12 agosto 2010

CRATO - Inaugurado Memorial Dr. Raimundo de Oliveira Borges


I
naugurado ontem, em Crato, o Memorial Dr. Raimundo de Oliveira Borges, uma homenagem aos seus 103 anos, que seriam completados no dia de ontem. O advogado faleceu no último dia 27 de janeiro. Várias autoridades e intelectuais do Crato e da região compareceram ao evento. Na ocasião, houve o hasteamento das bandeiras e descerramento da placa inaugural, pelo Reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professor Plácido Cidade Nuvens, o vice-prefeito do Crato, Raimundo Bezerra Filho, o presidente do Instituto Cultural do Cariri (ICC), Manoel Patrício de Aquino, além da presença de amigos e familiares. O Memorial com livros, comendas, medalhas e objetos que pertenceram ao Dr. Borges estão expostos na primeira sala da casa em que morou, no Crato, por várias décadas, até o seu falecimento.

Autor de 25 livros, ex-promotor de Justiça nas Comarcas de Tauá, Missão Velha e Crato, Dr. Raimundo Borges foi advogado de ofício, vereador da Câmara Municipal do Crato, prefeito interino e secretário municipal, entre outros cargos administrativos. Raimundo de Oliveira Borges tinha 73 anos de carreira. Também já esteve na posição de diretor da Faculdade de Filosofia, Ciências Econômicas e de Direito do Crato. Foi membro do Instituto Cultural do Cariri — ICC, do Instituto Genealógico do Cariri, membro Honorário da Academia de Letras de Uruguaiana, Rio Grande do Sul, além de outras instituições. Nasceu em 1907, na atual Caririaçu. Cursou o primário em escolas públicas, de 1916 a 1921. O secundário no Colégio Diocesano do Crato, no Liceu do Ceará, em Fortaleza, e no Ginásio da Bahia, Salvador.

Em março de 1928, o advogado ingressou na Faculdade de Medicina da Bahia e, em 1930, transferiu seus estudos para a Faculdade de Medicina de Recife. Abandonou o curso por problema de saúde. Apenas três anos depois, ele tomou uma decisão que levaria para toda a vida. Em 1933, se matriculou na Faculdade de Direito do Ceará, em Fortaleza, onde concluiu o curso jurídico em 1937. Foi orador da turma.

Dentre os livros publicados pelo advogado, estão “Crime de Injúria verbal”, “Interdito Proibitório”, “A Eloqüência e o Direito”; “Monsenhor Doutor Eugênio Veiga”; “A presença de Euclides da Cunha na nossa história”; “O Padre Cícero e a Educação em Juazeiro” e “Memória Histórica da Comarca do Crato”.

COBERTURA FOTOGRÁFICA

Img_4629


Img_4650



Img_4711



Img_4735



Img_4694



Img_4817



Img_4805



Img_4789



Img_4787


Image1



Img_4760



Image2


Texto: Assessoria de Imprensa da PMC
Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB do Ceará.
Reportagem Fotográfica: Dihelson Mendonça

2 comentários:

  1. Dr. Raimundo de Oliveira Borges, com certeza estaria se remexendo no túmulo, ao saber dessa ida do SESI do Crato para Juazeiro. Ele, como um grande defensor das causas do Povo do Crato.

    Salve! Oh Grande Mestre!

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  2. Conheci Dr. Borges em dezembro de 2009. Para mim ele foi a comprovação definitiva de que o espírito não envelhece e que a vida é eterna e que a morte é vida latente e que "o trabalho é a categoria fundante do ser humano". Poucas pessoas sabem, mas o seu melhor amigo chamava-se Alvaro Correia (irmão de minha avó materna Ormecinda de Caririaçu) maestro da Banda Filarmônica São Mateus´(hoje município de Jucás-CE) dos idos de 30). Sinto saudades do barulho da maquina datilográfica... a gente escutava de fora da casa... tactac ta tac tata tac trin!

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.