07 novembro 2010

Coluna Armando Rafael -- Notícias do Cariri


A realidade concisamente

Saiu o resultado preliminar do Censo 2010. Que poderá (ou não) sofrer mínimas modificações. Qual a população da conurbação Crajubar? Exatos 419.456 habitantes! Nem mais nem menos, assim distribuídos: Barbalha: 54.806; Crato: 119.949 e Juazeiro do Norte: 244.701 habitantes. Já a população da Região Metropolitana do Cariri (que além do Crajubar incorpora ainda os municípios de Missão Velha, Jardim, Caririaçu, Santana do Cariri, Farias Brito e Nova Olinda) totalizou 556.260 habitantes. Quer queiram, quer não, como gostava de dizer o cantor Luiz Gonzaga... E c’est fini!

População da Diocese de Crato
De acordo com o IBGE, a população residente na Diocese de Crato, formada por 32 municípios localizados no Sul do Ceará, totalizou 977.350 habitantes. O território da Diocese de Crato compreende uma superfície total de 17.648,4 km2, o que dá uma densidade populacional: 55,38 hab/ km2.

É proibido cochilar
As lideranças cratenses (e o conceito de liderança aqui é amplo: políticos, empresários, formadores de opinião, imprensa falada e escrita, etc.) precisam acordar enquanto é tempo. Já foram iniciadas – na Universidade Federal do Ceará – as providências preliminares com vista ao Projeto Político Pedagógico do Curso de Veterinária, previsto para Crato. Infelizmente como a construção do Campus de Ciências Agrárias de Crato vem se arrastando em passo de tartaruga (seria uma das obras do PAC?), corre o risco do curso de Veterinária ter o mesmo destino do curso de Agronomia. Este último, também previsto para ter sede em Crato, funciona “provisoriamente” em Juazeiro do Norte. Na Terra do Padre Cícero (cidade natal do reitor Jesualdo Farias) o Campus da UFC já teve concluídas as suas três etapas. Enquanto isso o Campus-Crato ainda está nas preliminares...

Jóias made in Cariri
Durante a Conferência Latino-Americana de Geoparks, que será realizada nos próximos dias 16 e 17 de novembro em Crato, acontecerá uma exposição de jóias criadas por ourives e lapidadores de Juazeiro do Norte. O design das peças foi inspirado nas formações geológicas, réplicas de fósseis, flora e fauna da Chapada do Araripe. São jóias que incluem fragmentos da Pedra Cariri, incrustadas em peças de ouro e prata. Tudo inspirado na defesa da ecologia e da natureza exuberante da Chapada do Araripe e adjacências.

Esqueceram o Crato
O jornal “Estado de S.Paulo” publicou – no último dia 30 de outubro – um caderno (“Nordeste, especial de turismo”), com oito páginas de informações e fotos coloridas sobre as atrações turísticas da região nordestina. Na parte destinada ao Ceará consta o tópico a seguir transcrito, que só citou Juazeiro do Norte e Barbalha, logo abaixo de uma foto da igreja do Rosário, de Barbalha:
“A Floresta Nacional do Araripe (Flona), conhecida como “oásis do sertão”, não é a principal atração do Cariri: milhares de pessoas vão para Juazeiro participar do culto (sic) ao Padre Cícero. No município de Barbalha, a Festa do Pau da Bandeira homenageia Santo Antônio, o padroeiro da cidade. Na floresta, três trilhas totalmente sinalizadas levam a banhos terapêuticos em piscinas naturais”.
Enquanto isso, ainda neste mês, ocorrerá em Juazeiro do Norte um encontro com jornalistas especializados em turismo que atuam em revistas e jornais. A finalidade desse encontro é mostrar aos profissionais de imprensa o potencial do Cariri na área do geoturismo. Outro encontro está previsto para breve e vai reunir representantes de agência de turismo e principais operadoras do Brasil, visando incluir o Cariri em seus roteiros.

Potencial turístico de Crato 1
A nota acima serve como reflexão. O está faltando para que o potencial turístico do município de Crato seja mais divulgado? Se você procurar um folder sobre as atrações turísticas de Crato não vai encontrar... No entanto, poucas cidades nordestinas possuem tantos atrativos como os aqui existentes. A começar pela Floresta Nacional do Araripe (Flona) a primeira unidade de conservação da natureza criada no Brasil (em maio de 1946) dotada de rica biodiversidade – resquício virgem da Mata Atlântica – com fontes naturais, pequenas grutas e sítios paleontológicos classificados entre os mais famosos do mundo. No setor cultural, somente no quadro da Praça da Sé, existem três museus: 1) o de Artes Vicente Leite, com uma coletânea de quadros de pintores famosos; 2) O Museu Histórico de Crato, com 928 peças em seu acervo, dentre elas utensílios de uso dos índios Cariris, objetos que pertenceram a Bárbara de Alencar, e aos moradores do Caldeirão do Beato José Lourenço; 3) o Centro de Pesquisa Paleontológico da Chapada do Araripe (localizado na casa onde foi julgado Pinto Madeira), com de 1.000 fósseis do período cretáceo.

Potencial turístico de Crato 2
Crato possui ainda prédios históricos e dispõe de excelentes hotéis localizados no sopé da Chapada do Araripe. Fica aqui a sede do Geopark Araripe. Sem falar que dispõe de rica culinária e bons restaurantes. Brevemente estará em funcionamento o Centro de Convenções do Cariri, o equipamento mais completo do gênero no Ceará. Aqui residem mestres da cultura que difundem o nosso patrimônio imaterial: cordel, xilogravuras, manifestações e tradições populares de grande valor, como os grupos de lapinha, pastoris, reisados, maneiro-pau, bandas cabaçais, artesãos de barro, couro, madeira e fibras. Festas como a ExpoCrato e a Mostra Anual de Teatro, promovido pelo SESC atraem muitos turistas. O que falta para incrementar o turismo na Cidade de Frei Carlos é apenas uma maior divulgação.

Curtas
*** O vice-prefeito de Juazeiro do Norte, José Roberto Celestino, não dorme no ponto. Já passa de 10 mil assinaturas no abaixo assinado – realizado em todo o Cariri – com o objetivo conseguir melhorias para o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. O impasse por reformas entre o Estado e a Infraero tem gerado polêmicas as mais variadas... O Aeroporto está dentro de uma área de mais de 1 milhão de metros quadrados, incluindo a parte construída do pequenino terminal de passageiros e não tem a mínima condição para absorver o número de passageiros que aumenta a cada dia.

*** Foi iniciado no bairro Novo Lameiro, em Crato, um novo condomínio residencial. Fica localizado vizinho a outro já existente: o Novo Milênio. Ambos têm como endereço a Avenida José Horácio Pequeno.

*** Será realizada no próximo dia 11 uma audiência pública – convocada pelo promotor de Justiça, Pedro Luiz Campelo – para debater o abandono e degradação em que encontra o Sítio Fundão, pertencente ao Governo do Ceará que o adquiriu para lá implantar uma reserva ecológica. Dessa audiência poderá sair uma futura Ação Civil Pública para apurar as causas da omissão do poder público em relação ao meio ambiente no Município do Crato.

Memória caririense

Prosseguem as obras de restauração da Casa-Mãe da Congregação das Filhas de Santa Teresa de Jesus, localizada no centro de Crato. Na foto acima, o altar-mor da capela – esculpido em madeira de lei, em 1923, pelo famoso artesão cratense mestre José Lucas – com seus três nichos, onde pontificam o trio carmelitano: Nossa Senhora do Carmo, Santa Teresa d’Ávila (Padroeira) e São José. As imagens do altar foram adquiridas na Itália, por dom Quintino (1º bispo de Crato), há 87 anos. Esta capela, que conserva toda sua originalidade, é propriedade da Diocese de Crato e está há décadas sob custódia das Filhas de Santa Teresa. Na foto abaixo, a pracinha interna, existente na Casa-Mãe, onde existe um pequeno monumento a São Geraldo (obra do escultor italiano Agostino Balmes Odisio). A pracinha também passa por trabalhos de restauro e terá novo projeto de jardim.

6 comentários:

  1. Parabéns, Armando!

    Sua coluna é mais útil para o cariri do que muitas postagens da semana juntando muitos blogs do cariri. Deve dar um certo trabalho reunir tanta informação, e seu poder de análise e humor satírico dão um toque especial, um tempêro que nos faz gostar, ter prazer em degustar.

    Isso é uma coisa tão difícil de se conseguir, prender a atenção do leitor, e voce tem esse dom de não escrever coisas chatas de ler, pelo contrário, é um sorvete.

    Olha, Cariri com mais de 550.000 habitantes, quer queiram, quer não queiram...

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir
  2. Armando. Parabéns pela postagem. Nos faz lembrar que nem tudo está perdido por aqui. Gostaria de humildemente lhe indicar um site que talvez já conheça, mais deixo comodica:
    http://www.montfort.com.br/

    tem muita coisa boa nele a ser estudada e trabalhada. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Aristides Tavares de Figueiredo5 de novembro de 2010 14:53

    Muito pertinente(pertinente ainda é pouco) a lembrança sobre a situação do campus da UFC em Crato. Lembro-me bem da batalha inicial quando o ICC saiu as ruas sozinho. Tiveram, até, a iniciativa de planfletos e carro de som. Mirem-se no exemplo do vice-prefeito de Juazeiro do Norte, talvez o maior articulador da mudança que tanto desagradou ao Crato, que abraçou a causa do aeroporto. Será que a apatia aqui em Crato mais uma vez vai reinar? Prefeitura? CDL, Associação Comercial, André Barreto, Ely e Roque(apesar de âmbito estadual), quando vocês vão fazer outra peregrinação ao gabinete do atual reitor? Só quando o leite for derramado?

    ResponderExcluir
  4. Dihelson:

    Na verdade o maior desafio é noticiar fatos ainda não divulgados pela mídia durante a semana que antecede a coluna. E veja que a mídia caririense (falada, escrita, televisada e na Internet) é muito ampla nos dias atuais.
    Outro desafio é que as notícias não sejam “neutras” – como faz, comumente, a mídia – e sim opinativas, o que coloca o redator, às vezes, sob fogo cruzado de interesses contrariados.

    ResponderExcluir
  5. Antônio Sávio:

    Agradeço a indicação do site Montfort que já acessei.
    Ele confirma o surgimento – no Brasil – de uma tendência que já é realidade nos EUA e Espanha: o surgimento de uma nova classe média com ideologia conservadora. Pessoas perspicazes como você já perceberam o surgimento desse fenômeno também aqui.

    Foi-se o tempo que os “arautos da esquerda” deitavam e rolavam, pontificando como “donos da verdade”. A expressiva maioria de José Serra na parte do Brasil que tem opinião pública (Sul/Sudeste) é prova cabal disso.

    Para desespero da “esquerdona jurássica”, que ganhou – é verdade – uma sobrevida com a vitória de Dilma (por 12 milhões de votos, dos quais mais de 11 milhões saíram dos grotões do atraso e da miséria do Nordeste). Mas isso aprofundou o fosso que existe entre o Brasil real e o Brasil que ainda não percebeu a falência do socialismo real...

    ResponderExcluir
  6. Aristides:

    Você tem razão.
    As elites e lideranças cratenses parecem que ainda estão sob o efeito do “nocaute” que representou o crescimento econômico de Juazeiro do Norte.

    Mas, vai chegar a hora que esse efeito (eu diria, como de uma anestesia) vai passar e a comunidade cratense vai correr atrás do prejuízo.

    Uma coisa, considero que está errada na mentalidade cratense: viver culpando unicamente os políticos pelos revezes sofridos.
    Ora, politicamente Juazeiro um vive péssimo momento ( a Prefeitura está um caos pela má administração petista) e mesmo assim, aquela cidade continua crescendo. Ou seja, a “força estatal” para alavancar progresso já não é mais aquela que existiu até a década 80.

    Hoje a motriz do crescimento é a iniciativa privada. Temos de optar por esse viés.

    É aqui que faz sentido sua lembrança: que a Prefeitura, CDL, Associação Comercial, comunidade acadêmica, mídia, associações de bairros, Igreja, clubes de serviço, entidades culturais, enfim todas as instituições vivas da cidade, assumam sua parcela na defesa dos reais e supremos os interesses da cidade...

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.