13 outubro 2010

Após oito horas de operações, já são 9 os mineiros resgatados no Chile


Desde a 0h desta quarta-feira (14) já são nove os mineiros chilenos resgatados na mina da San José, no deserto do Atacama. Há poucos momentos, Mario Gómez, 63, o mais velho do grupo, chegou à superfície. Florencio Ávalos entrou para a história como o primeiro mineiro a sair da mina, à 0h11. Uma hora depois, por volta da 1h05, Mario Sepúlveda foi resgatado da mina. Emissoras de TV do mundo inteiro também transmitem o resgate. Segundo o ministro da Saúde, Jaime Mañalich, as operações de resgate têm transcorrido até melhor do que o inicialmente esperado. Segundo ele, todos os mineiros até momento apresentam boa condição de saúde e vêm evoluindo bem. Alguns deles já foram transportado para o hospital de Copiapó.

Após a retirada de Sepúlveda, o segundo paramédico desceu ao interior da mina. Patricio Robledo auxiliará na preparação dos próximos mineiros a subirem dentro da cápsula Fênix 2. Às 2h08, Juan Illanes foi o terceiro mineiro a chegar à superfície. Único boliviano no grupo, Carlos Mamani, 23, foi o quarto da lista de resgate. O quinto a ser retirado foi Jimmy Sánchez, 19, às 4h09. Ele é o caçula do grupo e estima-se que seja também um dos mais vulneráveis psicologicamente. Apesar da disposição e aparente energia com a qual os mineiros saíram da cápsula, todos eles foram levados para o hospital de campanha em macas, onde passarão por exames de triagem. Por terem passado mais de dois meses sob a terra, cada mineiro subirá à superfície usando óculos escuros de última geração, com 100% de proteção contra raios UVA, UVB e UVC, e com um sistema cromático que permite manter a nitidez das cores, além de lentes intercambiáveis para enxergar de perto e de longe.

CHEGADA À SUPERFÍCIE

Aos 31 anos, casado e pai de dois filhos, Ávalos não queria ser o primeiro, conta o tio Alberto. Mas não teve escolha. Era um dos mais hábeis --em boa forma física e com ampla experiência em minas. Ao chegar à superfície, em meio a aplausos e aos gritos de "Chi, Chi, Chile, ele foi abraçado pelo filho que chorou muito. "Todos vimos Florencio abraçando sua mulher e filhas, com um carinho, que nos emocionou a todos os chilenos. Mas ainda há muito trabalho pela frente. Agora é a vez de Mario Sepulveda. E assim será durante toda a noite, o trabalho duro", disse o presidente do Chile, Sebastián Piñera.

Pouco antes da chegada do segundo mineiro, Mario Sepúlveda, sua tia Ana Espinace, disse que está "angustiada" e que logo quer abraçá-lo e dizer o quanto o ama. Com muita energia, Sepúlveda, que ficou conhecido como o "apresentador" dos vídeos enviados pelos mineiros, entregou cartas a todos os membros do resgate e abraçou o presidente Piñera. Antes de deitar na maca, o segundo mineiro resgatado sorriu muito, saudou diversos membros da equipe de resgate, tirou o capacete, demonstrando muita energia e disposição. "Boa, chefão!" disse ao abraçar o ministro da Mineração, Laurence Golborne.

Em entrevista ao lado de sua família já às 3h30 desta quarta-feira, o segundo mineiro a ser resgatado, Mario Sepúlveda, disse que não quer ser tratado como um artista, e sim como um mineiro, e que "o amor" de sua família é a coisa mais importante para ele. O terceiro mineiro resgatado foi Juan Illanes, 52 -- ele é veterano de conflito na fronteira que quase gerou uma guerra entre o Chile e a Argentina em 1978. Carmen Baeza, a mulher de Illanes, e seu filho Ignacio, esperaram por ele na superfície. Illanes saiu da cápsual sorridente, tirou o capacete e mostrou disposição. Mesmo assim, foi levado em uma maca ao hospital, como os demais mineiros.

Único estrangeiro do grupo, Carlos Mamani, 23, foi o quarto na lista de resgate e deixou a mina às 3h09. Com muita energia, o boliviano agradeceu a todos pelo resgate, abraçando o presidente chileno Sebastián Piñera e os demais membros das operações na mina. De acordo com emissoras de TV o boliviano, sua mulher e sua filha Emily receberão um terreno na cidade de Cochabamba, oferecido pelo presidente Evo Morales, para ajudá-los a começar uma nova vida.

A preparação de Sánchez, o quinto trabalhador a ser retirado, levou mais tempo do que a dos outros quatro que subiram antes dele. De acordo com as conversas de rádio, ele estava muito ansioso. Ele chegou à superfície às 4h09 e foi recebido pelo pai. Muito mais abatido do que os quatro primeiros a subir, o jovem mineiro mostrou um semblante muito mais preocupado e tenso ao chegar à superfície e foi rapidamente levado à maca e direcionado ao hospital de campanha. Até agora, dois paramédicos desceram à mina para ajudar no resgate dos mineiros. O sargento Roberto Rios Seguel, da Marinha chilena, foi o primeiro a descer, antes dos mineiros começarem a sair. Ele é um médico de combate, especialista em primeiros socorros. Patricio Robledo, segundo paramédico a descer ao interior da mina, pertence à Marinha chilena e tem experiência em sobrevivência em ambientes hostis e fugas de espaços confinados.

ORDEM DE SAÍDA


A seguir, a lista preliminar com a ordem de saída dos mineiros. Os quatro primeiros foram anunciados com base em informação oficial, e o restante segundo uma lista preliminar entrega às famílias e divulgada pela Televisão Nacional do Chile.

Folha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.