04 outubro 2010

Com a faca e o queijo na mão, PV dará apoio após ouvir Dilma e Serra


NE - Um acordo que vale "ouro" para ambas as candidaturas

O presidente do PV do Rio de Janeiro, deputado federal eleito Alfredo Sirkis, disse hoje que a posição oficial do partido no segundo turno presidencial será decidida depois de uma conversa de dirigentes verdes com os candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) em torno de uma "plataforma programática mínima". Conforme Sirkis, depois de ouvir Dilma e Serra, o PV tomará a decisão em convenção. O dirigente viajou hoje à tarde para São Paulo, onde deverá se reunir com a senadora Marina Silva (PV), terceira colocada na disputa presidencial.
PUBLICIDADE

"Vamos ter reuniões de coordenação, fazer uma seleção de propostas e depois encontrar os dois candidatos. Queremos evitar a cena tradicional da política brasileira da divisão de ministérios e decisões tomadas de forma fisiológica. Vamos puxar um programa mínimo, obrigando os dois empedernidos desenvolvimentistas a trabalharem com a ideia da sustentabilidade", afirmou.

Para o deputado eleito, o apoio a Serra manifestado hoje pelo candidato derrotado ao governo do Rio Fernando Gabeira (PV) "é uma posição individual perfeitamente compreensível", mas não um indicativo da tendência do partido.

Fonte: Yahoo Notícias

Um comentário:

  1. Um acordo que vale OURO, e que pode custar OURO também, esqueceu de dizer

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.