21 dezembro 2010

Bispo cearense recusa homenagem do Senado em protesto contra aumento dos deputados e senadores – postado por Armando Rafael



Dom Manuel Edmilson da Cruz receberia comenda de Direitos Humanos


“Eduardo Bresciani Do G1, em Brasília

Dom Manuel da Cruz durante sessão especial no Senado Federal nesta terça-feira (21) (Foto: J. Freitas / Agência Senado)
O bispo-emérito de Limoeiro do Norte (CE), Dom Manuel Edmilson da Cruz, recusou nesta terça-feira (21) receber uma comenda do Senado Federal. Ele afirmou que sua atitude era para protestar contra o aumento salarial de 61,8% aprovado pelos parlamentares em causa própria. A homenagem recusada por ele é a Comenda dos Direitos Humanos Dom Helder Câmara.
A recusa do bispo foi feita em um discurso no plenário do próprio Senado. Ele criticou os parlamentares por aprovar o aumento deste montante para o próprio salário. “Quem assim procedeu não é parlamentar, é para lamentar”, disse.
O religioso afirmou que a comenda que lhe foi oferecida não honra a história de Dom Helder Câmara, que teve atuação destacada na luta pelos direitos humanos durante o regime militar.

“A comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Helder Câmara. Não representa. Desfigura-a, porém. Sem ressentimentos e agindo por amor e por respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la. Ela é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão, à cidadã contribuinte para o bem de todos, com o suor de seu rosto e a dignidade de seu trabalho”, afirmou o bispo.
Ele destacou que o aumento dado aos parlamentares deveria ter como base o reajuste que será concedido ao salário mínimo, de cerca de 6%. “O aumento a ser ajustado deveria guardar sempre a mesma proporção que o aumento do salário mínimo e da aposentadoria. Isso não acontece. O que acontece, repito, é um atentado contra os direitos humanos do nosso povo”.

O senador José Nery (PSOL-PA) disse compreender a atitude do bispo. “Entendemos o gesto, o grito, a exigência de Dom Edmilson da Cruz”. Nery, que foi um dos três senadores a se manifestar na votação de forma contrária ao aumento, deu prosseguimento a sessão após a atitude do religioso.

Dom Manuel Edmilson da Cruz foi indicado para receber a comenda pelo senador Inácio Arruda (PC do B-CE). Além dele, foram indicados para a homenagem Dom Pedro Casaldáliga, Marcelo Freixo, Wagner de La Torre e Antônio Roberto Cardoso. Apenas este último também estava presente e discursou.

3 comentários:

  1. Ainda existem pessoas de caráter nesse mundo. E enquanto isso, no Congresso...aumentam os próprios salários. Que vergonha!

    DM

    ResponderExcluir
  2. Enquanto discutimos quem é melhor o PT ou o PSDB. Numa celeuma ideologica improdutiva, pois ambos são farinha do mesmo saco. Nossa classe política não perde tempo na sua determinada missão de promover beneficios para ela própria.

    Ganhei um nariz de palhaço como presente de despedida do governo (representante da classe pobre)
    Gilson de Araújo Pereira
    Campina Grande-PB

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.