23 outubro 2010

Coluna Armando Rafael -- Notícias do Cariri



Eleições 2010: até a CNBB rachou...

Finalmente na próxima 5ª feira, dia 28, chegará ao fim a propaganda eleitoral de 2010. Alívio geral! Mas o destroço fica. Muitas amizades e laços de boa convivência foram desfeitas por conta dessas eleições. Famílias se dividiram. Até a cúpula da Igreja Católica rachou. Consta que no “racha” da Igreja, saiu vitoriosa a corrente rotulada pela mídia de “conservadora”. Esta recebeu o apoio até de algumas igrejas evangélicas. Como reconheceu o sociólogo “progressista” (utilizando uma expressão da mídia) Rudá Ricci: “A hegemonia conservadora ganhou. A gente perdeu a disputa cultural no país. Os valores mais conservadores, anti-pluralistas, anti-republicanos e fundamentalistas ganharam espaço nessas eleições”. De fato, os destaques midiáticos ficaram para o arcebispo da Paraíba, dom Aldo Pagotto e para o bispo de Guarulhos, dom Luiz Gonzaga Bergonzini.

A lição que fica
Como bem definiu José Maria Pemán, um brilhante intelectual espanhol: "Em princípio, não há processo de designação mais contrário à essência da magistratura suprema do que o eleitoral: deve ser uma magistratura para todos – e é eleita por um partido; deve ser um poder imparcial e sereníssimo – e nasce das paixões da disputa partidária; deve ser um símbolo unanimemente respeitado – e expõem-no durante o período que precede a sua ascensão (que é o do combate eleitoral) a todos os embates da crítica, da discussão, da caricatura e do libelo". Trocado em miúdo: toda eleição divide ainda mais a sociedade; o eleito nunca chega ao poder com a unanimidade da nação; os que não votaram no vencedor passam à condição de “inimigos” (ao invés de adversários) e ficarão órfãos daquilo que deveria ser “um poder imparcial e sereníssimo”, segundo a definição de Permán...

Agora só falta o Geopark Araripe

Os monólitos de Quixadá e as Serras da Ibiapaba e Guaramiranga foram aceitos no último dia 14 de outubro – durante a 2ª Conferência das Montanhas Famosas, realizada em Jiangxi, na China – como membros da Associação Mundial das Montanhas Famosas (World Famous Mountains Association-WFMA). O Geopark Araripe também faz parte desta Associação. O ingresso dos territórios cearenses na Associação abre perspectivas significativas para a divulgação dos territórios e visibilidade, em especial no plano internacional, uma vez que os principais objetivos da Associação Mundial das Montanhas Famosas são a divulgação, cooperação, troca de experiências e informações para a conservação das montanhas e seu aproveitamento na promoção do turismo e desenvolvimento local/territorial sustentável.

Mais uma publicação

Uma novidade para quem for a Juazeiro do Norte na Romaria de Finados: organizado pela Coordenação Diocesana de Pastoral da Romaria e publicado pelas paróquias e alguns particulares da Terra do Padre Cícero serão distribuídos gratuitamente 50 mil exemplares do livrinho “Uma boa conversa com Padre Cícero” (foto ao lado). Em tempo: quem não for a Juazeiro não se apoquente: o livrinho será disponibilizado aos internautas pela Internet. O que vai proporcionar elogios ou críticas. Equilibradas ou apaixonadas...

Recuperando a História
Novidades no Departamento Histórico Diocesano Padre Gomes-DHDPG, instituição da Diocese de Crato. Prossegue o processo de organização do acervo documental daquele departamento em tecnologia digital (site e DVD). No momento estão sendo pesquisados os arquivos das Paróquias de Jardim e São Pedro do Crato (atual Caririaçu), onde foram descobertas correspondências inéditas sobre a “Questão do Juazeiro” e seu personagem maior, o Padre Cícero. Também está tendo continuidade o projeto "Coleção Padre Cícero Romão Baptista e os Fatos de Joaseiro", visando a publicação de dois livros ("Processo Instruído sobre os Factos" e “Emancipação Política de Joaseiro”), fruto de uma parceria da Fundação Padre Ibiapina, Fecomercio (Sesc/Senac), Fundação Waldemar Alcântara (leia-se: ex-governador Lúcio Alcântara) e Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte.

De volta a Crato

Fundada nesta cidade, no dia 03 de março de 1923, pelo primeiro bispo da Diocese de Crato, dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, a Congregação das Filhas de Santa Teresa de Jesus transferiu – anos atrás – sua Casa Geral para Messejana, na Região Metropolitana de Fortaleza. Agora, a Superiora Geral da Ordem decidiu retornar a Casa Geral para Crato. Esta voltará a funcionar no complexo do prédio da Casa-Mãe da congregação, localizada na Rua Dom Quintino nº 835 (foto ao lado). Para tanto, o belo e histórico edifício está passando por criteriosos serviços de restauração. Espera-se que o Memorial de Dom Quintino (ali existente) também receba melhoramentos.

Outras restaurações

Segundo o Cura da Catedral de Crato, padre Edimilson Neves Ferreira, as obras de restauração das pinturas existentes no teto da Sé serão iniciadas em breve. O serviço será feito pela restauradora italiana Maria Gabriella Federico. Existem no forro da Catedral de Nossa Senhora da Penha valiosas telas pintadas (foto ao lado) por Waldemar Garcia, Geraldo Benigno, José Davi da Silva e Geraldo Firmino, todas com motivos religiosos.

Curtas
*** O professor Océlio Teixeira, do Departamento de História da Urca, encontra-se em Florianópolis (SC) participando do III Encontro Nacional do GT de História das Religiões e Religiosidades, promovido pela ANPUH. Neste encontro Océlio apresenta seu trabalho preliminar de pesquisa em preparação ao doutorado. O tema a ser apresentado é sobre a Ação Missionária do Padre Ibiapina no Cariri, na década de 1860 a 1870.

*** Foi lançado, na última 4ª feira, dia 20, o livro “O Político Padre Cícero – entre a Religião e a Cidadania”, tese de pós-doutorado (feito na Inglaterra) da professora Maria Laudícia Holanda, docente e ex-Pró-reitora da Urca.

*** Juazeiro do Norte se consolida como polo impulsionador de vendas de carros no Interior, com 10 concessionárias e previsão de mais três até o primeiro semestre de 2011. Pelo menos três novas marcas estarão inaugurando concessionárias, na Terra do Padre Cícero, no primeiro semestre do próximo ano: Peugeot, Kia e Renault.

*** Os investimentos imobiliários na conurbação Crajubar não param. A Construtora Omegapar está construindo em Barbalha dois condomínios residenciais (Caminho das Árvores e Horto Ville). Das primeiras 140 casas em construção, 80 já foram vendidas. Ambos os condomínios somam 310 lotes, cada um medindo 300 metros quadrados (10 x 30m) e todos com vista para a Chapada do Araripe. Um luxo!

*** No próximo dia 2 de novembro o monumento ao Padre Cícero, localizado na colina do Horto, em Juazeiro do Norte, completará 41 anos de inaugurado. A estátua – que já foi considerada a terceira maior do mundo feita em concreto armado – deverá ser tombada – pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional–Iphan – no dia 11 de julho de 2011 como “Patrimônio Cultural” do povo brasileiro.

*** O Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, só possui uma lanchonete. Parece coisa de estatal sem concorrência. Lá os preços cobrados se constituem numa verdadeira exploração. Um pequeno exemplo: o valor de um copinho de água mineral (250 ml) é de R$1,50. (Em outros lugares o mesmo produto custa R$ 0,50). Já a garrafinha de 500 ml, do mesmo produto, na mesma lanchonete, custa R$ 2,50. Um assalto!

*** Se vivo fosse, monsenhor Murilo de Sá Barreto comemoraria no próximo dia 31, oitenta anos de idade. Na foto abaixo, o local onde ele foi sepultado, na Capela do Encontro, da Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, espaço sempre visitado por fiéis que lá vão rezar por monsenhor Murilo.

4 comentários:

  1. Parabéns, Armando, por nos brindar com mais uma excelente Coluna Armando Rafael. O tempo passa tão rápido que já chegamos novamente na sextaa-feira, e muitas vezes eu só dou conta quando vejo aparecer a sua excelente coluna.

    Um forte Abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  2. Nestes dias de contendas eleitorais, emerge, com intensidade e força, manifestações cotidianas do debate ideológico entre a direita e a esquerda. Confesso que ando meio enjoado (às vezes mesmo enojado) do baixo nível de alguns debates que se sucedem, a começar pelos proferidos por políticos profissionais que se postam no front da guerra eleitoral, a defenderem seus interesses corporativos e fisiológicos. Na retaguarda, então, é um verdadeiro “deus-nos-acuda”, onde o calor do momento parece cozinhar a sensatez dos oponentes, interferindo até em longas e aparentes sólidas amizades. Foi a deixa para não deixar que a política me aborreça. Por isso, confesso, estou irreversivelmente cansado disso tudo. E aborrecido também. Cansado e aborrecido de ter que ouvir piadinhas sobre a colossal vitória do partido A contra o partido B. Cansado e aborrecido de ter que desviar dos renitentes militantes (ou cabos eleitorais) que todos os dias, manhãs e noites, se postam na porta da Universidade onde trabalho e distribuem propaganda do outro candidato. Cansado e aborrecido de ser confundido como eleitor do outro candidato, talvez simplesmente por que sou professor universitário e como tal pareço ter um rótulo na testa. Cansado de, quando digo que não sou partidário de tal candidatura, ter que ouvir aquela costumeira indagação de “não-acredito-no-que-estou-ouvindo-professor”.

    No início desta campanha já tinha decidido me manter discreto, evitando estéreis, desagradáveis e desgastantes polêmicas. Agora, ao final, decidi radicalizar a posição: doravante tentarei fugir de política como o cão foge da cruz. Sei que depois do dia 31, data da eleição do segundo turno presidencial, e passada a euforia dos que se considerarão vitoriosos, tudo voltará a ser como dantes no quartel de Abrantes. Os ânimos serenarão e o assunto eleição deixará de ser a ordem do dia. Para mim não bastará, pois a estrovenga continuará girando, só que acima dos pescoços. Só me interessarei doravante por Política (assim, com “p” maiúsculo). Deixarei a política (assim, com “p” minúsculo) para aqueles que gostam deste maniqueísta e pobre debate que separa as pessoas por rótulos ideológicos ou opção eleitoral.

    Carlos Rafael

    ResponderExcluir
  3. Carlos:
    Assino embaixo de suas reflexões.
    Esta campanha eleitoral de 2010 foi a mais baixa desde a recente redemocratização do Brasil, acontecida a partir de 1989.
    Sofremos um retrocesso na evolução política que vinha acontecendo, quando vimos um Chefe de Estado baixar o nível do elevado cargo para se tornar mero cabo eleitoral. E imaginar que aquela cadeira já foi ocupada por pessoas da estatura de um Juscelino Kubitschek, de um Dom Pedro II, de um Epitácio Pessoa...
    Em alguns momentos dava a impressão de que o Brasil tinha virado um Haiti ou uma Venezuela. A baixaria foi tão grande que até alguns blogs caririenses passaram a servir unicamente de espaço para algumas pessoas darem vazão aos seus mais primitivos instintos. E passaram a utilizar aqueles veículos (que antes serviram para congregar pessoas civilizadas) como meros espaços de campanha partidária e culto á personalidade, nos moldes das ditaduras de inspiração stalinista....
    Não cheguei a me decepcionar com essas pessoas (aí incluídas os naturais daqui e os adventícios), pois em manifestações escritas anteriormente elas já deixavam vislumbrar suas verdadeiras personalidades. Mas a coisa resvalou para piadinhas chulas, adulações reles, provocações mesquinhas...
    A realidade nos mostra que nos últimos meses voltou-se a praticar a política com “p” minúsculo, como era praxe nesta infelicitada República desde o seu nascedouro, onde – com raríssimas exceções – os políticos só buscam o poder para locupletar-se; para o enriquecimento ou vantagens pessoais, pelo desejo do mando; para o exercício da demagogia ou para perseguir adversários e desafetos.
    No início de outubro teve um intelectual que fez um comentário onde assacava as expressões abaixo contra um antigo amigo:
    “um sujeitinho que se diz artista”,
    “bandidagem sem tamanho”,
    “Isso é coisa de bandido”
    Se ele tivesse ainda alguma vergonha na cara ia cuidar da merda do blog dele”, “Pode latir à vontade”,
    dentre outras...
    Triste!

    ResponderExcluir
  4. Realmente, Armando,

    Têve isso. Você replicou exatamente as palavras utilizadas em outro Blog para atacar os que lá pensam diferente. Lamentável, mas a maldade é como ferrugem. Só consome aquele que a possui.

    Aos que nos fazem mal, respondamos com brandura, perdoemos os ignorantes, pois não sabem o que fazem. Sei que é muito difícil de praticar isso, mas é o que nos separa deles.

    Aqui não permitimos aqueles palavrões. Não permitimos as abominações, as imagens absurdas, nojentas que eles publicam, não permitimos a irresponsabilidade de ataques aos velhos conhecidos que eles fazem, não permito a publicação de qualquer comentário difamatório sobre nossos amigos, e zelamos pelo nosso lugar.

    Em que aquilo se transformou ? Num Tonel de ódio, de sangue, só vejo postagens depreciativas, francamente pejorativas até às coisas sagradas, fazendo pilhérias, molecagens, mostrando o candidato que eles não gostam com o cérebro do tamanho de um feijão, em desenhos grotescos... molecagens típicas de outrora...

    Acho que pode-se expressar satisfação ou insatisfação sem precisar ter de apelar para essas baixarias.

    Aqui publicamos apenas o que é notícia em jornais. Notícias que já sairam na Folha, no Estadão, no Correio brasiliense, etc, dentro da educação.

    Interessa-nos discutir as propostas, mostrar a verdade, o passado de cada um, mas não nos interessa atacar a honra de nenhum dos candidatos nem denegrir a imagem, como alguns têm feito odiosamente em outros Blogs.

    Mas foi melhor separar-se o joio do trigo, para que vivamos em PAZ, e continuemos em PAZ. Enquanto o mundo se consome no ódio, aqui estamos em paz e a propagamos.

    PAZ É SUCESSO! O MAL POR SI SE DESTRÓI.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.