente complexa, que se mexe com muitas variáveis. Na escrita, uma falta de inspiração pode ser sentida apenas como um texto meio fraco, e na música isso seria imperdoável a quem já fez outros trabalhos. Nós músicos instrumentais, somos muito perfeccionistas e exigentes quanto aos caminhos, e abominamos quando algo não consegue exprimir o máximo. Críticas são frequentes entre os colegas, além do desprezo pelo trabalho. É um mundo aonde o uma idéia fraca, será tola demais para ser digerida, e onde somente os melhores têm espaço. Não há nem lugar para um meio termo. Então, quando a inspiração não vem, o desespero vem em seu lugar.

    Quando vc vier em janeiro, vamos conversar sobre os N projetos. A gente programa muitas coisas, e acaba não acontecendo, puxa vida!

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.